Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O check-up cerebral funciona?

Não existe um consenso sobre a realização de check-ups cerebrais. Mas, graças às novas tecnologias, isso será uma realidade em um futuro próximo

Todos nós estamos acostumados ao conceito de check-up: fazemos check-up cardíaco, da próstata, das mamas, colonoscopias etc. Mas e o cérebro, o órgão que nos diferencia dos outros animais, será que olhamos para ele com a devida atenção?

A verdade é que o tema sempre envolveu uma boa dose de charlatanismo: “treine seu cérebro”, “evite o Alzheimer”, “fortaleça sua memória” etc. Até hoje nenhuma destas promessas foi comprovada cientificamente.

Não existe um consenso sobre a realização de check-ups cerebrais. No entanto, os recentes desenvolvimentos tecnológicos sugerem que, no futuro não distante, isto será uma realidade. O exame de escolha para observação do cérebro é a ressonância magnética. Ela pode ser utilizada para verificar o cérebro e os vasos cerebrais; não usa R-X e é extremamente segura.

Ressonância magnética

A ressonância magnética tem sido cada vez mais utilizada para rastreamento em indivíduos aparentemente saudáveis, e uma variedade de achados e doenças tem sido relatados, muitos deles relacionados a problemas tratáveis, como tumores, aneurismas etc.

Além disso, estão em desenvolvimento, e estarão em breve disponíveis comercialmente, exames que poderão predizer as chances de desenvolvimento de doenças degenerativas do cérebro, como o Alzheimer e a doença de Parkinson. O questionamento de muitos certamente será: de que adianta saber que desenvolverei tal doença se não há maneira de alterar isto? Bem, para estes, basta lembrar o que ocorreu com o câncer de mama, de cólon etc. Indivíduos mais propensos são seguidos mais de perto, e tratados mais agressivamente, e mais precocemente.

Se cuidamos do coração, da próstata, das mamas etc, porque não devemos olhar com carinho para nosso cérebro?

 

(Felipe Cotrim/VEJA.com)

 

Quem faz Letra de Médico

Adilson Costa, dermatologista
Adriana Vilarinho, dermatologista
Ana Claudia Arantes, geriatra
Antonio Carlos do Nascimento, endocrinologista
Antônio Frasson, mastologista
Artur Timerman, infectologista
Arthur Cukiert, neurologista
Ben-Hur Ferraz Neto, cirurgião
Bernardo Garicochea, oncologista
Claudia Cozer Kalil, endocrinologista
Claudio Lottenberg, oftalmologista
Daniel Magnoni, nutrólogo
David Uip, infectologista
Edson Borges, especialista em reprodução assistida
Fernando Maluf, oncologista
Freddy Eliaschewitz, endocrinologista
Jardis Volpi, dermatologista
José Alexandre Crippa, psiquiatra
Ludhmila Hajjar, intensivista
Luiz Rohde,
psiquiatra
Luiz Kowalski, oncologista
Marcus Vinicius Bolivar Malachias, cardiologista
Marianne Pinotti, ginecologista
Mauro Fisberg, pediatra
Miguel Srougi, urologista
Paulo Hoff, oncologista
Paulo Zogaib, medico do esporte
Raul Cutait, cirurgião
Roberto Kalil, cardiologista
Ronaldo Laranjeira, psiquiatra
Salmo Raskin, geneticista
Sergio Podgaec, ginecologista
Sergio Simon, oncologista

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s