Blogs e Colunistas

Como declarar: Bens

O contribuinte deve declarar todos os bens, como imóvel e carro, que sejam de sua propriedade até 31 de dezembro de 2011, além daqueles adquiridos ou vendidos no ano passado. Em caso de compra de imóvel, basta declarar todos os dados relativos à propriedade adquirida na área dedicada a bens e direitos.

No caso de venda, o princípio geral é simples. O imposto a ser pago, se houver, incidirá sobre a diferença entre o valor da venda do imóvel e o registrado na declaração do ano passado. Mas há isenção de pagamento nas seguintes situações:

- se o valor da operação atingir no máximo 35.000 reais por mês.

- se o valor de venda do imóvel atingir no máximo 440.000 reais, o imóvel for a única propriedade do contribuinte e este não tiver realizado outras operações de venda nos últimos cinco anos.

- se o imóvel for residencial e todo o valor obtido com a venda for empregado na compra de outra(s) propriedade(s) com o mesmo fim no prazo de 180 dias.

- se o imóvel vendido foi adquirido antes de 1969.

O contribuinte deve declarar também todas as benfeitorias feitas nos imóveis. Isso permite elevar o valor do bem e, consequentemente, ajuda a reduzir o valor de imposto a ser pago em caso de venda.

Porém, é fundamental guardar todos os comprovantes de pagamento de despesas com benfeitorias, como recibos e notas fiscais. No caso de imóveis adquiridos após 1988, as benfeitorias serão acrescidas ao próprio valor do imóvel. Já nas propriedades adquiridas antes dessa data, as melhorias devem ser declaradas em separado, pelo código específico para benfeitorias.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

18 Comentários

  1. Denise

    -

    09/04/2012 às 9:43

    Fiz um empréstimo de 50.000,00 ao meu filho em 2011, o qual será quitado neste ano,como devemos declarar esse empréstimo eu e meu filho?

  2. Andreza

    -

    04/04/2012 às 15:47

    Vendi uma sala comercial em Maio-2011, recebi 50% em 2011 e o restante receberei na assinatura da escritura que ocorrerá em Maio/2012.Quando devo declarar a saída desse bem? Em 2011 ou 2012?

  3. Rodrigo

    -

    07/03/2012 às 11:33

    Comprei um veiculo no começo do ano 2012, no valor de R$21.000,00 meu IR Total dos Rendimentos (inclusive ferias) é de R$19.317,56 devo declara e Como faço para declara o veículo que comprei?

  4. Aline

    -

    06/03/2012 às 11:16

    Sobre o comentário que postei abaixo, a compra e a venda foram a vista.

  5. Aline

    -

    06/03/2012 às 11:15

    Como faço a declaração de um veículo que comprei em março de 2011 e o vendi em novembro do mesmo ano?

  6. Aderbal

    -

    06/03/2012 às 9:41

    Eu e minha noiva compramos um apartamento com um sinal de R$ 30.000,00 sendo R$ 15.000,00 dela e R$ 15.000,00 da minha mâe. O contrato está em meu nome e minha noiva não declara IPRF. Como declaro essa aquisição e como declaro esses recursos. No caso da minha mãe,como ela declara esse recurso “dado” a mim?

    Atenciosamente

  7. Renato

    -

    05/03/2012 às 16:49

    fiz um predio com 4 apto, a os vendi agora todos os aptos,
    como que declaro a construçao deste predio, em que campo,
    pra construir os aptos paguei dinheiro da pessoas que me compraram os aptos. como declaro isto
    renato vescovi
    46 99722390
    cpf 68144091949
    rg 48244769
    Palmas pr

  8. Bruno

    -

    05/03/2012 às 12:02

    Comprei um apartamento financiado pela caixa eu declaro o valor total do bem?
    Eu fiz uma financiamento de uma carro no ano passado 2011 e no mesmo ano eu devolvi o carro tenho que declarar a compra e a venda do carro?

    Desde já agradeço.

  9. Wagner

    -

    05/03/2012 às 1:10

    Como declarar bens de dependentes ??
    O sistema não tem “aba” separado para isso.
    Devo escrever o nome do proprietário (com CPF) na descrição ??

    E no caso de meus dependentes agora terem bens em valor total acima de R$ 300 mil, posso mantê-los como dependentes ou eles terão de fazer a declaração “individual” ??

  10. roberto

    -

    04/03/2012 às 22:18

    pago a mensalidade de um curso superior de minha empregada doméstica e sou o responsável financeiro junto a faculdade. posso abater as mensalidades do IRPF?

  11. Fabio

    -

    04/03/2012 às 19:14

    Comprei um carro em 2011, pago 50% e minha noiva 50%. Demos uma entrada e o restante financiamos. Ambos devemos declarar? Cada um declara quanto pagou ou o valor total já pago?

  12. bill

    -

    03/03/2012 às 15:06

    O meu carro foi roubado no ano passado estavo no seguro a seguradora pagou o valor do carro e juntei mais uma parte para comprar um novo carro como eu devo declarar nesse caso

  13. JOAO VICTOR LOPES LIBANO

    -

    02/03/2012 às 10:56

    Meu Pai nunca fez IRPF, porem ele tem 3 imoveis no nome dele e da minha mae so que não são novos ja são antigos quando a moeda nem era real ainda, como devo proceder em caso de fazer a declaração dele agora? qual o valor devo atribuir aos imoveis?

  14. ELCIO SILVA

    -

    01/03/2012 às 22:20

    COMPREI UM CARRO SEMI NOVO FINANCIADO ANO 2008 NO VALOR DE R$25.000,00 NO ANO PASSADO. DEVO DECLARAR O VALOR TOTAL OU SO AS MENSALIDADES PAGAS ATÉ 31/12/2012 E EM QUE CAMPO DA DECLARAÇÃO.

  15. Pamela Dillenburg

    -

    29/02/2012 às 20:07

    Boa noite!
    Adquiri um imovel na planta em agosto de 2011 e pagamos uma quantia de entrada mais algumas prestaçoes fixas ate a entrega do mesmo. Posso declarar esse valor que foi pago com deposito bancario para a construtora?

  16. josimar

    -

    28/02/2012 às 20:06

    Boa noite em Agosto de 2010 comprei uma casa no valor 145,000 e nao fiz a delaraçao deste imovel, como devo fazer a delaraçao desta casa.

  17. Neusa Miranda

    -

    28/02/2012 às 10:26

    Dúvida: E se o imóvel já estiver na família antes de 1969, mas se o valor ultrapassar R$500.000,00 e ainda se não for o único imóvel, o que vai prevalecer? Não haverá o ganho de capital, sendo imóvel antigo? Outra dúvida, o valor para o cálculo do ganho de capital é o valor bruto ou o valor descontado o valor para o corretor?
    Obrigada e aguardo resposta se possível.

  18. Ricardo Araujo

    -

    26/02/2012 às 17:16

    O conteúdo é bem elaborado e fácil de compreender. Seria bom se pudesse ser incluído casos como declaração de bem sinistrado com indenização pela seguradora, venda de imóveis a prazo entre pessoas físicas e outros.

    Respeitosamente,
    Ricardo

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados