Blogs e Colunistas
Livros | De 25 de novembro a 1º de dezembro

O Espetáculo mais Triste da Terra

Lançamento 25 novembro

Loading

(Companhia das Letras, 352 páginas, 46 reais) Aquela que é considerada a maior tragédia circense da história, o incêndio do Circo Norte-Americano, em Niterói, é reconstruída em O Espetáculo mais Triste da Terra – O Incêndio do Gran Circo Norte-Americano, livro feito pelo jornalista Mauro Ventura com base em 150 entrevistas. Entre as fontes, se destaca o trapezista Santiago Grotto, que havia acabado de se exibir quando o fogo começou no dia 17 de dezembro de 1961, dando início à tragédia que resultaria em 503 mortos. O incêndio cuja causa, se curto-circuito ou crime, nunca foi esclarecida, ocorreu justamente no momento em que o principal hospital da região se encontrava fechado por falta de condições para operar. Uma triste coincidência que resultou em uma forte discussão pública, em repercussão internacional e no surgimento de dois personagens ainda hoje marcantes: o profeta carioca Gentileza, já cantado por Marisa Monte, e o cirurgião Ivo Pitanguy. Histórias que rondam a tragédia e estão neste livro.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

16 Comentários

  1. rebeca

    -

    28/01/2013 às 21:07

    que pen que pegou fogoo eu lamento muito pelo fato!!

  2. rebeca

    -

    28/01/2013 às 21:06

    bom eu achei que com todas essas tragedias as pessoas se lembrariam do grande fato historico que aconteceu em niteroi foi um grande acontecimento pois o circo era uma grande atraçao para os turistas!!!

  3. barbara linda 55

    -

    28/01/2013 às 21:03

    mto legal essa materia….. amei d mais

  4. Carlos Grand

    -

    05/01/2013 às 18:58

    Tinha 16 anos na época, morava em Niterói. Radioamador, com outros colegas, atendíamos pessoas do Brasil inteiro que desejavam saber notícias de seus familiares e enfermos em estação montada em sala do Hospital universitário Antônio Pedro. Cenas terríveis, chocantes que jamais se apagarão da minha memória. Tarefa triste de informar lista de mortos. Niterói ficou de luto por muito tempo.

  5. felix paulo da silva

    -

    04/01/2013 às 22:38

    Maravilhosa a ideia de Mauro Ventura,em resgatar uma estória que o Brasil preferiu esquecerpois Gentileza apesar de um grande homem ficou meio restrito as frases que vemos nos viadutos do Rio,a nova geração precisa conhecer a verdadeira história do nosso Brasil.Parabéns Mauro.

  6. alana

    -

    28/05/2012 às 16:41

    eu achei isso muito triste eu olhei em um site e vi que isso foi causado por causa de um desentedimento.

  7. Danielle Cunha

    -

    23/03/2012 às 12:23

    Embora o incêndio do Edifício Joelma, ocorrido em 1974 em S.Paulo, seja o fato de maior repercussão, a tragédia do Gran Circo Americano foi a pior da história do Brasil desta natureza. Faltou profundidade nas investigações, faltaram equipamentos de socorro para os bombeiros, mas sobrou omissão das autoridades “competentes” na ajuda – coisa que não foi muito diferente no Joelma. Pena que naquele tempo (anos 50) não se abriram as discussões para a mudança de leis de prevenção e combate a incêndio, talvez não por desinteresse!… Vou ler este livro e, com certeza, vou me emocionar muito!

  8. Saramar Mendes

    -

    22/12/2011 às 22:56

    Este será o meu present de natal.

  9. Lincoln B.M.

    -

    18/12/2011 às 0:13

    Minha família conta que isso foi um ato deliberado, diz-se que foram dois garotos que passaram combustível ao redor da lona que incendiou total de baixo pra cima e desabou em dez minutos pegando fogo e matou todos. Minha mãe conta que minha vó era uma das bailarinas que se equilibravam de roupa rosada e sapatilha de balé em cima de cavalos, ela saiu do circo por ter se casado e não esteve no acidente. Ela faleceu de câncer no hospital da PUC em Porto Alegre em 1998. As revistas da época ou o livro talvez tenham foto dela entre as bailarinas sobre cavalos.

  10. Ronaldo Rocha

    -

    11/12/2011 às 23:55

    Eu ví o dia seguinte da tragédia. Tinha 10 anos e até hoje me lembro do forte cheiro de carne queimada, dos corpos carbonizados enfileirados e dos elefantes com queimaduras no dorso. Perdi pessoas queridas na tragédia.

  11. Assueres Barbosa -Jornalista - Mestre de cerimonial

    -

    10/12/2011 às 19:49

    Agradeço ao confrade Mauro Ventura a inserção do meu nome na sua bem elaborada obra literária, “O Espetáculo mais Triste da Terra” – o incêndio do Gran Circo Norte Americano -, como modesto colaborador. Já de posse do livro, estarei no dia 13, na Biblioteca Pública de Niterói, para parabenizá-lo e obter o seu importante autógrafo.

  12. Paulo Roberto Cecchetti

    -

    09/12/2011 às 23:49

    Quando, hora e onde será o lançamento do livro “O espetáculo mais triste da terra” em Niterói?

  13. Henrique Zech

    -

    05/12/2011 às 11:27

    Eu tinha quase 4 anos, estava no circo, o que aconteceu foi tão forte que até hoje lembro daquele dia! Só voltei a circo de lona depois de adulto.

  14. Assueres Barbosa -Jornalista - Mestre de cerimonial

    -

    03/12/2011 às 17:44

    Parabéns ao jornalista Mauro Ventura pela publicação de seu livro sobre o Incêndio do Grand Circus Norte Americano, ocorrido em 17 de dezembro de 1961, em Niterói. Fui o primeiro jornalista a chegar ao local e até hoje não consegui esquecer a tragédia. É preciso se cultuar a memória das vitimas, tanto assim que por diversas vezes nos jornais em que trabalhei reeditei a matéria e pedi a construção de um memorial em homenagem. Infelizmente, sem sucesso. O Departamento de História da Uerj-Patronato também lançou há dois anos um DVD.

  15. Idoardo Santos

    -

    27/11/2011 às 22:49

    Louvável a iniciativa do jornalista e escritor Mauro Ventura em aborda o tema em livro do grave incêndio ocorrido no circo em que eu estava presente, juntamente com a minha mãe (Oracina Santos), minha irmã (Marta Maria Santos) e a nossa empregada (Inês). Graças a Deus saímos ilesos, graças também a atitude dos escoteiros que cortaram a lona nas laterais e por onde muitas pessoas saíram e foram salvas. Recomendável a leitura pela relevância do resgaste e pela operação de socorro montada no Hospital Universitário Antônio Pedro.

  16. Sérgio Escovedo

    -

    25/11/2011 às 23:36

    De acordo com Carequinha, que conheci em Sâo Gonçalo, a tragédia foi causada porque o elefante estava amarrado ao mastro central. Com o incêndio, o animal apavorado derrubou o enorme mastro e provocou a queda da lona. Creio que morreram mais de 600 pessoas. O tema é doloroso. Vou ler o livro.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados