Blogs e Colunistas
Cinema | De 21 a 27 de dezembro de 2012

As Aventuras de Pi

Estreia 21 dezembro

Loading

(Life of Pi, EUA, 2012) Após crescer na Índia rodeado de animais e de diferentes religiões, o garoto Pi Patel (interpretado, quando jovem, por Suraj Sharma, e quando adulto, por Irrfan Khan) tem de enfrentar o desafio de se mudar para o Canadá com sua família. Durante a viagem, o navio que fazia a viagem naufraga e ele e alguns animais são os únicos sobreviventes. Quando os animais começam a morrer, só restam ele e o tigre Richard Parker em um pequeno barco. Preso na embarcação durante dias em mar aberto, ele faz do tigre uma motivação e, ao mesmo tempo, um teste de seus próprios limites. O filme é baseado no livro de mesmo nome escrito pelo canadense Yann Martel e está indicado a três categorias no Globo de Ouro — melhor diretor (Ang Lee), melhor filme e melhor trilha sonora — e é presença certa no Oscar 2013, onde também deve aparecer na categoria fotografia, uma das melhores do ano.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

9 Comentários

  1. Cícero Rodrigues

    -

    05/02/2013 às 22:38

    O filme instiga,perturba e emociona.Ele procura um equilíbrio entre os diversos credos religiosos. Mas no final,o enredo na verdade relativiza a existência de Deus. Para o herói da estória, não importa muito se Deus existe ou não, o que realmente importa é acreditar, para que possamos suportar as nossas realidades. É nesse ponto que eu discordo totalmente da visão do autor.

  2. VICENTE FELIPE PEREIRA

    -

    12/01/2013 às 20:14

    Que bom que na edição eletrônica o texto está melhorado. Na edição escrita foi dito que houve um naufrágio, todos morreram. Pi sobreviveu (?). Seria bom também esclarecer que a história original, pelo que consta partiu de um brasileiro, Moacir Scliar, que teve sua obra “inspirada” pelo escritor do Pi, que inclusive se retratou, após a reclamação.

  3. Ana Monteblanco

    -

    07/01/2013 às 22:17

    O filme é uma história fantástica, os efeitos e as imagens são perfeitos! Embora sendo uma aventura irreal, o filme descreve a capacidade , a fé e a luta daquele jovem ainda menino por uma esperança em sua vida, que em meio a tristeza e o sofrimento, nunca foi egoísta, mostrando um exemplo de amor e fé! Emocionante!

  4. Juliana Fraga

    -

    07/01/2013 às 16:25

    Não consigo ver As Aventuras de Pi como um filme religioso, muito pelo contrário, eu acredito que a história de Pi prega o respeito e a convivência harmoniosa entre fés distintas, pois o próprio garoto que narra a história pertencia a 3 e ao mesmo tempo.
    Seja por qual prisma o público queira acreditar,As aventuras de Pi passa um ótimo feedback. Eu, Juliana, escolhi o prisma da lógica e o da filosofia, mas pode se encontrar assistindo-o também os amantes de ficção e de efeitos especiais, os psicólogos, os cientistas religiosos e até mesmo as crianças em certas partes. Esse filme abraça diversos campos de visão e a quase todos os públicos. Pra mim, é o filme do ano!

  5. Cristina Vaz

    -

    07/01/2013 às 8:23

    Amei este filme. Saí do cinema encantada não só com as cenas, mas principalmente com a história. Leve, divertida, visual colorido e com uma mensagem linda de persistência e esperança. Recomendo.

  6. Luiz Quirino

    -

    30/12/2012 às 9:35

    Não podemos esquecer que essa estória é um plágio de um livro de Moacyr Scliar “Max e os Felinos”. Plágio assumido pelo escritor canadense, autor do livro “Life of Pi”, que teve a sorte de Mocyr Scliar não querer processá-lo. Existe uma entrevista do escritor brasileiro, no youtube, falando a respeito disso.

  7. Denilson

    -

    25/12/2012 às 23:43

    E tudo uma queatao de como se encherga aquilo que nos e dado ! Um olhar supreemdente da vida , da alma , das atitudes , do amor uma estoria amparada na gratidao , na leveza diante da crueza . Supreendente .

  8. vladimir

    -

    23/12/2012 às 13:02

    Impressionante! Fabuloso!! Deveria ir p salas de aula, divas de psclogos, mesas de familias, e sei la mais o que. Um tapa na cara da arrogancia, individualidade, prepotencia, materialismo e tudo de ruim e de pessoas vazias nese mundo. Um historia com 1000 mensagens diferentes, onde todos saem do cinema em silencio (nunca vi isso…) repensando suas vidas. Os religiosos irao se surpreender com a destreza tratada pelo escritor, falando de varias delas sem ofender ninguem. Por favor, assistam esse filme …

  9. Tiago

    -

    22/12/2012 às 13:42

    Filme excelente. Prende o telespectador, história intrigante e emocionante. Deveras recomendo!

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados