Blogs e Colunistas

Arquivo da categoria Política

14/02/2013

às 12:25 \ Carnaval, GPS/ Rio, Playboy, Política, Sociedade

Denise Rocha, o ‘Furacão da CPI’: programa de TV

 

Denise Rocha: do Congresso para a TV. Foto: Paula Neiva

Denise Rocha, a ex-assessora parlamentar, exonerada depois de aparecer em um vídeo íntimo na Internet, prepara uma surpresinha para este ano. A loiraça de proporções de chamar a atenção até na Sapucaí (tire suas próprias conclusões pela foto acima) contou, que, em breve, estreia na TV. Será apresentadora de um programa. Embora se recuse a dar detalhes sobre o conteúdo da atração, ela promete dar o que falar. “Esse sim será um verdadeiro furacão’, diz. E que ninguém duvide da moça (que jura estar solteira), também conhecida como ‘Furacão da CPI’.  

Leia a coluna completa aqui 

Veja também: O ‘Furacão da CPI’, na PLAYBOY. Veja foto exclusiva

Saiba qual foi o presentinho que o Furacão gahnou ao posar nua

Por Paula Neiva

02/02/2011

às 17:50 \ Gente Famosa, Política

Claudia Raia na PLAYBOY: Depois de Collor, ela não faria campanha nem para a própria mãe

♦ Claudia Raia está nas páginas da próxima edição da revista PLAYBOY, que chega às bancas na terça-feira (8). Não se trata de um novo ensaio nu para a revista. Dessa vez, a nova solteira do pedaço (que diz estar reaprendendo a viver sem o casamento com Edson Celulari) estrela a seção de perguntas da publicação.

♦ E não se furta a comentar uma das maiores polêmicas envolvendo seu nome: o apoio à candidatura do ex-presidente Fernando Collor, em 1989. Diz ela: “Quebraram o vidro do meu carro, vasculharam minha vida toda, uma maluquice. Não faria isso de novo jamais. Nem que minha mãe se candidatasse”.

 Para ler a coluna completa, acesse: www.veja.com/gps

Twitter: @gpsveja

09/09/2010

às 20:12 \ Política, Sociedade

A política da boa vizinhança: um encontro inesperado de candidatos

Uma coincidência levou hoje políticos concorrentes a almoçar no mesmo restaurante, o Laguiole, no Rio. Uma das mesas estava reservada para o almoço da presidenciável Marina Silva com o ex-ministro e cantor Gilberto Gil. Marina foi acompanhada dos colegas de partido e candidatos pelo PV,  Fernando Gabeira e Alfredo Sirkis.

Em clima informal, comeram peixe grelhado e salada. Sirkis pediu uma massa com ervas que não estava no cardápio. O vinho foi servido em taças, vendidas ao preço médio de 30 reais.

No mesmo horário, também estavam lá o candidato a deputado federal pelo PMDB Rodrigo Bethlem e o secretário estadual de Saúde do Rio, Sergio Cortes (ambos adversários políticos dos partidários do PV). Quem estava no local, presenciou um exemplo literal de política da boa vizinhança. Ou quase. Na saída, Gabeira disse: “Num restaurante como esse, não posso estabelecer um processo. Só comer.” O restaurante em questão é considerado de alta gastronomia e, normalmente, atrai mais executivos e empresários do que políticos. Às vésperas das eleições, talvez seja essa a razão de tantos políticos estarem freqüentando mais o local.

Para ler a coluna completa, acesse: www.veja.com/gps

Siga GPS no Twitter: @gpsveja

15/07/2010

às 1:20 \ Gente Famosa, Política

Marcelo Madureira: fazer papel de Dilma é um papelão

O humorista Marcelo Madureira, um dos integrantes do Casseta & Planeta, compareceu ao encontro do candidato à Presidência pelo PSDB, José Serra, com representantes da área de cultura, nesta quarta-feira, no Rio. Ele contou a GPS que, se Serra for eleito, caberá mesmo de Cláudio Manoel interpretá-lo no humorístico da Globo (como já fez anteriormente). Se a vitoriosa for Marina Silva, o papel cabe a Helio de La Peña. No caso de Dilma, segundo ele, o posto de intérprete oficial no grupo está vago. “É porque fazer papel de Dilma é fazer um papelão”.

 

01/07/2010

às 16:03 \ Política, Sociedade

Obama menos pop

Os arranhões à imagem de Barack Obama como líder e potencial salvador do mundo também se refletem no Brasil. Segundo uma pesquisa com 35 000 jovens latino-americanos, feita anualmente pela TNS Research International e a consultoria DMRH, o presidente americano caiu para o segundo lugar entre os líderes mais admirados. O empresário-apresentador Roberto Justus ganhou a dianteira. Ainda assim, Obama continua a ser o único nome em comum entre os três líderes mais admirados por brasileiros, argentinos e mexicanos.

por Paula Neiva

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados