Lula, você não está acima da lei! Mas o choro é livre!

Levado para depor, ex-presidente enriqueceu às custas do petrolão, segundo MP

Japa olho magico

Bom dia, Lula

Lula não está acima da lei.

Lula foi levado por condução coercitiva para depor na delegacia da Polícia Federal no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, com a presença de procuradores de Curitiba, da Operação Lava Jato.

No saguão, dezenas de patriotas gritam em coro que “a nossa bandeira jamais será vermelha”, “ôôôô / o PT acabou/ o PT acabou / ôôôô” e “olê, olê, tamo na rua pra derrubar o PT”.

alx_lula-sp-policia-federal-02-20160304-0003_original

Patriotas registram momento histórico no saguão do aeroporto de Congonhas

Por cerca de duas horas, um único cidadão se manifestou em favor de Lula, com o punho erguido. Curiosamente, é o ex-deputado do PT Luiz Carlos da Silva, o Luizinho, que, envolvido no escândalo do mensalão, perdeu o mandato em 2006.

O deputado Devanir Ribeiro chegou em seguida para lhe fazer companhia. É o idealizador do projeto fracassado do terceiro mandato de Lula.

O Instituto Lula informou que, dessa vez, divulgaria nota mais tarde.

Entende-se. O presidente da entidade, Paulo Okamotto, foi igualmente levado com Lula.

Seus subordinados estão atônitos sem saber quantos mis deve ter o mimimi.

teclado mimimi

Teclado do IL

O juiz federal Sérgio Moro é o responsável pela Operação batizada de Aletheia, uma expressão de origem grega que significa busca da verdade por meio do conhecimento – o oposto do que Lula sempre buscou.

Moro Lula

Palmas para Moro!

O Ministério Público Federal encontrou indícios de que Lula recebeu vantagens indevidas da OAS e da Odebrecht, que tinham contratos bilionários com a Petrobras.

“Há evidências de que o ex­-presidente Lula recebeu valores oriundos do esquema Petrobras por meio da destinação e reforma de um apartamento triplex e de um sítio em Atibaia, da entrega de móveis de luxo nos dois imóveis e da armazenagem de bens por transportadora”, informou a força-tarefa da Lava Jato, segundo VEJA.

As investigações mostram que “surgiram evidências de que os crimes o enriqueceram e financiaram campanhas eleitorais e o caixa de sua agremiação política” e que existem repasses a Lula – um deles de pelo menos 1 milhão de reais feito pela OAS – “sem aparente justificativa econômica lícita”.

O dinheiro, aponta a investigação, foi utilizado em reformas e imóveis de luxo como o tríplex 164-A do Condomínio Solaris, no Guarujá.

alx_lula-triplex-jn-1_original

Jornal Nacional mostrou a imagem da visita de Lula ao tríplex

Segundo o MPF, em 2010 Lula comprou dois sítios por 1,539 milhão de reais, sendo que existem “fortes indícios” de que OAS, Odebrecht e o pecuarista e amigo do petista, José Carlos Bumlai, tenham arcado com 770.000 reais para a transação.

Para coletar informações sobre o envolvimento de Lula, Moro também expediu mandado de busca e apreensão nas sedes de ambas as empreiteiras e no sítio de Atibaia frequentado por Lula e sua família.

Lula montagem

A lista de alvos da 24° fase da Lava Jato inclui:

– Lula;

– Lulinha;

– Dona Marisa Letícia (mas consta que não foi levada a depor).

– Marcos Cláudio;

– Uma nora de Lula;

– Jonas Suassuna (suposto laranja 1);

– Fernando Bittar (suposto laranja 2);

– Paulo Okamotto;

– Clara Ant (principal assessora de Lula);

– Maradona (o caseiro do sítio);

– Pessoas responsáveis pelo transporte da mudança de Lula para Atibaia.

O governo de Dilma Rousseff e o PT estão em pânico.

A rede petista na internet chama de golpe e sequestro a decisão judicial de levar Lula a depor, com base em fartos indícios. Captura de Tela 2016-03-04 as 08.47.03

Assessores do Planalto alegaram à Globonews que a operação é uma reação à troca de José Eduardo Cardozo por Welilngton César no Ministério da Justiça, mas as representações do MPF são dos dias 20 e 22 de fevereiro, portanto antes da saída de Cardozo e de especulações de troca no comando da Polícia Federal.

Avaliaram também que a nova fase da Lava Jato vai estimular mais delações premiadas (e há notícias de que mais duas estão a caminho).

Um ministro disse que foi um erro de Lula não ter aceitado integrar o governo (ou subordinar-se a ele…), porque, dessa forma, teria foro privilegiado (como Cardozo manteve na AGU…) e não estaria nesta situação, que ainda compromete as eleições presidenciais de 2018 para o PT.

Este blog tratou do assunto aqui, analisando prós e contras do foro para Lula. O fato é que o ex-presidente está encurralado de qualquer jeito.

O Planalto informou ainda que não sabia se iria soltar nota oficial.

Entende-se. O Planalto nunca sabe de nada.

Já o presidente do PT, Rui Falcão, informou que iria mimimimimimi.

Uma coletiva de imprensa da Lava Jato, comandada pelo delegado Igor Romário, começou às 10 horas.

Roberto Lima, auditor fiscal da Receita Federal, disse que a empresa de palestras de Lula, L.I.L.S., e o Instituto Lula “receberam recursos expressivos de 2011 até 2014, vindos de mais de duas dezenas de grandes empresas e empreiteiras, algumas pagando as palestras, no caso da L.I.L.S., e outras doando recursos para o Instituto Lula”.

“O mais importante é que as cinco maiores empresas que pagaram palestras para a LILS de 2011 a 2014 são as mesmas empresas que doaram os maiores valores para o Instituto Lula”, disse o auditor.

O procurador Carlos Fernando Lima acrescentou que “60% (cerca de R$ 20 milhões de reais) dos valores pagos ao Instituto Lula” e “47% dos valores das palestras pagas vieram das cinco maiores empreiteiras envolvidas na Lava Jato”: Camargo Correa, OAS, Odebrecht, Andrade Gutierrez e Queiroz Galvão.

“Precisamos fazer uma investigação da continuidade dessa cadeia de comando. Hoje estamos analisando evidências de que o ex-presidente e sua família receberam vantagens para eventualmente [serem feitas] concessões de atos dentro do governo”, disse Lima.

A Lava Jato também investiga repasse ilegal das empresas de Lula a filhos do ex-presidente.

“Não há ninguém isento de investigação no país”, completou o procurador.

Sim, Lula. Você não está acima da lei.

Mas o choro é livre.

Felipe Moura Brasil ⎯ http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s