Dançarino Douglas sentia “saudades eternas” do traficante Cachorrão. De luto em janeiro, postou no Facebook que “o bico” ia “fazer barulho”, porque “os amigos” estavam “cheio de ódio na veia”. Pode ser vítima, mas santo não era

[AVISO: Veja os artigos posteriores, já postados aqui no blog: Ruim com UPP, pior sem UPP e Traficantes assistiram ao ‘Esquenta’ comendo pipoca?]

Captura de Tela 2014-04-23 às 23.01.45Já imaginou como estariam as redes sociais se alguém descobrisse um post dos PMs do Pavão-Pavãozinho que os vinculasse mesmo que indireta e sentimentalmente a algum traficante ou falasse em ódio após a morte de um deles? Pois é. Seria um Deus-nos-acuda – quer dizer: um Capeta-nos-guie! – nas páginas dos jornais e da militância da desmilitarização.

Mas agora é do outro lado.

Em 18 de janeiro, um dia após uma troca de tiros no Pavão-Pavãozinho resultar na morte de Patrick Costa dos Santos, o Cachorrão, de 25 anos – que tinha duas condenações por tráfico e obteve livramento condicional em outubro de 2012 -, o dançarino do “Esquenta” Douglas Rafael da Silva Pereira, conhecido como DG e encontrado morto nesta semana na mesma favela que os jornalistas insistem em chamar de “pacificada”, postou no Facebook:

PPG TA DE LUTO, E OS AMIGOS CHEIO DE ODIO NA VEIA, MAS TARDE O BICO VAI FAZER BARULHO…. 

‪#‎SAUDADES‬ ETERNAS CACHORRAO ! 

Passando a limpo a tradução de um policial civil:

– “PPG” é a dita “comunidade” Pavão, Pavãozinho e Galo.

– “Bicos” são fuzis de uso restrito das forças armadas, de grosso calibre (7,62mm e 556mm) e altíssima letalidade, como COLT AR 15, M-16, AK-47, G3 e outros.

– “Os amigos” são os integrantes das quadrilhas que traficam drogas, cometem homicídios, sequestros, roubos e crimes variados.

– “Fazer barulho” é efetuar centenas de disparos, aterrorizando a população ordeira.

– “Cheio de ódio na veia” eu preciso explicar? Não é decerto o sentimento lindo de “miguxos” que querem obedecer a lei naquela noite e nos dias (meses e anos…) seguintes.

Mae-de-dancarino-DG-no-velorio-do-filho

Foto: Marcelo Carnaval / Agência O Globo

Muita calma nessa hora. Aqui não se vai culpar ninguém pela morte de Douglas, muito menos ele mesmo, e que dirá justificá-la, sem que as investigações estejam concluídas. Mas quando morre um morador da favela, ele é logo tratado como um santo inocente vítima de um PM criminoso – na verdade, de toda a PM criminosa que deveria sumir da face da Terra -, de modo que é preciso trazer à luz as informações de todos os lados, sem ceder à polícia do pensamento. Por mais humano que seja sentir saudade de alguém que escolheu o caminho errado, falar publicamente dos “amigos” que vão dar tiros de fuzil em função de sua morte, no momento mesmo em que se revela o luto e a saudade, faz parecer que não se julga a escolha pelo crime e o comportamento dos criminosos coisas assim muito erradas, não é mesmo? Pelo menos a intimidade com os traficantes resta evidente – e é um dado a mais a ser observado. **

O SALTO DE DOUGLAS
O Globo Online informa:

Segundo amigos, o dançarino estaria participando de um churrasco na laje de um prédio de três andares quando, por volta de 1h de terça-feira, bandidos e policiais da UPP que faziam uma ronda começaram um tiroteio. Para sair da linha de tiro, Douglas e um outro rapaz teriam se lançado no ar, a fim de tentar alcançar o telhado de um outro imóvel, cerca de dois metros à frente. Segundo eles, o outro rapaz conseguiu escapar ileso, mas Douglas teria batido com as costelas em um muro divisório e caído cerca de 15 metros, nos fundos da creche vizinha. Eles não sabem dizer se Douglas teria sido atingido no momento do salto.

No momento do salto ou não, sendo verídica ou não essa versão do “churrasco”, o fato é que foi um “tiro transfixante” que matou Douglas e, segundo o delegado da 13ª DP, Gilberto da Cruz Ribeiro, nenhum projétil foi encontrado em seu corpo, nem cápsula na creche onde ele foi descoberto. A Polícia Civil solicitou a apreensão das armas dos dez policiais da UPP, embora haja o risco de adulteração. A seguir nesse ritmo, o caso tem tudo para durar tanto quanto o do pedreiro Amarildo de Souza, da Rocinha – crime pelo qual há 25 policiais denunciados -, fornecendo bastante munição verbal para a militância anti-PM e para os adversários do candidato da situação ao governo do estado do Rio, Luiz Fernando Pezão, “fazerem barulho”.

Beltrame

Foto: Marcelo Piu / Agência O Globo

O secretário José Mariano Beltrame afirmou que facções criminosas orquestram ações como a de terça – assim como no Alemão e no Jacaré – porque está perdendo territórios. Eu prefiro dizer, desde que começou a falsa “Pacificação”, que é porque os integrantes não estão sendo presos – ou foram soltos. O chefe da venda de drogas na favela, Adauto do Nascimento Gonçalves, o Pitbull, de 33 anos, foi preso em 2008, quando apresentou aos policiais crachá de vigia das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na comunidade, mas está foragido desde julho, quando passou para o regime semiaberto e não retornou à cadeia. Pitbull participou do confronto desta semana e conseguiu escapar.

A RAIZ DO PROBLEMA
Captura de Tela 2014-04-24 às 03.24.54O que está na raiz da guerra que vitimou Douglas não é a “ideologia militar” da polícia, ainda que possa haver PMs culpados, mas a proteção legal que bandidos do naipe de Pitbull dispõem para se livrar da prisão e continuar tocando o terror na cidade e sobrecarregando as forças policiais. Os militantes que exploram a morte do dançarino do “Esquenta” em favor de causas políticas como a desmilitarização estão em boa parte a serviço do PT e do PSOL, os partidos que fazem de tudo para proteger bandidos como Cachorrão e Pitbull contra a sociedade.

Douglas não era Cachorrão nem Pitbull, mas tampouco era santo, de modo que convém no mínimo indagar se, de uma forma ou de outra, alguns daqueles “amigos” – os “cheios de ódio na veia” e de “bico” na mão – foram corresponsáveis pela sua morte. Nem que seja pelo efeito educativo de instruir as crianças a rejeitar as más companhias…

Eu não sou a favor de pena de morte para traficantes. Mas que os nossos (futuros?) legisladores deveriam ouvir menos petistas e psolistas, e mais o Sargento Fahur a respeito deles, para evitar as tragédias diárias de milhares de brasileiros, não resta a menor dúvida.

A cachorrada tem de latir é na cadeia.

[PS: Veja os artigos posteriores, já postados aqui no blog: Ruim com UPP, pior sem UPP e Traficantes assistiram ao ‘Esquenta’ comendo pipoca?]

Captura de Tela 2014-04-24 às 01.25.26Felipe Moura Brasil – http://www.veja.com/felipemourabrasil

Siga no Facebook e no Twitter.

[** Pós-escrito: Só analfabetos funcionais e morais me acusam de afirmar que DG está “envolvido com o tráfico”, ou que “é bandido”. Pura distorção de quem não sabe ou finge não saber ler. Quem tem intimidade com traficante não é necessariamente traficante e quem talvez possa parecer(!) não julgar errado o tráfico, tampouco. O post dele não evidencia crime algum, mas é informação que precisa ser divulgada e levada em consideração por investigadores e pelo público em geral, queira ou não essa polícia do pensamento em patrulha. Considerar inadequada uma declaração qualquer não é chamar ninguém de criminoso. Picaretagem é me acusar de chamar de criminoso quem eu nunca chamei de tal coisa. Aqui, não passarão!]

Artigos mencionados:
A paz brasileira é uma guerra – Dançarino morre em favela dita “pacificada” e movimentos pela desmilitarização exploram o caso. “Desmilitantize” o seu pensamento já!
– O perigo e a falácia da desmilitarização da polícia
– Avisei em 2010: pacificar é prender bandido. Traficantes atacam PMs e UPPs porque – imagine – estão soltos!
– Conheça o Foro de São Paulo

Na Veja.com:
– Tiro matou dançarino Douglas Rafael da Silva, o DG
– Mãe de dançarino morto no Rio acusa policiais militares
Dançarino morto: armas de PMs serão recolhidas

No Globo Online:
Polícia decide solicitar apreensão de armas de PMs que participaram de operação no Pavão-Pavãozinho
Em velório de DG, amigos cobram explicações sobre sua morte

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Sílvio

    Desde o início dessa pantomima feita por Regina Casé,notei que a mãe do morto não chorava a morte do filho,muito articulada,muito mesmo,apenas acusava a polícia de ter prendido,torturado,e depois assassinado seu filho,repetindo seguidas vezes que iria processar o estado exigindo indenização pela morte.
    Agora que as investigações mostra que o rapaz tinha envolvimento com o tráfico,e que ele participava de um churrasco com os traficantes, e que a bala que o atingiu saiu das armas dos seus amigos traficantes e não da polícia, a polícia tem a obrigação de processar a muito bem articulada mãe do morto e mais alguns moradores por fazerem acusações mentirosas e assacar contra a honestidade e honra dos policiais.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Ana Cristina

    Como já dizia minha mãe: “Quem anda com porcos farelos come.” Isso já diz tudo.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Sergio

    Virei fã . . . estamos juntos (Sergio Recife-Pe)

    Curtir

  4. Comentado por:

    Patrícia

    Apoiado, O Brasil precisa de mais profissionais como este.

    Curtir

  5. Comentado por:

    Paulo Roberto

    Se todas as vezes que morrer algum em tiroteios entre Policiais e Traficantes, culparem a policia, e melhor deixar que os próprios traficantes façam a segurança dos morros, assim não haverá tiroteios com policiais.
    Vocês já perceberam que todas as vezes que morre alguém num tiroteio a bala e sempre da policia nunca de bandido! Porque será?
    Porque bala de bandido não vende Jornal nem da Ibope na TV.

    Curtir

  6. Comentado por:

    Arlei

    Boa comandante, falou tudo… Lugar de bandido é na cadeia…

    Curtir

  7. Comentado por:

    Acir

    Esse DG estava fugindo porque? Se tivesse querendo se proteger iria ficar em lugar baixo e seguro. Será que não foi o proprio trafico que eliminou ele pra jogar a população contra a policia? Essa Regina Case uma metida que tem um programa mediocre, fez uma media pra querer aparecer e também jogar a opinião publica contra a polícia sem saber se realmente foi ela quem atirou e a mãe dele tambem uma irresponsável que pra mim esta sendo manipulada e fazendo declarações de disse me disse, pois nem da comunidade é.

    Curtir

  8. Comentado por:

    Felipe Nunes Escouto

    Sinto um alívio, um real alívio ao ver os comentários e as pessoas querendo descobrir a verdade pros trás do que é nos passado. A Globo é uma emissora que está enraizada na televisão, e com isso uma grande formadora de opinião em massa, deste modo atinge diversas pessoas com o que é falado! Fim da Globo seria uma verdadeira revolução. Protestos em 2014 se for contra a Globo estaremos fazendo uma real mudança coletivo no nosso país!

    Curtir

  9. Comentado por:

    miraci

    Apologia ao crime,choram por marginais e inúmeros policiais e civis de bem morrendo.que país e este, os heróis são os marginais. eu hem!

    Curtir

  10. Comentado por:

    Marcos

    Sua opinião, tenha certeza, é a de milhões de brasileiros. Existem maus policiais? Claro, não só no Rio de Janeiro, na polícia de todo o Brasil, infelizmente. É estranho ouvir a mãe do “DG” falando para um repórter: “… Ele estava com uma pistola 360..”. A pergunta é, como ela conhece de armas? Será que conhecia “alguém” quer era perito em armamentos? Será que está sendo “instruída” por alguém? Será que o próprio filho não lhe “apresentou” tal arma? Bom, é tudo conjectura mas há que se tirar alguma luz de tais perguntas.

    Curtir

  11. Comentado por:

    emyle

    Sinceramente, acredito que ninguém morre de graça. Se DG não estava fazendo nada de errado, pq pular de um prédio tão alto, se apenas estava se divertindo. A globo faz o que quer com a mente brasileira e os telespectadores ainda acreditam que tudo o que é mostrado está correto. que país é esse em que temos que enfrentar os bandidos de cabeça baixa, onde temos que ser prisioneiros em nossas próprias casas, que não podemos possuir nenhum bem material onde conseguimos com tanto esforço e trabalho honesto. Em todo lugar há corrupção, mas os homens que entram em favelas, que trocam tiros com marginais, estes sim devem ter a vida preservada,pois estão deixando suas famílias para proteger os cidadãos que prezam pela vida daqueles que matam e roubam o que é nosso??? Que terra sem lei é essa, onde a violência impera, onde os pais não podem mais educar os seus filhos, onde temos que ser obrigados à conviver com a televisão mostrando sexo, drogas, aborto. Esse foi o mundo que Deus criou??? Se Ele é Brasileiro, como todos falam, deve está com muita vergonha desses seus filhos….

    Curtir

  12. Comentado por:

    SERGIO SILVA

    UPPS, deveriam funcionar da seguinte maneira, antes da implantação , o Exército, Marinha e Polícia Militar vasculhariam casa por casa das favelas que seriam passificadas achariam muitas armas e bandidos sem passagem pela Polícia, mudar no Congresso estas Leis Generosas que foram feitas numa época que só existiam Ladrões de Galinhas e de Roupas no Varal, Pena de Morte (Plesbicito) para Traficantes, Estupradores e Latrocínio, punição com Cadéia para quem faz apologia ao Tráfico como alguns artistas fazem abertamente pra qualquer Jovem e Crianças assistirem, viciados e Ladrões Pé de Chinelos com no mínimo 6 anos de tranca, construierem Presídos longe de Centros Urbanos, proibirem visitas íntimas, Festas regadas a bebidas e drogas, Celulares, farra de Advogados Pombos Correio, indultos seja êle qual for, só podendo ter alguns benefícios após o comprimento de noventa por cento da Pena. Enquanto houver Emissôra de Comunicação mandando no Pais e principalmente em Partidos Políticos, fica difícil de dar certo.

    Curtir

  13. Comentado por:

    alac

    Esses são os “santos” que o Brasil cria.

    Curtir

  14. Comentado por:

    lucas

    agora ele está matando a sua saudade bem de pertinho!!!

    Curtir

  15. Comentado por:

    Viviane Almeida

    Que você, Felipe Moura Brasil, não consiga ser calado como a jornalista do SBT. O Brasil é um país hipócrita e com valores invertidos. Obrigada por lutar para desmascarar esses sensacionalistas globais. Continue assim. Muito bom ler a sua coluna, pois nos faz acreditar que ainda existam pessoas de bom senso e com ética.

    Curtir

  16. Comentado por:

    wilson

    eu nao sou a favor da matanca,mas tambem nao sou a favor de bandido.quando civil morre baleado em confrontos,aculpa e de algum policial,entao tem protestos,passeatas queima de veiculos com o aval dos dos jornais e tvs porcausa da perca de um civil.mas quando morre um policial fazendo o seu trabalho,ninguen nem fala nada,e fica no esquecimento.ficar apoiando vagabundo que esta fazendo sucesso nas favelas para ganhar popularidade,se dizendo que e para tirar do mundo do crime isso e uma ipocrisia.acorda brasil vamos nos unir,para termos uma boa seguranca uma boa educacao.parem de acusar policiais

    Curtir

  17. Comentado por:

    Márcio Rocha

    Perfeito, o artigo bate na veia !!!

    Curtir

  18. Comentado por:

    José Oliveira Martins

    MESMO que não faça efeito continuarei lutando para que a VERDADE prevaleça.. É do meu feitio e criação que a verdade seja sempre DITA e PROPALADA doa a quem DOER. Fico de consciência tranquila na medida em que FAÇO a minha parte na tentativa, quem sabe infrutífera, de deixar aos meus descendentes uma NAÇÃO melhor para se viver.

    Curtir

  19. Comentado por:

    Levy Lima

    Chapa Quente: Presidente: Joaquim Barbosa
    Vice-Presidente: Jair Bolsonaro
    Ministro da Justiça: Sargento Fahur

    Curtir

  20. Comentado por:

    Francisco

    acho que isso foi para desestabilizar a polícia perante a sociedade, estão conseguindo com a ajuda da mídia !

    Curtir

  21. Comentado por:

    u

    Na verdade essa emissora esta ai pra acolher tudo que não presta,apologia ao sexo,com suas novelas imorais, apoio a corrupção, apoio a ditadura,etc. quem não se lembra do domingão do faustão, elevando a moral o ego da quela prostituta Talhame.
    porcaria de tv esse esgoto. O ruim que a principal concorrente dela é um outro lixo a Record.

    Curtir

  22. Comentado por:

    Eliel

    Eu só me surpreendo com essa Veja, a cada dia que passa, vejam vocês, eu achei que era só Reinaldo Azevedo e Rodrigo Constantino que mandavam bem, até me deparar com Felipe Moura Brasil, um craque! Parabéns à Veja, o time de colunistas é de primeira!

    Curtir

  23. Comentado por:

    Antônio Carlos Garcia

    Queria saber: como, se ela viu “numa fração de segundo” o suposto sujeito que a ameaçava, baixar o vidro do carro “só um pouquinho assim”, e ainda se escondendo atrás de um poste, pode perceber a tatuagem e outros detalhes do sujeito, e ainda o calibre da arma (preste atenção à intimidade como ela se refere à “360”).
    Também fiquei intrigado com outro detalhe: alguém viu essa mãe derramar uma só lágrima pelo filho?

    Curtir

  24. Comentado por:

    Julia Maria

    Chamou atenção a “dor” da mãe, parecia mais uma vizinha falando de
    alguém pouco conhecido…Dias depois se cuidando, andando na Lagoa?
    Não gosto de julgar mas estranho a atitude de “mãe”, pois conheço muitas que perderam seus filhos e nunca conseguiram mais nem sorrir, quando mais após uma semana se cuidando! Lágrimas? Com certeza nunca as teve, pois parece uma arvore seca…Chamem atenção para fatos mais relevantes…

    Curtir

  25. Comentado por:

    suzete baptista

    Olha o Sargento Fahur ta de Parabens nossa o homem é um otimo policial e fala muito bem dos trafiantes. Precisamos mesmo de homens c/o ele que sejam intolerantes com a droga e os traficantes.

    Curtir

  26. Comentado por:

    francerlei batalha

    quando o povo se tocar, que ñ é quebrando o patrimônio, ou insultando a imprensa, que chegaremos algum lugar. os políticos são sempre os mesmos,ñ se tem opção.então na procima eleição, vamos nos unir, e ñ votar em nem um deles, eu ñ entendo dessa democracia q/ te obriga a votar. depois fica uns alienados erguendo bandeira c/ frases feita, dizendo q/ esta protestando, nesses protesto tem as marmitas e algumas moedas dadas por partidos. e dai vem os corajojos c/ a cara escondidas depredando tudo o q/ ver. tem q/ protestar e la em Brasilia,descer todos de lá. diminuir esse monte de deputados esenadores q/ estão ali uma vez ou outra. nosso pais tudo vira moda ou onda, é assim q/ o politico te quer. é o tal direitos humanos, é ditadura, dai fica nesse bla,bla,bla. podendo tratar as coisas c/ mais clareza.

    Curtir

  27. Comentado por:

    José Renato

    Sei que quando há uma guerra, um dos principais instrumentos de uso comum as partes, é a propaganda. Vivemos agora, digamos assim uma “guerra”, pela formação de conceitos. A propaganda é mais uma vez largamente usada.Acredito que textos como esses escritos por você, realmente nos conduzam, a pelo menos nos tornar mais atentos, aos caminhos pelos quais essa propaganda quer nos induzir.Parabéns, pois agora já tenho mais uma fonte de consulta, para tudo que eu já esteja percebendo, podendo sedimentar ainda mais a minha opinião.

    Curtir

  28. Comentado por:

    Pedro

    Pena de morte não é solução, concordo.
    Todavia tratar criminosos como “Madalena arrependida” é o cúmulo do absurdo.
    Direitos Humanos, para ser humanitário, deveria ser aplicado aos humanos direitos e não àqueles que fizeram do crime o cerne de sua “profissão”. Estes exigem seus direitos, sem se preocupar com o direito das famílias que eles destroem como bem diz o sargento Fahur.

    Curtir

  29. Comentado por:

    Luciano Marcos Ferreira

    Concordo plenamente com seu artigo sobre a morte do dançarino conhecido por DG. Temos que respeitar a dor sim dos familiares,é imensurável a dor da morte de um filho para uma mãe, sem dúvida!Contudo, vejo em jornais e noticiários que, todos os dias essa barbárie vêm acontecendo no RJ e, nunca vi nenhuma manifestação nesse programa “ESQUENTA”.Ver no domingo esses “artistas” sem maquiagem, chorando, cobrando atitudes do governo, foi tudo deplorável, a exploração da dor alheia, um festival de cenas montadas e de visível indiferença! Que horror, que lamentável. Em momento algum vi mobilização, por exemplo, em qualquer programa nesse dia, a respeito da morte do garoto Bernardo. Não cabe aqui, mensurar a importância da vida ou, da morte, de um ou de outro, longe disso mas, foi realmente deplorável o espetáculo.Parecem ter acordado para a violência depois da morte de um dos integrantes do programa, antes disso, acho que viviam num paraíso!

    Curtir

  30. Comentado por:

    Luciano Marcos Ferreira

    Fantástico esse sargento Fahur, estou admirado com a fala desse policial. É de emocionar ver que ainda existem policiais de princípios, de coragem para se dizer o que nossas autoridades covardes, lenientes com bandidos e assassinos, não têm. Que ótimo seria termos uma centena de policiais dessa índole, dessa retidão e que fala e age como representante da lei, que sentimento de entrega e de devoção desse exemplar policial. Como sou paranaense, me orgulha o fato de saber que pertence à nossa Polícia Militar! Que pena que não temos políticos, juízes, prefeitos e governadores como esse Senhor policial. Parabéns mais uma vez. É de pessoas assim que o nosso país precisa! Valeu sargento, o senhor ganhou um fã!

    Curtir

  31. Comentado por:

    Vania Siqueira

    Excelente matéria!!!! Sempre tem os dois lados da história!!! Parabéns!!!

    Curtir

  32. Comentado por:

    jose

    IH,FICOU MUITA GENTE sem o po nosso de cada dia,a mãe do cidadão esculachou a policia pela morte do santo,chamou os pms de tudo o que pode,então ao final caso os mesmos sejam inocentados,processo nela e em todos os que acusaram e que os mesmos tenham o discernimento em não dizer que bandido e cidadão.E TEM MAIS FORA COM ESTES SENHORES QUE SE INTITULAM DIREITOS HUMANOS ,vejam como funcionam os direitos la fora ,atirou na policia ta morto.

    Curtir

  33. Comentado por:

    elis

    a policia não matou um coitadinho qualquer ….

    Curtir