Blog Felipe Moura Brasil

Felipe Moura Brasil

Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

sobre

Felipe Moura Brasil estreou este blog em 2013, após dez anos como cronista na internet. Idealizou e organizou o best seller de Olavo de Carvalho, "O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota". Autor da Editora Record, trabalha em dois livros previstos para 2016.

DEM vai entrar com ações populares contra nomeação de Lula para ministério, caso o golpe se confirme

"O que estamos assistindo é inaceitável. O Brasil não é um sindicato do ABC", diz Caiado

Por: Felipe Moura Brasil

O líder do DEM no Senado Federal, Ronaldo Caiado (GO), anunciou que o partido vai ingressar na Justiça contra a nomeação de Lula para algum ministério, caso se confirme a articulação do PT para salvá-lo de uma iminente prisão na Operação Lava Jato com um cargo no governo, possivelmente no Itamaraty.

“A intenção é entrar em todos os estados com medidas de ação popular para derrubarmos esse ato que, além de imoral, é, sem dúvida nenhuma, um ato de apoio à criminalidade e de desrespeito às instituições. Vamos provar que se trata de uma fraude”, disse Caiado.

O senador acredita que a movimentação do governo federal sob influência do PT se configura como uma tentativa de driblar a Justiça e contradiz o argumento usado por Dilma de que não interfere em outras esferas de poder.

“Ficou claro que o objeto único é esconder o ex-presidente Lula de toda a Operação Lava Jato. O que estamos assistindo é inaceitável. Caso aconteça, vamos pedir o apoio de toda a população e vamos entrar em todos os estados. O Brasil não é um sindicato do ABC”, definiu Caiado.

Assista ao vídeo gravado pelo senador por celular.

Felipe Moura Brasil ⎯ http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Voltar para a home

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*