A verdadeira “quadrilha” do PT

Calma que eu explico as aspas

Delcidio-Lula

Este é o poema “Quadrilha”, de Carlos Drummond de Andrade:

“João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
que não amava ninguém.
João foi para os Estados Unidos, Teresa para o convento,
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia,
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes
que não tinha entrado na história”.

Esta é, em parte, a “Quadrilha” do PT:

Mercadante tentou comprar o silêncio de Delcídio,
que tentou comprar o silêncio de Cerveró,
cuja escolha para a Petrobras foi “sacramentada” por Lula,
que estava fugindo da polícia para o governo Dilma
quando veio à tona a gravação do novo “imbecil”, Mercadante.

Mercadante tem de ir para a cadeia,
Delcídio foi para casa,
Cerveró continua preso,
Lula adiou sua fuga para o ministério
e o governo Dilma suicidou-se,
entrando de vez na lata de lixo da história.

(Fica, no entanto, a pergunta: quem vai tentar comprar o silêncio de Mercadante?)

Felipe Moura Brasil ⎯ http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s