Blogs e Colunistas

14/05/2013

às 10:32 \ Doenças, Tratamento

Herpes labial

thinkstock

Será que as bolhinhas que apareceram dois dias antes do casamento somem até lá? Tem o garoto que não quer aparecer com  lábios inchados na escola. E a namorada, pode beijar ou ela vai ser contaminada? Os e-mails que eu recebo revelam ansiedade e desorientação. Selecionei algumas dúvidas recorrentes sobre herpes labial que quero esclarecer.

De onde vem? Qual seu modo de transmissão?
O herpes labial é causado por vírus, em geral o herpes simplex tipo 1. A transmissão é por contato direto como beijo, ou indireto como copo ou batom infectado. A maioria das pessoas adquire o herpes na infância e as lesões aparecem só muitos anos depois.

Mesmo eu tomando todos os cuidados na fase das feridinhas, meu namorado pode pegar herpes labial?
Enquanto você estiver com as feridas, não beije seu namorado, mantenha suas mãos sempre lavadas, não empreste sua toalha, nem copo ou talher. Esses cuidados diminuem o risco de contágio. Mas o risco existe, pois para haver contágio não é necessário estar com as feridinhas. Ajuda saber que aproximadamente 90% das pessoas já foram contaminadas na infância, mesmo que muitas delas nunca tiveram e nunca terão qualquer sintoma de herpes.

O herpes aparece no meu lábio sempre que pego sol. O que faço para prevenir?
O sol pode de fato ativar o herpes que está dormente, e é o que acontece com você. Conhecendo sua reação, não se exponha demais ao sol e proteja seus lábios com filtro solar. 

Nunca tive nenhum sintoma de herpes, mas voltei da praia com essas feridinhas. É possível ter sido contagiada na infância e só aparecer agora que tenho 29 anos? E mais, por que de outras vezes que tomei sol até mais tempo não apareceu nada?
Em geral, quem foi contaminado na infância começa a ter as feridinhas na adolescência. Mas se elas aparecem só mais tarde é melhor, não é? Outra possibilidade, que não é frequente, é você ter sido contaminada na idade adulta. Quanto ao sol, pode ser que dessa vez seu organismo estava mais fragilizado e portanto mais vulnerável à ação nociva do vírus.

Sempre tenho herpes labial, mas agora apareceu herpes no meu nariz. Se nunca tive no nariz, porque só agora?
O nariz pode ter sido contaminado com o vírus que estava no lábio. Por exemplo, ao fazer a barba. Ou ao assoá-lo, o lenço pode ter esbarrado no lábio. Ou mesmo sua mão pode ter espalhado o vírus. Tome cuidado para não se auto-contaminar, seja com lenço, lâmina de barbear ou mão.

Tenho herpes nos lábios. De vez em quando aparecem nas minhas mãos as mesmas bolhas que aparecem nos meus lábios. Pode ser herpes?
Pode. Apesar de ser mais comum nos lábios, o herpes pode aparecer no rosto, mãos, ou em qualquer outra parte do corpo.

O que é indicado para o tratamento do herpes: pomada ou comprimido?
São indicados antivirais, tanto pomada quanto comprimidos. Os comprimidos são mais eficazes, principalmente se usados assim que você sentir queimação ou coceira, os primeiros sintomas anunciando a chegada do herpes.

Quanto tempo demora para sarar ? Amanhã tenho um casamento…
Pena, não vai sarar a tempo. Sem tratamento leva de 7 a 10 dias até as bolhas secarem. Com tratamento à base de pomada esse tempo diminui um pouco, e com tratamento via oral diminui ainda mais, mas mesmo assim serão necessários 3 a 5 dias para a recuperação. Se as bolhas já estão secas, experimente usar no casamento um corretivo para disfarçar.

O que faço para amenizar o inchaço e a dor? Passar gelo é correto?
Passar gelo diminui o incômodo, sim. Mas o modo mais efetivo de diminuir o inchaço e a dor é tomar medicamentos antivirais.

Tenho crises de herpes praticamente todos os meses. Existe algum tratamento preventivo para diminuir essas crises ?
Quem tem crises de herpes labial com muita frequência pode tomar preventivamente medicamentos antivirais. O tratamento de prevenção pode ser mantido por meses, e isso deve ser monitorado por um médico. Ao mesmo tempo, pesquise, junto com seu médico, se algum fator, como stress ou excesso de sol, pode estar contribuindo para desencadear seu herpes.

Por Lucia Mandel

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados