Blogs e Colunistas

29/12/2009

às 6:30 \ Corpo, Sem categoria

Índice Ultravioleta

sol-praia

A essa altura você já sabe que tomar sol em excesso aumenta o risco de câncer de pele, não é mesmo? Mas sabia que, para ter risco aumentado de câncer, conta o sol que você tomou a vida toda, desde criança? Por isso é que tanto se fala na importância da proteção solar, que deve começar o mais cedo possível.

O efeito cancerígeno do sol acontece por conta dos raios ultravioleta. Existem três tipos deles: os ultravioleta A, B e C (UVA, UVB, UVC). O UVC não nos atinge, porque ele é totalmente filtrado pela camada de ozônio da atmosfera. Sobram o UVA e o UVB. O UVA praticamente não é filtrado pela atmosfera, e chega até nós desde a manhã até o final da tarde. E o UVB é parcialmente filtrado e nos atinge principalmente nos horários em que o sol está mais forte, entre 10 e 16 horas.

O índice ultravioleta (IUV)

O IUV cataloga o grau da potencia da radiação ultravioleta que nos atinge durante uma hora, no horário de pico do sol. A escala vai de 1 a 11. Para chegar ao valor do IUV, algumas variáveis são levadas em consideração, como condições climáticas, estação do ano, presença de nuvens ou neblina, espessura da camada de ozônio, altitude e poluição. O índice, tal qual a previsão do tempo, é calculado para o próprio dia e para alguns dias adiante. É mais uma referencia que você pode usar na hora de planejar sua atividade de lazer. Assim você se programa e aproveita o dia sem esquecer de cuidar da saúde.

Veja abaixo a tabela de IUV disponível no site da Organização Mundial de Saúde (OMS) os cuidados recomendados para cada resultado.

tabela-uva

Índices baixos (1 ou 2) indicam que é seguro sair sem proteção. A proteção é necessária a partir de IUV 3. Nesse caso, fique à sombra nos horários de pico, use filtro solar, roupas, chapéu ou boné e óculos escuros. Índices mais altos, a partir de 8, requerem cuidados intensos. Não se exponha ao sol nos horários próximos ao meio-dia e tome todas as medidas anteriores, com atenção redobrada.
O IUV foi criado por agências americanas, e hoje é calculado para todas as cidades do mundo. As informações sobre o IUV acompanham a previsão do tempo em alguns jornais e meios especializados. Existem vários sites onde você pode obter a informação sobre o IUV da sua cidade. Por exemplo, no Wheather Channel  ou no site do CPTEC – Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos.

Por Lucia Mandel

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

4 Comentários

  1. isaBELA

    -

    04/02/2010 às 15:43

    Parabéns pela matéria!
    Eu sempre uso filtro solar FPS 30 diariamente, mesmo quando ñão vou me expor ao sol.
    tomo também nutryorac 2 x ao dia,que é um suplemento antioxidante que ajuda a proteção contra a radiação solar ( fotoproteção oral) além de diminuir rugas.
    O melhor filtro solar para mim é o sundown FPS 30.
    além disso sempre uso chapéu e óculos de sol quando vou a praia e tomo bastante água.

  2. Benjamin

    -

    01/01/2010 às 16:23

    Hoje, 1º de janeiro, tempo nublado em S. Paulo.
    Entrei no Weather Channel e fiquei surpreso
    porque o IUV é 11, considerado extremo.
    Moral da história: todo o cuidado com a
    proteção solar é pouco.

  3. Brasília

    -

    29/12/2009 às 12:57

    Vamos nos proteger, então!

  4. Pela Pátria

    -

    29/12/2009 às 8:36

    Bela matéria!

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados