Blogs e Colunistas

20/10/2009

às 13:57 \ Doenças

Sol e lábios, uma perigosa combinação

labio

Caso 1

Passei uns dias em Santa Catarina. Para chegar ao hotel, só de jangada. O jangadeiro, descendente de alemães, tinha lábios inchados, vermelhos e descascando. Isso tem um nome, queilite actínica, uma alteração causada pela exposição ao sol. Não é bom ter queilite actínica, ela pode virar câncer. Saquei um protetor solar labial da bolsa e ofereci a ele, que recusou:  “Não uso essas coisas.” Insisti que ele fosse a um médico ver o que estava acontecendo com seus lábios.

Caso 2

Em agosto escrevi um post sobre como cuidar da saúde dos lábios, que mencionava a importância de se usar protetor solar labial. Minha leitora mais assídua, minha mãe, saiu-se com essa:  “Impossível. O protetor deixa um gosto ruim na boca”. Ela achou a recomendação pouco prática. Hoje, dois meses depois, mudou de ideia. Nesse meio tempo houve um caso de queilite na nossa família. O final da história não foi ruim, pois a lesão foi percebida no começo, quando ainda era milimétrica e curável com cirurgia.

O câncer de lábio

Você sabe que sol predispõe a câncer de pele, certo? E quanto ao câncer de lábio, já parou para pensar nesse detalhe? Provavelmente não, como a maioria das pessoas, que lambuzam (com razão) o corpo todo de filtro solar e se esquecem dos lábios. Isso é um erro. Lábios também são agredidos pelos raios ultravioleta, que predispõem ao câncer. Eles são muito sensíveis ao sol: têm pele fina e não contam com a ajuda da melanina, pigmento que protege contra o sol. Os raios ultravioleta alteram o DNA das células do lábio. O fumo também aumenta o risco de câncer de lábio.

O câncer de lábio atinge quem passou dos 40 e por isso mesmo já tomou bastante sol. Homens são mais afetados que mulheres, e há razões para essa diferença. Uma é que o batom comum, mesmo aquele que não inclui filtro solar na formulação, já funciona como barreira aos raios solares. Outra é que a taxa de incidência nos homens é engrossada por trabalhadores rurais que passam a vida ao sol, sem proteção.

O câncer afeta dez vezes mais os lábios inferiores do que os superiores. É mais uma evidência de que o sol está na origem do problema: o lábio inferior é anatomicamente mais exposto ao sol que o superior.

O tratamento

Quanto antes a alteração no lábio for identificada e tratada, melhor. Casos iniciais de queilite ou de câncer no lábio são facilmente resolvidos com cirurgia. Nos casos mais avançados, a remoção deve ser ampla e pode comprometer a estética labial ou mesmo a abertura da boca. E existe a possibilidade de que um câncer de lábio em estágio avançado se espalhe para outros órgãos, na forma de metástases.

Por isso, proteja sua pele sem esquecer seus lábios. Use protetor labial sempre que for à praia ou piscina e sempre que praticar esportes ao ar livre. Procure um médico se aparecer no lábio uma ferida, mancha ou casquinha que não cicatrize em 15 dias.

Por Lucia Mandel

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

6 Comentários

  1. Gabriella

    -

    25/10/2012 às 11:54

    Tenho herpes e em um verão peguei muito sol sem protor labial… meus lábios ficaram feridos, descascaram e logo depois surgiu uma manchinha, como se fosse uma pinta, na parte inferior! Já estou com ela a uns 2 ou 3 anos… Será que há alguma maneira de retirá-la??? Agradeço desde já a informação!!!

  2. Maria

    -

    01/08/2012 às 15:42

    tenho uma manchinha escura no labio inferior, pequena como se fosse um sinal, fui a médica de pele e ela me disse que seria do sol.devo tirar isso com algum médico?é perigoso? obrigada!

  3. umberto

    -

    29/09/2011 às 11:07

    Doutora, sou graduando de odontologia e cujo o tema do meu tcc aborda sobre queilite actinica no lábio inferior. Gostaria de saber se a senhora tinha alguns artigos ou textos falando sobre o assunto.

    Att., Umberto

  4. jorge luiz

    -

    19/06/2011 às 12:12

    Tenho manchas escuras no labio, acho que é melanina demias..Como devo resolver para remvovelas? existe algum tratamento?

  5. viviane

    -

    09/06/2011 às 19:54

    eu fui a um passeio e fuquei muito exposta ao sol ; dai no outro dia meu labio descascou completamente e surguiu uma pinta no labio inferior; isso é um sinal de cancer? queria saber se tem um tratamento para retirar a pinta ou mancha; pq axo ela muito feia e já estou com ela a ums 2 anos.

  6. claudio

    -

    22/10/2009 às 11:41

    Moro em Sydney, Australia e sou leitor assiduo desta coluna, sempre muito interessante.
    Obrigado pelas informacoes sobre o cancer de labio, vou me cuidar melhor ja que o sol nao dah moleza por aqui (confesso que o protetor de labio nunca foi prioridade).

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados