Blogs e Colunistas

28/02/2012

às 8:26 \ Corpo

Unha encravada

Thinkstock

A vida não facilita as coisas para um dedão do pé. Tente se colocar no lugar dele: o dedão do pé tem que enfrentar frieiras, chulé, calos, chutes na quina da cadeira, e a temida, dolorosa e irritante unha encravada. Por ser o maior dedo, ele é o que mais sofre em sapatos apertados e é a primeira vítima de chutes e tropeços, traumas que podem dar início ao processo de encravamento.

Dedo com unha encravada dói, incha, inflama. Mas na maioria das vezes todo esse transtorno pode ser evitado. Depende de alguns detalhes, como o modo de cortar a unha e o tipo de sapato utilizado.

Como cortar a unha

A unha encrava quando a pele do dedo forma uma barreira ao crescimento dela. Ao crescer, a unha entra na pele de uma das laterais do dedo e provoca ferimento. O tempo passa, a unha continua a crescer e o encravamento piora, aumentado a inflamação e a dor. Redondo pode ser bonitinho, mas o melhor modo de prevenir é cortar as unhas do pé no formato quadrado, com os cantos laterais visíveis. Não corte no formato arredondado, entrando pelos cantos, porque a pele pode se transformar em uma barreira para o crescimento das unhas.

E preste atenção nos sapatos. Os de bico fino, apertados nos dedos, propiciam o encravamento, principalmente em quem cortou suas unhas no formato arredondado.

Crianças e bebês

Apesar de raro, crianças também podem ter unha encravada. Para elas, valem as mesmas regras na hora de cortar unhas e escolher calçados. Nada de sapatos apertados. Evite meias justas e repare se o tamanho do macacão com pezinho fechado está adequado ao comprimento de seu filho.

Muitos bebês nascem com as unhas dos pés tão curtinhas que parecem que vão encravar. Se você prestar atenção nos cuidados básicos mencionados, provavelmente isso não vai acontecer e as unhas vão crescer sem problemas.

O que fazer

Quando a unha está começando a encravar, é tentador aparar o cantinho incômodo. Isso alivia temporariamente o sofrimento, mas quando a unha crescer novamente o encravamento voltará. Pode até voltar pior. Por isso, procure um dermatologista para indicar o tratamento adequado.

Casos iniciais melhoram com medidas simples, como o uso de uma minúscula bolinha de algodão sob o canto afetado. Isso eleva a unha, permitindo que cresça livremente, sem encontrar a pele do dedo como obstáculo.

Unha inflamada ou infeccionada requer tratamento com medicamentos. E em casos avançados, pode ser necessária uma pequena cirurgia para remover o canto da unha e desobstruir seu caminho.

 

 

 

Por Lucia Mandel

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

3 Comentários

  1. Aline

    -

    04/10/2012 às 11:36

    a minha unha dos dois dedao é encravada e eu uso muito tenis , nossa eu vou te falar a dor é terrivel…..

  2. adrianoaure

    -

    28/02/2012 às 12:27

    Apaixonei pelo pé! Que gracinha!

  3. JULIA

    -

    28/02/2012 às 10:05

    A MINHA UNHA ESTA ENCRAVADA O QUE EU FACO PARA DECENCRAVAR

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados