Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Por que os japoneses pescam baleias, se não comem essa carne?

A carne de baleia foi muito popular no Japão depois da II Guerra por causa da escassez de comida. Era servida na forma de sashimis, hambúrgueres e almôndegas. Mas o consumo tem caído nas últimas três décadas. Hoje, a maioria é contra a caçada a esse animal e não percebe diferenças entre sua carne e a dos peixes. Vejamos: – Só 4% dos japoneses diz […]

Baleia Bryde no convés de um navio japonês, em foto de 2013. Crédito AFP/ Institute of Cetacean Research

Baleia Bryde no convés de um navio japonês em uma expedição pretensamente científica. Crédito AFP/ Institute of Cetacean Research

A carne de baleia foi muito popular no Japão depois da II Guerra por causa da escassez de comida. Era servida na forma de sashimis, hambúrgueres e almôndegas. Mas o consumo tem caído nas últimas três décadas. Hoje, a maioria é contra a caçada a esse animal e não percebe diferenças entre sua carne e a dos peixes. Vejamos:

– Só 4% dos japoneses diz comer carne de baleia de vez em quando;

– Em média, cada um ingere 23,7 gramas por ano. É o equivalente a uma fatia de presunto;

– Cerca de 75% do que é tirado por ano dos oceanos não encontra compradores e vai para o freezer.

A insistência do governo japonês em promover a pesca de baleias se deve principalmente ao lobby da indústria baleeira no Congresso. Os parlamentares têm garantido a aprovação dos subsídios estatais que o setor precisa para sobreviver. Em troca, recebem empregos bem remunerados em agências e empresas quando se aposentam. A prática é conhecida como amakudari, ou “caído do céu”, porque os ex-deputados ganham cargos nas empresas como se tivessem caído de paraquedas.

Com dinheiro do Estado e a cumplicidade do legislativo, a agência que pesca baleias ICR (Instituto para Pesquisa de Cetáceos, em inglês) tem feito programas para reintroduzir a carne nas merendas escolares. Ao conquistar o paladar infantil, o ICR pretende ampliar o mercado de consumidores no futuro. Também são promovidos cursos para ensinar a cozinhar a iguaria.

Outra explicação por trás da posição governamental é o acesso a águas internacionais. “Os japoneses não querem que a proibição da pesca da baleia abra um precedente que depois limite a pesca dos peixes”, diz Milton Marcondes, diretor de pesquisas do Instituo Baleia Jubarte.

Siga no Twitter e Facebook.

 

MAIS DÚVIDAS UNIVERSAIS

Por que Moisés demorou 40 anos para atravessar o Sinai, que só tem 200 km de largura?

Se o paraíso islâmico tem 72 virgens, que interesse teria nele uma mulher-bomba?

Na política de filho único na China, que fim levavam os gêmeos?

 

 

 

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Ze Revolta

    Nem toda baleia está ameaçada de extinção. O minke, que eles caçam, tem população sustentável e com taxa de crescimento anual maior que a população do Japão. Tirando a frescura, a ignorância, a estupidez anti qualquer tipo de caça não baseada em ciência mas em verdismo e o fato de qur não comemos baleias, qual o problema dos japoneses (e noruegueses, e islandeses, e inuits, e coreanos, mas o pessoal só foca no Japão…) caçarem baleias não ameaçadas em extinção e que eles comem desde antes de Portugal existir?
    E sinto muito, mas o ICR não publicaria vários artigos em jornais acadêmicos com peer-review todo ano se fossem “pesquisadores de mentirinha do lobby baleeiro opressor”

    Curtir

  2. Comentado por:

    Marco Aurélio Antunes

    As baleias fertilizam o oceano, estimulando o crescimento de plantas marinhas que absorvem gás carbônico. Além disso, a observação de baleias movimenta o setor do turismo. Mas o argumento fundamental é que são espécies com valor por si mesmas, independentemente de benefícios que trazem à humanidade. São seres complexos, resultado de uma longa evolução biológica. Não há maior crime ambiental do que a extinção de uma espécie. Tirar das gerações futuras o prazer de observar essas magníficas criaturas seria uma estupidez monumental. Felizmente, as baleias não estão ameaçadas hoje como eram no passado. A matança foi reduzida significativamente nas últimas décadas. Mesmo assim, a recuperação de certas espécies é lenta, a partir de populações que foram quase aniquiladas em outras épocas. Os acordos pela proibição da caça às baleias devem ser respeitados. Lembro também que as baleias, assim como muitas outras espécies, são ameaçadas por outros problemas ambientais causados pela humanidade, como a poluição.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Armando da Encarnação

    Desconheço se haverá tradição secular entre os japoneses neste tipo de pesca ou se é mais recente.Não faço ideia deveras do número de baleias abatidas com os meios técnicos atuais, em contraste com a rudimentar caça e quase corpo a corpo dos baleeiros açoreanos, emigrantes que depois introduziram essa pesca nos EUA e tanto fascinou o autor de Moby Dick. Porque não haverá nos oceanos tantas baleias como sardinhas…O problema decorre do que foi aventado com a questão da indústria dos cosméticos, responsável talvez pela moderna quota justificativa deste tipo de pesca.

    Curtir

  4. Comentado por:

    TADEU CARVALHO

    ESSES JAPONESES SÃO GRANDES PREDADORES DA NATUREZA. DE VEZ EM QUANDO ELA SE VINGA.
    UMA COISA QUE TAMBÉM CHAMOU A ATENÇÃO. O BALCÃO DE NEGÓCIOS NO EXECUTIVO/LEGISLATIVO IGUAL MADE IN BRAZIL..

    Curtir

  5. Comentado por:

    O Bebum da Rosemary

    Moro no Japão e tenho dois filhos de 19 e 15 anos,nascidos aqui.Sabem quantas vezes foi servido carne de baleia quando eles estavam no ensino fundamental, que duram 6 anos?Uma vez,coisa tão rara que até avisaram os pais antecipadamente.Também raramente se vê a carne em supermercados populares,porque é bem caro.E sim,os japoneses temem que depois das baleias limitem também a pesca,o que seria uma tragédia para eles.Os japoneses produzem só 39% do que consomem,aqui falta terra,imaginem criarem cotas para pesca.E quanto a animais em extinção,no Brasil tem vários,quem é que sabe?

    Curtir

  6. Comentado por:

    DMITRI GRANCE

    No finalzinho contem um erro, baleia não é peixe, é mamifero

    Curtir

  7. Comentado por:

    Junior Lima

    ESSES JAPONESES SÃO GRANDES PREDADORES DA NATUREZA. DE VEZ EM QUANDO ELA SE VINGA! COM UMAS TSUNAMIS PRA LARGAREM DE SER FDP

    Curtir

  8. Comentado por:

    Bob

    DMITRI GRANCE 16 de março de 2016 às 19:52 , não houve erro, o que o articulista quis dizer é que ao proibirem a pesca das baleias o próximo passo seria proibir a pesca de peixes como o atum, que já estão desaparecendo dos mares.

    Curtir

  9. Comentado por:

    LI

    Junior Lima CONCORDO PLENAMENTE COM VC!! ESSES JAPAS SÃO CRUÉIS E MALIGNOS!! SÃO UNS DESTRUIDORES!!

    Curtir

  10. Comentado por:

    Júlio César

    Bom vamos lá: “Por que os japoneses pescam baleias, se não comem essa carne?”. Resposta: por causa, principalmente, do lobby das empresas baleeiras no Congresso e a preocupação de que a proibição da pesca de baleias abra um precedente que limite a pesca de peixes também. É isso pessoal, interesses políticos e estratégicos.

    Curtir