Os coreanos têm preferência por alguma raça de cachorro para comer?

  Dois milhões de cachorros são sacrificados para consumo humano todos os anos na Coreia do Sul. Uma crença nesse país dá conta de que existem dois tipos de cachorros. Um seria voltado para a produção de carne. Outro seria o de animais estimação, os pets, formado pelas raças conhecidas: labradores, poodles e chihuahuas. Eles […]

Cachorros de várias raças esperando resgate em Chungcheongnamdo, na Coreia do Sul. Cortesia Humane Society International

Cachorros de várias raças esperando resgate em Chungcheongnamdo, na Coreia do Sul. Cortesia Humane Society International

 

Dois milhões de cachorros são sacrificados para consumo humano todos os anos na Coreia do Sul. Uma crença nesse país dá conta de que existem dois tipos de cachorros. Um seria voltado para a produção de carne. Outro seria o de animais estimação, os pets, formado pelas raças conhecidas: labradores, poodles e chihuahuas. Eles seriam criados para fazer companhia, e não para virar alimento.

É uma percepção equivocada. As fazendas de cachorros que existem na Coreia do Sul são abastecidas com muitos animais de raças conhecidas. Entre eles estão os que foram abandonados pelos donos, os que ficaram velhos e aqueles que não encontraram compradores nas lojas de animais. Todos acabam nos pratos dos coreanos, que não fazem distinção dentro desse tipo de carne.

“Nos mercados e nas fazendas da Coreia do Sul, é muito comum encontrar animais com coleira, sinal de que já tiveram um dono”, diz a inglesa Wendy Higgins, diretora de comunicação da ONG Humane Society International (HSI), em Londres, que tem fechado algumas fazendas de cachorros na Coreia do Sul (na Coreia do Norte, não há informações sobre esse hábito).

A boa notícia é que, segundo uma pesquisa de opinião feita pela HSI em 2014, o hábito de comer carne de cachorro está em declínio. Metade dos coreanos nunca a experimentou. A maior parte dos que comem com alguma frequência tem mais de 60 anos. É uma mudança histórica. Por ser pequena e montanhosa, a Coreia do Sul nunca teve muito gado. Os cachorros eram uma das poucas fontes de proteína no passado. Hoje, com economia aberta, há muito mais opções no cardápio.

 

Siga o Dúvidas Universais no Twitter e no Facebook.

OUTRAS DÚVIDAS UNIVERSAIS

Por que Moisés demorou 40 anos para atravessar o Sinai, que só tem 200 km de largura?

Se o paraíso islâmico tem 72 virgens, que interesse teria nele uma mulher-bomba?

Na política de filho único na China, que fim levavam os gêmeos?

Por que os japoneses pescam baleias, se não comem a sua carne? 

Se Cristo nasceu em Belém, por que era conhecido como “Jesus de Nazaré”?

 

Cachorros em fazenda em Chungcheongnamdo, na Coreia do Sul. Foto cortesia da Humane Society International

Cachorros em fazenda em Chungcheongnamdo, na Coreia do Sul. Foto cortesia da Humane Society International

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Charles A.

    Esta coluna é espantosamente inútil!

    Curtir

  2. Comentado por:

    Microempresário

    “A boa notícia é que, segundo uma pesquisa de opinião feita pela HSI em 2014, o hábito de comer carne de cachorro está em declínio.”
    Boa notícia para os cachorros, mas provavelmente má notícia para as vacas, porcos, galinhas…

    Curtir

  3. Comentado por:

    carlos alberto neves peixotto

    Pessoal imundo.

    Curtir

  4. Comentado por:

    eugenio oliveira

    Achei que esse país fosse livre desse hábito degradante!
    Com tantas opções de comida há necessidade dessa prática inexplicável?
    Qual a diferença em se comer carne de cachorro e carne humana?
    É forte a analogia? mais forte são as imagens acima mostradas.
    Não me parece que os cachorros da primeira gaiola não saibam qual sera seu destino!
    Esses orientais, sempre surpreendendo com seus hábitos peculiarmente e inexplicavelmente desumanos.

    Curtir

  5. Comentado por:

    Octavius Centurio

    “(na Coreia do Norte, não há informações sobre esse hábito).”
    É porque lá a fome é tanta que não sobrou cachorro nenhum…

    Curtir

  6. Comentado por:

    Isabel

    Que tristeza…o mais triste é que o cão tem inteligência o suficiente e percepção dos seus arredores para saber e entender o que está acontecendo.Nem consigo imaginar o pavor e terror que eles devem sentir.E antes que venha a mesma retórica de sempre,isso não exclui a situação de outros animais que compartilham o mesmo destino.

    Curtir

  7. Comentado por:

    Beto Ojuara

    Os grupos que lutam pelos direitos ‘humanos’ dos animais que me perdoem, mas, usar cães para alimentação seria uma boa solução para acabar com os animais abandonados em várias cidades do país. Só como exemplo, próximo a minha humilde residência há 5 animais abandonados, três cadelas e dois machos, inclusive uma pariu 6 filhotes na semana passada. A prefeitura foi contatada e simplesmente respondeu que o abrigo estava lotado. Portanto, se o ser humano é cruel ao ponto de abandonar os seus animais amigos com certeza pode consumi-los.

    Curtir

  8. Comentado por:

    Renata

    Provavelmente na Coreia do Norte não deve nem haver cachorros: ou já devem ter sido todos comidos, ou devem ser considerados um hábito burguês passível de pena de morte…

    Curtir

  9. Comentado por:

    Marcelo Monteiro Ribeiro

    PQP!!! Não dá pra acreditar que 2 MILHÕES de cachorros são sacrificados todos os anos para consumo humano!!! Um País tão moderno, civilizado fazer uma barbaridade dessas. Lamentável!!

    Curtir