Valentina de Botas: Ufanismo de pixuleco

VALENTINA DE BOTAS A semana passada foi especialmente repugnante na crônica lulopetista. O jeca farsante cavou uma fuga vergonhosa para adiar o encontro com a justiça; o banditismo degenerado em lulolatria mostrou, na pancadaria em frente ao Fórum Criminal da Barra Funda onde o ídolo de lodo deporia, do que é capaz para defendê-lo; reforçou-se […]

VALENTINA DE BOTAS

A semana passada foi especialmente repugnante na crônica lulopetista. O jeca farsante cavou uma fuga vergonhosa para adiar o encontro com a justiça; o banditismo degenerado em lulolatria mostrou, na pancadaria em frente ao Fórum Criminal da Barra Funda onde o ídolo de lodo deporia, do que é capaz para defendê-lo; reforçou-se o feixe bolivariano no STF e na PGR para, imolando o país, salvar os nefastos Lula e Dilma enquanto as leis e o país que se danem.

Aquela que era uma rainha para o marqueteiro agora preso se agarrou a um obscuro Picciani mostrando o estado terminal do governo ilegal, além de, ao tirar Marcelo Castro – e não que o ministro seja algo mais do que imprestável para a nação – por um dia do ministério da saúde, ter simbolizado todo o desprezo que devota não somente à saúde pública com que têm de se virar os brasileiros que bancamos um Sírio Libanês para a governante degenerada, mas a tudo que nos interessa.

No programa do PT na TV, o incurável ególatra em decomposição, num ufanismo de pixuleco, anunciou que o Brasil é o melhor Brasil do mundo e afirmou que confia mais neste Brasil de agora do que naquele da época em que tomou posse: eu também, afinal, aquele lhe daria mais de uma década de poder, enquanto o de agora, embora não se espante mais com a degeneração revelada dia a dia, não aguenta mais estas caras, estes caras, estas vozes, esta ladainha, este cheiro, estes gostos, este desgosto: esta escória.

O chocante na súcia potente na escalada da abjeção é a capacidade de se suportar abolindo códigos mínimos civilizatórios, de aguentar a própria existência deteriorada sem tratar por um mísero dia e com um mínimo de respeito o país que degrada fingindo amá-lo. Mas o texto do programa do PT, embora péssimo – é preciso unir forças para fortalecer o país –, é correto: em março passado, a nação exausta tomou as ruas na maior manifestação do tipo depois das Diretas Já e sem os desdobramentos dramáticos da Lava Jato; neste 13 de março, que a pressão popular se una a esta revolução, como bem definiu José Roberto Guzzo, e force o fortalecimento de um Brasil menos primitivo exigindo a destituição do governo ilegal, a prisão do jeca e a extinção do PT.

Concordo com Guzzo, mas, na solidão institucional a que a oposição oficial relegou os indignados, o regime lulopetista teria aniquilado a Lava Jato antes que ela se tornasse revolucionária se não houvesse o jornalismo independente. Os textos em que registro minha indignação permanente são somente um jeito pessoal de resistência ao primitivismo pela qual voltarei às ruas no dia 13 de março e mais mil vezes voltaria; quanto à turma que acha que tudo não adianta nada, só um lembrete: ainda bem que o pessoal da nossa revolucionária Lava Jato discorda.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Ronaldo

    Como eles desrespeitam as leis qual alternativa temos?
    Isso mesmo que vocês imaginaram……………

    Curtir

  2. Comentado por:

    Sem o bigode

    Valentina rima com valentia! Faço minha suas palavras. No fígado do jeca!

    Curtir

  3. Comentado por:

    Cansado

    Estou de saco cheio. O país está prestes a implodir e a oposição é -posso usar o termo?- BUNDA MOLE. tudo é lento demais. Chega dessa turma no poder. Existe uma hora e a hora é agora.

    Curtir

  4. Comentado por:

    Ivo

    Para os apáticos que dizem que não adianta tirar a Dilma vale a fala de Reinaldo Azevedo: tirar a Dilma pode não ser suficiente para salvar o Brasil mas, com certeza, é necessário.

    Curtir

  5. Comentado por:

    antonioa

    tempos tristes, temos que tirar a anta do poder, se possivel te a alegria de ver lullarapio preso, o pt extinto. Ainda assim, nao temos uma oposicao decente, uma altenativa que nos de muita esperanca. O “melhorzinho” seria o alckimim,ate agora um decente governador e competente em seu mister, embora sonso, mas o nordestao nao entende figuras assim, tao paulista.

    Curtir

  6. Comentado por:

    Sílvio Fávero

    Só não posso concordar com a extinção do PT. Ele deve permanecer, submetido a uma longo processo de definhamento que demonstrará o quão obsoleto sempre foi.

    Curtir

  7. Comentado por:

    Fernando de Campos

    Concordo. Temos que intensificar nossa ação oposicionista. Se formos esperar pela oposição oficial nada acontecerá. A revolução propiciada pela Lava Jato tem que ser respaldada pela população. Até o dia 13 vindouro vamos trabalhar arregimentando participantes. É certo que esta iniciativa nos trará incremento de auto estima cívica e melhor, alavancará a
    saída desta corja do poder.

    Curtir