Blogs e Colunistas

Rio de Janeiro

25/07/2014

às 20:18 \ Sanatório Geral

Tudo explicado

“Quero fazer no Rio o que o Lula fez no Brasil”.

Lindberg Farias, candidato do PT ao governo do Rio, justificando a quarta colocação nas pesquisas de intenção de voto.

02/07/2014

às 10:26 \ Opinião

‘Dupla face’, de Dora Kramer

Publicado no Estadão desta quarta-feira

DORA KRAMER

O PT passou maus bocados na composição das alianças para concorrer às eleições em São Paulo e no Rio de Janeiro. Seu algoz não foi o oponente, mas o aliado PMDB.

Foi um revés atrás do outro, com a digital da mão (nem sempre leve) do gato. O que pôde o PMDB tirou do parceiro nos dois Estados de maior visibilidade do País, onde residem quase 35 milhões de eleitores.

Não que isso vá influir direta e necessariamente no resultado, dado que partidos não orientam – principalmente nos grandes centros – o voto do eleitor.

O movimento, entretanto, é interessante de ser observado e analisado nas suas origens, que remontam ao ano de 2008, cujas consequências se expressam de maneira contundente agora.

» Clique para continuar lendo

01/07/2014

às 7:48 \ Opinião

‘Um governo a serviço do PT’, editorial do Estadão

Publicado no Estadão desta segunda-feira

É grave a informação segundo a qual um funcionário da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República pretendia elaborar uma lista de prefeitos do PMDB do Rio de Janeiro que aderiram à candidatura presidencial de Aécio Neves (PSDB). Não se pode aceitar que um servidor público trabalhe na coleta de informações com o óbvio objetivo de municiar a campanha da presidente Dilma Rousseff (PT), ainda mais quando se trata de dados sobre dissidentes da coligação governista. O espantoso caso constitui mais um exemplo de como os petistas confundem seu partido com o governo – além de revelar as táticas pouco republicanas do PT contra aqueles que ousam desafiá-lo.

Conforme informou o jornal O Globo (26/6), Cássio Parrode Pires, assessor da Secretaria de Relações Institucionais, enviou um e-mail à assessoria de imprensa do PMDB fluminense solicitando a lista de presença do almoço de lançamento da aliança entre o governador peemedebista Luiz Fernando Pezão, candidato ao governo do Estado, e Aécio.

» Clique para continuar lendo

11/06/2014

às 22:31 \ Homem sem Visão

Aldo Rebelo vai sobrevoar num jatinho da FABTur as obras que ninguém vê, Angela Guadagnin é inscrita à revelia e Paes festeja a despoluição da Baía de Guanabara

esporte-ministro-aldo-rebelo-futebol-20130122-01-size-598

“O chefe resolveu entrar em campo poucas horas antes do começo do jogo de abertura porque seu grande trunfo eleitoral é o que os inimigos da pátria chamam de Copa da Roubalheira”, confidenciou um dos 141 assessores diretos de Aldo Rebelo no lançamento do ministro do Esporte ao título de Homem sem Visão de Junho. “Ele quer sobrevoar num jatinho da FABTur todas as obras que prometeu e não desceram do palanque. Só não vai aparecer nos estádios em dia de jogo para não perturbar a Seleção. Os jogadores vão achar que a vaia é para eles e perder até do Irã”.

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

01/05/2014

às 10:55 \ Direto ao Ponto

Escalado para exaltar a Copa do Brasil Maravilha, Gilberto Carvalho foi expulso do país habitado por gente farta de vigarices

Atualizado às 10h55

Na chegada à sede do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro, cenário da etapa carioca dos “Diálogos Governo-Sociedade Civil Copa 2014″, o sorriso confiante e a voz de orador da turma avisaram que o ministro Gilberto Carvalho estava em casa ─ e cercado por amigos de fé. Decerto imaginou que passaria as duas horas seguintes saboreando aplausos e carícias verbais da plateia amestrada, formada por integrantes dos “movimentos sociais”. Todos estavam ali para aprender que a Copa da Roubalheira, vista de perto, é outra soberba evidência de que o Brasil vai tão bem que, se melhorar, estraga.

Quebrou a cara, informa o vídeo acima. Já na entrada do auditório o sorriso morreu, esganado pela inscrição na faixa pendurada atrás da mesa no palco: NÂO VAI TER COPA. A voz começou a claudicar com as primeiras manifestações de hostilidade. E a autoconfiança foi dissolvida pela pancadaria sonora. Durante 15 minutos, a caixa preta ambulante lutou bravamente para sobreviver a vaias, apupos, risos debochados, apartes desmoralizantes, gargalhadas irônicas e cobranças de promessas ainda estacionadas no palanque.

Enfim rendido ao som da fúria, interrompeu o falatório, deu o encontro por findo, prometeu voltar em agosto e caiu fora da zona conflagrada. Até capitular, o camelô de embustes esforçou-se para vender à freguesia o conto da Copa. Jurou que a mina de dinheiro da Fifa, vista de perto, é uma usina de empregos para nativos. Lembrou que já trabalhou em favela, celebrou o Minha Casa, Minha Vida, culpou a oposição pelo atraso nas obras, pediu paciência aos presentes, fez o diabo. Nada funcionou.

Gilberto Carvalho preparou-se para uma festiva noitada no Brasil Maravilha. Só depois de consumado o fiasco descobriu que estava no Brasil real. É um país habitado por gente farta de vigarices. E é cada vez mais populoso.

11/03/2014

às 19:12 \ Feira Livre

Sobrevoe o Rio ao lado do Homem-Jato

Primeiro e por enquanto único ser humano a voar acoplado a uma asa rígida equipada com quatro motores a jato, Yves Rossy voltou a justificar no Rio de Janeiro, em maio de 2012, a alcunha incorporada ao nome de batismo: Jetman. Depois de saltar de um helicóptero sobre a Lagoa Rodrigo de Freitas, decolou em direção ao Corcovado, sobrevoou a praia de Ipanema e contornou o Pão de Açúcar antes de acionar o paraquedas e pousar em frente do hotel Copacabana Palace.

O aviador suíço controla com um acelerador de mão o equipamento que atinge velocidades de 200 a 300 quilômetros por hora. Para ajustar a trajetória e a altitude, vale-se exclusivamente de movimentos do corpo. A aventura completa durou 11 minutos e 35 segundos, numa altitude média de 1.200 metros. A coluna brinda os leitores com uma versão reduzida do voo com pouco mais de dois minutos. Não perca a chance de embarcar imediatamente.

07/03/2014

às 20:00 \ Sanatório Geral

Briga de foice

“Achamos que a aliança com o PMDB é importante para o país, mas o partido não pode ter chantagistas como o Eduardo Cunha, líder do grupo dos bocudos”.

Washington Quaquá, presidente do PT do Rio,reforçando a suspeita de que se o “ajuntamento de assaltantes” e o “partido da boquinha” resolverem contar tudo o que sabem um sobre o outro, logo estará faltando espaço no noticiário político-policial.

06/03/2014

às 22:53 \ Sanatório Geral

Doutor em lixo

“As ruas ficaram imundas por causa da greve dos garis ou por que a maioria das pessoas joga lixo no chão, sem cerimônia?”

Ricardo Berzoini, deputado federal pelo PT de São Paulo, ensinando que, quando os garis não estão em greve, as pessoas podem até continuar jogando lixo no chão, mas fazem isso com bastante cerimônia.

03/02/2014

às 6:58 \ Sanatório Geral

A serviço da pátria

“Conversamos com o PT, mas já temos uma aliança com o governador. Apresentei ao Cabral nossas condições, de avanço da educação em tempo integral e da participação na chapa majoritária. O mais provável é que o governador dispute o Senado e o PDT fique com a candidatura a vice-governador”.

Carlos Lupi, ex-ministro do Trabalho e presidente do PDT, ao explicar o apoio a Luiz  Luiz Fernando Pezão, candidato do PMDB ao governo do Rio, avisando em código que, se o partido puder indicar também um nome para o Senado, topa abrir mão do avanço na educação integral.

28/01/2014

às 2:07 \ Sanatório Geral

Gente como a gente

“A decisão envolve um risco que decidi assumir”.

Sérgio Cabral, governador do Rio, jurando mais uma vez que vai parar de usar helicópteros da frota estadual para passeios com a família, mesmo sabendo que ele próprio, os parentes e o cachorro Juquinha serão expostos aos riscos, perigos e sobressaltos que o  declarante jurava ter erradicado com a criação das UPPs.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados