Blogs e Colunistas

obras

07/07/2014

às 22:30 \ Sanatório Geral

A confissão do neurônio (2)

“Não é verdade que brigas politicas atrasaram as obras da Copa. Não concordo que houve qualquer prejuízo para a Copa do Mundo com obras atrasadas.”

Dilma Rousseff, em conversa com internautas, confirmando que muita gente lucrou alguns bilhões com o atraso das obras da Copa.

26/06/2014

às 22:39 \ Sanatório Geral

Ministro da Incompetência

“Nosso sonho era entregarmos todas essas obras, mas isso não foi possível por muitas razões. Parte delas ligada à demora na obtenção de licenças ambientais, processos de desapropriação e até mesmo dificuldades gerenciais, seja do governo federal ou dos governos estaduais e municipais”.

Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência, explicando que o governo não faz porque não sabe fazer.

13/06/2014

às 2:31 \ Sanatório Geral

Neurônio com remorso

“Se houver algum gasto indevido, incorreto, superfaturado, quem fez o gasto vai pagar, porque toda a fiscalização do governo federal atuará nesse caso”.

Dilma Rousseff, fingindo que existe algum fiscal no Planalto e que faz questão de pagar pelo que fez ou permitiu a turma fizesse nos sete anos que precederam a abertura da Copa da Roubalheira.

06/06/2014

às 15:12 \ Sanatório Geral

Boa aluna

“Há um mau humor inexplicável no Brasil”

Dilma Rousseff, durante a entrevista para jornalistas estrangeiros, mostrando que o neurônio solitário conseguiu decorar direitinho a frase que o padrinho ordenou que repetisse.

04/06/2014

às 22:37 \ Sanatório Geral

Ladroagem pontual

“As que não ficarem prontas para a Copa, ficarão em agosto, em setembro. E daí? Qual o problema?”

Gilberto Carvalho, ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência e mala preta do PT, ao explicar que não vê nada de mais em concluir depois da Copa o que foi prometido para a Copa, confirmando que, nas obras públicas do Brasil Maravilha, as únicas coisas que jamais atrasam são o pagamento da propina e a repartição do produto do roubo.

04/06/2014

às 19:01 \ Sanatório Geral

Calendário dilmês

“Você não consegue terminar um metrô em dois anos. Pelo menos não no Brasil. Talvez só na China.”

Dilma Rousseff, sobre o atraso das obras prometidas para a Copa, explicando a jornalistas estrangeiros que não fez em dois anos o que deveria ter começado a fazer há sete porque o Brasil não é a China.

03/06/2014

às 5:57 \ Sanatório Geral

Conta outra, prefeito!

“O que são três meses para quem esperou 49 anos?”

Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro, durante a inauguração do inacabado BRT Transcarioca, explicando que foi concluída com apenas três meses de atraso uma obra que, projetada em 1965 pelo então governador Carlos Lacerda, demorou 49 anos para ficar quase pronta.

16/04/2014

às 3:54 \ Sanatório Geral

Doutor em geografia

“Projetos sofrem atrasos no mundo inteiro, não só no Brasil”.

César Borges, ministro dos Transportes, sobre a reportagem do New York Times a respeito das obras inacabadas do Brasil Maravilha, ensinando que o mundo começa e acaba no Mercosul.

15/04/2014

às 14:10 \ Opinião

‘O PAC 3 e as eleições’, um artigo de Gil Castello Branco

Publicado no Globo desta terça-feira

GIL CASTELLO BRANCO

Há dez dias, quando a presidente-candidata anunciou que lançará em agosto ─ dois meses antes das próximas eleições ─ a terceira versão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 3), lembrei-me dos filmes da série Rambo, que agradavam aos cinéfilos menos exigentes, especialmente pela pirotecnia. Na verdade, Lula e Dilma não inovaram ao “batizar” e associar um conjunto de ações aos seus mandatos. Assim foi em governos anteriores com o “Avança Brasil”, o “Brasil em Ação”, o “Programa de Metas”, o “Plano Salte”, entre outros. Estrategicamente, são “títulos fantasia” para Planos Plurianuais (PPAs), previstos na Constituição federal, que os governantes têm por obrigação realizar.

Às vésperas da divulgação do PAC 3, a Associação Contas Abertas reuniu dados oficiais sobre a execução do PAC 2, que abrange o período de 2011 a 2014. Essa etapa do programa foi anunciada com pompa e cerimônia em 29 de março de 2010, na presença de 30 ministros do governo Lula, prefeitos de várias capitais, empresários e líderes de movimentos sociais.

» Clique para continuar lendo

14/04/2014

às 16:00 \ Sanatório Geral

Bravatas & bazófias

“Nós passamos 20 anos sem fazer ou desenvolver nenhum projeto de infraestrutura pública. Não tínhamos nada na gaveta”.

Lula, sobre a reportagem do New York Times a respeito das obras que só ficaram prontas na discurseira do palanque ambulante, jurando que, como havia nenhum projeto na gaveta, teve de planejar até a Ferrovia Norte-Sul, mais conhecida como Ferrovia do Sarney por estar em construção desde 1987.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados