Blogs e Colunistas

Marco Aurélio Garcia

15/07/2014

às 20:41 \ Opinião

‘O professor e o senador’, de Fernando Tibúrcio Peña

Publicado no Globo desta terça-feira

FERNANDO TIBÚRCIO PEÑA

É um convite à reflexão a recente troca de farpas entre Marco Aurélio Garcia, assessor especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, e Ricardo Ferraço, presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado. Provavelmente incomodado com a natural repercussão que teve a entrevista do senador Ferraço nas páginas amarelas da revista de maior circulação no país, o professor aposentado da Unicamp partiu para o contra-ataque usando a condenável estratégia de desqualificar academicamente o seu opositor. A meu ver, não surtiu efeito. Li o seu artigo-resposta e fiquei com a sensação de que o professor estava schopenhauerianamente tentando vencer o debate sem ter razão.

A certa altura, Marco Aurélio Garcia — a quem Ferraço chamou de “chanceler de fato” — acusa o senador de recorrer a velhos chavões da direita. Na ótica do professor, como o “comunismo” está virando um assunto restrito aos livros de história, o senador teria encontrado um novo “espantalho” para subsidiar um discurso supostamente conservador: o “bolivarianismo”. Marco Aurélio Garcia enfatiza que o senador não explicou que bicho é esse, embora ele também não o tenha explicado. Foi aí que percebi que eu próprio, quem sabe por uma deficiência acadêmica, não era capaz de traçar com precisão o conceito de “bolivarianismo”.

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

25/06/2014

às 18:35 \ O País quer Saber

Sete episódios infames desmoralizam a ladainha da seita que louva a hipocrisia

As oitavas de final já vão chegando, mas o time do Planalto continua tentando prorrogar o jogo de abertura da Copa, que terminou com a vitória do Brasil sobre a Croácia e a goleada sonora imposta a Dilma Rousseff pela multidão cansada de vigarices e bandalheiras protagonizadas pela seita lulopetista. Lula cobra dos adversários gestos de subserviência explícita à mãe e avó constrangida por xingamentos. Rui Falcão exige que os candidatos oposicionistas condenem (e com veemência) o comportamento dos 50 mil brasileiros que recomendaram à chefe de governo, em coro, o que todas as torcidas, em todos os estádios, invariavelmente ordenam ao juiz ou ao bandeirinha.

Haja hipocrisia, grita o calendário da infâmia resumido neste post. Pinçados no vastíssimo acervo de violências liberticidas acumuladas pelo PT desde o dia do nascimento, sete episódios bastam para escancarar o farisaísmo das carpideiras do Itaquerão. Por achar que os fins justificam os meios, o bando no poder age há 13 anos como se tudo fosse permitido. Só é proibido alvejar com nomes feios a candidata em queda nas pesquisas e abandonada por antigos aliados, ressalva o mestre e repetem os coroinhas de missa negra. A ladainha é desmoralizada pela amostra exibida a seguir:

MAIO DE 2000
Sem perceber que os microfones estavam ligados, Lula se preparava para gravar a declaração de apoio a Fernando Marroni, candidato do PT a prefeito de Pelotas, quando qualificou a cidade gaúcha de “pólo exportador de veados”. Nunca se desculpou pela afronta. O partido não viu nada de mais no deboche homofóbico.

MAIO DE 2000
Ao discursar para a tropa companheira, o deputado federal José Dirceu afirmou que os adversários políticos mereciam “apanhar nas ruas e nas urnas”. Dias depois da instrução expedida pelo presidente do PT, milicianos destacados para agitar a greve dos professores agrediram fisicamente o governador Mário Covas, já debilitado pelo câncer. Dirceu desmente ter dito o que disse no vídeo. Lula criticou Covas por ter aparecido no portão de um prédio público. O PT não viu nada de mais no monumento à violência.

JUNHO DE 2007
Alguns jornalistas perguntaram a Marta Suplicy, à época acampada no Ministério do Turismo, se tinha algum conselho a oferecer aos milhares de passageiros atormentados pelo colapso da aviação civil. “Relaxa e goza”, sugeriu a companheira. Marta diria depois que “estava brincando” com os flagelados dos aeroportos. O PT não viu nada de mais no surto de humor da sexóloga em recesso.

JULHO DE 2007
Ao lado de um assessor, em sua sala no Palácio do Planalto, Marco Aurélio Garcia soube pelo Jornal Nacional que a explosão do avião da TAM que matou 199 pessoas no aeroporto de Congonhas fora provocada por problemas mecânicos. O chanceler para assuntos cucarachas comemorou a notícia, que isentava o governo de culpas, com um obsceno toptoptop filmado por um cinegrafista. Garcia não pediu desculpas sequer aos parentes dos mortos. O PT não viu nada de mais no espetáculo da boçalidade.

FEVEREIRO DE 2013
Numa livraria em São Paulo, onde faria uma palestra seguida de uma sessão de autógrafos, a jornalista cubana Yoani Sánchez foi sitiada por manifestantes que, berrando insultos, cassaram o direito de expressão da mulher que se opõe à ditadura comunista. O evento foi cancelado pelos organizadores. O PT não viu nada de mais na agressão liberticida.

FEVEREIRO DE 2014
O companheiro paranaense André Vargas, vice-presidente da Câmara, aproveitou a abertura do ano legislativo para insultar o ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal. Durante a cerimônia, o relator do processo do mensalão teve de ignorar as provocações do parlamentar a seu lado, que erguia o punho cerrado para solidarizar-se publicamente com os quadrilheiros engaiolados na Papuda. O PT não viu nada demais na ofensa intolerável ao chefe do Poder Judiciário. Vargas só foi expulso depois que a Polícia Federal descobriu os laços repulsivos que o vinculam à lavanderia de dólares do bandido Alberto Yousseff.

ABRIL DE 2014
Escoltado por duas militantes, Rodrigo Grassi, assessor parlamentar da deputada companheira Érika Kokay, perseguiu Joaquim Barbosa numa avenida em Brasília, berrando termos ofensivos ao ministro do STF e palavras de ordem simpáticas aos quadrilheiros do mensalão. As imagens foram gravadas pelos próprios agressores. Pressionada pelo Brasil decente, a deputada teve de livrar-se do delinquente que sustentava. O PT achou muito compreensível a missão cumprida por Grassi.

Num comentário enviado à coluna, meu velho amigo Gonçalo Osório precisou de poucas linhas para desmontar a ópera dos farsantes. “O primeiro a insultar a instituição da Presidência da República foi Lula. E o PT é o responsável pelo constante desrespeito a normas jurídicas, a decisões judiciais, ao mínimo decoro, à ordem, à ética e ao respeito que deve haver entre adversários políticos. O lulopetismo fez o que pôde para criar no Brasil antagonismos de classe, de raça, de religião, de ideologia. O que Dilma ouviu no Itaquerão é apenas consequência”.

Assustados com a paisagem eleitoral cada vez mais perturbadora para o poste do Planalto, os semeadores de ódios fantasiar-se de apóstolos da paz. São tão convincentes quanto um dono de bordel indignado com a filha do vizinho que usa saias dois centímetros acima dos joelhos.

01/05/2014

às 9:44 \ Sanatório Geral

Tiro na testa

“Vivemos hoje um novo desafio histórico. Para enfrentá-lo não haverá soluções mágicas, menos ainda homens providenciais. São necessários conhecimentos dos reais problemas da sociedade brasileira e determinação. Uma determinação que possuem aqueles que fizeram da política um compromisso – não um meio de vida –, reatando com as grandes tradições que marcaram o progressismo do Brasil”.

Marco Aurélio Garcia, assessor especial da Presidência para Assuntos Internacionais, disfarçado de documento do PT com diretrizes para o programa de governo de Dilma Rousseff, mirando em Aécio Neves e Eduardo Campos e acertando a testa de Lula.

03/04/2014

às 18:02 \ Homem sem Visão

Depois de dedicar o troféu de março a Lewandowski e Dias Toffoli, o campeão Luis Roberto Barroso faz um agradecimento especial a Celso de Mello e Teori Zavascki

ATUALIZADO ÀS 18H02

Luís-Roberto-Barroso-stf copy

“Dedico este laurel aos excelentíssimos doutores Ricardo Lewandowski e Antonio Dias Toffoli, colegas de pretório excelso, que procrastinaram o trânsito em julgado da Ação Penal 470 de modo a permitir que me juntasse a tempo à bancada dos ministros da defesa”, emocionou-se Luis Roberto Barroso ao ser oficialmente informado da conquista do título de Homem sem Visão de Março. “O ponto voltou para dentro da curva. O jeitinho brasileiro de fazer Justiça se fez presente mais uma vez e conseguimos provar que, no Brasil, é possível existir quadrilha sem quadrilheiros”.

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

27/03/2014

às 21:50 \ Homem sem Visão

Paes, Gilberto Carvalho, Barroso, Marco Aurélio Garcia e Rui Falcão brigam na enquete pelo troféu de março

Começou a votação na enquete que apontará o ganhador do título de Homem sem Visão de Março. Inscritos voluntariamente ou por determinação dos leitores-eleitores, cinco feras estão na jaula dos candidatos.

Eduardo Paes em debate no Rio de Janeiro

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

21/03/2014

às 20:12 \ Homem sem Visão

Eduardo Paes multa assessor fantasma e Gilberto Carvalho acha que a troca de pontapés com o PMDB é briga de namorado

Paes

“O chefe consultou um oculista e descobriu que aquilo aconteceu por causa de um tipo de miopia temporária que pode durar um dia ou vários anos”, informou um dos 115 assessores diretos de Eduardo Paes durante o lançamento da candidatura do prefeito do Rio de Janeiro ao título de Homem sem Visão de Março. Na disputa por ter visto logo ali uma lixeira que estava a 200 metros de distância, Paes é o quarto candidato a entrar na jaula ocupada pelas feras em guerra pelo troféu.

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

10/03/2014

às 16:45 \ Direto ao Ponto

Vote na enquete: Depois de afirmar que a crise venezuelana é uma “invenção midiática”, qual emprego Marco Aurélio Garcia merece?

marcoaureliogarcia

10/03/2014

às 13:33 \ Opinião

‘Vergonhoso apoio a Maduro’, editorial do Estadão

Publicado no Estadão deste domingo

Em vez de assumir suas responsabilidades e pressionar o governo da Venezuela a dialogar com a oposição para superar a violenta crise no país, o governo brasileiro prefere fazer de conta que nada está acontecendo. O assessor especial da Presidência para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, esteve recentemente na Venezuela e disse que há uma “valorização midiática” dos confrontos. “O país não parou, as coisas estão funcionando”, afirmou Garcia. Não se trata de autismo, mas de uma estudada farsa, cujo objetivo é fazer crer que Nicolás Maduro tem a situação sob controle e que as manifestações só são consideradas importantes pelos “veículos de comunicação internacionais”.

Desse modo, o governo petista continua a seguir a estratégia de desmerecer os protestos contra o chavismo, como se estes fossem mero alarido de quem foi derrotado nas urnas, e não uma legítima expressão de descontentamento com os rumos que o país tomou nos últimos anos. Essa política explica por que o Brasil aceitou subscrever a indecente nota do Mercosul que criminalizou os oposicionistas venezuelanos.

» Clique para continuar lendo

23/02/2014

às 15:06 \ Direto ao Ponto

AMPLIADO E ATUALIZADO: Os companheiros que Dilma convoca para buscar soluções são mais assustadores que o pior dos problemas que afligem o Brasil

mantega-belchior

O raquitismo crônico condenou o pibinho a nunca ser pibão na vida? A inflação real insiste em desmoralizar os índices maquiados pela contabilidade criativa? A gastança pública engordou de novo? A balança comercial voltou a pender para o lado dos gringos? Dilma Rousseff comanda uma reunião com Guido Mantega, Miriam Belchior e Aloizio Mercadante.  O ministro da Fazenda erra todas as previsões há três anos. A ministra do Planejamento não acerta sequer o nome da chefe, que agora chama de “presidenta Lula”. O chefe da Casa Civil está concentrado na campanha para assumir o Ministério de Tudo.

Reuniao com secretarios estaduais de participacao social. Presenca dos ministros Ideli Salvati e Gilberto Carvalho e do secretário-executivo da Secretaria-Geral da Presidência da República, Rogério Solttilli.

A base alugada quer aumentar as cifras dos contratos de aluguel? O PMDB reivindica mais ministérios? O PT anda murmurando que Lula é que deveria ser candidato? Partidos governistas flertam com Aécio Neves e contemplam Eduardo Campos com o coração em descompasso? Dilma pede conselhos a Lula antes de outra reunião com Ideli Salvatti, um berreiro à procura de uma ideia, Gilberto Carvalho, o ex-coroinha que virou sacristão de missa negra, e, naturalmente, Aloizio Mercadante.

lula-amorim-garcia

O governo do companheiro Nicolás Maduro desandou? Falta até papel higiênico na Venezuela? Estudantes que protestam contra a prisão de líderes oposicionistas são assassinados por milícias bolivarianas? Evo Morales exige a deportação do senador Roger Pinto Molina? O Mercosul lembra um fim de feira no sertão? Dilma convoca uma reunião com Marco Aurélio Garcia, algum representante do Itamaraty amestrado por Celso Amorim e, claro, Aloizio Mercadante.

cardozo e mercadante

O assassinato de um cinegrafista inaugura a nova etapa da insurreição dos selvagens sem causa nem cérebro? O MST mobiliza camponeses que não distinguem um boi de uma anta para o cerco ao Palácio do Planalto? O PCC aciona militantes em liberdade para mostrar que os presos governam as ruas? Bandidos são linchados por carrascos fantasiados de justiceiros? Os chefões das cadeias do Maranhão ressuscitam a morte por esquartejamento? Dilma convoca uma reunião com José Eduardo Cardozo, Gilberto Carvalho e, como não?, Aloizio Mercadante.

O Brasil protagonizou outro fiasco em alguma olimpíada estudantil? O índice de analfabetismo voltou a crescer e agora já são mais de 15 milhões os brasileiros que não sabem ler? O país agora forma doutores que não conseguem escrever um cartão de Natal? Como ainda não decorou o nome e o ramal do ministro da Educação, José Henrique Paim, Dilma convoca uma reunião com Aloizio Mercadante e os dois trocam ideias por telefone com Fernando Haddad.

Outro cubano desertou do Mais Médicos para livrar-se ao mesmo tempo da ilha-presídio  do trabalho escravo? A filas do SUS bate o recorde mundial de extensão? Multidões exigem nas ruas a construção de hospitais padrão Fifa? Como ainda não decorou o ramal de Arthur Chioro, e vive chamando de “Choiro” o novo ministro da Saúde, Dilma convoca uma reunião com Alexandre Padilha e, sempre ele, Aloizio Mercadante. Os três concluem que devem consultar meia dúzia de jalecos do Sírio Libanês.

A arena da de Curitiba não ficou pronta? O estádio de Brasília, que já é o mais caro do mundo, vai cruzar a fronteiora dos dois bilhões de reais? As obras de mobilidade urbana continuam imóveis nos palanques? Dilma convoca uma reunião com Aldo Rabello e o inevitável Aloizio Mercadante. Os três concordam: é bom que o ministro do Esporte prepare o traseiro para mais um retumbante pontapé do cartola Jerôme Walcke.

O tsunami turístico que chegaria com a Copa pode virar marolinha porque os gringos têm amor à vida e ao patrimônio? Ninguém mais acredita que o brasileiro é tão cordial com os forasteiros? Dilma convoca uma reunião com João Santana,  Marta Suplicy e Aloizioi Mercadante. O marqueteiro do reino informa que encomendou 900 comerciais de TV para popularizar o bordão “A Copa das Copas”. A ex-ministra do Turismo, agora fantasiada de ministra da Cultura, propõe que se acrescente a versão em inglês da famosa sugestão que fez às vítimas do apagão aéreo: “Relax and enjoy”.

O transporte aéreo está a beira do colapso? Os pousos e decolagens nos 800 aeroportos em cidades do interior só ocorrem na cabeça da presidente? Nem os puxadinhos estarão funcionando no apito inicial? Dilma está prestes a convocar uma reunião com o ministro da Aviação Civil (e Aloizio Mercadante) quando ouve o nome do convocado. Antes do encontro, ela quer saber quem é esse Wellington Moreira Franco, que não conhece nem de vista. O buraco na agenda é preenchido por uma conversa com Maria do Rosário, que quer contar à chefe quem será a vítima da próxima exumação.

Imagine o que se passa nessas reuniões. Pense nas propostas que ficam só entre eles. A equipe federal seria goleada pelo lanterninha da da série D do campeonato nacional. Os companheiros que ajudam Dilma a encontrar soluções são mais assustadores do que o pior dos muitos problemas que afligem o Brasil. Oremos.

16/12/2013

às 19:24 \ Homem sem Visão

Conheça os 12 candidatos ao título de Homem sem Visão de 2013

Com a conquista do troféu de dezembro com  1.258 dos 2.514 votos válidos (50%), José Genoino completou a lista dos 12 candidatos ao título de Homem sem Visão de 2013. O ex-deputado federal derrotou os dois concorrentes também engajados na bancada da Papuda: José Dirceu (1.181 votos, ou 47%) e Delúbio Soares (75 votos, ou 3%).

Para que os leitores-eleitores escolham conscientemente o merecedor do prêmio que desmoraliza para sempre o premiado, a Comissão Organizadora publica a ficha resumida dos concorrentes:

hsv marco_aurelio-460x306

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados