Blogs e Colunistas

Marco Antonio Villa

08/04/2014

às 11:37 \ Opinião

‘Os gigolôs da memória’, um artigo de Marco Antonio Villa

MARCO ANTONIO VILLA

A lembrança dos 50 anos da queda de João Goulart ocupou amplo espaço na imprensa. Nenhum outro acontecimento da história do Brasil foi tão debatido meio século depois do ocorrido. Para um otimista, isto poderia representar um bom sinal. Afinal, o nosso país tem uma estranha característica de esquecer o que ocorreu ontem. Porém, a reflexão e o debate sobre 1964 e o regime militar acabaram sendo dominados justamente por aqueles que conduziram o país à crise da república populista e que negaram os valores democráticos nos anos 1960-1970.

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

01/04/2014

às 19:39 \ Opinião

‘Esquerda tinha ditaduras como modelo’, um texto de Marco Antonio Villa

Publicado no Blog do Marco Antonio Villa

Durante a ditadura, a oposição de esquerda transformou a experiência dos países socialistas em referência de democracia. A ditadura do proletariado foi exaltada como o ápice da liberdade humana e serviu como contraponto ao regime militar. A falácia tinha uma longa história. Desde os anos 1930 brasileiros escreveram libelos em defesa do sistema que libertava o homem da opressão capitalista.

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

20/03/2014

às 17:27 \ Direto ao Ponto

O 60° debate encerrou nesta quinta-feira a série sobre o julgamento do mensalão

O 60° debate sobre o julgamento do mensalão encerrou a série transmitida ao vivo pelo site de VEJA. Reinaldo Azevedo, Marco Antonio Villa, Roberto Podval e este colunista foram os participantes do programa, que fez um balanço do mais importante processo da história do Supremo Tribunal Federal. Peço ao timaço de comentaristas que entre em campo e diga o que achou.

11/03/2014

às 13:11 \ Opinião

‘O PT ganhou no tapetão’, um artigo de Marco Antonio Villa

Publicado no Blog do Marco Antonio Villa

O julgamento do mensalão reforçou os defeitos do Poder Judiciário. A lentidão para apreciar as ações, a linguagem embolada e oca de juízes, promotores e advogados, o burocratismo e a leniência quando crimes são cometidos por poderosos.

O Supremo Tribunal Federal, ao longo da história republicana, em diversos momentos foi subserviente frente ao Poder Executivo, ignorou a Constituição e as leis — por mais incrível que isto pareça. Mas rasgar uma decisão produto de um processo que se estende desde 2007 — quando a denúncia foi aceita — isto nunca ocorreu. A revisão da condenação por formação de quadrilha da liderança petista foi o ato mais vergonhoso da história do STF desde a redemocratização.

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

28/02/2014

às 16:05 \ Vídeos: Entrevista

59° debate sobre o julgamento do mensalão

A pauta do 59° debate, transmitido ao vivo nesta quinta-feira, foi a absolvição de José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares do crime de formação de quadrilha. O historiador Marco Antonio Villa, o editor executivo do site de VEJA, Carlos Graieb, e o jornalista Reinaldo Azevedo comentaram a atuação dos ministros do Supremo Tribunal Federal na reta final do julgamento do mensalão. O timaço de comentaristas está convidado a dizer o que achou. 

11/02/2014

às 17:39 \ Opinião

‘PT não gosta do Judiciário independente’, um texto de Marco Antonio Villa

Publicado no blog de Marco Antonio Villa

O Partido dos Trabalhadores, que teve suas lideranças históricas condenadas no processo do mensalão, é incansável. Quer porque quer desmoralizar o Supremo Tribunal Federal. O PT não gosta do Judiciário independente. O partido fez de tudo para dificultar o andamento da Ação Penal 470. Pressionou ministros e insinuou até chantagem. Depois desqualificou as condenações. E transformou as prisões em espetáculo de “resistência”. Em seguida, forjou convites fantasiosos de trabalho desacreditando os postulados do regime semiaberto. Deu — para o bem da democracia — tudo errado.

O alvo seguinte foi o presidente do STF, o ministro Joaquim Barbosa. É o mais odiado pelos marginais do poder, feliz expressão do ministro Celso de Mello. Desde 2012 sofre ataque cerrado dos petistas e dos seus aliados, dos blogs sujos que infestam a internet — e que são financiados com dinheiro público. É injuriado e caluniado sistematicamente pelo Ministério da Verdade petista.

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

14/01/2014

às 9:57 \ Opinião

‘Jango e o realismo fantástico’, um texto de Marco Antonio Villa

Publicado no Globo

MARCO ANTONIO VILLA

O Brasil é um país fantástico. Mais ainda, é um país do realismo fantástico, onde ficção se mistura com história e produz releituras ao sabor dos acontecimentos. A última tem como tema a morte do ex-presidente João Goulart, o Jango, na Argentina.

A Câmara dos Deputados fez uma investigação, ouviu dezenas de testemunhas e elaborou um longo relatório. Concluiu que não havia indícios de assassinato. Em entrevista a Geneton Moraes Neto, publicada no livro Dossiê Brasil: as histórias por trás da História recente do país, a senhora Maria Tereza Goulart descartou qualquer suspeita de assassinato do seu marido: “Eu estava ao lado de Jango o tempo todo, nos últimos dias. Jango morreu do coração. Tinha feito um regime violento e mal controlado. Chegou a perder 17 quilos em dois meses. E estava fumando muito. O médico já tinha dito que ele não poderia fumar.”

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

10/12/2013

às 13:22 \ Opinião

‘Triênio para esquecer’, um texto de Marco Antônio Villa

Publicado no Blog do Marco Antônio Villa

MARCO ANTONIO VILLA

É muito difícil encontrar na história brasileira um triênio presidencial com resultados tão pífios como o da presidente Dilma Rousseff. Desde a redemocratização de 1985, o único paralelo possível é com o triênio de Fernando Collor, que conseguiu ser pior que o da presidente. Em dois dos três anos houve recessão (1990 e 1992).

Mas Collor encontrou um país destroçado. Recebeu o governo com uma inflação anual de 1.782%, as contas públicas em situação caótica e uma absoluta desorganização econômica.

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

05/12/2013

às 18:14 \ Vídeos: Entrevista

57º debate sobre o julgamento do mensalão

Nesta quinta-feira, a pauta do debate incluiu a renúncia de José Genoino e Valdemar Costa Neto ao mandato de deputado, a renúncia de José Dirceu ao ofício de gerente de hotel e a renúncia forçada ao direito de ir e vir de mais quatro mensaleiros transferidos para a cadeia pelo ministro Joaquim Barbosa, além de outros temas que vêm animando a primeira semana deste dezembro. Participaram da conversa o historiador Marco Antonio Villa, o criminalista Roberto Podval e o jornalista Reinaldo Azevedo, colunista do site de VEJA. 

28/11/2013

às 22:16 \ Vídeos: Entrevista

56° debate sobre o julgamento do mensalão

Os laudos médicos sobre a saúde de José Genoino, a conversão de José Dirceu em gerente de hotel e o emprego oferecido pela CUT a Delúbio Soares são os principais assuntos discutidos na conversa entre Augusto Nunes, Reinaldo Azevedo, Roberto Podval e Marco Antonio Villa.

 

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados