#SanatórioGeral: Democracia é isso aí

Depois de conversar com Chávez em forma de passarinho, Maduro descobre que os oposicionistas mortos cometeram suicídio

“A direita continental rompeu as regras do jogo e da convivência”. (Nicolás Maduro, depois de uma conversa a dois com o passarinho que se apresenta como reencarnação de Hugo Chávez, atribuindo a uma misteriosa entidade conhecida pelo codinome “direita continental” o fechamento do Congresso, a prisão de 359 adversários da ditadura venezuelana e a morte de mais de 120 manifestantes oposicionistas nos últimos quatro meses)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Rodrigues Junior

    Gambá cheira gambá! Chávez, Maduro, Lula, Dilma, Gleisi e comparsas… tudo farinha do mesmo embornal!

    Curtir

  2. Julio Rodrigues Neto

    Mais duro, amante da dita dura, seguidor de Quer vara.

    Curtir

  3. Já passou da hora de um voluntário mirar o laser na orelha, ou no bigode, desta besta quadrada.

    Curtir

  4. Seria até educativo para seus apoiadores e admiradores.

    Curtir

  5. Juca Leiteiro

    Dominação com vida mansa. O que mantinha a Venezuela confortável era só o trabalho de extrair e vender petróleo, coisa que todo ditador almeja, ou seja, nada de produtivo. O preço caiu, a economia quebrou e veio a luta pelo domínio do ponto .

    Curtir