Coluna Augusto Nunes

Augusto Nunes

Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido.

sobre

Colunista de VEJA.com, colaborador da edição impressa e apresentador do Roda Viva. Foi redator-chefe de VEJA e diretor de redação das revistas Época e Forbes e dos jornais O Estado de S. Paulo, Jornal do Brasil e Zero Hora. Autor do livro 'Minha Razão de Viver - Memórias de Samuel Wainer'.

  • Bonita, a amizade

    Por: Augusto Nunes

    “Mesmo que isso tenha ocorrido, a reforma paga pela Odebrecht, nem é uma propriedade dele. O Lula não recebeu um presente para ele”.

    Gilberto Carvalho, coroinha de missa negra, conhecido na Polícia Federal pela alcunha de “Seminarista”, explicando que o sítio em Atibaia foi reformado porque a Odebrecht tem muito carinho por Fernando Bittar, dono oficial da propriedade rural que não frequenta por falta de vaga.

    Voltar para a home
    TAGs:

    Comentários

    Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

    Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

    *

    1. Ze Mane

      Eu tenho uma casinha na praia, simplezinha….assim, para passar os fins de semana… A Odebrecht não faria a gentileza de reformar ela pra mim? Assim, fazer uma cachoeira de água natural, adega climatizada, uma laguinho com peixes…Se quizerem, eu antes boto em nome de outra pessoa…Eles trabalham melhor assim, certo?

    2. Zicartola

      Já começou a se enrolar…É o tal malandro que é malandro demais, do Moreira da Silva…Se atrapalha…ri ri ri ri!!

    3. kitty

      Boa noite caro Augusto,
      Então por que uma empreiteira do porte da Odebrecht reformaria um sitio que não é seu, nem é usado pela família, nem para os funcionários da empresa..ainda menos para o senhor Bittar que dizem ser o dono do laranjal em Atibaia..que sociedade secreta é essa?…e a troco de quê faria isso?…é como jogar dinheiro ao vento, não é?…A minha pergunta que não quer calar é: Se o ex-presidente Lula não recebeu o presente para ele, para quem mais poderia ser? Mistério insondável, senhor Gilberto Carvalho, vulgo o seminarista…!///Um forte abraço-Kitty

    4. helena Patrocinia vergilio

      caras de pau nem fazem mais questão de disfarçar. o que este país tá precisando é de uns bons caras como na época da ditadura . cadê a UNE? é uma pena ver tantos idiotas atrás de um trio elétrico e ninguém para encarar esses aí. vamos chamar a legião estrangeira.

    5. delmo oliveira

      Caro Augusto;
      Hoje está no Jornal O Globo, página 4 do caderno País, uma entrevista com o atual prefeito de Sâo Bernardo e aliado do Lula, LUIZ MARINHO(PT/SP), que parece até peça teatral, tudo ensaiado para proteger o CHEFE. Veja um trecho da tal entrevista:”Fernando Henrique fez uma reunião com empresários, ainda no poder, no Alvorada, e definiu a captação de milhões para o Instituto Fernando Henrique. Tem algum processo?” Veja que sempre usam o nome do Professor e Estadista para justificar o lodaçal da Corrupção Lulopetista. PT NUNCA MAIS!!!

    6. laercio

      Esse papo furado tá ficando chato.
      Mesmo contada um milhão de vezes, essa mentira não se tornará verdade.

    7. CARLOS FRANCISCO DE FARIAS

      Cara sem moral, que não merece comentários.Uma pessoa ridícula,um ser indigno.Enfim,um parlapatão na política brasileira quê,por suas declarações amorais e bajuladoras já devia há muito tempo está na cadeia juntamente com seu ídolo o LULA Resumindo;dois ladrões do erário brasileiro.

    8. RedFox

      Tenho a impressão de que a Odebrecht não sabe que aquele sítio existe, não faz ideia de que reformou o dito-cujo, nem imagina quem seja esse tal de Lula.

    9. affonso

      Esse Gilberto é uma gracinha; a continuar assim ainda vai tomar o lugar de muitos comediantes não respaldados pelo Da Silva, seu patrão e único ídolo.