Blogs e Colunistas

29/08/2013

às 16:08 \ Sanatório Geral

Bandido cinco estrelas

“Hoje completam dois meses que estou sendo tratado como um preso qualquer, um preso comum”.

Natan Donadon, deputado federal por Rondônia, atualmente sem partido, condenado a 13 anos e 4 meses de cadeia pelo STF, nesta quarta-feira, durante a sessão em que foi absolvido pela Casa dos Horrores, indignado com a inexistência no presídio da Papuda de uma cela cinco estrelas para hospedar exclusivamente o primeiro parlamentar-presidiário da história.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

23 Comentários

  1. Silvana Zoéga

    -

    31/08/2013 às 7:39

    Comprovadamente todos os políticos corruptos tem certeza que estão acima da LEI! Corruptos, comprovadamente,deveriam ser proibidos de se candidatar-se a qualquer cargo público e ser julgado por crime comum e devolver o dinheiro roubado dos cofres públicos não importando em nome de quem foi usado como “laranja”.

  2. Gerson (PR)

    -

    30/08/2013 às 11:53

    Acho que faltou um sic depois de ‘completam’ na citação do deputado-presidiário (mesmo caso de “faz dois meses que…” e não “fazem dois meses…”). De qualquer modo, haverá tempo de sobra na prisão para o nobre presidiário se aprimorar nessas pequenas questões gramaticais…

  3. roby

    -

    30/08/2013 às 11:47

    Aceite uma modesta dica, senhor Augusto Nunes: dispondo dos meios para tanto, aposto que os leitores do blog — assim como eu, claro — gostariam muito de saber o que no exterior se fala a respeito dessas aberrações patéticas de nossa esdrúxula “democracia”. O que acha?

  4. Luis Ricardo

    -

    30/08/2013 às 10:45

    Ele se acha “melhor” que os outros bandidos??
    ta de brincadeira..

  5. toninho malvadeza

    -

    30/08/2013 às 10:07

    Calma Donadon,você é o primeiro de muitos que o STF mandará para a Papuda para ter fazer companhia…

  6. arilson sartorato

    -

    30/08/2013 às 9:51

    Calma delinquente, apesar do Lewandowisk do Toffolli e do Marco Aurelio de MeLLo, logo vc terá companhia de seus pares,como Zé Dirceu,Valério,Delúbio,Genoíno, Valdemar “o boy’, a cela vai ficar lotada, e a xepa vai continuar ruim se Deus quiser,aqui na minha terra fala-se quentinha.
    P.S- da próxima vez que reclamar da comida na prisão,reclame para a mamâe e não para os comparsas da Câmara,digo da Casa de Irene.

  7. anonimis

    -

    30/08/2013 às 9:47

    Um politico é sempre membro de um partido e o partido é uma espécie de avalista do politico. Não acho oportuno que um deputado que comete ilícitos e condenado e expulso a sigla do partido é omitida.
    O deputado Donadom é ex-PMDB e não “sem partido” como aparece nos jornais (iclusive não me costa que tenha sido expulso)

  8. Otavio

    -

    30/08/2013 às 9:26

    Será que o Donadon já fez o papel de noiva num daqueles casamentos de brincadeirinha que são realizados nas celas da Papuda?

  9. Eduardo V

    -

    29/08/2013 às 20:52

    Não se desespere Deputado, logo V.Exa se destacará no presídio como o melhor limpador de latrina.

  10. Julia

    -

    29/08/2013 às 20:49

    Preocupa não Donadon, logo a turma que não apareceu vai propor um presídio especial mas cuidado essa tua turma é do capeta, presídio especial desses caras pode cair. Até hoje não conheço presídio bem construído mas o Zé do PT logo vai ter alguma ideia boa. Coragem. Você é muito especial para o Congresso muitos faltaram a sua votação por pura falta de coragem em ver a tua dor.

  11. Alexandre Lima

    -

    29/08/2013 às 20:44

    É Lula fazendo escola! Não foi ele que defendeu que Sarney não poderia ser tratado como uma pessoa comum, comentando uma das muitas patifarias? É o direito penal dos amigos, onde os fatos são julgados, e as penas aplicadas, de acordo com as relações de amizade do acusado com o grupo de poder.

  12. santeófilo

    -

    29/08/2013 às 19:40

    O pior é que o danado do deputado Donadon está coberto de razão. Realmente é um verdadeiro despautério isso que estão fazendo com o pobre parlamentar. Não tem cabimento nenhum ele está atrás das grades. Aliás, vou aproveitar a deixa, deixada por ele, e fazer uma perguntinha pra lá de pertinente: e sem mais delongas é o seguinte o bregueço: o que fizeram com a palavra isonomia, hein??? Porque essa gritante e irritante distinção de tratamento entre o Donadon e o Genoino, por exemplo? Sei não, mas decididamente nós, moradores dessa republiqueta de bananeiras, perdemos o senso. Ou eu não estou certo?? Ou eu não estou certo???

  13. Reinaldo

    -

    29/08/2013 às 18:16

    Como disse Alexandre Garcia hoje no Bom Dia Brasil: o povo que o elegeu já sabia que o deputado já estava envolvido com roubalheira em seu estado. Quem votou errado não tem direito em cobrar, pois nesse caso quem votou é cumplice.

  14. Leonardo X

    -

    29/08/2013 às 18:01

    Dilmula precisa bolar um PAC para a construção de um presídio dos incomuns. Vai ver é por isso que
    os bandidos incomuns estão impunes. Falta de acomodação adequada. De fato, esses bandidos políticos, assim como os terroristas, não podem ficar na mesma prisão dos bandidos comuns. O regime militar fez isso e o resultado foi o surgimento do crime organizado aqui. Bandidos incomuns têm de ficar completamente isolados.

  15. Suzana

    -

    29/08/2013 às 17:47

    Que vergonha para os presos comuns deste pais.

  16. Giovani

    -

    29/08/2013 às 17:15

    Ao menos pode-se dizer que ele sabe contar os meses. Faltam somente 13 anos e dois meses para o cumprimento de sua pena condenatória. Geralmente é assim, Bandidos presos pela primeira vez, acham que mereciam um hotel 5 estrelas, reclamam, batem nas grades, mas depois acabam acostumando. Alguns até sentem saudade e voltam para as grades. Desejo os piores dias para bandidos desta espécie.

  17. Petista arrependido

    -

    29/08/2013 às 17:14

    Natan,
    Você queria o que?
    Ladrão é ladrão e não merece perdão.
    Tem sorte em morar no Brasil,pois em alguns países fazem coisas horríveis com ladrões…

  18. Adroaldo

    -

    29/08/2013 às 17:06

    Ele não é um preso qualquer, realmente, ele é um preso, que ao contrário de assaltantes comuns que roubam pequenos grupos ou uma individualidade, rouba de um Estado da União inteiro.

  19. RONALDE

    -

    29/08/2013 às 17:06

    Deveria ser comum se um monte de deputados estivessem junto dele.Não é comum um deputado preso.

  20. razumikhin

    -

    29/08/2013 às 17:01

    O Brasil, depois do PT, terá regredido à sua condição de colônia; desta vez, colônia do Foro de Çumpaulo. Generais brasileiros recebendo ordens do índio, plantador e traficante, Ebo iMorales. Lula deveria receber a pena de traidor da pátria.

  21. guararapes

    -

    29/08/2013 às 16:54

    Só faltava essa para completar o perfil dos políticos brasileiros…
    Não cassar o LADRÃO DO DINHEIRO PÚBLICO e acima de tudo permitir que esse SAFADO ocupe uma cela especial…CHEEEEGAAAA!!!!!!
    Isso já virou piada fora do Brasil…Ninguém acredita que é possível ser Deputado e Detento ao mesmo tempo….(bem ,uma coisa combina, as duas palavras começam com a letra D )

  22. WESAK

    -

    29/08/2013 às 16:39

    Por que será que parece que todos os canalhas do Brasil convergem para Brasília ?

  23. BETHS

    -

    29/08/2013 às 16:22

    Nunca antes na história… desse mundo! My God!

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados