Romeu Tuma Junior será o entrevistado do programa Roda Viva de 3 de fevereiro

No próximo dia 3, primeira segunda-feira de fevereiro, das 22h às 23h30, Romeu Tuma Junior estará no centro do programa Roda Viva. Delegado de polícia, chefe da Secretaria Nacional de Justiça durante o segundo mandato de Lula, Tuma escreveu, em parceria o jornalista Claudio Tognolli, Assassinato de Reputações – Um Crime de Estado. Editado pela Topbooks, o […]

No próximo dia 3, primeira segunda-feira de fevereiro, das 22h às 23h30, Romeu Tuma Junior estará no centro do programa Roda Viva. Delegado de polícia, chefe da Secretaria Nacional de Justiça durante o segundo mandato de Lula, Tuma escreveu, em parceria o jornalista Claudio Tognolli, Assassinato de Reputações – Um Crime de Estado. Editado pela Topbooks, o livro aquecido por denúncias de alto teor explosivo já vendeu mais de 50 mil exemplares.

Como sabe quem conhece o programa, no Roda Viva náo existem perguntas proibidas nem respostas incômodas. A entrevista será transmitida ao vivo pela TV Cultura de São Paulo.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    POT

    Não pude assistir nem gravar ! Se alguém gravou peço que me enviem por e-mail Paulo.ovidio@terra.com.br. Grato.

    Curtir

  2. Comentado por:

    SAM

    Gostei muito da entrevista.
    Ele me fez lembrar o irmão do Collor querendo entregar tudo o que sabe.
    Sabe muito e pelo visto tem muita prova.
    Vai dar o que falar esse livro, essa entrevista, esse advogado… Rezando pra “casa” cair de uma vez.

    Curtir