Coluna Augusto Nunes

Augusto Nunes

Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido.

sobre

Colunista de VEJA.com, colaborador da edição impressa e apresentador do Roda Viva. Foi redator-chefe de VEJA e diretor de redação das revistas Época e Forbes e dos jornais O Estado de S. Paulo, Jornal do Brasil e Zero Hora. Autor do livro 'Minha Razão de Viver - Memórias de Samuel Wainer'.

  • Valentina de Botas: ‘Nenhum erro de FHC pode equipará-lo a Lula porque o caudilho é uma desgraça singular’

    Por: Augusto Nunes

    VALENTINA DE BOTAS

    Preciso de um pouco de barulho para me concentrar, o silêncio me faz ouvir coisas; é combustível para a imaginação, veículo possante que me leva para longe do agora. Trabalhando na revisão ou na tradução de um texto, abro a janela para as polifonias do mundo ou ouço música. Também para missões domésticas: lavar a louça, por exemplo, ao som do “Coro dos Escravos” do “Nabucodonosor” de Verdi; ou Luiz Gonzaga cantando “Assum Preto” é o barulhinho perfeito para refazer a barra da calça do uniforme escolar da minha filha. Senão, perco o foco.

    Vou me repetir porque as circunstâncias se repetem: nenhum defeito do PSDB o iguala ao PT pela razão bastante de nada se igualar a uma anomalia; nenhum erro de FHC o equipara a Lula porque o caudilho é uma desgraça singular. Para quem os difere apenas pela rapidez maior e escrúpulo menor dos petistas, os objetivos dos tucanos são os mesmos: perpetuarem-se no poder e, de quebra, enriquecer a tigrada.

    Ainda que não tivesse sido o melhor presidente que tivemos, o que já começa a soar como uma acusação, FHC é um homem de caráter; Lula, não. No que isso resulta para o país? Para uma resposta possível, convido os leitores, que acusam em FCH um Lula letrado, a contemplarem o Brasil que aquele entregou a este e o Brasil de hoje. Quanto ao primeiro, nem me refiro à revolução socioeconômica do Real, mas somente ao caráter que o governante imprime ao governo.

    No ambiente moral da era FHC, um Procurador-Geral da República não deixaria de cumprimentar o Presidente da Câmara como fez Rodrigo Janot com Eduardo Cunha; parlamentares não vaiariam a Presidente da República no Congresso como aconteceu recentemente, mas, depois da fala dela, tomariam a palavra e confrontariam a governante na tribuna; um vice-presidente da Câmara não desacataria o Presidente do STF como fez André Vargas ao Ministro Joaquim Barbosa há dois anos. E essa desinstitucionalização do país não se desdobraria na abjeção dos blogs estatizados, na patrulha ideológica, na radicalização e rarefação de argumentos no debate.

    Tendo FHC governado com dignidade e competência nas circunstâncias dadas, e daí que seja socialista? Essa intolerância desvia o foco do que realmente infelicita o país e despreza o fato de que erros e acertos habitam entre socialistas e não socialistas. Sem socialistas – se modernos, democratas, competentes e honestos – o que fazer de uma democracia reduzida a um só nicho ideológico?

    Além disso, não é a aproximação ideológica que leva FHC a ainda constatar em Lula ou no PT alguma legitimidade, mas, talvez, a índole conciliatória do democrata que, de certo modo compungido diante do estilhaçamento de uma ex-liderança, teria a mesma atitude com qualquer outro símbolo caído em desgraça. Discordo vivamente de FHC sem rebaixá-lo a integrante da súcia e, para evitar que o silêncio do imperdoavelmente omisso PSDB me tire do foco, sonorizo tudo com a polifonia lúcida na permeabilidade dos contrários, lendo e ouvindo quem me ajuda a me concentrar no agora: combater os inigualáveis lulopetistas.

    Voltar para a home
    TAGs:

    Comentários

    Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

    Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

    *

    1. ket

      Tem sim. Único erro “estratégia das tesouras”.
      E mais nosso TSE que não garantiu a legitimidade nos processos FICHA LIMPA.

    2. Creso

      Olha gente; vamos resumir: peão é peão. lulla-13-171 foi e sempre sera peão. Alguém conhece um peão que ganhou na sena e conseguiu administrar a bolada.

    3. Ferreira Pena

      Deus do céu, está ficando lugar comum achar que direita e esquerda se confundem, isso só é bom para as esquerdas que não criam nem produzem nada, a não ser miséria, ditaduras e assassinatos aos milhões.

    4. Oliver

      O JOTA DA QUESTÃO
      Também gostaria de endossar o excelente comentário do Textículos de Jota (ES) – 14:00, aqui publicado. É de uma verdade absolutamente lapidar. Não enxerga quem não quer enxergar, caro amigo. Tive um professor de criação publicitária – o melhor que já vi na vida – que uma dia nos surpreendeu com dois exemplares idênticos da revista VEJA na sala de aula. Levantou as duas revistas e lançou a pergunta fatídica: Estas duas revistas aqui em minha mão, do mesmo número e da mesma semana; são iguais ou diferentes? Uma sonora discussão tomou conta da sala. Publicidade e propaganda são iguais ou diferentes? Ficou mais ou menos acordado o seguinte: Do ponto de vista da informação, conteúdo, texto, elas são rigorosamente iguais. Já do ponto de vista da fabricação, resma de papel, volume de tinta e origem das árvores que foram usadas em sua produção, rigorosamente diferentes. Isto serviu para nosso mestre subir na mesa e brandir aos gritos: Então publicidade e propagando são a lesma lerda !!! Não importa que tenham origens absolutamente distintas e conceitos idem. Do ponto de vista da informação hoje contida nos termos, são rigorosamente a mesma goma. É esta falácia que os aqui presentes, que perderam esta aula magistral, insistem em brandir para diferenciar os iguais, meu caro Textículos. Para eles, é importante – quase vital – que a roubalheira empreendida por uma quadrilha seja de uma diferença absolutamente conceitual da roubalheira empreendida pela outra. Sou muito atacado por aqui pela questão da probidade que sempre levanto como niveladora desse discurso manco. Jamais duvidei da lisura individual de FHC. O que eu duvido – e quero ser convencido por ele mesmo do contrário – é que essa postura malemolente de defesa dos ideais de esquerda não esconda a verdadeira natureza da coisa, que é não ter roubado um centavo de presidencia, mas não ter feito rigorosamente nada para impedir que outros o fizessem, enquanto responsável pela coisa. Dilma encontra-se no mesmo balaio, meus caros. Confunde-se deliberadamente ser “culpada” por tudo o que aí está com ser “responsável direta” por tudo o que andam fazendo. É o discurso calhorda em ação, meus amigos. É o “não sabia de nada” elevado ao estado de arte da empulhação, com o beneplácito de todas as esquerdas reunidas e cantando “Gracias a la Vida” num corinho esquisito. Hoje mesmo ouvi a Lobo afirmar algo sobre o “apartamento que a família Lula desistiu de comprar”. Se minha tevê não fosse tão cara e comprada com o suor do meu rosto, teria levado um pé nas fuças de raiva deste textinho sempre polido e alinhado com a vigarice. Isto está ficando insuportável, na nossa sociedade cada dia mais esclarecida. Essa coisinha relativa e relativizada, que se apega nos meandros para não ver a corrente principal. Essa página vai ser virada com ou sem FHC na parada, meus caros. Quem viver vai ver que o bom senso tarda, mas se instaura. É isso aí.

    5. Heldentenor

      Não entendo por que meu comentário foi barrado, mas de repente ele não faz muita falta, pois vai na linha dos vários publicados que deixam claro que criticar FHC não é o mesmo que equipará-lo a lullalau.

    6. Ferreira Pena

      Às vezes me sinto só nestas discussões sobre os artigos e comentários. Nunca vi ninguém chamar o Lula do que ele realmente é. Foi tolerado e premiado pelos militares que sempre o trataram com pão de ló, e esse sujeito maléfico cresceu na política corrompendo, roubando e multiplicando suas crias. Como se pode ainda chamar um desse de político?, se o que fez a vida inteira foi corrupção? Vai pagar por suas sacanagens contra o país, temos procuradores e juízes aptos a fazerem valer a justiça, ou as idéias socialistas (ou oportunismo covarde) os impedirão de agir? É o que está posto!

    7. Charles A.

      Textículos do Jota (ES) – 11/2/2016 às 14:00. Excelente comentário! Se possível fosse,faria minhas as suas palavras.

    8. julia

      Vou usar um termo antigo para definir o que o PT conseguiu com a peculiar incapacidade:
      A V A C A L H A R o Brasil.

    9. Textículos do Jota (ES)

      Segundo Reinaldo Azevedo, “um ladrão de dinheiro público é um caso de polícia; um ladrão de instituições é um caso de política”. Penso que se os ladrões de instituições de hoje tivessem sido tratados como caso de polícia ontem, certamente as instituições brasileiras não teriam sido tomadas de assalto. Estou certo que deu no que deu porque Lulla e companheirada sempre foram tratados pela imprensa e pelos partidos ditos de oposição como caso de política, quando deveriam ser encarados como assunto policial. Hoje, se você perguntar a um adolescente de 13 anos qual é o caso de Lulla, dirá que o boneco pixuleco é objeto de polícia. Sei disso porque, com essa idade, eu já enxergava o mau-caratismo de lideranças esquerdofrênicas como Stalin, Mao, Hitler, Mussolini, Getúlio, Guevara, Fidel, Jânio, Brizola e Jango. Tenho vários conhecidos, aparentemente pessoas honradas, que são declaradamente de esquerda. Um deles, certa feita, foi bem claro comigo: “Não critica a esquerda que todo mundo aqui em casa é petralha”. Se isso não é caso de polícia, muito menos de política, restou o caso de distúrbio mental. Como entender alguém que se enquadra rigorosamente dentro da ética e da lei e, ao mesmo tempo, defende, por conivência ou omissão, o “gigantesco mural de sangue e excremento” – como escreveu Nelson Rodrigues – que é a história socialista? É óbvio que não há que se comparar as pessoas honestas, sejam quais forem os seus “matizes ideológicos”, com o “Brahma” dos empreiteiros. No entanto, há que ser colocado que a principal queixa que se tem contra Fernando Henrique é a de que o seu governo não privatizou a Petrobras e tudo mais, por motivos ideológicos iguais aos do PT. Tivesse tomado as decantadas “medidas amargas” de austeridade como deveriam ser assumidas, o ex-presidente teria evitado a megarroubalheira praticada pelo projeto de poder esquerdista que se tornou realidade “nextipaiz”. Por ter privatizado algumas estatais, passou a ser odiado pela esquerda; por não ter privatizado as demais estatais, deixou de ser unanimidade como o melhor governo do Brasil. Resumo dessa ópera bufa: FHC é um caso de política, o lulopetismo é um caso de polícia, e a esquerdice é um caso de psiquiatria.

    10. sas

      O PT está colocando o Brasil e a Petrobras em liquidação. Com o dólar valorizado, o Brasil ficou barato para o estrangeiro. Mas os estrangeiros estão com medo de investir no Brasil por causa do péssimo clima político, da economia em frangalhos, da credibilidade da Dilma no menor nível da história e da corrupção desenfreada no lulopetismo.
      ‘Petrobrás coloca usinas térmicas, terminais de gás e gasodutos à venda’ (Adamastor)
      http://economia.estadao.com.br/noticias/negocios,petrobras-coloca-usinas-termicas–terminais-de-gas-e-gasodutos-a-venda,10000015760
      Método aprimorado pelo PT: Troca de interesses, fingimento, conchavos, TEATROS, tráfico de influencias, ameaças, subornos, propinas, troca de favores. Características marcantes das PESSOAS que estão no poder no Brasil. O SISTEMA está infestado de parasitas que, em nome da constituição socialista cidadão, deitam e rolam em cima do erário público em prol de seus próprios interesses, dos interesses dos parceiros da iniciativa privada (amigos do REI), INTERESSES dos outros REIS vizinhos e interesses no projeto de manutenção de poder!!!! (José Adelmo)

    11. Maria Neuma

      Pela primeira vez discordo de você. Você falou bonito, deu a distância exata entre o homem e o projeto de gente, etc, etc. Mas se esqueceu de responsabilizar o Sr. Fernando Henrique Cardoso pela omissão de não querer, ou não conseguir, enxergar no lula o que ele realmente foi. Não se brinca com a saúde de uma nação. E nosso amigo FHC tem uma responsabilidade muito grande com o povo brasileiro, pela confiança que despertou nele, ao longo de seu governo. Devia ter um pouquinho mais de firmeza contra esses abutres que estão aí.

    12. Anonyma

      O PT é mesmo uma anomalia em todo sentido acho que nada é pior que este partido na política atual e olha que o resto que sobra não presta também salvo algumas exceções individuais mas é menos pior/ concordo com o comentarista João 11/2/2016 às 9:43 em quase tudo só acho que cotas não deve se dar para ninguém e sim uma politica de criação de empregos e incentivo à pequenos autônomos para os mais pobres porque o assistencialismo convêm a políticos populistas corruptos de mau caráter e ao voto de cabresto/ quanto a FHC e Lula lógico que há diferenças FHC é culto instruído mas vaidoso demais este é o seu defeito ele facilitou a chegada do PT ao poder sim mais por vaidade de querer ser visto como um presidente que passou a faixa presidencial a um representante da classe operária do que ser um verdadeiro democrata quando já se podia perceber que este partido PT não tinha nada de democrático e ele FHC sabe que errou por isso vive dando declarações com sentimento de culpa/ quanto ao Lula não se podia esperar diferente ele não têm cultura nem instrução é um ignorante arrogante presunçoso/ pois é isso/ cobra-se mais de quem sabe mais acho que é por isto que muitos não perdoam o ex presidente FHC.

    13. Luciano

      Boa análise. Eu resumiria assim. Ainda que houvesse nos anos FHC uma taxa de desemprego elevada, a inflação estava debelada e a economia estabilizada. Havia a esperança de que o país caminhava para uma abertura econômica ainda maior e também para o aperfeiçoamento das instituições democráticas, tornando-se algo mais próximo de uma Itália do que uma Bolívia, com tudo para crescer a taxas consideráveis.
      .
      Nos anos PT-Lula-Dilma, esse processo foi abortado. Vemos a destruição das bases do plano real. A demagogia, a irresponsabilidade fiscal, o retorno da inflação, a desindustrialização, a volta do desemprego, o aparelhamento do Estado e o solapamento das instituições republicanas, crescente autoritarismo — marcam esse período. A corrupção, transformada em uma forma de fazer política, cresceu a níveis inimagináveis. O país está agora, em frangalhos, mais para uma Venezuela ou uma Bolívia. E não há nem inseticida para matar os mosquitos. Vamos ver até quando dura o papel higiênico.

    14. Eufrazio Clemente Figueiredo

      Devemos entregar o governo aos Fabianos ou aos Lula da Silva? Eis a questão!

    15. James

      Li mais de duas vezes esse texto. Concordo e discordo. FHC entregou o país estabilizado a um sindicalista que jamais entendeu nada a não conchavar com todos os que queriam ser conchavados, TODOS. Daí o que temos hoje. O João (11/2 – 9:43) está perfeito na sua colocação. O maior problema é que os petistas acreditam que PSDB é direita; que herdou a ditadura e é oposição ao pt. Ponto. Há de chegar o dia em que teremos um sistema político que atenda a todos nós, pois dependemos uns dou outros para sobreviver: empresários x operários x servidores públicos x políticos…. Ah, a dona Anta deve sofrer até o último dos seus dias de presidente, pois não haverá castigo pior a ela do que ficar o tempo todo se defendendo dos brasileiros.

    16. Bee

      Apesar de tudo o que foi escrito no texto, considero imperdoável a atitude de FHC na época do mensalão. FHC agiu para botar panos quentes no escândalo que atingia durante o então presidente lula. FHC o protegeu em nome da “governabilidade”. Se não fosse essa blindagem lula teria sofrido impeachment. Então, considero FHC corresponsável por tudo isso que estamos passando hoje. É imperdoável.

      Como vive dizendo o Lula, o FHC é culpado por tudo.

    17. ADELU

      -Inigualáveis é um termo bastante apropriado para a petralhada.Pode ser que cause ciumes em MARCOLA que certamente se considerava unico.

    18. Antonio Carlos Ferreira

      Ser socialista não é crime. Nos dias de hoje esquerda e direita se confundem. Entenda-se ser um neoliberal é considerado de direita. Os meios de produção no socialismo são controlados pela esquerda socialista. Valentina veja no que deu este controle, por um bando de medíocres aventureiros que venderam ao País uma falsa imagem.Ninguém em são consciência é favorável a uma ditadura , isto já passou.
      Agora comparar Fernando Henrique e este medíocre governo, é uma ousadia. Não há como fazê-lo. Um é um brilhante professor, o outro , e outra, são verdadeiros analfabetos funcionais, criaram 39 Ministérios, aumentaram extraordinariamente as despesas com cargos e mais cargos em comissão, e isto foi uma forma de comprar o apoio do Congresso Nacional. A comparação feita é uma ofensa ao Fernando Henrique, que cometeu apenas um ato que lesou o País: a reeleição. O mandato no País deveria ser de cinco anos e só. Ficando impedida a reeleição. Fatalmente não teríamos de aguentar o Lula e sua caterva, se não houvesse a reeleição. Esta não se presta a nada: observe que todos se reelegem usando a máquina governamental, e o eleitor brasileiro é iludido com mentiras, como foi na última eleição. É obra de ilusionismo no Brasil a reeleição.Como o povo não se deu conta da barbárie que se abateu sobre todos os brasileiros. A parte menos sofrida se deu conta disto, mas os pobres, que hoje estão mais pobres e sem atendimento algum não se deu conta e elegeu o poste. E verifique que eleger um poste não é para qualquer um.O País não vai progredir se tivermos reeleição, que é um assunto que ninguém fala em extinguir. A responsabilidade é do Fernando Henrique, fora isso ele foi um bom Presidente no primeiro mandato e no segundo nem tanto, mas a tentativa de compará-lo pela ‘esquerda’ corrupta que aí está a ele é uma ignomínia, uma insensatez ele é o vinho perto de Lula e Dilma estes são água e bem suja por sinal. Temos de lutar e seu artigo é memorável, mas estou cansado de falar e escrever desde 2004, passamos por Daniel Dantas, pelo MST, pelo Mensalão, e nada! O povo brasileiro está desorientado por falta total e absoluta de lideranças que se disponham a lutar pelo Brasil. E isto se deve aos militares que cassaram qualquer liderança política que os contrariasse ou não. Bastava ter liderança para ser cassado. Uma geração inteira se perdeu, e não queria fazer política. Estamparam nas costas dos políticos um carimbo de ladrão e incompetente o que não era, e nunca foi verdade.Tanto fazia ser Lacerda ou um Jango ou JK, isto para nomear os maiores à época.Isto é história e pode-se debitar estes fatos aos militares. Governar é difícil porque tem-se que pensar no futuro, e fazer o essencial no presente. Parabenizo Valentina por sua luta constante com dificuldades. Isto é história e o contesto atual tem de ser analisado em conjunto com o passado, pois só assim chegaremos à conclusão de que foi que se deu o desastre chamado PT.

    19. Razumikhin

      Essa é a característica do fabiano, e a que o faz mais perigoso. É ele quem “entrega o poder ao povo”..

    20. João

      Discordo. E olha que eu adoro teus textos e gostei desse também, apenas discordo dele. o PSDB NUNCA fez uma oposição obstinada ao PT porque os partidos pensam parecido sobre muitas coisas. O FHC é muito melhor que o Lula. E o PSDB é muito melhor que o PT. Mas se o João é contra cotas RACIAIS, bolsa-ditadura, se o João é contra livros didáticos que falem bem do genocida Mao e da revolução cultural chinesa, se o João é contra acordos com MST ou financiamento público do mesmo, se o João é contra o aborto, acho que o PSDB não pode ajudar o cidadão em questão. O PSDB não me representa. Se o fizesse, teria feito oposição implacável, diariamente, nos últimos 13 anos. FHC é admirável, gosto dele, valorizo seu caráter, mas penso diferente dele. Não sinto qualquer desprezo por ele, eu o admiro, mas discordo do pensamento dele, no que tem de ideológico (socialista). Isso influenciou o governo dele sim. O financiamento público ao MST começou naquela época. As cotas raciais e a distribuição de uma dinheirama enorme para gente que cometeu crimes sonhando implantar uma ditadura de esquerda no lugar da outra ditadura (de direita), que existia, também começou naquele período. Quem foi preso pelo que pensava, e torturado, merece indenização sim. Mas quem foi preso por que assaltou banco e matou o vigia, em nome de seu sonho de comunismo? Não tendo sido torturado, mas apenas preso por esse crime. Merece dinheiro? É meio complicado mas não se faz uma análise profunda e sem medo sobre aquele período. Nem o PSDB me representa, nem o Bolsonaro, nem pastores, nem nada desse tipo. Eu não sei qual é a do Partido Novo ainda. Com o tempo irei conhece-lo. Eu quero cota pra pobre de qualquer cor(branco, negro, chinês, índio, etc.) por exemplo, sem racialismo. O PSDB não me ajuda nisso.

    21. Henrique

      Peço-lhe desculpas mas preciso perguntar uma coisa.
      O Sr.Fernando Henrique, quando Presidente da República nao tinha informações da personalidade e do modus operandi do senhor Lula?
      Ele alguma vez disse “Eu não sabia?”?
      Os serviços de informação que ele dispunha na epoca serviam para quê?
      Me perdoe senhora, mas vejo o senhor Fernando Henrique cúmplice disto tudo por omissão.
      Podem me contar o que quiserem, mas os tucanos, todos, adoraram quando o senhor Lula assumiu o poder com a personalidade perigosa que tem.
      Eles deixaram e gostaram disso.
      São cúmplices disso tudo e o PSDB não consegue ser oposição ao seu líder real, Lula.

    22. Kildare

      Há um crime em que o PSDB se iguala ao PT. A pusinamilidade. A covardia. A falta de coragem de denunciar erros e crimes se não for em período eleitoral , se não lhes trouxer voto.
      Nos os elegemos para ser oposição. E são piores que Dilma. Ou mentiram; ou são fracos; ou são medrosos.
      O Brasil quer mudar, e seus políticos não acompanham!

    23. xi

      0-É para se levar a sério, Sr. Ministro da Economia de Dilma?
      http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,para-oposicao–descontar-arrecadacao-na-meta-fiscal-e-afrouxamento-fiscal,10000015742
      1-“Tudo pode “acontecer” quando se tenta investigar Lula no MPF. Aparecem licenças, promoções, remoções… e assim Lula vai ganhando tempo e se livrando, como sempre, da aplicação da Lei. A rede de proteção é enorme e a pressão sobre procuradores parece-me que também!” Susan
      http://www.oantagonista.com/posts/lula-e-beneficiado-por-troca-troca-no-mpf
      2- R$ 6 BILHÕES no mensalão da imprensa, ou seja, em publicidade, só no primeiro mandato de Dilma…crise? Isso é caso de Políica!!! J. Santos.
      http://www.diariodopoder.com.br/noticia.php?i=48896213246
      3-Dilma tenta evitar que TSE use dados da lava-jato em processo de cassação.
      http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/02/1738007-dilma-tenta-evitar-que-tse-use-dados-da-lava-jato-em-processo-de-cassacao.shtml
      4-Internacionalização da Lava-jato, agora investigação na Argentina:
      http://www.istoe.com.br/reportagens/445931_CONEXAO+ARGENTINA?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage
      http://mastigandosapo.blogspot.com.br/2013/04/antes-tivesse-sido-privatizada.html
      5- Fazenda do Lula na Argentina? https://www.youtube.com/watch?v=pq_e_9pkWII
      6- E o Lula só legislando em causa própria ! Daí, os mimos, a moeda de troca ! Lula abre frente de negócios para sócio de Lulinha.
      http://www.diariodopoder.com.br/noticia.php?i=48849569906

    24. Mari

      Adorei Valentina. Não faz sentido colocar no mesmo nível FHC e Lula. Não tem comparação. FHC é um social-democrata. Lula é chefe de uma quadrilha que só pensou no partido e no poder. Nem socialista é. São bandidos, facção. Desrespeitam as leis, acabaram com a moral, afundaram um país e pior, acabaram com uma Empresa que era o orgulho nacional, mentindo, roubando. Seu comentário, Valentina é digno de elogios.

    25. Alexandre de Britto

      Perfeito o texto. FHC guarda uma distancia intellectual e moral que nao pode ser medida em relação a Lula. O PSDB mesmo com sua incompetencia nao pode ser comparado ao Lulopetismo.

    26. João Bosco Abero

      Exatamente o que penso ao ler artigos inoportunos, confusos e intolerantes.

    27. Jorge Santos

      Gosto muito de seus textos, sempre claros e contundentes. Mas desta vez tenho que discordar de seu posicionamento a respeito de Fernando Henrique Cardoso. Na minha humilde opinião, FHC é fraco em relação às ações a serem tomadas contra o PT. Se assim não fosse, talvez já estivéssemos livres dessa canalha há muito tempo. Essa postura acaba manchando os bons governos que ele fez, colocando em dúvida suas reais intenções de então e de agora.
      Grande abraço e sucesso!

    28. Ridendo castigat mores

      Oliver e Valentina, vocês estão do mesmo lado da trincheira democrática.
      Continuem mirando a muralha petralha, que agora até o último baluarte está caindo.
      Até que enfim…

    29. PT

      No governo FHC, o Brasil era um pais honrado, mundialmente respeitado,o quadro de ministros era com pessoal técnico, preparado, competente, ético. Sob o governo pt, virou uma quizumba, uma baixaria, uma ladroagem, uma imoralidade, uma vergonha para os brasileiros, motivo de chacota internacional.

    30. Jpira

      Augusto,

      Um seu leitor, Carlos Aurelio em 9/2/2016 às 22:48, recomenda LEIAM O
      DEPOIMENTO DO LULA NA PF:

      Depoimento de Lula da Silva prestado na DIRETORIA DE PREVENÇÃO AO CRIME ORGANIZADO DA POLÍCIA FEDERAL. Esse é um documento público, publicado pelo ESTADÃO:
      http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/wp-content/uploads/sites/41/2015/12/LEIA-A-%C3%8DNTEGRA-DO-DEPOIMENTO-DE-LULA.pdf

      Lula já começa o depoimento mentindo quando afirma sua profissão: METALÚRGICO.

      Poderia ser: Palestrante ou Aposentado ou ex-Presidente ou Nó-Cego ou $$$,…

      Mas Metalúrgico…; é uma ofensa a essa classe trabalhadora.

      Se mentiu na profissão, imagina no resto.

    31. Oliver

      O ERRADO E O ERRADO
      Infelizmente, minha querida Tina Boots, quando meus comentários tiverem sido publicados por aqui já estarão velhos, desatualizados e só consubstanciarão um debate que não houve entre nós dois, apesar de sabermos o quanto debatemos este mesmo tema e quantas vezes chegamos exatamente às mesmas conclusões: você não me convence da honestidade dessa esquerda polida e eu não te convenço que já vi malas de dinheiro no meu sapato, oriundas sabe-se lá de que tipo de falcatrua. Então ficamos assim. Não me importo em ficar do lado errado, desde que minhas convicções continuem as mesmas que minhas antenas captaram e minha cegueira momentânea não me fez ver o que não estou vendo. O que estou vendo – e aqui é uma arena que só confirma as minhas convicções – é uma gente tarada por um linchamento. Odiosos que estão da temperatura do banho, da vitória da bruxa num desfile comprado pela turma dos jabutis da Sapucaí e pela carga tributária extorsiva, essas pessoas só tem olhos para a desgraça alheia. Confesso que não tenho estômago para tamanho apetite. Me deram o papel de escada para apupar o bom velhinho. Antes mesmo de saberem se eu aceitaria tal papel já se esmeraram em me chamar de mentiroso, “petista enrustido”, jornalista profissional que recebe do lulopetismo para demolir reputações na revista e outras iguarias que fariam até um engolidor de espadas vomitar tamanha nojeira. Acho que o nobre Augusto Nunes não deveria se ausentar por tanto tempo da coluna, do contrário constataria que eu já enviei dois comentários que não foram publicados, enquanto os impropérios de um boçal que atende pelo nome de Inaimo gracejam por aqui sem contraponto, com ofensas contra mim que deveriam ser devidamente retratadas. A imbecilidade sempre vence, meus caros amigos. Estamos todos perdendo tempo por aqui. Nessa eu não caio de novo. Abraços.

    32. Pedro Wolthers

      O plano Real foi concebido no governo Itamar Franco. Por isso acredito que num possível governo de união nacional em torno de Michael Temer traria resultados positivos ao Brasil.

    33. Valentina de Botas

      Obrigada a todos pela leitura. Alguns registros. Claudia (15:16), por favor, Vidella era um ditador repugnante como qualquer outro, tentou tomar as Falklands para desviar a atenção daquela ditadura que agonizava. Oswaldo (14:06), nosso Oliver é um cara íntegro, inteligente e talentoso, e sei que ele, contrariamente ao que você afirma, não compara FHC e Lula por má-fé ou canalhice; não vou trocar o linchamento a FHC pelo linchamento ao meu amigo. Rose (13:45), concordo com quase tudo o que você diz, só acho que FHC é ainda mais astuto do que nos parece: ele escreve para essa gente estranha que faz política, que decifra entrelinhas cujo código só ela tem. PAPAGAIO (15:04), este teu apelido é destino? Por favor, quantas vezes FHC precisa desmentir essa mistificação? Vhera (14:40): concordo com você, mas Chamberlain talvez seja um pouco exagerado. Wilson Rodrigues (13:30), quando falou no projeto de 20 anos, Sérgio Motta aludia ao tempo para consolidar as reformas, não de poder para o PSDB; claro que os tucanos não podiam determinar por quanto tempo governariam, mas também não poderiam adiar as reformas só por não saber se elas teriam continuidade, não é mesmo? Democraduro (13:20), concordo com você, mas outro problema é que, num país com uma epidemia de partidos, as discussões ideológicas aprofundam a irracionalidade, uma das razões pelas quais insisto na supremacia do caráter do político sobre a ideologia que tenha. Clara Maria (13:05), perfeito o que você diz. Ivan (12:18), boa! Rey (15:57), um beijo. P.Chiliti (17:39), ops! Qual foi o post? Aos demais leitores que acham que FHC tem tal postura quanto ao jeca e ao PT porque “padece” de socialismo, repito que acho que ele faria o mesmo com qualquer outra liderança popular independentemente de matiz ideológico. Aos leitores que reconhecem em FHC o estadista, como o próprio Oliver faz, lembro que, nessa realidade morta em que o país vaga, é justamente por FHC ter o caráter que tem que, como cidadã indignada e leitora dele, me entristece que ele não consiga ou não queira inspirar no PSDB uma fração dessa disposição para o combate que temos aqui para o debate. Ele, o debate, é a música que possibilita a continuidade da resistência que precisa definir os inimigos reais e com quem contar para derrotá-los. Augusto, outra vez e sempre, obrigada pelo espaço. Um beijo

    34. A.

      O comentarista “P.Chilitti” (10/2/2016 às 17:39) escreveu que encontrou um texto que poderia ter sido escrito por ele, dada a similaridade de opinião com relação ao assunto. Sortudo! Eu também tenho similaridade de opinião e JAMAIS conseguiria escrever como Valentina! Não tenho capacidade! Por isso fico, prazerosa e gratuitamente, na claque! Só reclamo (de novo) que faltou o “jeca” (é a cereja desse bolo!).

    35. GERTRUDES VOGEL

      HAVERÁ ESPAÇO PARA OS NÃO COMUNISTAS NA NOVA SOCIEDADE DO PARTIDO ÚNICO?

      O presidente Fernando Henrique Cardoso é um sociólogo. É um Doutor Honoris Causa afeto ao debate de idéias e é um democrata em toda sua plenitude. Ele é o nosso norte.

      O outro, o EXXX repudia qualquer ideia que lhe seja contrária. Esposa o autoritarismo em seus mais ínfimos detalhes. Ele não suporta da convivência democrática, tanto isso é verdade que ele vive ameaçando os que lhes são contrários com o exército do Stedile, com os arruaceiros do MST e com aboletados da CUT.

      Então, se consideramos que tem eleitor que troca o voto por um litro de leite. Se considerarmos que um contingente de interesseiros parasitóides esperando por uma boquinha e que tem empresários mais vivos do que pulga de hotel para financiar as campanhas e sem falar que quem detêm as chaves dos cofres podem usar o estado como melhor lhe aprouver!!!. Não há dúvidas, caminhamos para uma ditadura de esquerda, mesmo com aparência de democracia.

      Ocorre que o PT não combinou com a população inteira a implantação do comunismo no Brasil. Muitos ousaram e ousarão discordar. E então, se discordarmos iremos para o paredão, ou seremos marginalizados, estigmatizados de direitas, taxados de retrógrados, inimigos do pobres e dos oprimidos, perderemos nossos empregos e ficaremos à margem da sociedade? – Pareço louca em pensar assim: pois ainda que precariamente, as instituições funcionam, ainda existe uma parcela da imprensa livre. Entrementes, não precisa ser burro para não perceber o aparelhamento do estado. Por que uns são indiciados e outros não?. A velha tática da vitimização aí está.

      Meu Deus do céu, se não quisermos ser os marginais da sociedade comunista, vamos em massa para as ruas dizer sim ao impeachment, fora o PT e que todos, todos, todos os corruptos sejam punidos, senão será tarde. Depois virarmos uma Cuba ou Venezuela não adiantará mais chorar.

    36. WilsonX

      Valentina, preste a atenção e tente escutar o que escuto sempre: toda vez que o FHC fala ou que escreve alguma coisa, um dos seus textos magistrais por exemplo, preste atençaão…dá para ouvir ao longe o uivo de inveja da petralhada…ouça… uivos lancinantes…
      Comparar o quê?

    37. P.Chilitti

      Prezada Valentina, há algum tempo, ao criticar um post de seu colega Oliver, por julgá-lo conter excesso de agressividade gratuita, fui objeto de comentário jocoso de sua parte, que se solidarizou com o colega. Desde então, apesar de acompanhar a coluna do grande Augusto Nunes diariamente, deixei de ler seus posts, assim como os dele. Entretanto, hoje, curioso pelo título deste post, resolvi lê-lo e me surpreendi por encontrar um texto que poderia ter sido escrito por mim, dada a similaridade de opinião com relação ao assunto. Assim, não porque você discordou do Oliver, mas pela opinião e qualidade do escrito, parabenizo-a, e informo que você reconquistou um leitor.

    38. Paulonr

      VALENTINA.
      Sábias palavras. Ouvi, hoje, em um noticiário que a petrorroubalheira consubstancia o segundo maior escândalo do mundo.

      Para não enxergar um rombo de tal dimensão, com a maior venia, acredito que houve o aval de muita gente boa. Acredito até que os funcionários da empresa, servidores do mais elevado padrão ético e profissional não tenham comungado com esse tipo de coisa. Portanto, cara Valentina não foi obra do FHC, foi obra do PT. E quem foi o/ou os destinatário/os finais do resultado do roubo?.

      Por isso Valentina é preciso chegar em gente graúda. A pergunta è porque não fazem? Ah! só mesmo com bola de cristal para saber. É preciso identificá-los a eles aplicar a teoria do fato e, não só isso ver onde está a grana surrupiada para devolvê-la aos legítimos donos o povo e os acionistas que foram lesado pela ação de alguns.

    39. Oliver

      QUE DESAGRADÁVEL
      Acho desagradável – e vou deixar meu registro aqui – que eu sirva de novo de bucha desse canhão. Evidente que fui citado num artigo onde não estou tendo o direito de dar uma resposta no mesmo nível e intensidade. Não reprovo aqueles que querem continuar na ingenuidade. Só acho que a esquerda é cheia desses meandros e está sempre tentando diminuir – quando não silenciar por completo – aqueles que pensam diferente e ainda assim tem todo o direito de se manifestar livremente. Estou farto até a tampa de ser manipulado, manietado, de gente que se julga no direito de me dizer o que é certo e o que é errado e ainda sair por cima da carne seca. Aqui só tem carne seca. O país virou um imenso forno, onde a carne vai secando lentamente, junto com o cérebro, a curiosidade, o livre pensar e outras tantas manifestações de uma liberdade que já não temos por aqui, compromissadas com o compadrio, com a falta de decoro e com a absoluta apatia que impera em todos os níveis do jornalismo. Juro que não preciso disso. Minha amiga Tina me adiantou antes que iríamos ferir susceptibilidades por aqui. Está provado que ela sabia das coisas. Aliás, sempre sabe. Trouxa sou eu. Vejam como o Fábio Luís Inaimo – 14:10, por exemplo, se jacta da verdade que ele não entende. Vejam como parte para a agressão – me chamou de mentiroso em post anterior – achando realmente que é o dono de todas as cocadas. Ora, me poupe. O brasileiro é um sujeito talhado para ser enganado, não é mesmo? Batem-lhe a carteira na cara larga, dizem-lhe o que é certo e o que é errado e ele não se digna a fazer o que os ucranianos fizeram com toda pompa, circunstância e bom humor que lhes é característica (?). Jogaram essas malas todas na lixeira. Quem sabe um dia descemos das árvores, não é mesmo? Até lá vou desenhar, que é onde eu ganho o meu dinheiro.

      Oliver, amigo velho, peço desculpas. Pensei que tivesse publicado como teu post sobre o FHC. Estou soltando agora. abração. Augusto

    40. Justice

      Bravo!

    41. Alex

      Assino embaixo deste magistral artigo. O fato de eventualmente FHC “pegar leve” com os petistas não diminui seus feitos, se deve ao fato de ser bem educado e diplomático. FHC foi o melhor presidente que tivemos, certamente um estadista. Enquanto lula, nem vale a pena gastar meu precioso tempo com este ser tão inferior.

    42. nena

      Muito bom, Valentina. Para os que se empenham em fazer comparações, bastaria que se detivessem nos números, muito além das divagações e viagens filosóficas que rotulam cada um. Comparem resultados objetivos e não terão como não admitir a grande distância entre um e outro. Mas se quiserem divagar, olhem o retrato real do Brasil que o FHC pintou e deixou para o mundo e verifiquem depois o que o lula, a dilma(que vergonha!) e a tropa petralha fizeram com ele. Para nos fixarmos em apenas em um momento, comparem o que foi a elegante visita oficial de FHC/Ruth à Raínha Elizabeth e o que foi a passagem jeca de lula/marisa por lá. Imaginem o papo da raínha com Dona Ruth e o com a marisa(ela afirmou que conversou sobre os filhos com a raínha). A mesma praça, o mesmo banco, o mesmo jardim, mas quanta diferença entre os personagens! Dá para se ler e perceber a diferença das nuances?

    43. A.

      “Claudia -10/2/2016 às 15:20″
      A população de Garanhuns deve ficar revoltada com seu comentário. A “alma honesta” é de Caetés…

    44. A.

      “Inides -10/2/2016 às 10:38″
      1º)O Lula só vai indicar ou apoiar alguém em 2018 se estiver solto, ou pelo menos, estiver no país;
      2º) vai sobrar algum nome para ser indicado, desses que você citou?
      Elis cantou em 1977, profeticamente:
      “Já está escrito, já está previsto
      Por todas as videntes, pelas cartomantes
      Tá tudo nas cartas, em todas as estrelas
      No jogo dos búzios e nas profecias

      Cai o rei de Espadas
      Cai o rei de Ouros
      Cai o rei de Paus
      Cai não fica nada.”

    45. Roberto Vieira Cavalcanti

      Não adianta querer comparar o ruim com o que não vale nada. Nenhum presta.

    46. Diego de Lareina

      Assim como FHC teve (e tem) dias ruins, Oliver tem dias piores.

    47. jotamartins

      Valentina de Botas gosto muito dos seus textos, mas, neste caso apenas concordo que realmente não tem comparação entre o letrado e o apedeuta, aquele que trabalhava, daquele que só gosta de mandar e não sabe pensar, pois dá trabalho ele nunca foi chegado. Eu estou a cada dia mais convicto de que o FHC nesta história toda é um grande culpado: veja bem, se você fosse a presidente de uma grande empresa e tivesse o dever de informar aos seus acionistas qual dos executivos candidatos a sua sucessão que melhor preparado estar para ser escolhido; embora os acionistas irão escolher, dar por voto o melhor. FHC não o fez dentro do seu partido, talvez acanhado pelo instituto da reeleição que ajudou a criar, não participou ativamente da campanha do Serra, deixando o caminho livre para no 2º turno o PT levar, e o mais grave é saber que o analfabeto, incompetente e já suspeito de crimes, quando sindicalista e chefão do PT, no caso das mortes dos Prefeitos Celso Daniel e Toninho do PT. Isto tudo acontecendo bem antes das eleições de 2002, e ele como presidente do país com todas as facilidades à mão (ABIN, Ministério público federal e Polícia Federal etc.) Não mandou apurar com rigor e isenção, mas não o fez, fingiu não saber ou deixou por vingança o demiurgo e o PT, com seu projeto criminoso chegarem ao poder.

      O FHC fez na campanha do Serra exatamente o que o candidato quis que o presidente fizesse.

    48. Reynaldo Rocha

      Tina, concordando e discordando.
      Sua comparação é óbvia. Não há termos de comparação.
      Porém, recuso-me a aceitar esta isca envenenada o lulopetismo. Temos – por decência – o comportamento de defender os fatos. Eles cultuam as versões.
      E sobrevivem delas. Que falem para eles mesmos! Material para consumo interno, como as ordens unidas da ditadura.
      Não vou dar espaço a porcos para chafurdarem na pocilga e tentarem dizer aos grunhidos: “tinha outro porco aqui!”. É patético.

    49. claudia

      O Instituto Lula foi criado apenas para desfigurar o caráter impessoal do pessoal com claro objetivo de continuar a prática de suas ilicitudes e na defesa dos seus atos de barbárie causada ao país. Eu pergunto, porque o homem ainda precisa estar acompanhado de sete seguranças pagas com dinheiro público, se não deve nada a ninguem.

    50. claudia

      AN O que está em jogo não é apenas o julgamento dos crimes cometidos pelos homens públicos e isso cabe à justiça e a Polícia Federal muito bem representados pelos homens que atualmente estão tratando seriamente como devem ser, aplicando-lhes as devidas leis existentes, O povo brasileiro tem um outro papel cívico de julgar o acompanhamento destas ações não só para prevalecer a veerdade dos fatos mas mostrar ao mundo que não somos um amontoado de gente passivo e cumprice das barbáries dos tempos modernos como que ocorre na Venezuela, Irã, Síria, Cuba, Coreia do Norte e outros tantos países africanos que mancham a própria imagem dos cidadãos destes países para sempre.