Coluna Augusto Nunes

Augusto Nunes

Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido.

sobre

Colunista de VEJA.com, colaborador da edição impressa e apresentador do Roda Viva. Foi redator-chefe de VEJA e diretor de redação das revistas Época e Forbes e dos jornais O Estado de S. Paulo, Jornal do Brasil e Zero Hora. Autor do livro 'Minha Razão de Viver - Memórias de Samuel Wainer'.

Oliver: Homem-morcego

Por: Augusto Nunes

VLADY OLIVER
Vou perguntar só mais uma vez, para ver se a gente entende: o que tem cara de elefante, tromba de elefante, rabo de elefante, peso de elefante e ainda assim não é um elefante? O Estadão parece insistir na tese da legitimidade disso que aí está. Não consegue ver – porque não quer – que Dilma não é um acidente de percurso na petralharia ou um ponto fora da curva dos governos de esquerda que se aboletaram naquela cadeira.

A vontade de emprestar alguma dignidade ao governo do lulão, aquele mesmo que pilhou até os crucifixos do palácio numa desavergonhada esbórnia que misturou a coisa pública e sua privada, faz o jornalão esquecer que Dilma é o subproduto desta desgraceira, colocada lá tão somente para esquentar a cadeira do chefe. Ao adquirir vida própria, essas coisinhas paridas nos aparelhos rombudos da esquerda terrorista só enxergam a tal “luta” que tanto os persegue e tonteia.

Pela madrugada, Batman!!! Que diabos de defensores da lei, da justiça e do reinado das palavras que foram arranjar em nossa Gotham City, não é mesmo? Tá difícil enxergar o óbvio? Já disse aqui mesmo – e reitero – que não sou conspiracionista. Mas não deixo de enxergar claramente nessa quadrilha uma mentalidade, um modus operandi e uma sequência de atitudes – todas torpes – que desembocaram nessa falência dos múltiplos órgãos públicos que nos rodeia.

Isso é a esquerda no poder, meus caros. Uma confraria de biltres que, quando não está fingindo que governa, está fingindo que escreve editoriais isentos. Afirmar que “é muito provável que os tucanos tenham cometido ilicitudes que precisam ser investigadas” é de uma calhordice editorial que não tem tamanho, não é mesmo? O que eles estão dizendo é que eles mesmo não tem competência para o jornalismo investigativo, o que seria a mola mestra de um jornal, tornando o provável que eles insinuam PROVADO.

Como não está provado, pode ser notícia falsa, plantada para nivelar os diferentes e inadmissível numa publicação do porte deste diário. Pode ser calúnia, o que mereceria uma pesada advertência do governador do Estado, uma vez que não dá pra investigar o que é “provável”, mas não tem indícios. Fala serio. Onde pariram este escriba?

Em tempo: o que tem cara de elefante sem ser elefante é uma carcaça de elefante — o que vai sobrar destes governos e o que eu já expliquei aqui mesmo. Aquela carcaça que a gente vem carregando nas costas e que vem pesando no lombo, patrocinada por quase todo o jornalismo brasileiro. Vai indo que eu não fui.

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*

38 comentários
  1. odivar meneghetti

    O Brasil só não está pior que a Venezuela graças ao ESTADÃO e a VEJA.

  2. Alcyr de Igarapava-sp

    Prezado Augusto Nunes – Vlady oliver, concordo em tudo o que disse e mais, estamos vivendo uma aparente Democracia, abocanhado e comandado por titulares Comunistas nos três poderes, esperando apenas a enxurrada baixar para saírem dos buracos e recolocar as mãos na botija. Somente jornais e jornalistas do colarinho branco é que fecham as cortinas ao tudo planejado e realizado meticulosamente nos mínimos detalhes, com a ajuda meritória da Mídia desencorajada e triste de aguentar.

  3. Tiago

    Justificar a permanência de um governo incompetente e corrupto tendo por base que sua oposição é corrupta e incompetente também, é de uma canalhice sem par. Lugar de corrupto safado é na cadeia, independente se é de esquerda, direita, centro ou do raio que os parta. Que petistas, pmdebistas, psdebistas corruptos e safados sejam companheiros de sela e não de assentos no congresso, gabinetes de ministérios ou seja lá o que for na vida pública. Cadeia aos corruptos e fim!

  4. Jailson Barbosa da Silva

    parabéns á veja em está contribuindo muito com o nosso paiz!

  5. nedinho

    Isso que dá tentar defender o indefensável. Estão na linha da globo que no fantástico veio com a abobrinha que todos somos corruptos mesmo que só nas pequenas coisas, maneira muito sutil de nivelar os políticos com o povão em geral.
    Fica assim: então estamos quites, pois vocês, povo bocó,só consegue ser corrupto nas pequenas coisas por incompetência.
    Caro Nobile: quando o ESTADÃO escorrega na banana (caso em tela) há que se malhar sim, pois um editorial bom não oculta um editorial ruim.

  6. xi

    Lava-jato chegou a dois anos com aplausos e esperança do povo brasileiro no meio desse caos de uma seita / organização criminosa no poder há 13 anos.
    Mas olha o absurdo que a Uol e a Folha on-line estão advogando contra a Lava-jato , à favor – em última instância de personagens espúrios – em primeira página:
    1-“Virou série de TV”, diz jurista
    2-Lava Jato chega aos dois anos sob controvérsiaJuiz Moro e MP são criticados por abuso de prisões preventivas
    3-Legalidade de alguns episódios deverá ser questionada para pedir nulidade de processos
    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/02/1737807-lava-jato-chega-aos-dois-anos-sob-controversia.shtml

  7. Sam

    Em coluna assinada para O Globo, Fernando Henrique Cardoso escreveu sobre o que considera certo e errado, e destacou que isso pouco tem a ver com o entendimento de esquerda e direita. Os dois trechos abaixo concluem o artigo:
    “É urgente corrigir os desatinos fiscais do lulopetismo, desaparelhar o Estado, reconquistar a confiança da sociedade e retomar a agenda de reformas que o lulopetismo abandonou em favor de anabolizantes pró-crescimento que produziram medonhos efeitos colaterais para o país.”
    “Há forças capazes de corrigir os desatinos cometidos. Para isso, é preciso que lideranças não comprometidas com o lulopetismo, apoiadas pelos grupos sociais que nunca se deixaram ou não se deixam mais seduzir pelo seu falso encanto, assumam a sua responsabilidade histórica, dentro da Constituição, para fazer o certo em benefício do povo e do país.” In: http://www.oantagonista.com/posts/responsabilidade-historica

  8. silva

    S-o-c-o-r-r-o!
    Proposta para latinos afugentarem investidores e ter moeda única…
    Parece a mentalidade petista, aí gente!
    http://lucianoayan.com/2016/02/06/pikaretty-quer-que-latinos-afugentem-investidores-e-tenham-moeda-unica/
    Quando pensamos que pior que a Venezuela não ficamos…

  9. Jorge

    Essa imprensa que está por aí é fruto da lavagem cerebral que estão fazendo nas nossas criancas, nas escolas e faculdades.
    O jornalismo que se apresenta é a face mais visível da nossa juventude pensante… E tome Gramsci…

  10. Roberto

    Nao existe saida para um povo que resolve brincar carnaval como se fosse uma multidao de caes pavlovianos ouvindo a sineta que informa que esta na hora de esquecer.
    Milhares de criancas nas ruas, milhoes de outras sem educacao e saude decentes, idosos abandonados, doentes mentais tratados como lixo, alunos em todos os niveis sendo educados para serem idiotas, universidades estaduais e federais que existem somente para garantir bons salarios e aposentadorias de seus funcionarios, sistema de saude falido, infra estrutura abandonada, ambiente de negocios nas ultimas posicoes do ranking mundial, forcas armadas sucateadas e desmoralisadas, saneamento basico vergonhoso, impostos absurdamente absurdos, povo sem a menor vocacao para a civilidade e respeito com os seus semelhantes, elite empresarial, intelectual, politica e social sem a menor condicao de dar exemplo para os menos favorecidos. E’…talvez seja melhor esquecer mesmo…Senao, o reconhecimento dessas desgracas pode levar qualquer um a loucura.

  11. Oliver

    RATINHO
    Parafraseando o exótico apresentador da extinta tevê dos coloridos, “aqui também tem café no bule”. Soa-me estranho e peço réplica ao comentário do colega nobile 21:22. Seria fresquinho porque vende mais ou vende mais porque é sempre fresquinho? Não dá pra encarar uma pessoa que, desavisadamente, me compara com o Brasil 171 ou com o conversa mole mão peluda afiada, só porque os tais “editoriais do Estadão”, que o jornalão solta igual fornada de pão em padaria de bairro, são “os melhores, mais incisivos e mais contundentes editoriais contra o sistema criminoso lulopetista”. Calma lá o nobre amigo. Se fossem tudo isso, já teriam ajudado a derrubar a vigarice toda. Não derrubam. São saudosos de Lula e seu excepcional talento para ser pastor de rebanho manco, com as quatro patas voltadas para o lado esquerdo. Deixei claro em meu comentário alçado à categoria de post deste elegante condomínio o porquê de minhas indignações. Bem claro. Claríssimo. O nobre nobilíssimo só ousa usar de sua ironia para me comparar com baluartes da petralharia, mas esquece de contradizer um só de meus argumentos. Eu conheço bem este tipo de atitude. É a esquerda que perde a vergonha, mas não perde o cachimbo nem a boca torta, forrada de ironias sem profundeza alguma. Sendo assim, o cara pode até incensar “as novas musas do liberalismo”, os conspiracionistas de Soros, os governadores com cara de chuchu, mas não dedicam uma linha à lógica a ao bom senso para o debate. Fico aqui esperando que o nobre amigo escreva alguma coisa além de suas impressões pessoais equivocadas – e sua torcida por um jornalão caindo pelas tabelas – para debatermos com um mínimo de bom senso.

  12. nobile

    Será que eu entrei em blog errado ? Esataria eu no Brasil 171 ? Ou estaria conversando afiadamente, depois de tomar um cafezinho e levar uma tijolada na cabeça e ter ido parar no centro do mundo ? Calma aí. O ESTADÃO tem escrito os melhores, mais incisivos e mais contundentes editoriais contra o sistema criminoso lulopetista que tomou de assalto quase todas as estruturas do estado brasileiro nos últimos 13 anos. Tanto que o Augusto Nunes os têm aqui republicado quase que diariamente.

  13. jose eduardo diniz

    Apenas para registrar que algumas vezes meus comentários
    não são postados .
    Coincidentemente , são aqueles em que cito profissionais
    que , sem dúvida alguma , são politicamente corretos
    demais da conta com as dilmas e os lulas da vida .
    Respeito a ética jornalística , respeito a coluna , e sei que somos respeitados , pois , vez por outra , passo da conta nas citações e a moderação faz o seu trabalho ,
    mas é complicado não poder falar sobre essa gente que
    ainda tenta vender essa podridão que nos assola com a
    maior desfaçatez .

  14. Inides

    Augusto, infelizmente existem pessoas por todos os setores que acham que TUDO QUE ESTÁ RUIM PODE PIORAR. Qualquer pessoa ou qualquer setor do jornalismo que defender esse governo ou a gestão PT está, certamente, contra o povo e, consequentemente contra o Brasil. Não existe outra justificativa que mereça consideração. Qualquer matéria que se posicionar favoravelmente aos desmandos dos desgoverno petista é merecedora de repúdio, pois sua posição contrária a redenção da Nação.
    Não se posicionam como IMPRENSA SÉRIA, uma vez que defende o retrocesso, o atraso a falência, literalmente, da Nação.

  15. Leonardo X

    Desinformar para confundir informando. Não lei jornais nem assisto aos telejornais há muito tempo. Salvo algumas de nossas revistas, nas quais ainda se pratica o jornalismo – apesar de “politicamente correto” – a imprensa brasileira, lamentavelmente, sobrevive apenas graças à internet. E não sei se vai durar muito tempo mais.
    Como poderemos tirar o país deste rumo ao precipício sem
    uma oposição de verdade, sem uma imprensa de verdade, ou sem uma sociedade representada por instituições ou mesmo
    entidades civis de verdade?
    Nenhuma política é um caso de polícia num país que não esteja moralmente abatido pela ação dos vermes em suas entranhas.

  16. silva

    3-Lula beneficiou o “laranja” de seu sítio?
    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/02/1737639-lei-assinada-por-lula-abriu-frente-de-negocios-para-socio-de-seu-filho.shtml
    4-Depressão econômica. O verbo “poder” é “bondade”…
    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/02/1737586-pais-pode-ter-recessao-inedita-diz-estudo-do-credit-suisse.shtml

  17. silva

    Absurdos

    1-Estão de brincadeira!
    http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,relator-de-cpi-do-bndes-rejeita-indiciamentos,10000015348
    2-Presidenta quer explodir com tudo mesmo!
    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,isencoes-de-impostos-equivalem-a-metade-do-rombo-da-previdencia,10000015315

  18. bereta

    Oliver, obrigado pela atenção. Aqui não vai a tréplica, pois não estamos discutindo ou debatendo, como fazem nobres jurisconsultos, regiamente pagos para defender larápios ou grandes mentirosos. Afinal, jurisconsultos vivem disso mesmo. Como não se posicionam como juízes em primeira mão, defendem quem lhes paga. Coisas do homem. O ilustríssimo Dr. Sobral Pinto abordou a questão com a preciosidade que lhe era peculiar. Mas não é disso que falamos. Falamos sobre foliões, que tem, sim, todo o direito de cair na folia. Nada contra, pois o velho e saudoso Sargentelli cunhou uma frase que virou lenda:- Afinal, ninguém é de ferro. As vezes penso que mesmo que fôssemos de ferro, seria difícil suportar o ácido que nos lançam. Um dia seremos de aço inoxidável e ofereceremos mais resistência a esse estado de coisas. Dessa esperança eu não abdico. Quero estar vivo para ver, ainda que simbolicamente, cabeças rolarem no cadafalso armado pela VERDADE. Hemos de vencer, caro amigo. Se você mudar de ideia e ficar, comemoraremos juntos, pelo menos em espírito. Se partir, saiba que já dobrei meus joelhos com artrose, e agradeci a Deus pela libertação obtida por um homem honesto. Não é por eu não poder partir que não me alegrarei pela sua salvação. Vá e viva feliz. Mas, se me permite uma sugestão, leve um saquinho de terra, como D. Pedro II. Saudade dói, meu amigo. E como dói. Abraço fraterno.

  19. Textículos do Jota (ES)

    Eu me recuso, terminantemente, a tratar o governo do partido do petrolão como caso de política. Vou mais adiante. A esquerda, com todos os seus “matizes ideológicos”, nunca foi caso de política, sempre foi caso de polícia. Esquerdistas não têm argumentação lógica. Como dialogar com quem vive criando várias versões do mesmo fato “pela causa”. Não há possibilidade alguma de debate com quem pratica o duplipensar orwelliano. Impossível discutir com quem leva a vida defendendo o indefensável, justificando o injustificável, explicando o inexplicável e está insistentemente querendo provar que a realidade é falsa. Pelo que está posto aí, se Lulla for flagrado esfaqueando uma senhora de 95 anos, a mídia do nariz vermelho é bem capaz de dizer que o aiatolá de Banânia esquartejou a idosa em legítima defesa, se não declarar que o crime não passou de mais um “factoide requentado pela oposição”. Já vai longe o início da temporada do seriado “Anos dos Boçais”, protagonizado pelas milícias de ultravigarice, extrema-vigarice e de centro-vigarice, em episódios sem fim, mais prolixo do que novela mexicana. Depois de todo esse tempo, penso que o esquerdismo deveria ser tratado pelo que sempre foi: sinônimo de retrocesso. Onde a esquerda pisa, definitivamente, não nasce grama. Pode nascer até uma cartilha autoritária nos moldes do Granma cubano, mas grama mesmo não cresce. A verdade é que o socialismo dura enquanto o dinheiro dos outros não acaba. Enquanto essa pouca vergonha conseguir sugar todas as riquezas dos que efetivamente produzem, a delinquência será imutável e progressista. Eis aí a voracidade do Fisco do governo do petrolão. É de causar inveja até em Kim Jong-un. Para essa gentalha, abocanhar 40% de tudo o que o brasileiro produz é muito pouco. O rebanho encarnado quer mamar mais. Quer a CPMF. Não é à toa que o Brasil está em decadência em todas as áreas, principalmente no setor econômico. “Trabalhar para quê?”, dizem os empresários. É óbvio. Sem pregar um prego, sem mover um tijolo, sem colocar uma telha, sem fazer esforço algum para produzir, o governo da petrorroubalheira engole quase a metade de toda a riqueza nacional e joga tudo, depois, no ralo. Assim é mole demais. O governo é sócio autoritário de todas as empresas brasileiras, fica com 40% dos seus lucros, gasta mais do que mordeu e ainda distribui os prejuízos para a sociedade. O socialismo é essa droga que está aí, com todos os seus efeitos devastadores de obscenidade na esfera pública, principalmente, quando põe as patas na privada.

  20. Cirval

    Aos pobres, brioches. É com o carnaval que os governantes distraem os pobres, fazendo com que esqueçam dos problemas do dia a dia. Quantos milhões de brasileiros vão para as ruas pular o carnaval ou assistir desfiles carnavalescos? Se esses milhões forem às ruas no dia 13 de março, quem sabe as coisas mudem, pois com o carnaval nada muda. As coisas estão dificílimas para todos os brasileiros, mas nada impede que eles pulem o carnaval. Para mim é uma alegria falsa, que acaba no dia seguinte, principalmente nas atuais condições do país. Tenho certeza que São Paulo vai colocar mais de um milhão de pessoas nas ruas no dia 13 de março, quantidade muito maior do que os que saíram nos blocos para pular o carnaval. Será que no Rio, na Bahia, em Minas Gerais, em Pernambuco e outros Estados os cidadãos brasileiros sairão às ruas para protestar no dia 13 de março na mesma quantidade dos foliões que saíram às ruas para pular o carnaval? Aí veremos quão sério é o brasileiro, além da folia de carnaval.

  21. esther correa

    O Lula roubou até o H do “onesto”. Impressionante como o elemento não põe a mão no bolso para nada. É sempre sustentado pelos mesmos num conluio do dinheiro roubado das estatais e dos brasileiros contribuintes. É pixuleco que não acaba mais. Porém, o dia dele chegará, já está chegando, assim espero. Parabéns pelo texto Oliver. Concordo em nº e “gênero igual”( Mequi ).

  22. A ENXADADA -- (AHT)

    Em 2002, a enxada foi entregue para mãos não afeitas às Instituições e Leis?
    .
    .
    Acróstico “ENXADADA”
    .
    Era um partido nascido puro, congraçado por e para trabalhadores…
    .
    Ninguém imaginaria o quão desgraçado seria para os trabalhadores.
    .
    Xavequeiro-mor, Lula soube arrebanhar seguidores e apoio do “Capital”.
    .
    As centrais, sindicatos e movimentos dos “sem isso e aquilo”,
    .
    Deleitando-se com a dinheirama doada por cofres públicos e estatais.
    .
    A companheirada e aliados? Felizes nos ministérios, agências e estatais.
    .
    Dilma eleita, e Lula sentiu o fétido odor de sua própria e grande defecada.
    .
    A enxadada feriu a Nação. Estado é grave, geme e enfraquece. Sobreviverá?

  23. Milton Ribeiro

    Com certeza temos no País grande parte da mídia aparelhada, defensora e protetora deste governo criminoso que aí está. O jornalista coerente e consciente que se deixa levar, é na verdade, um incapaz submisso a servidão do patrão. Sempre gostei e defendi o jornalismo com moralidade. ética e isenção aos moldes de veja que prima pela reputação contumaz da verdade.

  24. Reginaldo de souza

    Oliver eu já tinha dectado que o jornal estadão e a folha de São Paulo e a favor do governo do PT tem alguns jornalista que e isento ou melhor independente. o que chama atenção da imprensa isenta e o depoimento do Sr. Zé Dirceu no depoimento do mesmo ao juiz Sergio Moro e Zé citou o Aécio Neves agora vocês olha a coincidência o Moura delator do José Dirceu deu um depoimento um ele deletou e Zé Dirceu não citou o Aécio no segundo depoimentos ele negou tudo inocentou o Zé Dirceu justamente estava previsto ou melhor acertado com o Dirceu que ele negaria e prestava o terceiro depoimento ai ele esparraria que o Dirceu prestasse seu depoimento para citar o Aécio para em seguinte ele implicasse o Aécio que tem que investigar tem mais uma coisa eu tenho certeza esse depoimento do bandido amigo do Dirceu e colaborador do roubo o que o PT quer é implicar todo mundo na lama que eles produziram para dizer que todos são iguais a eles esse partido não é partido isso e uma mafia pode prestar atenção todo mundo fala eles tirariam 100 anos de cadeia e não abre o bico até os bandidos traficantes confessa e entrega os outros menos o PT o maior mafioso é o Lula tem mais laranja do que aquela fazendo que o MST do estedli destruiu né bom domingo Augusto Nunes.

  25. Roberto Vieira Cavalcanti

    Permitam-me repetir o comentário feito ontem sobre o editorial do Estadão-Somos todos corruptos:
    ““Mas agradeceria, sensibilizado, se esses mesmos próceres engendrassem meios e modos para tirar o país do buraco em que o meteram. Parece que essa é a obrigação – o dever – dessa gente que fez de tudo para conquistar o poder.” Errado, desses não devemos esperar nada a não ser pelo impeachment da “Dimacrocéfala”,a prisão do homem que não sabia de nada e ao mesmo tempo mandava em tudo, o fim do PT e a proibição de partidos da mesma laia, e que nas próximas eleições todos os políticos que ocupam, ocuparam em qualquer nível cargos eleitorais e seus descendentes até a 5ª geração, sejam impedidos de ocupar quaisquer desses cargos, pelo voto, e se impossível dessa maneira, de qualquer outra, em especial com a proibição de votar de qualquer um que receba qualquer beneficio dos diversos níveis de governo, em especial os cadastrados em seus programas, acabando com qualquer possibilidade de alguém ser eleito por currais eleitorais, assegurando para esses, em contra partida, a garantia da manutenção de seus benefícios, por lei, talqualmente tentou, apenas como jogada eleitoral e prontamente deixado de lado após não ser eleito, o ex-apoiador do “9 dedos” nas eleições de 2006, através do lulécio e após por seu substituto e governador de fato em seus dois mandatos em Minas Gerais, no Dilmasia de 2010, Aécio Neves.”

  26. Oliver

    Permite a réplica?
    Bereta, meu caro amigo. Acompanho seu drama e sua saga com grande torcida, como você bem sabe. Acredito que nosso mestre e amigo – Augusto Nunes – que nem gosta de ser chamado de “mestre”, quando é um dos melhores – e olha que eu assistia Kung Fu, com o impassível Carradine – também compartilha do fato de que temos que ter alguma esperança, por mais que as evidências nos indiquem o contrário. Apesar da minha acidez e do meu linguajar de morro, juro que sou outra pessoa, longe dessa amargura que permeia minha crítica política. É nesse contexto que também defendo a festa pagã da nossa Valentina. Não há mal nenhum no carnaval, exceto Dilma do Chefe e o próprio chefe, que promoveu uma rapina no erário sem precedentes no lugar de “governar para os pobres”, como tanto alardeava. Parece-me que são vetores distintos. O fato é que a dinâmica política nos desagrada. Nem por isso eu quero ver com olhos de ódio aqueles que se prestam simplesmente a pular o carnaval, na cama, na chuva, na fazenda, ou numa casinha de sapê, com ênfase no êêêê – como dizia o melô das mãozinhas atiradas para o céu. Pois bem. Não veja na minha resposta uma crítica ao seu libelo, pois não é. É um alento, antes de tudo. Desde sempre elegi como meus oponentes principais não os chefes do bando, mas seus asseclas, sempre escondidos em elegantes vestimentas editoriais, cargos públicos, ideais nobres e interesses espúrios. Nesse balaio cabem tucanos distraídos, editoriais marretas da imprensa ainda seduzida pela desgraceira da esquerda, a malta do PT inteira e seus bracinhos em riste antes de irem para cadeia, os advogados que advogam em causa própria achincalhando a Lava Jato e toda a sorte de Demóstenes e Kátias de turno; gente que se fez no oposicionismo pimpão para se descobrir depois “mais esquerda que o PT”. É um balaio nojento, meu amigo. O povinho bumba, no entanto, não está entre os meus desafetos. Como você mesmo afirmou, “eles não sabem o que fazem” – e não sabem porque editoriais como este em que nos debruçamos a analisar são coniventes com essa arte maldita de ludibriar os incautos, arte esta aprimorada ao extremo com o advento de lulão e sua gangue de prosélitos dessa esquerda picareta. Eles estão caindo de podre. Serão presos ainda este ano, se tudo correr bem. Vou ficar aqui mesmo para consumar esta festa. Só depois pegarei minha trouxinha e me mandarei dessas terras para todo o sempre, pois meu problema é outro. E a idade não me impede de ter essa meta e esse rumo, meu caro. Muito menos o Brasil, esse desentendido que não tem sequer luz elétrica estabilizada para eu ligar meu computador na tomada sem queimá-lo. Meu inferno aqui é outro. Abração a todos.

  27. Anonyma

    No Brasil jornalismo independente? -raríssimo-. De qualquer maneira, pouco, ou muito, discretamente, ou escancarado, sempre serão, ‘amigos do rei’. Já fui.

  28. SérgioRS

    Parabéns para a coluna. Timaço de comentaristas. Vlady, Reynaldo, Valentina estão ótimos.

  29. Diako

    Disseram que o juíz mandou esvaziar a carceragem
    da PF em Curitiba…agora o negócio é produção…

  30. Diako

    dinheirinho fácil êsse ganho pelos advogados do
    Lula,é só chegar e falar que o seu freguês não
    sabia de nada e que tudo é preconceito da
    “oposição?” que ora,está com aquilo fazendo bico
    de hibernar.

  31. P A U L Ã O

    AUGUSTO.
    Na hipótese de alguém querer entender o Estadão, procurem no YOUTUBE a entrevista Reinaldo Azevedo concedeu ao fenomenal WILLIAN WAACK, no GLOBO NEWS PAINEL. Só não sentiu o efeito Trostky/Gramisci quem não quis ou não tem percepção para tanto. Está tudo dominado. Esquerda, volver!!!!

  32. bereta

    Oliver, meu caro. Por mais perspicaz, inteligente ou qualquer outro qualificativo que você possa ter, merecidamente, sou obrigado a opinar sobre sua frase final. “Vai indo que não fui”. Nem seria necessário escrever, mas fomos, Oliver. Fomos todos para o buraco. Podemos gozar de certa liberdade intelectual, sabendo que é na raiz que está o coringa do baralho. Não no tronco, como cantava o querido Raulzito. Esses desgraçados nos arrastaram todos. Estamos na vala comum de todos os resultados desse e de todos os outros governos que já passaram pelo país. Já fui menino, já fui adulto e hoje sou um velho. E a única verdadeira mudança que pudemos perceber foi quando da implantação do Plano Real. Nos primeiros tempos, uma dureza. Falências, concordatas e inúmeros apertos financeiros, mormente aos assalariados do Estado. E quem foi o autor? O mesmo homem que vemos em fotos, a abraçar Chaves, Fidel e outros “socialistas bolivarianos” que tão bem conhecemos. Hoje malhamos Aécio, chamando-o de bundão. Não chamaria Fernando Henrique de bundão, pois sei haver diferentes modalidades de socialismo. Ou variações, como queiram os estudiosos. Mas não haveria da parte dele a necessidade de se explicar publicamente? Ao longo dos anos quaisquer governos cooptam grande parte da imprensa, permitindo que um ou outro agente de notícias deixe vazar a indignação do público (pobre público), só para dar aparência de democracia. Quando o mal é muito grande, fazem alguma coisa, assim como a tentativa de tapar o sol com a peneira. Mera satisfação ao público…. Assim, caro Oliver, vou indo e sei que você está na frente, ao lado ou vem lá atrás, e com a língua de fora, de tanto gritar contra esses desmandos governamentais. Você e muitos outros brasileiros honestos, que nos indignamos contra o que nos fazem. Mas, como reverter a cabeça de milhões de foliões? Nossa querida amiga Valentina, a quem amamos, escreveu um texto sobre o carnaval. Lindo texto, muito bem escrito, onde se permitiu defender os foliões. Quem sabe, possamos usar as mesmas palavras de Cristo:- Pai, perdoai-os porque não sabem o que fazem. Já, os jornalistas e donos de jornal, de emissoras de TV e rádio sabem – e como sabem – o que fazem o como fazer o que fazem. Fazem exatamente o que o governo quer que façam. Abraço fraterno, nobre escriba.

  33. Mídia Subversiva !

    Senhor Oliver
    Aprecio os pontos de vista e análises de Augusto Nunes, Reinaldo Azevedo são o melhor que existe em termos de lucidez jornalística, seu ponto de vista e seu vocabulário te promovem automaticamente para esse seleto grupo de jornalistas de verdade! A única conclusão que tenho sobre a mídia brasileira é que ela se tornou SUBVERSIVA pois, não existe democracia sem OPOSIÇÃO !

  34. Amilcar

    A que se diz socialista, mas repudia o socialismo
    no seu modo de viver, que vive como a elite capitalista,
    está infiltrada na máquina pública, na educação, mídia e
    em tudo que pode influenciar um povo ignorante a crer na
    utopia deles, assim, os órgãos da mídia mostram somente
    a face que lhe interessa dos fatos, todo do interesse do
    governo sócio-bolivariano de canalhas ladrões do futuro
    do país.

  35. Paulistana

    Costumo dizer q o maior atestado de idoneidade do PSDB é ter tido o PT nos seus calcanhares desde a sua fundação. A malta esquerdalha já se aboletava em cargos públicos muito antes do PT chegar ao poder e, mais do q trabalhar, sua função sempre foi espionar p/o partido. Espirro de oposicionista no dia seguinte é manchete na imprensa aparelhada. Ouvir dizer dá margem a edição extraordinária. Quando nem isso têm, não se furtam à fabricação de dossiês. Nada escapa à súcia amestrada. Se, ainda assim, após 35 anos de perseguição implacável, não conseguiram colocar na cadeia um único tucano, não pode existir maior atestado de bons antecedentes.

  36. Criatura juridica

    Arrogante, insegura e desonesta, a criatura forjou o espirito trabalhando na petrobras em um cenario de muito dinheiro, contratos milionarios e corrupcao como rotina de gestao. Forjou ate o proprio curriculo se auto proclamando doutora. Com esses requisitos achou que podia governar o pais.
    Se lhe cobram coerencia, a criatura submerge e lanca mao dos truques de marqueteiros. O pais se dissolvendo e ela nao se manifesta como pretende ao menos atenuar o quadro que criou. Ao contrario, joga na tv aberta propaganda facista de que para o pais melhorar os brasileiros tem que esquecer as controversias e parar de falar na crise.
    Enquanto os brasileiros se entorpecem em festas carnavalescas que lembram a alemanha dos tempos de guerra, a criatura prossegue em sua cruzada de poder eterno. Ja esta em campanha eleitoral para as prefeituras. Distribui casas populares com o que ainda resta de dinheiro nos bancos publicos. Sabe que assim podera ter o voto do povao. Para os empresarios que geram empregos e pagam impostos, mas que nao votam no PT, todavia, a criatura reserva seus piores castigos: juros altos, instabilidade e falta de previsibilidade, a cada dia mais impostos para pagar.

  37. Sinn-Klyss

    Criminoso foi alastrar no Brasil a ‘chiqueza’ dos cachorrinhos-bibelôs, a boneca da “classe-dos-‘cumissionádus”. E se ‘desenvolveu’tanto essa ‘arma’ de corromper o hábito humano que culminou numa revolta do próprio meio ambiente.
    Explico (para mostrar o quanto já assinalei em blogs e aqui nos comentários da Veja):
    Ao invés de produzir Saúde se muitiplicou ‘veterinárias-boutique’ (e essas, funcionalmente comparam-se ao Tai-com-Dô — registro feito – que ‘enfaixa bonecos desengonçados para ‘mostrar’ resultados de ‘marra'; altamente reprovados por inúmeros profissionais e atletas marciais). A supérflua atividade comercial virou uma indústria bizarra que descambou para o açulamento da zoofilia para sua manutenção, disfarçada de “caridade aos caninos”.
    O intento consistiu em abobalhar o indivíduo, que mal tem educação para cuidar de si e do ambiente, e se torna ‘mãe’ e ‘pai’ .. de .. cachorros (só esses são ‘animais’para as pessoas se derreterem; já galinha, boi, não.
    E como mal se sabe sobre meio ambiente ( é mais ‘feio’ jogar papel na rua e todos são OBRIGADOS a tragar cocô moído e charque de urina por tudo que é lado e canto) ninguém liga de se tornar ‘babá-catador-de-cocô-de-cachorro’. E não pára nisso.
    Ninguém se dá sobre a monstruosa quantidade de tufos de pelos dos ‘bibelôs’ acumulando-se no meio ambiente.
    E chegamos à urina.
    “Que mal que faz?”
    Como o outro ‘gatilho’ do bibelôzinho como arma é fomentar um irritadiço cotidiano nos indivíduos (além da covarde estupidez dos latidos-ruídos contra o sistema nervoso humano)pelo fator agressivo que a urina tem biologicamente, constatamos um freio da Natureza à nossa ‘social estultícia': o zika nadando em urina.
    O indivíduo tão bonitinho cá, ali, e acolá, não liga para esfrangalhados — que não têm uma ‘cóta’ da ‘guvernança’ ou um ‘saláriozinhão-comissionado’ — que perambulam destruídos por drogas vendo o artificial mundo de “chiqueza” de um vasto número de vagabas remunerados insanamente a andar só para vigiar o viver civil e armar trambiques para “ferrar” os descontentes (com a situação que a “mais honesta alma viva” jogou o País estropiando muitos, muitos, e muitos que nele moram).
    Então, a Natureza – como sempre – cuida de estancar os acúmulos excessívos; e o vírus Zika que ‘adora’ cor forte, se achou ‘bem’ em fazer colônias em poças de urina, ironicamente como os corruptos se esbaldam usando a pobreza e a “chiqueza”.
    Por aí meus caros, mulheres, homens, e adolescentes do Brasil, vem a espada de uma Justiça Natural.
    Você ‘não ligou’ para respirar urina e cocõ de cachorro, se acomodou com os irritantes latidos que foram acabando com sua cordialidade que seria comum nas cidades, nem se importou com cachorros lambendo a bôca de crianças .. Então, beberiquem um coquetel para acompanhar os ‘docinhos’ à R$2,00 pra “ajudá” os corruptos ‘nu contrõli”: a cereja batizada em urina: o Zika Vírus.

  38. Diako

    Embora eu seja cadastrado naquele jornal,
    êles não publicam meus comentários,é um jornaleco
    camaleão que já capitulou há muito tempo,até por
    causa da necessidade de subexistência,é apenas um
    monte de papel com inutilidades,semelhante à
    revistinha do italiano caduco.