Coluna Augusto Nunes

Augusto Nunes

Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido.

sobre

Colunista de VEJA.com, colaborador da edição impressa e apresentador do Roda Viva. Foi redator-chefe de VEJA e diretor de redação das revistas Época e Forbes e dos jornais O Estado de S. Paulo, Jornal do Brasil e Zero Hora. Autor do livro 'Minha Razão de Viver - Memórias de Samuel Wainer'.

J. R. Guzzo: A porta estreita

Por: Augusto Nunes

Publicado na versão impressa de VEJA

O leitor provavelmente já ouviu falar em seu círculo de amigos, ou no ambiente de trabalho, ou na esfera familiar, de gente interessada em ir embora do Brasil; se ainda não teve contato com nenhuma história dessas até agora, há grande chance de que venha a ter uma hora qualquer, e logo. Para muita gente boa, está na moda, ao que parece, pensar em refazer a vida em países como Canadá, Austrália ou Estados Unidos, entre outros que se propõem a receber de braços abertos imigrantes com dinheiro. São países que não têm vergonha nenhuma de atrair gente financeiramente bem de vida, dentro da ideia geral de que problema de imigração, mesmo, só existe com pobre. Nem é preciso, no caso, ter grande fortuna ─ nada parecido com o disponível de um milionário brasileiro de carteirinha, desses que prestam serviços ao governo, digamos, ou produzem propaganda eleitoral. Basta o equivalente a 500 000 dólares, ou algo assim, sendo até possível acertar a papelada por menos. Vale a pena, para o país que dá o visto aos estrangeiros com capital. Esse povo vai gastar seu dinheiro lá; é lá que vai pagar impostos sobre o que consome, gerar empregos, fazer rodar a economia. Em vez de gastar na economia do seu país, vai gastar na economia dos outros. Melhor para eles, pior para o Brasil. Seus governos não estão lá para resolver os problemas da presidente Dilma Rous­seff nem do ex-presidente Lula. O que querem é ajudar a si próprios.

Sobra, é claro, o problema de arrumar aqueles 500 000 dólares. Quem tem esse dinheiro? Não é qualquer um que pode, por exemplo, ganhar 27 milhões de reais em quatro anos fazendo palestras para empreiteiras de obras públicas e outros colossos da nossa elite empresarial. Para pelo menos 95% dos brasileiros, e põe otimismo nessa conta, a possibilidade real de ter 500 000 dólares durante o curso de sua vida é mais ou menos a mesma de fazer uma viagem à Lua; para o Brasil de carne e osso, dinheiro desse tamanho só existe ao acertar os seis números da Mega-Sena. Também não é fácil adotar a saída do ex-ministro da Fazenda ─ que, depois de gerir a ruína econômica do Brasil durante um ano, e ser posto no olho da rua em reconhecimento aos seus esforços, refugiou-se rapidamente em Washington, onde hoje pode ganhar a vida sossegado e sem ter reuniões com Dilma, o PT, a base aliada e por aí afora. É certo que há outros caminhos para obter um visto de residência no exterior, além de dinheiro e prestígio, mas a porta de entrada é estreita. O cidadão pode tentar pelas vias oficiais ─ e arriscar-se a ficar anos na fila, à espera de um chamado que provavelmente não virá nunca. Pode meter-se em aventuras de imigração ilegal. Pode jogar a sorte num cruzeiro pelo Mediterrâneo, a bordo de um cargueiro sírio. Como se vê, nada de muito atraente. Fazer o quê? A vida é mesmo dura neste Brasil para Todos. Aqui, no mundo das coisas práticas, há um Brasil para os que Têm Menos e um Brasil para os que Têm Mais ─ têm mais, inclusive, para ir embora do próprio Brasil.

Para o brasileiro que quer cair fora daqui mas não pode, a opção acessível no momento é emigrar para o Brasil mesmo. O grande problema é que essa solução se aplica exclusivamente ao Brasil de Dilma, de Lula e do PT, esse país imaginário onde os cidadãos têm a ventura de ser governados por um dos melhores governos do mundo, se não o melhor. Infelizmente, como é do conhecimento geral, o Brasil de Dilma etc. não existe. Só existe nas fantasias de propaganda criadas para engambelar o eleitorado; e, para complicar o teorema, o propagandista-chefe não está disponível para ajudar em nada, já que atualmente faz parte da população carcerária de Curitiba. É uma pena, pois nessa Terra do Nunca a vida é praticamente perfeita. Nosso sistema de saúde é “motivo de inveja para o mundo”. O Pré-Sal, como Dilma prometeu na campanha por sua reeleição, garantiu “recursos jamais imaginados” para a educação. A população pobre viaja dia e noite de avião, como o ex-presidente continua dizendo todo santo dia. Ele salvou sabe lá Deus quantos brasileiros da pobreza ─ e, se 12 milhões de desempregados estão hoje de volta ao fundo do poço, a culpa é da elite, claro, e provavelmente do ex-presidente Fernando Henrique. Mas nem tudo está perdido para o brasileiro que só pode emigrar para o Brasil. Olhem o último IDH mundial, divulgado faz pouco; ficamos no lugar 75 da fila que mede o bem-estar das nações. É ruim, mas seria pior se o número fosse 150. É a Tabela Periódica da Equivalência das Desgraças, e nela já não vamos tão mal.

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*

  1. Antonio Carlos Ferreira

    Querido Guzzo. Conheço muitos que se mudaram daqui para a Europa e EUA, mesmo para a América Latina, Chile, Uruguai, pequeno e sossegado. Faz cinco anos antevi a desgraça e não consegui, pois minha mulher tem a família aqui e não quer dela se apartar.A vida é um dilema. Fiquei extremamente chocado, hoje quando assisti o salão nobre de nossa Faculdade do Largo São Francisco, sendo ocupado por estudantes, e gente de fora fazendo comício a favor do Lula, praticamente sem oposição., É inadmissível esta situação. Se fosse a sala de estudantes tudo bem, mas o salão nobre! Aonde está o Diretor da Faculdade que permite quebrar a tradição. O monumento acabou. É por isto que seu artigo é fantástico vivemos em um país que não dá valor a nada, e é por isto que esta mediocridade se instalou no Poder. Bons tempos em que nos digladiávamos fazendo política estudantil no Páteo da Faculdade. Havia brigas memoráveis, inclusive com o Michel, que aprendeu a perder quando se candidatou ao Onze. Havia respeito. Foi chocante. Não há mesmo mais porque ficar aqui. Deixar o País sem lutar mais um pouco não é do meu feitio, e nem do seu, que antes de se tornar advogado já era jornalista. Um forte abraço

  2. Luciano Jorge.

    Há dez anos planejo deixar Banânia porque desde que o PT venceu a eleição em 2002 estava claro o destino do País. O comunismo não deu certo em lugar nenhum no mundo em qualquer época, depois que essa desgraça foi inventada. Porquê haveria de dar aqui? Quando começaram a implantar o desarmamento da sociedade via o “politicamente correto”, estava implantada a estratégia a ser seguida pelo pior e mais corrupto governo que o planeta já conheceu. Aí está o resultado, melhor representado pelo roubo das peças e objetos levados por Lula do Planalto e Granja do Torto, como se fossem dele e não da República Federativa do Brasil.

  3. • Tania

    Nesta quinta-feira, dia 10, na TV Cultura, o Roda Viva teve um convidado “daqueles”. Não bastasse o histórico de vida de quem foi EMBAiXADOR do Brasil com notável dignidade, competência, responsabilidade, o modo claro e direto com que se dispôs a responder aos que compuseram a bancada foi outra pedra de toque desse (inevitável) desgosto de se confirmar que o GOVERNO do Brasil caiu em mãos de uma organização desastrosa, evitando dizer criminosa mesmo, tantas as informações detalhadas pelo convidado de peso, que participou e participa por dever de ofício dos eventos abordados, ou de maioria deles: hora e meia de respeito.
    ·
    RODA VIVA | RUBENS BARBOSA | 10/03/2016
    Embaixador que representou o Brasil em Washington de 1999 a 2004 e atualmente é consultor de negócios e presidente do Conselho Superior de Comércio Exterior da Fiesp. Ele fala sobre política internacional, com foco na diplomacia brasileira, além de outros assunto como a eleição nos Estados Unidos e a nova conjuntura na América Latina. E também aborda o comércio exterior, com ênfase na criação e situação atual do Mercosul, na nova aliança do Pacífico, no bloco europeu e na atual relação comercial do Brasil com outros países.|Exibido em 10 de Março de 2016

  4. Patricia

    Estarei na rua!

  5. • Tania

    “Combinei de ir à casa dele dias depois. Não deu tempo. Ele morreu antes, e nunca vamos saber o que ele gostaria de falar para a irmã.” …
    ˙
    ˙Lua – 12/3/2016 às 16:20
    Tania você já visitou o site: Alguém me disse Dacio Malta:
    A Bulgária dos Rousseff? • Maravilhosa indicação! TANiA •

  6. Ivo

    Perfeita menção ao ódio a FHC, em quem o PT diz que “se espelhou”, como se o discurso em 2002 fosse de continuar a corrupção. Ñ,o PT é bem mais comPeTente neste quesito.

  7. Chico

    Lularápio rouba até imagem do Nosso Senhor Jesus Cristo. Cruz Credo!

  8. Gerson

    Parabéns pelo excelente artigo Guzzo.

  9. RedFox

    Não vamos tão mal? Mesmo? Espero que seja irônico. É verdade que o 75º da lista do IDH está melhor que o 150º, mas quem está lendo isto aqui sabe me dizer se Seicheles está atrás do Brasil? Se Trindade Tobago está atrás do Brasil? Se o Sri Lanka está atrás do Brasil? Se o Palau está atrás do Brasil? Se Barbados está atrás do Brasil? Se Venezuela e Cuba (sim, Venezuela e Cuba!) estão à atrás do Brasil? Se o Omã está atrás do Brasil?
    .
    Você não sabe me dizer, nem eu sabia antes de procurar. Esses pujantes países aqui comparados com a gente estão todos no time que nos olha de acima. Mas tudo bem! Sem desespero. Somos muito melhores que o Togo, que tá lá bem perto da rabeira (ainda que eles tenham subido uma posição, e nós, descido).
    .
    Well done Dilma! Great work! Mais um ano dessa sua expertise em governança pública, e a gente alcança a opulenta e próspera Ilha de Tonga, a centésima da lista.
    .

  10. Leonardo X

    A Associação Comercial de São Paulo lançou um slogan para o dia D da Democracia. Ele espelha o texto acima numa síntese digna de um profissional da publicidade, ao contrário dos picaretas marqueteiros do PT.

    “Empresário, apareça antes que você desapareça”

    Não é preciso dizer que a advertência é extensiva a todo cidadão brasileiro.

  11. Silvando

    Daqui a pouco os petistas vão falar: a culpa foi dos idiotas que votaram em nós e não neles, realmente a porta é estreita, principalmente para mentiras , após 14 anos no poder este partideco não assumiu a responsabilidade perante os Brasileiros;só roubou e aparelhou a máquina, os pobres, infelizmente continuaram ainda mais pobre, uma lástima, quem prometeu o céu , entregou na verdade o inferno, econômico, é claro..

  12. Lua

    Tania você já visitou o site: Alguém me disse Dacio Malta:A Bulgária dos Rousseff? Coloque no Google

  13. Renovação

    Não vamos nos dispersar. Apoiemos o Juiz Sérgio Moro e seu trabalho como servidor ppúblico, apoiemos os Procuradores que compõe a Força Tarefa da Operação Lava A Jato.Não devemos esquecer o trabalho do Ministro Joaquim Barbosa, da desembargadora Eliana Calmon, de quem sofre os resultados nefastos e violentos da corrupção que suga o suor do povo brasileiro. Apoiemos o Juiz Sérgio Moro, nós estamos politicamente sós.Eles os politicos estão unidos.
    https://youtu.be/PNjKcPUlF_o

  14. José

    Como sempre, excelente artigo do mestre Guzzo.

  15. Yara

    Guzzo continua tratando as palestras de Lula como se realmente tivessem acontecido. Deveria colocar entre aspas ou então dizer ‘as supostas palestras’, uma vez que elas estão sendo investigadas.

  16. • Tania

    R o t e i r o sentimental
    27/09/2011 ˙Lº Jardim
    ˙
    Dilma estará na Bulgária na semana que vem
    ·
    Depois de participar de reuniões com a cúpula europeia em Bruxelas a partir de sábado, DiLMA ROUSSEFF desembarca na semana… na pequena Gabrovo, na Bulgária. Estará pela primeira vez na terra natal de Petar, seu pai. Irá encontrar familiares.
    ·
    O comerciante Petar Russev era casado e já morava em Sófia, capital búlgara, quando em 1929 disse para a mulher, Evdokia, que viajaria a trabalho. Deixou-a grávida e nunca mais voltou. Viajou pelos onze anos seguintes pela Áustria, França e Argentina.
    ·
    Em 1940, desembarcou no Brasil, onde abrasileirou o seu nome para Pedro Rousseff, virou um PRÓSPERO EMPRESÁRiO DA CONSTRUÇÃO CiViL EM BELO HORIZONTE e casou-se novamente. | Será a primeira visita de Dilma ao país. Lá, não encontrará seu irmão búlgaro, que morreu anos atrás e a quem nunca conheceu.
    ˙
    http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/governo/roteiro-sentimental-dilma-visita-gabrovo/

  17. Ana

    Obrigada, sr.Guzzo, por mais este excelente artigo!

  18. SOLRAC

    A grande felicidade é que prá onde vai o milionário lula, tem um detalhe astronômico:
    O SOL NASCE QUADRADO!
    E não vai precisar de green card!
    Só umas poucas roupas!
    E como vai ter muito tempo,poderá:
    – estudar;
    – arrepender-se dos crimes cometidos contra a Nação;
    – devolver o crucifixo;
    E como poderá estar acompanhado da família poderá, também:
    – dar-lhes bons exemplos, tais como: “Crianças, é feio fazer a mesma coisa que o papai fez: vamos devolver tudo que roubamos do povo.
    Os cidadãos agradecerão!

  19. Fora PT

    Por favor divulgue para todo Brasil, aqui em Santa Catarina já estamos saindo na rua. 12 /03/2016.
    A cidade de Chapecó abre manifestações contra o Governo Dilma e o PT, (25 mil) pessoas nas ruas. Amanhã vai ser maior!!!
    http://dc.clicrbs.com.br/sc/noticias/noticia/2016/03/chapeco-abre-manifestacoes-contra-o-governo-5110034.html
    http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2016/03/manifestantes-protestam-contra-corrupcao-em-cidades-de-sc.html
    Vídeos:
    https://www.youtube.com/watch?v=rl8ig_hwIeY
    https://www.youtube.com/watch?v=vvww0OAbKKc
    https://www.youtube.com/watch?v=-H6DfzJYaCc
    https://www.youtube.com/watch?v=PZFzDDW5sRU
    Grato pela atenção!!!
    Fora Dilma!!! Fora PT!!!

  20. Los Cabaleros do apocalipse

    Pode se dizer que essa década está praticamente perdida para o país; e a próxima, década 20, vai depender muito do líder da economia mundial (EUA) que no início deve manter freada a economia mundial para que a China não possa ultrapassá-lo antes da década dos 30. Muito provável de que haverá durante a década de 20, pequenos períodos de tendência de melhoria sem muita consistência e que algo mais consolidado só será a partir do fim da década de 20 para o início da 30.

  21. desiludido

    Viver em um país que não é o seu berço, recomeçando a vida lá fora, não é para aventureiros. É muito difícil.

  22. SILVIO JD

    Caro Augusto e amigos bons brasileiros. Bom dia.
    Essa noite tive um pesadelo horripilante. Nele, a serpente tinha sido nomeada ‘ministra presidente’, e o pior do tal pesadelo ainda está por vir.
    Sob a eminência de ser presa por talvez décadas, juntamente com seu serpentário e em conluio com outras cascavéis, também na eminência de serem conduzidas ao ‘paredão de fuzilamento’ por seus crimes, elaboraram um maligno plano. Implantaram da noite para o dia um golpe militar que conduziu nosso País às mais profundas trevas da ditadura. Tanques amanheceram cercando a capital federal, guerrilheiros mercenários invadiram o País. A serpente então, rasgou a Constituição em rede nacional de TV, dizendo-se ‘perseguida’ por uma ‘elite criminosa’ que ameaça a ‘sua nação’, extinguiu o Congresso, decretou estado de exceção e governando com ‘decretos’, indicou muitas cascavéis para cercarem e ‘protegerem’ seu território. O engraçado foi que, nesse pesadelo, o mesmo golpe de jararaca havia sido dado na Venezuela quase que simultaneamente, conclamando o início da unificação de um governo ‘serpentário sul americano’.
    Acordei suando frio. E após o pesadelo louco, a primeira pergunta que me veio à cabeça foi: Por onde anda e o que faz nesse momento o ministro comunista Aldo Rebelo. A segunda: Por que um comunista assumiria o comando das forças armadas?
    Foi só um pesadelo. Está tudo muito bem, tá tudo muito bom. Até demais.
    Mas por outro lado, essa ‘calmaria’, esse ‘já ganhou’ está me preocupando.
    A serpente está acuada e apavorada, e ela ainda bebe. Não só ela, mais um infinito número de outras cascavéis estão acuadas e apavoradas.
    Que seja só um bobo pesadelo. Mas de qualquer forma, todo cuidado é pouco.

  23. wilson

    O verdadeiro milagre do PT 12 milhões de desempregados e se sustentam famílias então 60 milhões de miseráveis que lindo Dilma.

  24. Davi Silva

    Um texto mais ou menos na linha que eu tenho defendido: comecem a construir seus barquinhos de papel para atravessar o Mediterrâneo, porque isso aqui ainda vai piorar muito antes de começar a melhorar. O estrago (destruir a Petrobras, por exemplo), ainda levará algumas décadas para ser remediado, e a população não para de crescer, mesmo com Zika, dengue, chikun…, microcefalia e o resto dessa herança vermelha maldita. Pior! É provável que em dois anos, toda a quadrilha já esteja fora da cadeia, indultada, perdoada e pronta para retomar “o projeto”, porque o aparelhamento permanece.

  25. Oliver

    O PAÍS DO SURREALISMO
    Tem gente pedindo para que haja uma lei impedindo presidentes da república de levarem pra casa os presentes que ganharam enquanto mandatários. ACUMA? Mais fácil haver um sistema de governo que IMPEÇA os ladrões de assumirem o poder, não acham? Cada uma…

  26. Antonio Augusto

    Para quem tem menos dinheiro do que o exigido pelo Canadá e outros países para fixarem moradia lá , uma solução seria mudar-se para a Argentina.
    Isso se não ocorrer aqui nos próximos meses uma mudança radical do governo, com adoção de uma gestão a mais rigorosa possível contra todo tipo de corrupção e bandidagem que hoje campeiam no Brasil.
    Se for um governo de coalisão do tipo PMDB/PSDB/PT e aliados, podem esperar que a corrupção vai apenas ser jogada por baixo do tapete e nada mudará.
    Se for instituído o parlamentarismo será muito pior pois quem escolherá o Primeiro Ministro, será o Congresso, com muitos congressistas envolvidos em investigação de processos de corrupção.
    Portanto a melhor escolha , para os que não suportam conviver diariamente no Brasil com as notícias de corrupção, roubo do dinheiro público, invasões do mst às propriedades particulares e etc, é a Argentina. Lá, com o novo presidente Macri, da direita , a situação está se normalizando rapidamente e em breve será o melhor local para se viver na América do Sul, talvez de toda a América Latina – economia vigorosa, boas oportunidades de emprego segurança institucional e pública e educação muito melhor que a do Brasil

  27. Oliver

    A BANDA LARGA
    O Guzzo nos fala sobre um problema que me é muito caro. Acredito que é com conhecimento de causa, pois é um homem vivido. Sou um daqueles que estava com mala, cuia e papagaio prontos para a viagem quando esse maldito “plano criminoso de poder” fez o dólar saltar a 4 reais e a empresa interessada em ter um braço internacional rever suas prioridades. Do outro lado, a empresa associada de lá, que fazia seus negócios com o Brasil, viu o mercado daqui minguar feito goma rala. O problema é que, num mundo globalizado, fui trabalhar justamente com tecnologia de ponta, essa coisa que poucos entendem e menos ainda levam a serio. Se alguém me perguntar como é gerenciar um sistema de máquinas sujeito só neste ano a mais de cem interrupções de energia elétrica, eu conto para vocês em detalhes sórdidos e prejuízos contabilizados. As assistências técnicas de computadores comuns no Brasil estão forradas de fontes queimadas, justamente por causa da pujante política energética desta terra de otários socialistas. Trabalho inteiramente dependente da internet, a mesma tecnologia que o governo tenta garrotear a todo custo, para que não mostre sua real natureza rumbeira. Preciso intestinamente de capitalismo, bandalarga, meritocracia e reconhecimento profissional para sobreviver. Sou vítima do que já explicaram a exaustão por aqui; um grupo de milícias virtuais que denunciam meu trabalho nas redes sociais, com a intenção de banir minha participação da mesma. Ou seja; sou atacado por um bando de meliantes bancados pelo governo exclusivamente por querer trabalhar e ganhar o meu sustento honestamente, sem tentar me encostar numa teta qualquer e ficar cacarejando como é bacana a “política coletiva” desse governo porco e vigarista. Num mundo globalizado, meu caro Guzzo, estas tais “cláusulas de barreira” simplesmente não existem. É justo eu ser perseguido, ameaçado, xingado, humilhado em meu próprio país por tentar ser o melhor profissional de minha área de atuação? Meu próprio país é meu próprio país, quando o “supremo presidente” da porcaria afirma que meu filho é um “loiro de olhos azuis culpado pela crise”? Muitos dirão que o meliante vai ser preso e o pesadelo vai acabar. Lamento, Guzzo, mas eu duvido. Isto é uma natureza. Está encrustada em você, em mim e na torcida do Corinthians. É um modo torto de ver as coisas, como se o Brasil tivesse algo a ensinar para o resto do mundo que não sejam as técnicas de lavagem de dinheiro. Somos vira-latas. E vira-latas que somos, balimos um mantra esquisito, de que “este é um país que vai pra frente”, sem ver a pirambeira diante dos olhos. Olhe a coisa pelo outro lado, caro Guzzo. O que eu posso dizer para os meus familiares, que foram tentar a vida lá fora recentemente e já tem casa própria, carro do ano, emprego sólido e carreira estabelecida? Larguem o que vocês estão fazendo em venham ajudar a reconstruir o Brasil, arrasado por um bando de delinquentes que ninguém combateu? Ou será que é melhor ouvir o chamado de um deles, cuja empresa vai de vento em popa e está precisando de funcionários bilíngues? O mais engraçado de tudo isso é que eu perdi clientes aqui no Brasil, que se recusam a fazer negócios pelo telefone, enquanto ganhei clientes internacionais, exatamente pela globalidade da internet. Não soa esquisito? Acho que muitos aqui só viram com exotismo a fala daquela cretina fundamental que “odeia a classe média”, enquanto ganha um salário de professora justamente do escopo dessa sociedade que lhes paga o desnorteio chucro e pilantra. A classe média odiada sabe dar o troco, meu caro amigo. De preferência calada, trabalhando duro e construindo o próprio futuro para si e para os seus, e não para os “coletivos”; exércitos de saliva e apoio dessa gente rumbeira e cacarejante, bancados pelo governo. Eu não vejo futuro para a minha profissão aqui, qualquer que seja o novo governo que se instale naquela cadeira. E não vejo porque não vejo futuro para o país, especialmente enquanto as redações forem coalhadas de uma gentinha comuna, uns redimidos do sistema que acham bonito misturar Tche Gue Vara com cachaça e alegria. Definitivamente isto não combina com startups, aplicativos, tecnologia digital de ponta e redes de alta performance. É outra língua, que estas pessoas nem se dignam a entender e avaliar as consequências de sua evolução avassaladora no mundo. Eu faço televisão e meu filho não vê mais televisão. Seus filhos leem o que você escreve, caro Guzzo? Na versão impressa ou digital da revista?

  28. G Carvalho

    Ótimo texto. Tenho parentes e amigos que emigraram para a Austrália e o Canadá, onde estão felizes. Não lhes valeu dinheiro. Relevante no seu processo de migração foi o fato de terem título universitário e falarem mais de um idioma.
    Países desenvolvidos querem importar gente com dinheiro, sim. Mas acreditam, mais ainda, nos benefícios locais e nacionais de uma boa educação, o grande muro a separar o moderno do retrógrado.
    Os líderes de nações avançadas reconhecem, acima de tudo, que em sociedades com poucos ou raros iletrados não se elege analfabeto. Sobra-lhes razão.

  29. Farsa

    A contadora Meire Pozza (personagem do livro “Assassinato de Reputações II de Romeu Tuma Jr)concede entrevista à Rádio Joven Pan.
    http://jovempan.uol.com.br/programas/jornal-da-manha/meire-poza-diz-que-bilhete-de-youssef-traz-mencao-dilma-e-conta-sobre-seguro-de-vida-contra-lula.html

  30. Edivaldo Camargo

    Para aquele brasileiro cuja única alternativa é imigrar para o próprio Brasil, fica a oportunidade de aprender com os povos desses países, como o governo de lá existe para servir o povo. Será que é por acaso? Não absolutamente não é dessa forma. Em qualquer lugar do mundo, dada a oportunidade, se o povo vacilar sua guarda e deixar de ser vigilante, o governo se transforma em um monstro capaz de dominar tudo e todos. Infelizmente o povo brasileiro é manso e aceita à coleira em seu pescoço, dessa forma permitiu prosperar no poder o regime dos nossos piores. Quando o povo teme seu governo, nós temos a corrupção, o despotismo e a tirania. Mas quando o contrario acontece, como por exemplo: “Na terra do homem livre e na casa do bravo”, se você entende este eufemismo você sabe que veio direto da letra do hino nacional americano, lá o governo teme o povo e dessa forma existe a liberdade do povo e moralidade do governo.A idade relativa das grandes civilizações tem sido curta, e essas nações progrediram nesta sequência: Da escravatura, a fé espiritual. Da fé espiritual a uma grande coragem. Da coragem a liberdade. Da liberdade à abundância. Da abundância ao egoismo. Do egoismo à vaidade. Da vaidade à apatia. Da apatia à dependência. Da dependência, de volta a escravidão. Agora olhe o seu pais, veja onde chegamos. Aqueles que ainda têm trabalho pagam tantos impostos que se tornaram a comida dos canibais.

  31. Mario

    Não esqueça que o pais está entre as 8 maiores economias do mundo. 75o. em IDH não é muito ruim não é péssimo …

  32. Pedro II

    Nunca em toda a minha vida participei de qualquer ato político ou afim. Apenas cumpri sempre a “minha obrigação” de depositar meu voto nas eleições.
    Mas não dá mais, pela primeira vez vou para as ruas, e meus filhos, esposa também irão.
    De maneira pacífica, mas com a indignação no coração, pois não considero justo o que estão fazendo e fizeram com o BRASIL!!!
    Fomos educados a respeitar os nossos símbolos nacionais e tínhamos orgulho disso…mas simplesmente quando enxergamos um presidente de senado entregando a Constituição à um ex-presidente simbolizando um afronta a toda Justiça…chega, não dá mais.
    Isso fora todas as afrontas que estão fazendo com a nosso população…não merecemos tudo isso!
    Portanto temos que recuperar o NOSSO ORGULHO por esta Pátria de belezas insuperáveis e principalmente as belezas do caráter do POVO BRASILEIRO, com todas as suas raças, cores e credos.

    “Na hora em que a terra dorme
    enrolada em frios véus,
    eu ouço uma reza enorme
    enchendo o abismo dos céus.”
    Castro Alves

    Vamos sim, POVO BRASILEIRO para as ruas, vestidos de branco- PAZ -, amarelo – RIQUEZAS – e azul – CÉUS – verde – ESPERANÇA, as cores da nossa bandeira varonil e como lema “ORDEM E PROGRESSO”
    DIA 13/03/16 – ESTAREMOS LÁ…COM MUITO ORGULHO, COMO QUANDO DESFILÁVAMOS REPRESENTANDO AS NOSSAS ESCOLAS PELAS RUAS DE TERRA NOS DIA 07 DE SETEMBRO!!!

  33. Ridendo castigat mores

    A situação financeira pela qual passa hoje a maioria da população,devido aos desmandos dos petralhas e corja aliada,lembra a história do velho líder gaúcho Flores da Cunha.
    Caminhava pelo Rio de Janeiro quando foi saudado por um amigo:-Governador como tem passado?
    -Estou muito mal financeiramente.
    -Mas como é possível? O senhor foi tudo na política.
    Meu mal,caro amigo,foram os cavalos mancos e as argentinas ligeiras…
    Amanhã ou você vai ou ela fica.
    Lembramos aos jovens que eles foram decisivos na deposição do Collor e agora novamente eles são muito importantes nessa quadra da história brasileira.

  34. Ronaldo

    Cada um faz o que quer, é certo, mas acho covardia, falta de coragem de enfrentar esta corja ir embora do Brasil.
    Onde estas pessoas ganharam estes 5000.000 dólares?
    Fiquem e enfrentem, coragem povo!

  35. Vinde a mim, os não sindicalizados !

    Grande Guzzo!
    O Brasil vai brilhar quando a privatização do sindicalismo voltar para as mãos do trabalhador!
    Sindicato por empresa e não por categoria!
    Quando o trabalhador deixar de ser massa de manobra de bandidos e cuidar do que realmente interessa, que é a estabilidade da moeda, em 10 anos, com muito suor estaremos no segundo mundo!
    O Outback australiano é um inferno igual ao congresso brasileiro, onde todo mundo passeia de avião, fica debaixo do ar condicionado e ninguém faz porcaria nenhuma para o Brasil!
    As províncias canadenses, podem ser uma gelada, como investir numa empresa de petróleo tupiniquim, onde um poste, enche a boca para falar, SARBANES OXLEY, enquanto os piores negócios do mundo aviltam a dignidade do povo, mesmo com os alertas do TCU! SURREAL!
    Dia 13, os eleitores petistas podem fugir! PARA AS RUAS, e exigir um recall PARLAMENTARISTA!
    Mas, eleS sabem o que é isso?
    É de comer ?
    Esse é o problema, #ALIENAÇÃO COLETIVA!

  36. Sherlock

    AN,
    Estamos (ou pelo menos eu estou) sentindo falta do Guzzo nas conversas semanais.
    Espero que volte logo!
    Abraço.

  37. Didi

    Belo e lúcido texto. Estamos definitivamente na terra do pesadelo incurável: A terra do nunca. Envoltos em fantasias abissais.

  38. Rosemary

    Exemplar a descrição do país e do seu desgoverno.
    Para aqueles que entendem melhor com imagens, recomendo o filme “V de VINGANÇA”.

  39. Zé Mané

    Guzzo, de qualquer forma Lula, o chefão, honra Macunaíma!

  40. rubão

    Talvez -e bota talvez nisso-, o Brasil precise passar por uma “Crise de 29″ e tal qual os americanos, tenhamos um New Deal… nos falta pouca coisa: vergonha na cara, dignidade e fibra!!!

  41. norma

    O texto como sempre no ponto!Perfeito! Já que a casa foi invadida pela enchente de lama e não temos outra, o jeito é começar a limpá-la o mais rápido possível, domingo pela manhã, 13 DE MARÇO!

    Augusto,a PERGUNTA que não quer calar: O que o nosso MINISTRO DA FAZENDA estava fazendo no instituto lula na quinta á tarde na hora da notícia da prisão? Será que a política econômica do nosso país esta sendo ditada por um ladrão?

    Ninguém achou isto estranho?

  42. Ronaldo força

    Caro jornalista Guzzo, com relação ao seu comentário quero dizer que não tenho os 500 mil dólares e mesmo que os tivessem não sairia do Brasil. Ficaria aqui com vocês da Veja e demais jornalistas para combater esta petista e ter o prazer de com a justiça e com o voto os terem na cadeia ou bem longe dos nossos cofres. Viver fora do Brasil sem ser milionário , e mesmo sendo, é ser cidadão de segunda classe. No mínimo olhado de soslaio pela cor da pele ou pela origem apresentada e , também, pelo sotaque de um inglês nunca aperfeiçoado. Nosso lugar é aqui, nas nossas praias lindas, nossa comida deliciosa, nossas cidades aconchegantes e nosso povo, diferente da turma do PT, honesto e amigável. Estes bandidos,inclusive o Lula é que tem de serem afastados do nosso convívio com uma longa estada na Papuda ou local semelhante. Aproveito para dizer que em Pernambuco teve um governado sabido, porém não ignorante, que roubou o lustre do teatro Santa Isabel na calada da noite. Lula por avidez e ignorância levou tudo o que podia do Palácio do Planalto e até os presentes que deveriam ter um teto para carregar como propriedade do ex-governante. Caso soubesse disso e não fosse tão estúpido sairia com umas gravatas, lenços e no máximo uma camisa de futebol. Quando o sujeito é ignorante paciência, porém ignorância e ladroagem é dose para elefante!

  43. A.

    “É ruim, mas seria pior”…
    Até quando essa visão vai prevalecer: a de que, se pode piorar, então é porque está bom? Chega!