Coluna Augusto Nunes

Augusto Nunes

Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido.

sobre

Colunista de VEJA.com, colaborador da edição impressa e apresentador do Roda Viva. Foi redator-chefe de VEJA e diretor de redação das revistas Época e Forbes e dos jornais O Estado de S. Paulo, Jornal do Brasil e Zero Hora. Autor do livro 'Minha Razão de Viver - Memórias de Samuel Wainer'.

Um artigo de Fernando Gabeira: Do ‘Aedes aegypti’ à tsé-tsé

Por: Augusto Nunes

Publicado no Estadão

A crise brasileira é um fato internacional. Dentro dos nossos limites, estamos puxando a economia mundial para baixo. Nossa queda não impacta tanto quanto a simples desaceleração chinesa. Mas com alguma coisa contribuímos: menos 1% no crescimento global. Na crise da indústria do petróleo, com os baixos preços do momento, o Brasil aparece com destaque. Cerca de 30% dos projetos do setor cancelados no mundo foram registrados aqui, com o encolhimento da Petrobras. Dizem que os brasileiros eram olhados com um ar de condolências nos corredores da reunião de Davos. Somos os perdedores da vez.

Diante desse quadro, Dilma diz-se estarrecida com as previsões negativas do FMI. Quase todo mundo está prevendo uma crise de longa duração e queda no PIB. Centenas de artigos, discursos e relatórios fortalecem essa previsão. Dilma, se estivesse informada, ficaria estarrecida por o FMI ter levado tanto tempo para chegar a essa conclusão. Ela promete que o Brasil volta a crescer nos próximos meses. No mesmo tom, Lula declarou aos blogueiros amestrados que não existe alma viva mais honesta do que ele. Não é recomendável entrar nessas discussões estúpidas. Não estou seguro nem se o Lula é realmente uma alma viva.

A troca de Levy por Barbosa está sendo vista como uma luta entre keynesianos e neoliberais. Pelo que aprendi de Keynes, na biografia escrita por Robert Skidelsky, é forçar um pouco a barra acreditar que sua doutrina é aplicável da forma que querem no Brasil de hoje. É um Keynes de ocasião, destinado principalmente a produzir algum movimento vital na economia, num ano em que o país realiza eleições municipais. É o voo da galinha, ainda que curtíssimo e desengonçado como o do tuiuiú.

O Brasil precisa de uma década de investimentos vigorosos, para reparar e modernizar sua infra. Hoje, proporcionalmente, gastamos nisso a metade do que os peruanos gastam.

O governo não tem fôlego para realizar essa tarefa. Isso não significa que não haja dinheiro no Brasil ou no mundo. Mas são poucos os que se arriscam a investir aqui. Não há credibilidade. O populismo de esquerda não é uma força qualquer, ele penetra no inconsciente de seus atores com a certeza de que estão melhorando a vida dos pobres. E garante uma couraça contra as críticas dos que “não querem ver pobre viajando de avião”.

Em 2016 largamos na lanterna do crescimento global. Dilma está estarrecida com isso e a mais honesta alma do Brasil diz “sai um lorde Keynes aí” como se comprasse cigarros num botequim de São Bernardo do Campo.

Aos poucos, o Brasil vai se dando conta da gravidade da epidemia causada pelo Aedes aegypti. Gente com zika foi encontrada nos EUA depois de viajar para cá. As TVs de lá martelam advertências às grávidas. Na Itália quatro casos de contaminação foram diagnosticados em viajantes que passaram pelo Brasil. O ministro da Saúde oscila entre a depressão e o entusiasmo. Ora exagera o potencial das campanhas preventivas, ora reconhece de forma fatalista que o Brasil está perdendo feio a guerra para o mosquito. Com nossa estrutura urbana, é quase impossível acabar com o mosquito. Mas há o que fazer.

Não se viu Dilma estarrecida diante da epidemia. Nem a mais honesta alma do Brasil articulando algo nessa direção. Solução que depende do tempo, a vacina ainda é uma palavra mágica.

No entanto, estamos nas vésperas da Olimpíada. Os líderes que a trouxeram para o Brasil, nos tempos de euforia, quase não tocam no assunto; não se sentam para avaliar como nos degradamos e como isso já é percebido com clareza lá fora.

A Economist publica uma capa com Dilma olhando para baixo e o título: A queda do Brasil. Na economia, área em que as coisas andam mais rápidas, não há mais dúvidas sobre o fracasso.

A segunda maior cidade do Rio, estado onde se darão os Jogos, simplesmente quebrou. Campos entrou em estado de emergência econômica, agora que os royalties do petróleo parecem uma ilusão de carnaval.

O problema dos salvadores do povo é que não percebem outra realidade exceto a de permanência no poder. Quanto pior a situação, mais se sentem necessários. Os irmãos Castro acham que salvaram Cuba e levaram a um patamar superior ao da Costa Rica, por exemplo. O chavismo levou a Venezuela a um colapso econômico, marcado pelas filas para produtos de primeira necessidade, montanhas de bolívares para comprar um punhado de dólares. Ainda assim, seus simpatizantes dizem, mesmo no Brasil, que a Venezuela está muito melhor do que se estivesse em mãos de liberais.

O colapso, a ruína, a decadência, nada disso importa aos populistas de esquerda. Apenas ressaltam suas boas intenções e a maldade dos críticos burgueses, da grande mídia, enfim, de qualquer desses espaços onde acham que o diabo mora. O Lula tornou-se o símbolo desse pensamento. Na semana em que se suspeita de tudo dele, do tríplex à compra de caças, do petrolão às emendas vendidas, chegou à conclusão de que não existe alma viva mais honesta do que ele.

Aqueles que acreditam num diálogo racional com o populismo de esquerda deveriam repensar seu propósito. Negar a discussão racional pode ser um sintoma de intolerância. Existe uma linha clara entre ser tolerante e gostar de perder tempo. O mesmo mecanismo que leva Lula a se proclamar santo é o que move a engrenagem política ideológica do PT. Quando a maré internacional permitiu o voo da galinha, eles se achavam mestres do crescimento. Hoje, com a maré baixa, consideram-se os mártires da intolerância conservadora. Simplesmente não adianta discutir. No script deles, serão sempre os mocinhos, nem que tenham de atacar a própria Operação Lava Jato.

Considerando que Cuba é uma ditadura e a Venezuela chega muito perto disso com sua política repressiva, como explicar a aberração brasileira?

Certamente algum mosquito nos mordeu para suportarmos mentiras que nos fazem parecer otários. Não foi o Aedes aegypti. A tsé-tsé, quem sabe?

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*

  1. Oliver

    O BOM IDIOTA
    Eu já assisti na vida todos os episódios do Dr. House, o verdadeiro. Ou o falso, se preferirem. É dele a fantástica dedução de que dejetos com gordura boiam no vaso e não afundam. Digo isso para afirmar que o seriado em questão é um tratado de lógica, o que parece não ser o forte do comentarista que se apropria indevidamente do nome dele aqui para iniciar um comentário com algo do tipo: “Pessoal, não pode estar havendo o que nossos olhos estão vendo; deve ser uma miragem da oposição”. Tenha paciência. Já não tenho com quem me trata como aluno de escolinha básica. De que “boa ciência” fala o tecnocrata? Com que dados? Com quais informações? Vou repetir para o Dr. Spock dos remediados entender de uma vez por todas, pois acredito que o comentário no vácuo que ele cometeu aqui como aspirante a chefe de torcida – todo petralha e todo pasrtozinho de igreja nova adora sê-lo – tenha sido dirigido a mim, uma vez que fui o único “conspiracionista” a falar do Zika vírus por aqui. Você não entendeu minhas afirmações, caro comentarista. Caiu como um patinho na minha isca. Eu escrevi em alto e bom som que a nossa imprensa não respondeu uma pergunta simples até o momento: Há casos de microcefalia em outros países infectados pelo mosquito? É difícil responder essa perguntinha básica, ou você precisa da ajuda dos universitários que queimam a VEJA em rituais dentro da sala de aula para responder? Se houver, good for them, meu caro. Mas, e se não houver? Como se explica a vigarice? Veja bem: não posso afirmar categoricamente que a Smartmatic fraudou nossas eleições passadas, mas posso afirmar duas coisas que são irrefutáveis, queridinho. Primeiro que elas foram fraudadas, pois a quadrilha uso dinheiro sujo para se eleger. isto é FATO. Depois, se houve ou não ingerência da empresa bolivariana no pleito, ela só poderia ter havido com a CONIVÊNCIA da oposição, entendeu? Lógica elementar. O que falta eu seu comentário pernóstico. Convença-me do contrário, chefinho. Está lançado o desafio, doutor comedor de moscas. Mostre-me um caso de microcefalia acontecido em outro país e eu me renderei ao óbvio. Não vale gente que saiu do Brasil para manifestar a doença lá fora. Aquela bolacha vende mais porque é sempre fresquinha ou é sempre fresquinha porque vende mais? O enigma bem explorado pela propaganda da época cabe como uma luva para perguntar se a barragem de rejeitos caiu por causa de um terremoto ou se tamanho deslocamento de terra e lama seja a causa do próprio terremoto. Dissimulação rampeira. Vigarice. Governantes incompetentes e irresponsáveis. Mentirosos. Oportunistas, sempre procurando uma desculpa para se safar dos fatos. Mas nada disso te interessa, considerar, não é mesmo? Você afirma que seria estúpido o governo do PT esconder a verdade. E quando foi que ele não escondeu a verdade para se manter na teta? Quando foi que não usou a cartilha vagabunda do socialismo para sua própria escalada social com direito a elevador privativo? Socialista só gosta de pobre para ser servido, meu caro. Faz xixi no banho e deixa o caldo de hipopótamo no banheiro para a diarista lavar. Pega dinheiro público para visitar as áreas afetadas por uma inundação e volta com duas poesias e um rap sobre o assunto. Quando foi que essa gentalha, montada em apartamentos pagos pelo lobby de meliantes do tijolo, não ameaçou a sociedade, caso percam os “benefício”? Eu prometo aqui, na frente do distinto leitorado do Augusto Nunes, deixar de ser idiota daqui pra frente, meu caro comentarista. Mas, promete você primeiro. Cada uma…

  2. cristina

    Dia 13 de março Gabeira,suba num trio elétrico e brade isso em ALTO e BOM som!!!Fica difícil de acreditar no seu ARREPENDIMENTO por ter DADO força e voz a essa CORJA se vc nâo fizer isso!!!Muitos dos idiotas que votaram em lula,o fizeram por tua causa!!!VÁ a um TRIO ELÉTRICO dia 13 e BERRE o seu ARREPENDIMENTO!!!!!!!!!Só assim acredito em seus textinhos suaves!!!!!!!!

  3. Ivan

    Brilhante como sempre. Sou seu fã. Parabéns.

  4. Rose

    Isso merece ser replicado:
    _____________________________________________________
    Oswaldo – 30/1/2016 às 12:51
    “… Um amigo meu na Globo há disse que toda a programação de TV supõe um “expectador alvo” com dez anos de idade mental. Nenhum conhecimento ou interesse por assuntos sérios. Uma salada baiana superficial, enfatizando o inusitado, os esportes, e 15 segundos para casa assunto. O “Mundo” é um ente distante e malévolo, com furacões, enchentes e conflitos. O Brasil tem praias e mulheres. Os nossos governantes, em caso de conflitos, têm sempre a última palavra. Os poderosos em geral, também….”

  5. ALEXMADEIRA

    Todo defensor da esquerda é com certeza alguém que nunca estudou, nunca se preocupou em conhecer a história. Se ele tivesse lido veria que sempre a esquerda foi a que mais matou, sempre a esquerda foi a que mais roubou, sempre o país que é administrado pela esquerda é onde existe a maior corrupção, veja o ranking, Coreia do Norte, Cuba, Venezuela, Equador, são os mais corruptos. Se você pensa e age como sendo alguém de esquerda, vá ler a história.

  6. Geraldo Pereira

    Que nada, Sr. Gabeira! Esse cazumbi é uma alma penada vagando por aí sem destino. Ele se diz honesto. Imagine se fosse desonesto.

  7. Dr. House

    Pessoal, Nao ha nenhuma hipotese de a microcefalia nao ser causada pelo Zica Virus!! Esqueçam! A microcefalia esta sim relacionada ao Zica Virus. Quem diz isto e boa ciência, da melhor qualidade. O governo do PT, justiça seja feita,não ousa abafar estes dados. Não ousa! Seria estúpido! Nada disto convém a ele, porem, até para a burrice e desonestidade há limites! Não estamos em Munique ou Nuremberg em 1936….Menos teorias conspiratórias, ou pelo menos, alguma com o mínimo de lógica e ciência!!

  8. cacaroloss

    Dá para entender porque o PT está a caminho da extinção? E isto deve incluir o PSOL e a REDE.O legado deste partido no poder, e de seus clones, é a destruição completa de um pais. A destruição de seu parque industrial, da sua educação,de sua saude,da sua historia, do seu programa de segurança publica, a destruição das empresas estatais,e principalmente da sua maior empresa, a Petrobras.Empresa esta orgulho de cada cidadao deste pais!E a quebra de quase todas as empresas estatais do pais, as quais, bem ou mal, funcionavam e davam emprego a milhares de cidadaos.Este partido e seus satelites, em concluio com seus aulicos, sejam eles eleitores, admiradores, puxa-sacos, aproveitadores, vendidos, enganadores, ou equivocados, devem pagar pela ruina de milhões de cidadaos deste pais.E isto deve começar pelos politicos, gestores , agentes culturais,compositores,musicos, escritores, e jornalistas que veem seguidamente vendendo a mentira deste sistema politico.Somos um pais sabidamente pobre. E não foi por um decreto do partido que esta no poder,o PT, que determinou que todo cidadão brasileiro que ganhasse entre R$ 291 e R$ 1.019 ,seria de classe media, mudou o o fato de sermos pobres.E que de repente este cidadao passou a ser um quase rico. Decreto este que determinou que estes cidadaos deixaram de ser pobres.Só marketing e propaganda!O pais estã cada dia pior!Exceto para os gestores !

  9. Oliver

    GABEIRÍSSIMO
    Se eu fosse enumerar o que eu mais gosto nos textos do Gabeira, eu começaria pelo simpático contato da Naomi em meu comentário das 23:11, passaria pelo imperdível comentário logo acima, do Leonardo X – 0:18 e ainda incluiria o sempre sensato comentário do Textículos de Jota (ES ) – 16:05. Para falar a verdade, depois de ler estes três comentários enfileirados – me permitam adicionar o meu próprio nessa lista – eu nem leria o artigo do próprio Gabeira. O que aqui está desenhado é uma aula de boas maneiras, capitaneadas por três leitores comuns que não tiveram a tanga, o crochê, a revolução, o rajiniche, o David Bowie e outras assombrações em suas histórias de vida para ainda defender o indefensável com esta cara deslavada. Gabeira está muito melhor ultimamente; isto é visível. Sua queda pelo socialismo de maiô, no entanto, não nos deixa mentir que continua um solerte pedalador da verdade, antenado mesmo com o próximo movimento dos quadris que engendram esses canalhas para nos persuadir a aceitar essa outra esquerda, que é um tapa na pantera. Tenha paciência. Minha esposa me alertou que viu de manhã na platinada um programa entrevistando – de novo – a menina bonitinha que caiu no conto do sofá do Bozó de lá, disposto a fazer da moça uma nova “musa do movimento”, enquanto apalpa suas perninhas tenras e fica imaginando como é gostoso se imiscuir com a plebe rude em nome de uma causa socialista. É uma natureza, meus caros. Uma queda pelo feio, o sujo e o malvado. Um desvio de verba e de caráter. Ainda estou esperando que essa gente tome vergonha na cara e apresente suas verdadeiras intenções por aqui. Não o farão. Assim como o colunista em moldura, que finge que não vê o que seus leitores já vislumbram com uma nitidez impressionante, esse bando de calhordas que pulam de galho em galho da república, procurando a sua dose de carniça para dela se alimentar sem o menor pudor ou constrangimento, não são chegados na verdade. Que me desculpe o colega Odilon Rocha – 16:20, mas posso até ver inteligência nos artigos de Gabeira, mas não os vejo – os artigos – como um tipo de dogma, que se aceita calado sem saber o que estamos engolindo, sob a suspeita de sermos nós os afetados, os intolerantes, os sem humildade suficiente para acatar os preceitos que sempre embalam essas seitas picaretas que tanto nos assolam. Ver um socialista defendendo o roubo do outro chega a ser nojento, meus amigos. Alguns de bom costado afirmam que “a dona nunca roubou um clipe daquele palácio”. Pode até ser. Pelo que eu conheço da política, nenhum desses cabruncos precisa meter a mão em cumbuca, uma vez que uma legião inteira de cambonos está sempre à disposição do “bispo da quadrilha” de turno para se sujar até o talo com o servicinho encomendado. Me engana que eu gosto. Se vocês querem saber, a pompa e a circunstância desses calhordas nos custa uma grana preta. Grana esta que vem sendo “subtraída em tenebrosas transações” desde que a esquerda é esquerda. Pois é. O que estamos presenciando não passa do resultado mórbido de uma equação que vem sendo montada sobre nossa democracia, não é de hoje. E são todos esses “elásticos moralistas” os culpados e responsáveis pelo produto final parido em nossa cabeças ultimamente. Eles faliram o país com todo mundo dentro. Gabeira que me perdoe, mas vá ser socialista elegante num lugar quente. De empulhação eu já estou até os ovos. Parabéns aos amigos, pelo fantásticos comentários. Isso sim é articulismo de primeira.

  10. samuel

    Frase lapidar como os de Margareth Thatcher:
    Negar a discussão racional com o populismo de esquerda pode ser um sintoma de intolerância. Existe, porém uma linha clara entre ser tolerante e gostar de perder tempo.

  11. jose eduardo diniz

    Roberto 23:04
    =============
    Nossa! , como o Brasil é importante mundo afora , não é mesmo ?
    A ponto de motivar conspirações de todo o primeiro mundo
    com o intuito de nos tirar do páreo dos investimentos.
    É a mesma fala da Dilma , do Lula , do PT , ….
    Somos uns perseguidos por conta de nossa grandeza .

  12. Doutor Palhares

    Off topic: é hora de enfrentar com responsabilidade e seriedade o problema das Olimpíadas do Rio.E criminosamente irresponsável ignorar o problema é fazer de conta que nada acontece. Admissão de nossas autoridades de maior envergadura pode soar criminosa. As epidemias de dengue e Zica vírus estão fora de qualquer controle e há seres humanos envolvidos. Milhares e mulheres de turistas e atletas são esperados em nosso país. Podemos garantir a sua saúde? O pior dos cenários repito e parecer que o que nos nove enquanto país é a cupidez irresponsável!

  13. Gerson

    Uma humilde sugestão ao Gabeira: levar sua conversão a racionalidade a todos os seus amigos “infiéis” (esquerdistas em geral). Difícil? Sim, quase impossível. Mas os apóstolos não levaram a mensagem de Cristo, com todos os riscos e descrenças aos romanos. Espelha-se em PAULO, o grande apóstolo, e inicie já este grande trabalho. O Brasil lhe será eternamente grato. Belíssimo texto meu caro.

  14. Odilon Rocha

    Sem afetação, reconheçamos a humildade do Gabeira, sem precisar explicar o porquê.
    Excelente reflexão!

  15. Textículos do Jota (ES)

    Não foi um mosquitinho qualquer que “mordeu” os brasileiros desavisados para que suportassem tantas mentiras que lhes fazem parecer otários. Foi o cruzamento da mosca vermelha socialista de Frei Betto com a fulgurante mosca azul de Machado de Assis que causou essa epidemia de roubalheira que fez o Brasil retroceder décadas. O detalhe é que a vacina antirrábica que previne a cara de pau em ratazanas e gatunos de duas patas já está pronta há muito tempo, sem necessidade de “conselhões”. Nome da vacina: cadeia! Falta a extipaiz uma vacinação em massa e um mutirão no combate à mosca híbrida Aedes comunysptis, portadora e transmissora do whiskerda vírus. A punição dos marginais do poder e o choque de capitalismo são as únicas saídas para imunizar a população contra a febre “socialismo chikungunya progressista”, enfermidade que aniquila qualquer sociedade, em qualquer lugar e qualquer tempo.

  16. Armando Corvéia

    Matriz em transição
    Nem a retração do crescimento da china ou mesmo a desaceleração da economia global podem ser considerados os principais farores para explicar o fenômeno da queda do preço do petróleo no mundo, ao que os especialistas decidiram chamar por “crise do petróleo”.
    Quem sabe a declaração de grandes e conceituados fabricantes de automóveis, entre eles, BMW e Toyota, os quais fazem questão de informar seus clientes e adimiradores de que, até 2050 (acho que acontecerá muito antes) deixarão de produzir veículos equipados com o tradicional motor a combustão, favoreça a compreensão do tema para um melhor entendimento dos nobres especialistas do assunto.
    Em parte, o avanço da tecnologia no setor automobilístico não seria motivo suficiente para explicar o gigantesco tombo no preço do barril de petróleo em todo planeta, mas o avanço tecnológico dos veículos sem fumaça, combinados com a vastíssima gama de novas formas, super eficientes para gerar energia limpa e barata, com exponenciais perspectivas de crescimento global, consigam, em parte, explicar a queda do ouro negro e, principalmente, o forte viés de queda da commoditie no médio e curto prazo, historicamente alcançando suas piores estimativas em insignificantes 10 dólares por barril.
    Não existe setor no universo que mais entenda de energia do que a indústria petrolífera, muito mais do que eu ou o caríssimo e paciente leitor, quem produz e refina petróleo consegue projetar na derrocada do preço dos hidrocarbonetos, como sendo a única maneira ou forma que os produtores de petróleo encontraram para retardar e adiar a mudança da matriz energética do planeta, pelo máximo tempo que lhe for possível.
    Os especialistas não conseguem enxergar o futuro.

  17. MORAIS

    Brilhante, Augusto e Gabeira. Uma sugestão ao Gabeira : enviar seu texto aos todos os seus amigos petistas e das linhas auxiliares e pedir-lhes para responder ou criticar o texto e publicar a respostas deles.

  18. Virgínia

    Artigo irretocável!

  19. Jacinto Armando BOCCANELLA - PE

    Vi um cidadão bater no peito e dizer: “sou mais honesto que o Lula”. Pensei comigo: não há nenhuma vantagem nisso. E olha que a pessoa parecia realmente honesta.

  20. Oswaldo

    Amigo Ulysses, de Recife: não sou nenhum Golbery, mas vejo Jornal Nacional há anos pelos mesmos motivos. As omissões, meias verdades e superficialidade que são comunicadas ao “Povo em Geral” sempre dizem do que os “Donos do Poder” querem que a”as massas” saibam. Um amigo meu na Globo há disse que toda a programação de TV supõe um “expectador alvo” com dez anos de idade mental. Nenhum conhecimento ou interesse por assuntos sérios. Uma salada baiana superficial, enfatizando o inusitado, os esportes, e 15 segundos para casa assunto. O “Mundo” é um ente distante e malévolo, com furacões, enchentes e conflitos. O Brasil tem praias e mulheres. Os nossos governantes, em caso de conflitos, têm sempre a última palavra. Os poderosos em geral, também….

  21. Solismar

    Os textos de Fernando Gabeira são tão bons que dispensam comentários. Simplesmente maravilhosos. Pena que deixou a política de lado.

  22. zè capixaba

    Disse tudo, Gabeira !
    Não vejo a hora de entrar em cena o JAPONÊS …!!!!

  23. Ghost Dog

    Fazia tempo que não lia um artigo tão bem redigido. Fiel panorama de nosso maltratado país. Parabens sr. Gabeira.

  24. Valdinei

    Como dizia minha mâe: “não se faz acordo com o diabo, porque a única coisa que o diabo tem para oferecer é o inferno”. Quem acredita que é possível um acordo com a esquerda está se enganando redondamente. Na primeira oportunidade eles se voltam contra os que os apoiaram, porque são como uma seita de fanáticos. A única paz que buscam é a do cemitério.

  25. Johnny

    O brasileiro já nasceu picado pela tse-tse

  26. Jose

    Me arrependo de não ter votado no Gabeira.

  27. Fátima

    Gabeira, sempre perfeito. Este aprendeu com os erros cometidos no passado, quando bem jovem ainda. Coisa admirável no ser humano. Bom seria se todos tivessem essa sabedoria.

  28. Ivan, o Terrível

    Vamos ser realistas? Por que surgem políticos populistas em países como o Brasil? Devido aos milhões de pobres que existem por aqui. Gente que votou no PT. E por que existem milhões de pobres no Brasil? Pesquisem: grande parte de nosso país foi (é) governada por uma elite de coronéis, preocupada apenas com seus feudos no Norte/Nordeste do país. A esquerda não é culpada de nada. é apenas consequência disso. Mundo real. Enquanto não nos dermos conta desta realidade, continuaremos vendo Lula’s e Dilma’s ganharem eleições. Depois, quem sabe, Marina’s Silva…

  29. Leonardo X

    NÃO É A ECONOMIA!

    Não é na economia que devemos procurar avaliar a extensão e profundidade desta crise. Nem na saúde, na educação. Ou
    nas instituições que dão vida ao estado. Tudo isso são só
    a vitrine da crise. Seu produto final.
    A pedra angular de todo esse descalabro foi lançada muito antes que o PT surgisse como o Partido dos Trabalhadores.
    A fotografia histórica de seus fundadores revela com uma clareza solar o que hoje constatamos tardiamente. Perfilados, ali estavam ex-terroristas, ex-guerrilheiros, ex-sequestradores. Só não havia trabalhadores. Raríssimos eram os que em vez de um prontuário policial tinham um currículo profissional respeitável.
    Noutros termos, a fundação do PT foi uma decorrência previsível do verdadeiro fundamento dessas crises que agora convergem no atual governo. Assim como os governos do PT foram uma consequência da Constituição de 88. O Brasil vem sendo preparado desde antes do regime militar para se tornar um país socialista por duas correntes que se opunham, e ainda se opõem, mas que se compõem quando seu projeto comum corre um sério risco de entrar em colapso. É por isso que os policiais, os promotores de justiça e juízes estão fazendo o que os políticos não fazem. Nem jornalistas, artistas, intelectuais fazem.
    E não fazem porque nossa crise mais profunda, extensa e dilacerante está na cultura eclipsada pela esquerda que se diz progressista. Tão progressista que apoia a transição do poder de pai para filho, ou para um irmão, como nas monarquias absolutistas. E chama isso de democracia popular. Quem pode condescender que tais pessoas sejam honestas ou que pelo menos tenham alguma responsabilidade intelectual?
    No entanto, são elas que predominam nas cátedras das escolas de todos os níveis, públicas e privadas, nas ditas instituições democráticas, na dita sociedade civil organizada, nas organizações ditas não governamentais, na igreja católica e, principalmente, nas redações da grande mídia. E predominam mesmo depois de abertas as feridas purulentas da corrupção institucionalizada pelo PT e seus satélites.
    Esta, meu caro jornalista, intelectual e ecologista, é a grande crise em que nos enfiou, não o PT e seus governos, mas a mentalidade da esquerda arrogante e preconceituosa da qual você se libertou e se libertaram muitos de nós que amadurecemos com as desilusões que se apagaram de nossa juventude, algumas delas deixando cicatrizes.
    a “crise” da economia não é acidental, mas foi adrede produzida, deliberadamente, como na Argentina, na Venezuela, no Equador e em todos os países onde a esquerda se instalou no poder. E sua pior consequência não é econômica. É moral, cultural. É a barbárie que está em toda parte, disseminada em nossa vida social cotidiana.
    Precisamos nos vacinar contra a mentalidade da esquerda.

  30. Oliver

    PICADO PELA SMARTMATIC
    Acho que já se tornou folclórica a minha marcação neste nobre espaço de contendas sobre os textos sempre tão bem escritos quanto ambíguos do “quéquéisso”, companheiro Gabeira. Não tenho paciência para quem tem os dois pés esquerdos, embora o articulista do melhor texto de todos os tempos da última semana parece saindo do armário em slow motion, assumindo palidamente que a coisa torta toda trata-se de uma ideologia da qual o mancebo também já fez parte um dia. Ainda não ouvi um “mea culpa” que me pareça uma redenção. Só conversa mole. O fato é que à mulher de César não basta ser honesta; ela tem que parecer honesta. Na atual conjuntura, não vejo um pingo de honestidade nem em Gabeira, quando mais no resto dos petralhas, que são uma natureza e uma mentalidade misturadas para isso aí que estamos assistindo na mais completa apatia. O fato é que se avolumam na “mídia”, terremotos encomendados para derrubar barragens de lama, caminhoneiros drogados, movimentos com passe livre para as “cocotinhas” – essa é do onça – vento na cabeça, furor entre as pernas e outras conspirações igualmente bizarras para acobertar o que é simples incompetência rombuda. Companheiros de álcool, alucinógenos e drogas leves, os hippies que sobreviveram à tanga de crochê, ao Rajiniche, ao sexo selvagem ao WoodStock e ao Peter Frampton parecem que não quererem sobreviver à burricela crônica encomendada por esta quadrilha. A pergunta que não cala já foi feita pelos antagonistas: Na África, onde foi registrado o Zika vírus, quantos casos de microcefalia os africanos enfrentaram até hoje? E na Colômbia? Pergunta simples de se fazer e igualmente simples de responder, se houvesse honestidade para tanto. Não há. O que estou afirmando categoricamente diante da suspeita é uma questão de lógica básica: Não podemos ainda imputar a microcefalia ao vírus inequivocamente, mas, e se o mosquito não for o causador da doença, estamos diante de outra Smartmatic, não é mesmo? Outro terremoto que derrubou a barragem de rejeitos estrategicamente, para tirar o governo da linha de tiro com sua incompetência, seu imediatismo, sua corrupção oceânica e sua absoluta falta de responsabilidade para com a coisa pública. Amontoam-se na imprensa dúvidas reais sobre as lendas urbanas que nos assolam. O terremoto em Mariana, a Smartmatic engolida pelo boa noite Cinderela tomado pelas aposições que não se opõe a nada por aqui e agora a suspeita de que uma vacina dada inadvertidamente em mulheres grávidas poderia ser a real causadora da tragédia microcefálica acabam por revelar uma outra coisa igualmente grave por aqui. Num país onde não se acredita em governos, instituições, políticos e administradores “da forma geral”, o ambiente torna-se a tempestade perfeita para toda a sorte de conspiracionismos. Um ministreco torcendo para as meninas pegarem a doença cedo não me parece a gasolina certa para tentar apagar um incêndio dessas proporções em nossa sociedade já tão escaldada com esses pilantras de erário e seus defensores de tanga. Nem Gabeira, que hoje parece ter tomado um chá de folhas de honestidade, soa como coisa boa depois da terra arrasada que esses gafanhotos do socialismo pretendem nos legar para reconstruirmos. Não sei não. Não tenho bola de cristal para desvendar a verdade. Mas tenho bolas na agulha. E elas me contam que essa epidemia de burrice crônica que nos assola vai durar uma geração inteira. A geração de encostados no bolsa-miséria, no bolsa passe livre, no bolsa comunista e na bolsa de gônadas que não para de inchar com toda essa vigarice que andam gorjeando por aqui. Até quando, cumpanheiro?

    Boa tarde, Oliver! O Augusto está fora, mas lerá a todos os seus comentários assim que voltar. Abraço! Naomi.

  31. Roberto

    Apenas uma crítica: eu concordo com a maioria dos comentários do Gabeira, todavia, temos de ter muito cuidado no tocante a nossa imagem lá fora. Tudo bem que os fatos não nos ajudam muito, mas resta claro que tanto a Europa como os EUA estão, mais do que nunca, disputando mercado, consumidores e, principalmente, investidores. Notícias ruins sobre o Brasil e a América Latina eles adoram, incentivam e até patrocinam. Não se trata de criar inimigos imaginários, é uma constatação. Quem vai sair perdendo será, como sempre, todos nós.

  32. nobile

    De todas as cretinices propagandeadas pela quadrilha pixuleca, a mais grotesca é essa estória do “pobre andar de avião incomoda”. Alguém que defende a economia de mercado, o capitalismo, a livre iniciativa, a liberdade, pode se incomodar com o sucesso da aviação civil comercial, das agências de viagens, do intenso comércio nos aeroportos, dos taxistas que fazem ponto nos aeroportos ? Eu só lamento que tenha durado tão pouco. Os pobres que um dia chegaram a viajar de avião, hoje mal conseguem pagar uma passagem de ônibus.

  33. siará grande

    brilhante o Gabeira.

  34. Pablo

    mais uma formidável reflexão de Gabeira sobre a miséria em que nos jogou o lulodilmopetralhismo.
    mas enquanto essa escória – Lula, Dilma & Petralhas – continuarem pontificando em Brasília, o Brasil permanecerá afundando.
    um palmo a cada hora. haja subsolo.
    se Dilma tivesse um naco de nobreza, dignidade e grandeza pessoal e pública, renunciaria.
    mas nada de ilusões. ela não tem. sequer traços.
    então, cabe a oposição (ou ao que restou disso) avançar com o impeachment.
    o quanto antes.

  35. Carlos Marques

    “Populismo de esquerda” era João Goulart, Miguel Arraes e Brizola! Agora, se trata de “Organização Criminosa” Petista Saquendo o Pais! Temos aqui coisa inedita, Companheiro!! Acorda Gabeira!! O teu “relógio da História” não tem despertador??

  36. Ulysses

    Até pensei em ir às Olimpíadas no Rio. Optei, no entanto, por permanecer em Recife. Ao menos, aqui, em Pernambuco, os casos de dengue e zika são notificados. Acho que estamos mais seguros.
    Não engulo mais informações oficiais. Golbery, embora de triste memória, dizia que: ” lia jornais, não para se informar, mas para saber como o povo estava sendo informado”.
    É isso, simplesmente, assim!

  37. memory

    Ressalva: a microcefalia não é causada pelo zika.

  38. Carlos

    Impecável, Gabeira.

  39. Rose

    Deus está fazendo o PT ir recolher cada pedra que atirou.

  40. maria-maria

    …”nos fazem parecer otários”?
    Generoso Gabeira!

  41. Raul.

    Gabeira. Sempre leio. Desde quando voltou do metrô e vestiu uma sunga e escreveu “O que é isso companheiro?”

  42. Nels ON - off

    Sem dúvida são os moscas do TSE. Devem estar dormindo.