Coluna Augusto Nunes

Augusto Nunes

Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido.

sobre

Colunista de VEJA.com, colaborador da edição impressa e apresentador do Roda Viva. Foi redator-chefe de VEJA e diretor de redação das revistas Época e Forbes e dos jornais O Estado de S. Paulo, Jornal do Brasil e Zero Hora. Autor do livro 'Minha Razão de Viver - Memórias de Samuel Wainer'.

Fernando Gabeira: Das cinzas ao carnaval

Por: Augusto Nunes

Publicado no Estadão

A Operação Lava Jato começou o ano desatando fios de várias meadas. Um deles, as mensagens telefônicas do ex-diretor da OAS Leo Pinheiro. No vácuo político do recesso, a única variável com poder de alterar o quadro é o curso da Lava Jato e de outras operações da Polícia Federal.

As mensagens de Leo Pinheiro comprometem o ministro Jaques Wagner em alguns pontos. Um deles, sua interferência num fundo de pensão, a pedido da OAS. Negócio de R$ 200 milhões. Mais ou menos no mesmo período vazou trecho da delação de Nestor Cerveró também comprometendo Wagner. Desta vez na construção de um prédio destinado a abrigar a direção financeira da Petrobras.

Cruzo os dados não para demonstrar culpa de Wagner. Mas para reafirmar que a Lava Jato é uma espécie de termômetro que permite vislumbrar ao menos algumas nesgas do futuro. No caso de Lula não poder disputar em 2018, Wagner era uma espécie de plano B. Há pedras no caminho.

As mensagens de Leo Pinheiro expuseram ainda mais o superexposto Eduardo Cunha. Trabalhavam intimamente, Cunha era um lobista da OAS. Eram tão próximos que combinavam doações que seriam feitas por empresa adversária, a Odebrecht. Na intimidade do diálogo com Leo Pinheiro, Cunha chamava a Odebrecht de “os alemães”, expressão usada nos morros do Rio para designar os rivais de outra área.

Eduardo Cunha já está enredado até a medula. E na troca de mensagens com o diretor da OAS ainda expôs outros políticos do PMDB e até a campanha de Temer para vice. Sinal de alerta para o futuro do partido. Lobão já teve seu sigilo bancário quebrado. Até que ponto é possível prever o futuro do PMDB antes do fim da Lava Jato?

O PSDB também aparece em delações premiadas. A primeira denúncia foi de Paulo Roberto Costa: teria pago R$ 10 milhões a Sérgio Guerra, então presidente do partido, para tornar inviável uma CPI da Petrobras. Novos vazamentos da delação de Nestor Cerveró revelam que ele denunciou uma propina de US$ 100 milhões no período de Fernando Henrique Cardoso, paga por um negócio feito na Argentina, a venda da petrolífera Pérez Companc.

Tanto Sérgio Guerra como o ex-presidente da Petrobras Francisco Gross já morreram. Mas isso não impede a investigação dos fatos, no momento muito vagos ainda. Mas se a Operação Lava Jato tiver a mesma duração de quatro anos da italiana Mãos Limpas, terá condições de iluminar ao máximo o período, para a nova fase da democracia brasileira começar a cumprir as promessas que vêm lá da luta pelas diretas.

O PT reclama de vazamentos seletivos. Tem vazado geral, para todos os lados. Parte do PP está atrás das grades. O problema do PT, além do volume, é o amplo domínio da máquina, a corrupção como forma de governo. Não bastasse Pasadena, surgiu agora Moamba-Major.

Esse é o nome de uma barragem em Moçambique, feita pela Andrade Gutierrez. Os africanos precisavam abrir uma conta no exterior, o governo brasileiro decidiu suspender essa condição para facilitar um empréstimo do BNDES de US$ 320 milhões. O banco afirma que foi uma operação normal e não viu risco no empréstimo. A resposta desse e de outros enigmas está na própria Lava Jato, pois deve começar logo a delação premiada da Andrade Gutierrez.

Como a agenda da Lava Jato domina os futuros passos políticos, o começo do ano novo é só um prolongamento do velho. Outra variável de peso que vem de 2015, a economia se degrada e o governo ainda me parece perdido. Ao mesmo tempo que lança metas inalcançáveis para melhorar suas contas, como CPMF e reforma da Previdência, orienta os bancos oficiais a facilitar o crédito.

Volta e meia se fala nas reservas nacionais, em detoná-las para criar um impulso na economia. O Brasil tem muito dinheiro, vamos gastá-lo. Mas o Brasil tem dívidas. Contando direitinho, ativos e dívidas, sobra menos do que parece. Além de ser pouco para o que pretendem, vai nos deixar totalmente na lona. Jaques Wagner disse que o governo não tem nenhum coelho na cartola para superar a crise econômica. A impressão é de que, se o tivesse, teria tirado. O enfoque da magia não foi rejeitado. Só acabaram os truques.

As variáveis Lava Jato e crise econômica não conseguem fechar o quadro. Mas influenciam uma terceira que, em combinação com elas, pode resultar na mudança.

Apesar de manifestações aqui e ali, a sociedade ainda não se pôs em movimento este ano. Até que ponto se vai manter distante? Não é uma passividade qualquer: cada vez recebe mais dados negativos sobre o país e seus governantes. É uma passividade informada. Ao menos tem os dados para avaliar, sabiamente, a hora de passar de um estado para outro, a hora de agir.

Dizem que o ano no Brasil só começa depois do carnaval. Mas o fluxo de dados não para. Ele transborda no carnaval em marchinhas, máscaras, fantasias e passa ele mesmo a ser um dado na própria análise da crise. Mesmo porque até o carnaval muita gente pode sambar.

A História não tira férias de verão. Já temos uma espécie big data dos escândalos, enriquecido diariamente com revelações, cruzamentos, checagens.

Sabemos que as chances de Eduardo Cunha ter feito fortuna no mercado são menores do que ganhar a Mega-Sena. As chances de os negócios de Cunha terem rendido o que declarou é de 1 em 257 setilhões; as de ganhar a Mega-Sena, 1 em 50 milhões. É o que diz um documento do inquérito. Não era preciso fazer tanta conta.

Melhor é apressar o passo. Num certo nível, o Brasil ganha credibilidade internacional com a Lava Jato: as investigações são independentes e nos põem no limiar da maturidade democrática. Em outro, as hesitações e fantasias diante da crise econômica agravam o quadro e solapam tal credibilidade.

Na Quaresma voltam os políticos. Mais uma variável da equação. Que instinto os moverá nessa volta, o de sobrevivência? Continuarão dançando na beira do abismo? Nessa hora o carnaval já terá passado. É 2016.

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*

  1. analu

    Agora eu entendi. Os grandes culpados da situação em que o país se encontra são os mega-corruptos Eduardo Cunha e FHC!
    Eu já havia estranhado, no último texto do Gabeira, uma afirmação despropositada: “Essa incapacidade de nos
    dar alguma verdade parece incomodar dois quadros importantes do partido: Patrus Ananias e Jaques Wagner”.
    Isso, no dia 10 de janeiro, quando os delitos wagnerianos já estavam expostos…
    No texto de hoje, “Cruzo os dados não para demonstrar culpa de Wagner.” Claro, longe, muito longe disso!
    Para lula e dilma, nem uma palavra!

    Este texto deixa claro o que o Oliver vem demonstrando há algum tempo: tal qual Marina Silva, Gabeira saiu do PT, mas o PT não saiu dele!
    O que é isso, “companheiro”?

  2. Ruy

    O “Governo” te “parece” “perdido”? Que bom, Gabeira! E o “PT”? Reclama de “vazamentos seletivos”? Voce escreve para quem Gabeira? Brasileiros?? A sensação é que você escreve para suecos…Como no tempo do metro…Lembra? Já ouviu falar em Lula e Dilma? “Fulanize” um pouco, Gabeira…Fale o nome dos personagens das suas histórias…Não doi quase nada…

  3. cristina

    Gabeira sempre tão SUAVE com o MEGA ROUBO do seu partido de coração!!!!DÁ NOJO!!!!!!!!Sempre desviando o foco do MAIOR LADRÃO da história do Brasil!!1

  4. ANGÈLÌKA - Na Sapucaí!!!

    Por falar em CARNAVAL…já estou pensando o MEU BLOCO.
    Euzinha, REPRESENTANDO O POVO BRASILEIRO brasileiro, feliz da vida, à frente estendendo um tapete vermelho onde desfilam:
    * Os ministros do STF/STE/STJ de mãos dadas com:
    * Toda a thurma do PT que dança aos abraços e beijos com
    * Todos os senadores e deputados.
    Toda a festa regada com as melhores bebidas e comidas ofertadas pela thurma de empreiteiros e puxa sacos que ganham muito DINHEIRO ROUBADO pelos citados acima – de NÓS!

  5. Cirval

    Tem razão o Oliver. Este artigo do Gabeira parece um poema aos olhos do PT. Envolve Cunha e FHC, mas nada diz sobre a quadrilha que assaltou o país, além de calar-se sobre o Renan. Para quem conhece as entranhas do PT, é muito pouco ou quase nada, Gabeira. Bom mesmo foi o artigo do Guilherme Fiúza, no O Globo, no qual escreve a respeito de eventual entrevista do Lula pelo Sean Penn. Impagável.

  6. memory

    Para quem vota no PT, desde o mais humilde até a turma com apartamento em Paris, a informação não interessa. Interessa a vida que eles levam. Para os bem humildes, ter um cartão do bolsa-família é o que basta. Para a “classe média” dos 5 mil por mês, o playstation é o que basta. Para a esquerda caviar, ir para o ap em Paris de jatinho é o que basta. Para os intelectuais do PT, um financiamento do Cnpq/Rouanet é o que basta.
    Sobra meia dúzia de alfabetizados que estão à beira de um ataque de nervos com toda a informação que o brasileiro genérico ignora solenemente.

  7. Razumikhin

    Que é isso, companheiro!?

  8. maria-maria

    É trágica uma passividade informada, mas ela existirá? Quem informa a população mais vulnerável ao populismo criminoso quando a mídia está alugada por zilhões de reais de verbas fabulosas que faltam à educação, saúde e segurança ?

  9. Frederico

    Pois é Mario Ribeiro, comentário as 16:41, você faz uma avaliação tão importante e pertinente e o único comentário de um tal D.Z. é que não sabes usar os “porquês”. Por que será.(estou sem o sinal de interrogação em meu computador). Será mais um petralha enrustido>

  10. Sabino

    A Lava Jato nao pode deixar o STF soltar o Marcelo Odebrescht a pressao e essa e a pressao em cima da Lava Jato e porque estes advogados ja sabem que Lula sera preso nem tem como nao ser.Ja estao querendo que a Lava Jato perdam força para eles ficarem ganhando de seus clientes corruptis e safados que nos roubaram e roubaram eles tambem.Esta tudo envolvido Lula e OAS ,fizeram bagunça nao so aqui como em varios outros paises.Este STF tao desacreditado e envolvido que deveria ficar de fora disto.Veja Tofolli amigo intimo de Direceu e Lula e citado por Delcidio do Amaral,frequentava o pesqueiro de Zeca do PT em MS com Dirceu e amigo tambem de Lula ,ja deveria ter sido empedido ate mesmo das eleiçoes de Dilma se fossemos um Pais serio,este Lewandoski encontrou as escondidas com Dilma no Portugal e negocios com Bumlai ,e demais e outro empedido ,o outro que barrou impeacheament Roberto negocios com Dilma com pai dele e dinheiro aos montes fora do Pais nao declarados so ai ja era parater sidl casssado e afastado.Ta vergonhoso isto tudo,esta igual o TJMS vendas de sentenças e tudo mais e o CNJ ja investigou viu e nada fez,pavoroso.Delcidio na realidade detono o STF e disse o que muitls ja sabiam,falou de Fachim que anda sumidl apos o acontecido depois que foi pichado por muitos brasileiros.StF digno de socorrro.Estes advogados agora vem escrever cartas ,para quem?Afinal cartas naomgem dadl muito sorte veja a de Temer a Dilma nada aconteceu e Temer teve que enfiar o rabinho no meio das pernas e quase pediu desculpas a Dilma estao entrelaçados ,sabe Deus em que mais,pedalas
    das mil e umas.Btasil ta dificil e triste so alegrias com Excelentissimo Juiz Sergio Mlro nos livrando destes safados que nos roubaram que advogados que se acham os maiorais muitls bajulados pelo STF estao tendo que engolir derrotas de seus clientes corruptos que nos roubaram ou melhor se eles tambem se concideram Brasileiros roubaram eles tambem,e agora vem falar do trabalho deste excelente Juiz Sergio Moro que atrevimento que absurdo que lou
    cura que vergonha.Acorda advogados, para ajudar o Excelentissimo Juiz Sergio Moro e equipe para acabar logo com isto e colocar os outros corruptos na cadeia principalmente o Lula o Brahma o Chefe O barbudo seja ele quem for e ladrao sim,queremos ele na cadeia.Viva A PF viva o trabalho honesto.

  11. D. Z.

    Você está certo, Mario Ribeiro. Pena que, como jornalista, não saiba a regra dos “porquês”. Deveria estudar isso.

  12. Oliver

    IMPRESSIONANTE
    O Gabeira, para mim, é impressionante. Impressionante como alguém consegue tecer um texto todo entrecortado de fatos inquestionáveis sobre a nojeira em que se lambuza o governo sem citar uma única vez a ideologia porca que ele professa. Sim, estamos diante de crimes comuns, protagonizados por uma trupe incomum e não contrário. Toda a esquerda quer nos convencer que estamos diante de crimes muito especiais cometidos por uma gente comuníssima. Ungidos pela determinação de fazerem um país melhor, porque incluso de todos os travestidos, opaco o tanto que se faz necessário para não vermos a luz e travestido de valores elásticos como os músculos que recobrem a revolta dos canudos dos países baixos de todos esses cidadãos esquisitos. Sai do armário, Gabeira. Explica para a sua claque a diferença entre uma roubalheira com método, intenção e objetivos definidos e uma roubalheira comum. Explica que foi isso e não a roubalheira em si que fez a plebe rude acordar e odiar esses mentirosos, que não tem coragem, estofo e vergonha na cara para dizerem a que vieram. Explica para que serve a esquerda, Gabeira. Quais suas intenções de acova. Qual é a sua cartilha manca. O que pensam seus agentes e mentores. Porque se movem e se alinham desse modo. O articulista do melhor texto de todos os tempos da última semana não é capaz de dizer, com todas as letras, se renegou a ideologia que permitiu que todas essas vigarices tenham sido engendradas em nosso lombo combalido ou se é um de seus defensores discretos, sempre pronto a estender a mão naquele gesto característico dos nazistas e gritar: Ai, Lula !!!. Na toada atual, onde um Álvaro Dias aparece no tuíter verde e com um Faquin montado no cangote, não me surpreenderia que Gabeira levasse na garupa de sua bike para galopar a mulher que ressuscitou o Brizolão no imaginário popular. Essa gente toda se merece, meus caros. Vou ficar aqui, esperando o Gabeira virar transparente. Até lá, a cortina de fumaça que precede a cortina de ferro que dez entre dez senhores desta extirpe costuma defender é uma cortina de fumaça da boa. Dá umas baforadas aí, para você ver o que é bom pra tosse.

  13. Mafioso Curitiba

    O negócio é rasgar a fantasia !!!!

  14. RedFox

    A chance de Dilma acertar um só ato de governo é de 1 em 258 setilhões… Em todo caso, maior do que a de acertar uma frase em português, algo como 1 em 259 setilhões.

  15. Mário Ribeiro

    Artigo publicado no semanário “Edição do Brasil” – Belo Horizonte

    O entorpecimento geral

    Mário Ribeiro

    As festas de fim de ano e do começo de outro ano provocam perigosa letargia para a retomada de projetos que merecem mais objetividade na sua execução. Exemplo disso é o impeachment da atual presidente da República. O período natalino parece ter provocado um entorpecimento maior da sociedade brasileira em relação ao que deve ser feito para pôr fim ao atual governo.

    É como se a inflação não estivesse corroendo a economia de cada um, ou se vivêssemos em um paraíso. Um local esquecido da força que a operação Lava-Jato precisa ter para escancarar ainda mais o criminoso projeto de dominação do país pela facção comuno-petista através do maior escândalo de corrupção de toda a humanidade. Há no ar uma espécie de conformismo diante da estratégia de ir levando com a barriga adotado pela chamada Organização Criminosa (Orcrim ), que dita a estratégia de nunca ceder, nem nunca desistir de implantar um projeto de eternização no poder.

    Será que em março a população voltará às ruas com força bastante para impor ao Congresso e ao Superior Tribunal Federal a inevitabilidade do impeachment de Dilma? Não se tem notícias de oposição ao governo.

    É inexplicável o comodismo que toma conta de quem deveria estar em permanente vigília para denunciar e enfrentar os esquemas podres e formas melífluas de impôr uma doutrina política ultrapassada. As principais redes de televisão continuam com suas banalidades voltadas para o entorpecimento de quem se planta diante da telinha. Nunca se viu tanto programas de preparação de comida. O jornalismo televisivo está cada vez mais repleto de comentaristas especializados em enrolar os fatos.

    Por exemplo, passou quase em branco até agora o projeto do governo de impor a modificação no currículo escolar que elimina momentos da história mundial e nacional para valorizar apenas a trajetória negra e indígena do país. Enquanto a oposição e a sociedade se calam, o governo invade os meios de comunicação com propaganda caríssima através de filmes de dois minutos de duração para enaltecer os programas sociais. Programas que, no fundo, são a forma mais prática para obter adesão aos seus projetos nas eleições desse ano, embora o PT finja se desmilinguir conduzindo seus membros para dezenas de partidecos inexpressivos mas com sangue petralha correndo nas veias.

    Para isso há dinheiro de sobra, enquanto empresas quebram, empregos desaparecem e a economia desanda na iminente falência do país e na perda de credibilidade perante o mundo. Onde estão os políticos de oposição? Porquê se calam e assim permitem toda articulação demoníaca para entorpecer os brasileiros e deixá-los inertes diante de toda série de articulações sinistras?

    Não é de espantar as grandes movimentações dos “black blocs”, do Movimento Passe Livre (MPL) por conta de um ajuste de R$0,30 no preço das passagens da capital paulista. Aliás, pregam que ninguém deve pagar pelo transporte coletivo. É como se tal idéia sem sentido pudesse vigorar em qualquer lugar do mundo por fazer parte do esquema capitalista, afinal o sonho idiota e fora da realidade do ideário do comunismo falido ainda viceja em terras descobertas por Cabral. Triste oposição, triste país que perde seu orgulho e sua alma.

    *Jornalista

  16. Doura-Til

    Eles vão voltar de férias para encarar “bala na agulha” de quem está preparado para combater estes safados e arruinar com a quadrilha que continua assaltando o país apesar de todas essas operações e prisões que estão ocorrendo. Aliás, para a maioria da imprensa e comentaristas “oficiais” de blogs, tudo continua como dantes…as coisas vão se ajeitando e quando menos se espera, o Congresso já redimiu Dilma e o governo, o PSDB já enfiou a viola no saco e a população, cada vez mais acuada, vai continuar cuidando de sua vidinha dura, às duras penas, dividindo agruras entre familiares que ainda estão empregados ou gastando as pequenas economias para comer pelo menos uma ração diária. Tá faltando o PANELAÇO diário, junto com o JN-oficial da platinada: se isto ocorrer todos os dias neste horário, aí acredito que a Presidente se envergonhará do papel de “pau-mandado” mentirosa e estelionatária que exerce. Além disso, só como bala na agulha para demovê-la de sua atitude recalcitrante!