Coluna Augusto Nunes

Augusto Nunes

Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido.

sobre

Colunista de VEJA.com, colaborador da edição impressa e apresentador do Roda Viva. Foi redator-chefe de VEJA e diretor de redação das revistas Época e Forbes e dos jornais O Estado de S. Paulo, Jornal do Brasil e Zero Hora. Autor do livro 'Minha Razão de Viver - Memórias de Samuel Wainer'.

Fernando Gabeira: A anestesia na saliva

Por: Augusto Nunes

Publicado no Estadão

Em algum momento da semana, 2016 deve ter começado. Tempo de lembrar que o governo não só está em decomposição, mas enfrenta um desafio, com alguns contornos desconhecidos, que seria temível mesmo para um presidente popular: o zika vírus.

Dilma foi à TV falar exclusivamente dele, na esperança de construir uma unidade nacional e escapar da pressão que os escândalos potencializaram. Por enquanto, o mosquito não nos une, porque mesmo na luta contra ele falta credibilidade. Como achar que Dilma está à altura do momento, se ela ainda se dedica a achar um ministro da Saúde no PMDB? Uma proposta séria, de início, mandaria o PMDB às favas e apresentaria ao país um ministro independente de partidos para, simultaneamente, tocar nossa combalida estrutura de saúde, prepará-la para a epidemia e articular apoio internacional, pois dele também vamos precisar.

Pelo menos, Dilma conseguiu mandar o antiamericanismo às favas e discutir com Obama um esforço conjunto para produzir a vacina contra o zika. Mais célere, o presidente dos EUA já pediu uma verba de US$ 1,8 bilhão, parte para a pesquisa, parte para socorrer os países mais atingidos, como é o caso do Brasil.

Ela pedalou na folga de carnaval e certamente se divertiu com a imprensa voltada para temas mais amenos – quem beijou quem nos camarotes, essa festa maravilhosa, etc. Mas a realidade está comendo por baixo.

Passei o carnaval visitando algumas das 55 cidades do Ceará onde não houve carnaval por causa da crise, do zika e da seca. Algumas, como Acopiara, apenas por causa da seca, pois não há água parada nem água correndo para o Aedes aegypti se reproduzir com facilidade. Em Ribeirão Preto (SP) só num dia foram atendidas 450 pessoas com sintomas de dengue ou zika.

Do lado da ciência, as notícias são preocupantes: o zika pode ser transmitido pela urina ou saliva, constataram os pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz; o zika pode se propagar cinco vezes mais rápido que a dengue, afirma outra pesquisa.

Uma revista estrangeira disse que os brasileiros festejam diante do abismo. Diante do abismo estamos todos, mas nem todos dançaram no carnaval.

No mundo do marketing, as coisas resolvem-se com um discurso na TV. Dizem os pesquisadores que o Aedes transmite o zika pela saliva e que ela contém ainda substâncias anestésicas: a picada é indolor. Discursos podem ser a saliva que esconde a dor da picada. Mas não nos protegem do vírus.

Não desejo que o mosquito derrube Dilma, muito menos que a segure. Sinto falta de uma unidade nacional e, ao mesmo tempo, não vejo no governo capacidade para conduzi-la. O desafio é tão grande que talvez o país tenha de produzir essa unidade fora do governo, a partir de um núcleo de cientistas, comunicadores, enfim, de todos os que possam contribuir para combater o vírus.

O presidente do Quênia disse que não mandaria os atletas paras a Olimpíada enquanto o Brasil não mostrar que pode deter o avanço da doença. Quanto ao Quênia, é irretocável sua afirmação. Quanto ao Brasil, é preciso esclarecer que o zika não é um problema só do país, mas também do mundo interligado como nunca pela globalização. O vírus possivelmente chegou aqui numa regata que envolveu atletas da Polinésia. No intenso intercâmbio moderno, ele já apareceu nos EUA, na Itália e a suspeita é de que, originalmente, tenha partido de Uganda para a Polinésia Francesa. A própria ONU, ao declarar emergência internacional, colocou o problema na sua real dimensão.

Precisamos do mundo. E o mundo também precisa de nós. Além do esforço da vacina, um campo que merece ajuda internacional é o da coleta e processamento das informações. Já temos uma dívida com a história da descoberta do vírus zika e da sua relação com a microcefalia. O New York Times contou parte dessa história: as reações e a perplexidade dos médicos ao observaram um crescimento espantoso de bebês com o problema. Mas não é na história que reside a urgência, e sim no conhecimento das várias pesquisas, dos relatos de cada cidade. Como ter acesso aos dados, como acompanhar a evolução de todas as crianças atingidas? Claro que a palavra decisiva virá da ciência. Mas a tecnologia da informação pode ser um auxiliar valioso dos próprios cientistas.

Se não é possível unidade com um governo mistificador, em alguns casos será preciso dialogar, sem que isso represente qualquer atenuante para os crimes de corrupção. Quando os chineses disseram que os anos interessantes equivaliam aos anos terríveis, pontuados de tragédias, ainda não conheciam o PT. Todos os que se dedicam a nos chamar de velhos, reacionários, vendidos ou alugados deveriam dedicar uma parte do seu tempo a examinar os anos interessantes que nos propiciaram. E, se houver tempo, contemplar o interessante de sua própria situação: acuados pela polícia, rejeitados pela maioria da população, no auge de uma grave crise econômica, um mosquito pousa na sua mesa e, com ele, uma epidemia que preocupa a humanidade.

Não quero nem ver o estado em que vão sair dessa. A ideia de chamar o marqueteiro é só um reflexo condicionado daqueles generais que acham que a próxima batalha é igual à anterior. Se as coisas evoluem da forma sinistra que parecem tomar, o governo poderá ter saudade da oposição e achar que os tucanos são rapazes até bem-intencionados.

Os casos da doença de Guillain-Barré em portadores do vírus zika, no Rio, são preocupantes. Os médicos não estão preparados para o diagnóstico. Uma paciente viajou por três cidades para encontrar um leito de hospital em Petrópolis. Assim mesmo, a subsecretaria de Saúde disse aos familiares que reclamavam da demora no atendimento: “Vai catar coquinho. Vocês vieram de Magé”.

Um das sugestões do romance de Camus é a solidariedade na peste. Ela precisa acontecer entre as pessoas, sem o governo, apesar do governo e até contra o governo. Os tempos do nunca antes neste país são tempos interessantes na acepção chinesa. Em bom português, são lamentáveis.

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*

  1. Hilton

    A culpa é da Marisa.

  2. joão alves

    Dilma e agora com seu amigo João Santana aparecendo.Você ainda esta bonitinha na foto,quero ver agora

  3. sergio

    Será que ZWI ,preso hoje, é como é conhecido o Zica WIrus?

  4. Santos

    Um mosquito realmente não pode derrotar uma nação mas o PT e seu “projeto” de governo não só pode como o fez. Quero ver dia 13-03-2016 os revoltados de plantão o que vão fazer. Ficarão em casa pois é chato protestar? Acorda Brasil.

  5. Lucas M.

    Manchete no Estadão: “Um mosquito não pode derrotar 204 milhões de pessoas”, disse a nossa sábia presidente. E que tal 204 milhões de mosquitos, excelência?

  6. Artur

    Dilma e este PT perderam o senso do ridiculo apoiar Picciani um menino que se acha que nada sabe que quem manda e papai.Que vergonha tornou este congresso.Ainda mais esta Zica e ministro sendo autorizadona se ausentar.Deu Zica total,sai dai Dona Dilma senao vai pegar Zica tambem .Como um mal governo tudo se perde.Picciani ficou riquissimo apos virarem para os lados do PT abram as contas de papai e irmaos.Parec que o STF tem tanto trabalho mais nao quer trabalhar ate crimes comprovados os roubos mesmo como o do DNIt de MS que povo faz questao de lembrar todo tempo e nao deixa o a justiça esquecer quer o tal na cadeia e com a Prisao de Bumlai,voltou a tona o roubo do DNIT de Mato Grosso do Sul e ate Dilma exonero por CORRUPÇAO.E AI STF?Acredito que prende lo fara bem a voces poderia mostrar que nao sao tao cegos assim nem tao omissos,acho que o STF se preocupa com quem nada vale e assim se tornando cada dia mais desacreditado e se acabando com estes que nada interessa a nao ser para Estado que rouboh,e povo acansado denuncia a todo instabtes o roubo e com provas ate do MP,MpF,TCU,CGU,e pode complicar com ele soltompara Dilma pois ele ja saiu as ruas contra Dilma e Lula de camisate e tudo roubo o governo que era cargo de confiança e goza este mesmk governo assim Lula e Dilma se desmoralizam mais e mais e a treva.Quando povo quer uma coisa ninquem aquebta pareve que pegam de castigo de birra.E a tido momento com ele solto Dilma e lembrada de sua falta de autonomia,Delcido de ter roubado junto no DNIT nem foi eleito por isto tal e a antipatia,e Bumlai e filhos por ter participaçao no rombo e por ter indicado Marcelo Soares para cargo sabendo que era Corrupto ou por isto mesmo,assim e goveno Dilma e Lula e do PT nao medem as consequencias dos seus atos mais la na frente saoa cusadosmpois os crimes aparecem e em grande escala.Olha este Ministro ela assinar para ele ir votar para Picciani kkkkkk E grave pois estamos com a saude um caos total,quantos bebes teremos lesados ,e o povo e a saude e com saude dona Dilma nao se brinca,ja brincou com mores nas estradas agora com saude.

  7. Andrea

    Excelente lembrança do livro do Albert Camus, A Peste. Leitura fortemente recomendável, nesse momento de pandemia desnorteada.

  8. Rue des Sablons

    Há algumas semanas, a Grande Administradora lamentou o descaso da saúde pública. Até nas suas críticas ela é estúpida: esquece-se que eles, os incompetentes corruptos petistas, estão no poder há 13 anos!
    Simplesmente não dá mais. Não podemos mais aceitar a sua permanência no poder.

  9. samuel campos

    Em podendo, mosquita !

    Eis que surgue, Ziko !

  10. Sérgio

    Enquanto o povo achar que vale a pena aguentar calado e sentadinho enquanto um Estado vampiro nos trata como se fosse ele, o Estado, nosso senhor feudal, e nós, seus servos… enquanto for assim, o país será sempre o que é agora. Senhores feudais de todas as ideologias se alternam no poder, curtem a vida em suas mansões, com nosso dinheiro, e nós pagamos 4 meses por ano de impostos para sustentar essa farra, enquanto o Estado tudo nos toma e nada nos devolve. Ponto. Mas na hora da passeata, as pessoas preferem ficar em casa vendo TV, com a boca aberta, babando. O nosso povo mostra ano após ano que tem o governo que merece. Vota mal porque não tem alternativa. Isso eu entendo. Mas não ir na passeata, isso eu não vou entender nunca. O mosquito é a praga de agora. Muitas vieram antes, muitas virão depois.

  11. Oswaldo

    Obrigado, Oliver, por desnudar as matreirices no texto do Gabeira. E já que os americanos estão na moda, (a nos ensinar como nos comportar com educação na mesa), God bless you, Oliver, take care!

  12. Serafim

    É o caos definitivamente instalado na saúde pública. No Espírito Santo por exemplo, no pequeno município de Rio Novo do Sul, pessoas contaminadas com dengue nem entram mais nas estatísticas. Como conter essa epidemia se nem se sabe o número exato de vítimas? Eu fui vítima lá e não fui oficialmente incluso na lista de pessoas infectadas. E aí então, como combater o mal se as estastísticas não estão corretas? E infelizmente pelo que sei, não existe nenhuma mobilização de impacto mesmo, de combate ao mosquito naquela região, nem por parte do município, nem pelo estado e muito menos por parte da união. Vê-se aquí e alí tímidos cartazes e faixas alertando a população. Isso virou moda Brasil afora. Pra muitos até deve servir pra faturar um extra em campanhas publicitárias super faturadas. E enquanto isso em Brasília a pauta governamental é CPMF. Pobre país doente, que Deus nos ajude, se é que merecemos.

  13. joão alves

    Dilma cuidado com a mandioca saliva não adianta,olhe sua cara

  14. Oliver

    SENÃO VEJAMOS
    Também comungo da opinião logo abaixo, do “Serviço patriótico – 19:13″, que esta coluna se supera mesmo quando se confronta. E é ilustrativo da boa argumentação, do livre pensar, do mandonismo e da imbecilidade reinantes – todos concorrentes e integrantes dessa corrente de “pensamento” chamada Brasil – o que se estampa nestas paragens. Só acho que respondi essa pergunta hoje mesmo, feita pelo “serviço”, ao falar com alguns amigos de meu filho. A esquerda bolorenta – representada por todas essa Bethânias que querem ressuscitar da cova para o samba sem escalas na legitimidade – insiste em esconder três boas matérias que poderiam deslindar parte do que estamos vivendo: Macri na Argentina, o êxodo de empresários brasileiros para o Paraguai e os 3000 casos de grávidas com Zika na Colômbia que não desenvolveram microcefalia. Afirmo isso para dizer que não é “o povo brasileiro que está irremediavelmente perdido”. É a esquerda feladaputcha que insiste em tapar o solão que nos alumeia com essa peneirinha vagabunda da ideologia calhorda que eles professam cacarejando. O que foi fazer um cara que parece não entender nada de pandemias, mosquitos, infecções, infestações, visitando 55 álibis para não entender nada do que se trata o que ele “cobriu”? Porque não chamaram ainda o Gilberto Gil, o Wagner Moura e o Neymar para o conselhão? É tudo uma farsa, meu amigo. O problema é que pensam esses esquerdistas polidos que o “silêncio dos indecentes” bastará para que o povinho manco esqueça de onde eles são oriundos e votem em todos eles na próxima eleição superfaturada que se aproxima. Ledo engano. A verdade escarrada na cara de cada um aqui é tenebrosa: se FHC fosse candidato, ele teria o meu voto, mas não se elegeria. Sabem porquê? Porque camiseta de time não ganha jogo. Porque o jogo, para ser vencido, primeiro precisa ser JOGADO. Quem se recusa a jogar, com essa carinha de paisagem que foi visitar a hecatombe e voltou de lá com duas poesias, um rap e duas cantigas só pode ser talhada para o fracasso. Entendam como quiserem, mas nunca perdi uma eleição que participei. Não porque fosse importante ou diferencial na disputa; longe de mim achar isso. Simplesmente porque eu jogava no time que me contratou porque quem me contratou jogava no meu time; deu pra perceber? A peça certa, na engrenagem correta. Dá pra entender ou tá difícil? Quando você é a peça certa na engrenagem correta, o universo conspira a seu favor, meus caros. Quando você é o Gabeira no Ceará, tudo o que você vê é mosquito. É isso aí.

  15. grito

    Dilma com essa cara parece que doeu.

  16. Serviço patriótico

    Caro senhor Oliver,
    Augusto Nunes presta serviços patrióticos ao futuro do Brasil , juntar opiniões da classe pensante brasileira e colocar sobre o crivo de pessoas com culturas e visões tão diferentes não é jornalismo, é superação !
    Li o texto de nosso amigo norte americano, este texto é um material que desmistifica todo corporativismo, todo fisiologismo e todo clientelismo que advém de um pseudo modelo de cidadania voltado para a coroa, criada no Brasil !
    Ser um cidadão quando se é dono do solo e do subsolo de um país é uma coisa, agora ser cidadão num país onde o salário dos membros dos 3 poderes é mais importante do que o SANEAMENTO BÁSICO DO POVO, é outra completamente diferente!
    Um governo que evoluí longe de seu povo não é democrático, pode se disfarçar do que quiser! Sempre será históricamente a foto de uma grande EMPULHAÇÃO !
    Hoje vemos o dinheiro deixando de ser consequência econômica, para ser exclusivamente a causa! Um absurdo parlamentar temerário que desafia a moral de todos brasileiros! A causa dos nossos problemas é clara ! O modelo partidário brasileiro, falido, corrupto e distante da realidade dos fatos !
    Eu te pergunto, como mudaremos essa aberração do estado democrático do direito ?

  17. Oliver

    COMO EU SOU BANDIDA
    Sou um profissional de televisão. Como tal, misturo Hebe Camargo com Einstein na mesma proporção de ambos. Não estou nem aí se quem disse o que disse foi a Anita ou Platão. Tanto faz, na desordem natural das coisas. O que estou tentando dizer é que, desvestido de preconceitos, é fácil entendermos certas colocações sem apelarmos para o ridículo. Evidente que, perto da burilação mental e poética de um Gabeira, por exemplo, o texto quase pueril de Mark Manson soa, como disse o colega nobile – 12:45, “uma babaquice total”. E o que é pior; o cara tira sarro de uma condição humana que é das mais tristes, que aquela onde uma mulher bonita e cheia de traseiros como a brasileira é, torna-se usada para satisfazer as taras esquisitas dos gringos que por aqui aterrisam. Lamentável, caro amigo. Além de não entender o que leu, lançou todo o seu preconceito sobre o que NÃO ENTENDEU. Lamento por você, que às vezes acerta, às vezes erra feio. Você é um daqueles que viu um macaquinho, na foto daquela família linda cujo menino adotado era carregado no cangote pelo pai? Se for, lamento por você e também te desejo mais sorte do que a sorte que você desejou por aqui. Definitivamente, você não entende nada da babaquice. No mais, não sou a notícia e insisto em reafirmar isso aqui. Vou desapontar a querida paulistana – 15:25, mas tenho um projeto na minha área de trabalho que vai muito bem, obrigado. Não sou político, não serei, nem pretendo ser qualquer coisa nessa seara, minha cara eleitora quase única. Agradeço seu incentivo, mas o mar não está para peixes pequenos como este aqui que vos escreve. Apesar do tamanho desentendimento e da eterna queda para o linchamento, o brasileiro médio é capaz de andar com suas próprias pernas, sem ter que fundar partidos, igrejas fast-foods e fazer campanhas para si mesmo. É exatamente disso o que trata o texto infanto-juvenil de Mark Manson, injustamente achincalhado por aqui, enquanto um Gabeira é efusivamente aplaudido pelo bando todo. Já disse aqui mesmo: O PT é uma mentalidade. Um vírus. Uma infestação. Pode infectar você e você nem saber. Só quando você tenta parir um texto que acaba percebendo que pariu uma coisinha com uma cabecinha bem pequena. Vai indo, colega. Sobe o morro. Você chega lá.

  18. Paulistana

    Oliver
    Quero votar em vc nas próximas eleições.
    Vc tem talento p/política e nem precisa deixar este nobre espaço, dá p/conciliar os dois.
    Da Câmara Municipal p/a Federal é um pulinho.
    Vamos lá, meu voto vc já tem e falo sério.
    Com tanta mediocridade nos nossos legislativos vc seria um alento como é o Dr. Moro no judiciário.
    Este espaço tornou vc e suas idéias conhecidos, aproveite a oportunidade, o Brasil agradece.
    “O acaso só favorece a mente preparada”

  19. João

    Estamos lascados. Lascados. O Brasil desmorona e, com ele, a serenidade das pessoas que pensam, que analisam. Ao mesmo tempo, há uma multidão que permanece em uma eterna alienação por este Brasil inteiro que me impressiona. Não consigo entender, na situação atual, as multidões apolíticas (99% delas) pelos estádios de futebol do país, pelas praias, pelas ruas. Eu preciso mesmo é ir embora daqui. Eu não aguento mais o Brasil e não acredito em solução. Sobretudo, eu não aguento mais o Rio onde nasci e vivi a vida toda. Não consigo mais compreender o Carnaval, o horrível campeonato carioca, a Globo e seus noticiários fofos que descrevem, placidamente e com panos de seda, um Brasil que é puro horror. Estou de saco cheio. E pelo visto vamos ter que aturar aquela dona na presidência até 2018, o que francamente me apavora e me dá vontade de sair pela rua gritando. É sério mesmo.

  20. memory

    Gabeira embarcou na história da ONU sobre o zika? Querido, o zika não transmite microcefalia. Não foi estabelecida relação de causa e efeito. Não quer dizer que o mosquito da dengue não deva ser combatido. Saneamento básico ajuda.

  21. • Tania

    Sempre marqueteiro, explorando a marca registrada petista oportunista, sobretaxados por um fallastrão (manjado) com valor agregado extraordinário ‘porque’ oriundos da Pobreza, cadê os tais *580 médicos – citados com ar descabido, pelo ridículo esnobe, ostentando aquela superioridade de que se reveste a cambada (impossível não se enojar), a conferir em um dos vídeos? Cadê, então, safra especial, dos quinhentos e oitenta doutores, supostamente habilitados a clinicar?
    ·
    Cadê o Stédile metidinho a gângster, justamente em meio a panorama epidêmico, dependente antes de tudo de mutirão médico? Estão acampados onde, em qual sítio?! É hora H de convocar o exército do poltrão — o tipo metido a Sultão de Hospício. Ou ele está calcullando a irrisória porcentagem a repassar aos Beneméritos das Instituições (?!?) de Medicina daquela Ilha da América CentraL (e por que não mostram?), para entrar desarmado na empreitada contra a calamidade, e ajudar uma vez que seja os conterrâneos com essa turma formada em Medicina, descrita na ‘resposta’ do PAPUDO?
    ˙
    http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/video-lider-do-mst-stedile-e-hostilizado-em-aeroporto – set de 2015
    ¯¯
    Publicado como resposta do ‘aviltado’ STÉDiLE:
    ·
    http://www.mst.org.br/2015/09/24/resposta-de-stedile-ao-insulto-em-fortaleza.html …… João Pedro também faz um AGRADECiMENTO ESPECiAL AO POVO CUBANO, que nos últimos 10 anos FORMOU CERCA DE 580 MÉDiCOS POBRES BRASiLEiROS: ‘Há mais médicos brasileiros negros formados em Cuba do que em toda universidade brasileira’. — Nós já estamos em Cuba, diz João Pedro Stédile.
    ·
    Movimentos, organizações e personalidades se solidarizam com MST e Stedile —- ‘A burguesia tem raiva de pobre, de preto porque ela ainda não saiu da casa grande. … Ela não consegue conviver com a senzala’, disse Stedile. (setembro 2015).• Continua, tem uma lista muito sugestiva pelo bom tamanho, os puxa-sacos, sem-enxada, nela se mostrando, fazendo questão de se garantirem na boquinha, por prestar solidariedade ‘pública’ ao adorador da Santinha Filantrópica que, com chapéu alheio, banca essa confraria todinha.

  22. Gonorante

    Gabeira em quanto a mídia e os meios de comunicação não usarem com formadores de opinião. homens honestos,com cultura,trabalhadores,pais de família e não promíscuos, e com talento, o Brasil esta perdido, pois o que se vê é só gente duvidosa em todos os sentidos, e que não constroem e acrescentam nada.

  23. Oliver

    APLAUSOS, SENHORES.
    É claro que o mentor e dono deste nobre espaço é o grande jornalista Augusto Nunes. É dele a prerrogativa editorial de publicar quem ele bem entender que deva fazê-lo. Só gostaria de ressaltar aqui humildemente que, com outro par de blue eyes pregados na cara, não posso deixar de enxergar as mais recentes participações de Charles A., que aos 43 minutos desta segunda marca um golaço aqui na seção de combater esquerdocratas renascidos e outros comentaristas igualmente bons de bola, como o Textículos de Jota (ES), o sempre presente Leonardo X e outros, mais novos, que ainda não registrei, em meu radar avariado de denunciar vigarices diversas. É um alento ver que o pensamento de manada não vinga por aqui sem que estes hábeis defensores de nossa democracia manca não se insurjam contra as pedaladas que todo esquerdalhado gosta de dar em nossa cabeça desavisada. Parece-me que, “na visão macro da coisa” muita gente aqui já entendeu do que se trata esse comportamento borderline de “nossos melhores oposicionistas”, gente que escreve com o coração valente e a cabeça vazia, fazendo versinhos edulcorados de uma desgraça que vai vitimando famílias inteiras por onde se instaura, com seu cirquinho vagabundo forrado de crendices estúpidas e cartilhas ideológicas marretas. A sociedade já não aguenta mais ser feita de besta por estas Bethânias patrocinadas pela vigarice, pregando o amor e a união nacional como álibi para esta grande orgia sociopata-socialista em que nos meteram. Não sou conservador, meus caros. Não caibo neste rótulo marreta, cacarejado por dez entre dez “ptinhas” – tinha Petrobrás, tinha vergonha na cara e tinha dinheiro sobrando – para tentar silenciar uma voz pequenina, mas que procura sempre estar alinhada com o bom senso. Me desculpem a pretensão, mas Gabeira não resistiria a um questionário linear, destes que se faz no ENEM e companhia, para deslindar sua sabedoria. Um “petralha sabido” realmente é um animal exótico, digno de estudos. É mais pernicioso que um mosquito com dotação orçamentária para se transformar nesse “vetor de união nacional”, tão almejado por todo idiota que anda com os dois pés esquerdos. Isso é uma farsa. E lamento profundamente que gente como Gabeira mergulhe nela com essa desfaçatez e desentendimento. O cara vai até o local da catástrofe e volta com duas poesias e um texto lírico sobre o assunto. É o cara errado, no lugar errado, fazendo a coisa errada. E tem gente que aplaude isso. Tá faltando o Gilberto Gil na parada, para o circo voador se tornar completo. Me poupe.

  24. nobile

    Li o texto do babaca Mark Mason, e achei de uma babaquice total. Gringo querendo dar lição de moral. Ele só se esqueceu de dizer que mulher brasileira – e isso foi demonstrado na Copa do Mundo – se ajoelha aos pés de qualquer gringo que pintar por aqui, pelo simples fato de ser gringo. Pode ser um cara feio, desdentado, pobre, mas se for loirinho ou ruivo e falar inglês, italiano, alemão ou sueco, ela se atira de corpo e alma (muito mais corpo do que alma). É, Mark Mason, sua noiva pode ser uma dessas terceiromundistas querendo chegar ao primeiro, por um casamento bem conveniente. Essa característica “brasileirissima” você omitiu. Boa sorte ! Vai precisar de muita !

  25. Oliver

    UM GRINGO AQUI
    Não sei dizer se adianta, mas achei casualmente o texto de Mark Mason sobre o Brasil e seu jeitinho sempre vaidoso de ser. É uma pérola. Se o mestre Augusto assim o permitir, está aqui:
    https://www.linkedin.com/pulse/carta-aberta-de-um-gringo-ao-brasil-ana-colombia?trk=eml-b2_content_ecosystem_digest-recommended_articles-45-null&midToken=AQEfnjaW7A0HIg&fromEmail=fromEmail&ut=2ySOZeQHrcan81
    Excelente patada no lombo para iniciar a semana.

  26. noite

    Gabeira sempre certeiro : Dilma Conseguiu a proeza de “achar” um ministro da SAÚDE no PMDB. KKKKKKKKKKKKKKK

  27. cristina

    È isso aí OLIVER!!!Tem muuuuita coisa estranha nessa epidemia de bebês do PT!!!!!!!É vacina de rubéola vencida,larvicida…….Só vou acreditar na ORIGEM dos casos de microcefalia ,quando pesquisadores de OUTROS PAÍSES (imunes a esse GUVERNO NOJENTO) esclarecerem a questão!!!Na Colômbia NENHUMA GRÁVIDA ( de 3000) teve bebê com microcefalia….não é estranhíssimo??????????????????

  28. jose tito

    A microcefalia é causado pelo larvicida do A. Aegypti – Pyriproxyfen – que o Ministério da Saúde distribui desde 2° semestre de 2014 para colocar nas caixas de água. Possivelmente pelo mal uso de colher dosificadora: se um lado aplica 1 gr, do outro 5 gr. (suficiente para intoxicação).

  29. olavo

    Agora sim, o mosquito vai ser o principal mot para o pedido de aprovação da CPMF, querem apostar? vai dar zika total. Esses politicos, principalmente uns 279 que trabalham a troco de emendas de R$ 745.000 (a base de apoio) ja estão com o discurso prontinho. Eles mudando ou não de partido, estão registrados para serem lançados nas redes na epoca das eleições. Com essa crise financeira, sera que os trouxas receberam essa graninha facil? Acho que tomaram o calote.

  30. carlos alberto

    Por quê não chamar os “médicos” cubanos para acabar com as doenças do mosquito?
    Aliás, onde andam os “médicos” cubanos?

  31. Petrobraxxx

    Não concordo com esse pessimismozinho do Gabeira. Em verdade a situação é caótica, desesperadora, catastrófica etc. E essa gentalha desqualificada, que deveria estar na cadeia, continua no pudê.

  32. Charles A.

    Caro Charles A., seu comentário foi corrigido. Abraço! Naomi.

  33. Charles A.

    Pois é,senhor articulista;o senhor está mesmo engajado nessa luta!Mandando o PMDB às favas e mantendo o PT no poder. Não que eu goste dos corruptos profissionais,mas sua proposta de “união nacional”me cheira a Gualtieri sem Marinha Britânica prá atrapalhar!E o senhor aí, acreditando na ONU,OMS e no Obama dizendo em alto e bom som:-” Os países que AINDA não o fizeram precisam aprovar urgentemente o aborto!!!Precisamos matar milhões de criancinhas indefesas para saciar nosso apetite por sangue inocente”! Haja engajamento!Assim que a CPMF for aprovada,ninguém mais falará em zika,dengue,chicungunya,microcefalia.Vai ser só festa! Olimpíadas na Globo,carnaval olímpico,mais mensalão,BBzão,CEFzão,Petrolão,Eleição e por aí vai…É claro,passados os momentos de vibração nacionalista com aquelas medalhinhas de bronze,a globo e sua concorrência leal passarão a citar com mais frequência a microcefalia, para engambelar os desavisados e emplacar a tese sanguinária do genocídio em massa por meio do aborto!
    Essa história de união nacional contra mosquitos nunca me enganou.Desde a estreia da novela:-“Microcefalia,o Surto”-na Globo, eu já dizia aqui em casa:-Esperem um pouquinho que logo vão pedir a CPMF ,a nossa cabeça e as cabecinhas dos pobres bebezinhos microcefálicos.E lá está o Cardozo,o ministro garboso e seboso,na maior cara de pau, dizendo que sem a CPMF não haverá combate eficiente ao supermosquito,que agora já vem com anestesia para picadas! Será que o Obama também conta com a CPMF para “inteirar” seus 1,8 bilhão? Já que ele vai gastar uma nota para pesquisar se há relação entre zika e microcefalia,eu,na minha insignificância,poderia sugerir que ele pesquisasse se há relação entre a Síndrome de Guillan-Barré,que de elegante só tem o nome e o oportunismo,com o famigerado e poderoso Zika!Isso nunca foi provado! A “mosquita”(da presidANTA) Aedes Aegypti,segundo fofocas,anda com o ego inflado por transportar tão ilustre antígeno em seu ventre lotado de vírus,que decidiu profissionalizar-se : Já aplica anestesia na clientela.Esse mosquito(ou essa mosquita) deve ser transgênico.Ou isso não existe também?Parece que tudo o que existe é conveniência nessa história toda!
    Diante de tanta sabedoria no assunto em um único artigo, não posso me furtar a fornecer ao ilustre autor informações valiosas para ampliar seu leque de conhecimentos em Zika vírus:na Colômbia houve 5000(cinco mil) casos de zika em gestantes sem nenhum,nenhunzinho mesmo, bebê microcefálico !Será que não poderia ser vacinas fora do calendário aplicadas erroneamente(intencionalmente?)em gestantes e/ou um veneninho maneiro colocado na água dos pobres, os causadores desse mal? O senhor poderia avisar a ONU,por favor?Deixo-lhe saudações e uma única pergunta: a saliva que transmite a zika é aquela anestésica da “mosquita”,como diria a nossa honorável Ditatriz Kinga Roussefa, ou aquela do beijo? Não,não falo do beijo dos afogados dilma e lulla que ,com zika ou sem zika,vão cair juntos.Falo dos beijos múltiplos do carnaval ,incentivados pelo governo amoral em suas propagandas indecentes. Por fim,vou parabenizá-lo:-o senhor,nessa matéria,mostra-se bem mais explícito em seus engajamentos políticos! Não deixa de ser uma evolução;se bem que acredito que,nesse caso,é excitação mesmo,pois essa história de “união nacional” na peste está pegando!!!Até vejo aquela gente vestida de vermelho-sangue gritando:- “Vamos dominar o mundo por meio do Aedes Aegypti e transformá-lo numa imensa arena esquerdista onde permitiremos somente bebês socialistas e arianos!É um sonho se realizando!”
    Em tempo:- Nas páginas do governo há mosquitos passeando.Espero que eles DERRUBEM dilma,lulla,o pt e todo o cortejo de puxa-sacos que estão destruindo o país .É em torno disso que deveria haver “união nacional”!Os mosquitos envenenados somos nós…

  34. Oliver

    QUEM TE CHAMOU ?
    Achei engraçado – divertido até – ver meu comentário logo abaixo do do Paulo – 20:09, estranhando minha ausência por aqui. É o que chamamos de “sincronicidade”, que muitos leitores acabam tendo mais que os próprios realizadores do evento. Evidente que o nobre jornalista Augusto Nunes não é um batalhão. Precisa ele, como todos nós, ir ao banheiro, comer uma coxinha, escovar os dentes e se ausentar momentaneamente da casamata, como qualquer ser humano normal. O grande problema que se apresenta nessas horas, no entanto, é que no mundo digital, “o tempo não pára”, como diria o poetinha. Este texto do Gabeira, por exemplo, já nasceu irremediavelmente velho, ao abordar um assunto que já tem novos insumos, novas informações e novas desconfianças, igualmente danosas ao processo como um todo. Minha saga contra a esquerdaria já tem me feito uma espécie de Olavão, meio histriônico e ranzinza, embora longe da credibilidade quase santificada do original. Não me levo a sério. Mas não deixo de ver escancaradas certas atitudes da esquerdaria mancomunada com a “mídia”. Tomemos o caso do andor de betânia, a santificação de uma bruxa velha que insiste em ressurgir para nos atazanar. O país é pródigo em parir Ritas Cadilacs, Gretchens e Anitas, que nascem sozinhas, como gramíneas em terreno árido. Nada contra. O problema é quando essa bruxa velha tenta a ressureição com o nosso dinheiro, irrigando o mercado negro e promíscuo daquelas escolas que ensinam batuque e desfile para os incautos. Todo mundo por lá já sabia que a vitoriosa seria a escola do “melô da Bruxa Velha”, com direito a entrevistas exclusivas e conferências políticas com todos os orixás da Bahia. Não tenho nada contra que a bruxa de bleargh consiga se reerguer com a própria vassoura, mas tudo contra que tente fazê-lo com o meu, o seu, o NOSSO dinheiro público. É um acinte. Havia um Paulo Barros no meio da caminho; no meio do caminho havia um Paulo Barros. A coisa ficou tão deslavada que merecia ser atirada no ventilador, com a bruxa velha, sua vassoura e a grana sendo devidamente denunciadas para a polícia. É insuportável que tenhamos que aturar esse pensamento de pedalada no bom senso. Lembra-me vivamente da Bicicleta de Jarry; aquela que pedala os mortos com o esforço adicional dos vivos. No momento, estou ficando de saco cheio de ser vivo, e ter que carregar esse desfile de cadáveres n lombo combalido. Na próxima, vou jogar meu caminhão no carro alegórico daquela bruxa, pra ver se ela despenca de lá de cima. Quem te chamou?

  35. Causas e Efeitos

    Atento Augusto,
    Se a defesa civil de um povo, depende de conchavos políticos para ter uma liderança, isso significa que o estado democrático de direito foi perdido! Neste caso devo concordar com o senhor Oliver, somos todos idiotas, não sabemos ler e nem interpretar textos, colocamos bandidos no comando de um estado, então eles dizem aos quatro ventos que, o jogo do poder é mais importante do que o povo!
    Ficar nessa ladainha parlamentar que assassina os talentos técnicos que existem no Brasil, colocando em seus merecidos lugares, vermes fisiológicos para definir a qualidade do futuro do Brasil é de uma estupidez jurídica sem limites!
    O vírus da burrice coletiva tomou conta do país dos egoístas egocêntricos , não sabem pensar em grupo, se não for para dilapidar o estado!
    Querem capitalizar se politicamente, em cima de uma epidemia depois de terem enviado BILHÕES para Cuba e Angola e agora se ajoelham aos pés dos USA , depois de trocar o saneamento básico de um país por uma copa do mundo e uma olimpíada com o objetivo de fortalecer o caixa da campanha?
    Vamos fechar o congresso e transformar as cidades brasileiras em estados, com o dinheiro economizado, poderemos ter uma federação, de prefeitos, do jeito que está é que não dá!

  36. cel

    Agente sanitária visita meu prédio numa segunda a tarde, meu marido e síndico a acompanha, cansada a coitada reclama: ah tô numa ressaca, gritei demais ontem no jogo do galo tô morta, anda desanimada dá uma olhada e pergunta tá tudo ok né? Não olhou nada e foi embora arrastando a chinela, não ficou nem dois minutos.

  37. Doura-Til

    Off-topic: Estamos na quaresma, tempo de reconciliação, perdão e conversão para todos nós cristãos e de modo especial, para católicos. Na Campanha da Fraternidade ECUMÊNICA, que acontece de 4 em 4 anos, fiquem atento para o tema desse ano: “Casa comum, nossa responsabilidade” e o lema, tirado de Amós 5,24: “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca”. Nesses tempos de Armagedon (Nobile,11:26) é preciso se converter, endireitar nossos caminhos e viver na graça de Deus. Amém!

  38. Paulo

    Gabeira!
    Estou estranhando o Oliver não ter feito um comentário, ainda, sobre este artigo.

  39. Oliver

    ZIKA COM ABÓBORA
    Parece que está funcionando. Pelo menos, Gabeira já se digna a incluir “aqueles que se dedicam a nos chamar de velhos, reacionários, vendidos ou alugados” como parte da platéia que assiste suas piruetas retóricas, sempre pelo lado esquerdo do espetáculo. O que me chama a atenção aqui deveria chamar também a atenção do distinto público. caso passe despercebido. Gabeira visitou 55 cidades onde a epidemia se espalha no Nordeste e nos trouxe exatamente o quê, como esclarecimento? Nem a suspeita com o uso do larvicida Pyriproxyfen, para ficar só num lado dessa intensa polêmica. Este governo é podre, mentalmente falando. Ideologicamente falando então, nem se fala. Já imagino o termômetro da crise, quando leio este tipo de Lead na imprensa aloprada e micro cefálica que nos assola: “O Governo constata a gravidade da epidemia; Gilberto Gil e Wagner Moura são chamados para uma reunião de emergência”. Fala serio. É o que dá sermos governados por gente como essa. Estranhei que Neymar não tenha sido convocado para empunhar as vassouras da campanha publicitária cenográfica de hoje, envolvendo todos os ministérios dessa empulhação. Sim, porque enquanto nossa presiTONTA limpa as latinhas, vazias como seu cérebro minúsculo no Rio de Janeiro, organizações científicas sérias levantam as suspeitas de que estaríamos todos combatendo o inimigo errado, o que nos custaria alguns bilhões em proselitismo safado e dissimulação rasteira. Não seria o mosquito o causador da microcefalia, de acordo com alguns. É o governo mesmo, alimentando a patuleia com larvicida. Definitivamente estamos aplaudindo este teatrinho do absurdo porque somos um bando de idiotas, onde me incluo, para não parecer que estou só maltratando meus colegas leitores. É impressionante. O melhor texto de todos os tempos da última semana realmente está um primor. Eu comeria essa gororoba com jerimum, entre um aplauso e outro. Tenha paciência.

  40. Huni

    A que “detonava” soldados agora usa o Exército para se escorar e “aparecer” com medo do povo. Só isto EVIDENCIA que esse estrupício não é “presidente” legítimo do Brasil. E mais, os documentos estão aí, o Moro já expediu. Qualquer um que retirá-los sob quaisquer meios está fazendo Justiça que não está sendo executada.
    A população brasileira não será ‘controlada’ por criminosos facínoras gastando dinheiro roubado para MENTIR, AMEAÇAR, ENGANAR e tripudiar do povo.
    Tem CRIMINOSOS NO PODER, está COMPROVADO, não há “retórica’ mais nenhuma.
    AGORA, é camburão, CADEIA, expulsão dos cargos e devolução e confisco de tudo que é bem móvel e imóvel dos corruptos.

  41. Carlos Eduardo Krass

    Por hora esse governito ridículo pode qual fez Leopoldo Galtieri na Argentina, atacar um inimigo: lá foi retomar as Malvinas; aqui, lutar contra o mosquito. Populismo barato é o nome dessa manobra. Em 2018 o inimigo será outro: Aécio Egípcios. Toda essa cambada de trambiqueiros irá para o ralo da história. Os que se mantiverem soltos até lá, of course.

  42. P A U L Ã O

    AUGUSTO.

    NOBILE, me faz lembrar de que certa feita fui em minúscula cidade do interior de Minas para assistir a uma missa de sétimo dia. Em lá chegando, entrei na igreja e tomei lugar. Então alguém me cochichou : de que lado ocê istá?”. Perplexo respondi: do lado de Deus. Ai o capiau me falou do lado de cá é a ARENA do lado lá são os comunistas do MDB. Brinquei com ele, falando assim e os neutros? Aqui tem disso não rapaiz!!! É eles de lá nois de cá. Nois hummmm, hummm neles. E eles hummm, hummm ni nois. A prudência me aconselhou a sair de fininho e sentar em banquinho da praça, caso contrário viriam os dois lados e humm, hummm em mim. Tem discriminação em tudo até mesmo nas escolas de samba e dentro da igreja. Credo em cruz.

  43. Chico

    A impostora dilma tomou a frente no combate ao mosquito aedes aegypti e deu as caras na rua, só para testar a sua impopularidade. Ela é ciente de que não tem mais o mínimo de credibilidade, aproveita o momento para fazer propaganda e tentar emplacar da cpmf, não com o intuito de balanciar as finanças, mas para financiar a farra da sua quadrilha. dilma acabou, nem a dangue, chikungunya, o zica virus e o Guillain-Barré, querem se contaniar por essa quadrilha que hospetou-se no poder. FORA dilma,FORA lula psicopata, FORA partido dos trabalhadores (quadrilha). IMPEACHMENT JÁ!

  44. P A U L Ã O

    AUGUSTO.

    Concordo com o nosso estimado comentarista NOBILE 14/08/2016. Peço permissão-LHE apenas para acrescer que gênese desse apocalipse chama-se aparelhamento do Estado. Colocam cumpinchas em cargos que deveriam ser ocupados por técnicos. E para piorar o quadro, enquanto a Dona Zika “made in Brazilian” vai se espalhando pelo mundo, a Presidanta se debate “opus desesperantum” procurando um ministro da saúde nos quadros do PMDB.!!! SOCORRO !!!!!!!! PARA MIM TAMBÉM.

  45. Doura-Til

    Alguns anos atrás, num rodapé de página de jornal (teria sido na Folha SP?) comentando o carnaval na cidade de Recife e confrontando as imagens da festa com as “ribeirinhas” dos rios Capiberibe e Beberibe que lavavam roupas, banhavam os filhos e a si próprias em meio a muita sujeira, esgoto a céu-aberto, animais mortos, alguém sugeriu que o governo brasileiro deveria fazer um contrato de COMODATO, com prazo de validade de 50 anos, com o Estado de Israel, incluindo todo o NE. Como todos sabem, esse tipo de contrato é gratuito e os judeus, após a criação de Israel, foram capazes, de, em tempo record, transformar aquêle deserto, num dos mais desenvolvidos paises do mundo. Para quem afastou o mar para obter mais terras para o plantio, desenvolver o NE do Brasil a nivel de 1º mundo era um “mamão”. Utopias à parte (se bem que o rodapé é verídico)com essa “desgraceira” toda que maltrata nosso país, desde a vigarice política praticada na Praça dos 3 Poderes, passando pelos privilégios patrimoniais de um ex-presidente, propinoduto em tudo quanto é Erário, aparelhamento institucional, sem-vergonhice na maioria das instituições e desaguando no rompimento criminoso de barragens e encostas urbanas e na recente e ameçadora epidemia de Zika, Dengue, e Chikunguia, -só para falar de apenas 3 virus fatais – se for convocado um plebiscito geral, com ceretza o resultado obrigará uma mudança constitucional que fará do Brasil novamente uma colônia que tanto pode ser da Alemanha, EUA, Israel… A desolação é tamanha que mesmo os paises que o Chefão perdoou dívidas, fêz investimento “de pai-para-filho ” através do Bndes, superfaturou obras para favorecer o ParTido, financiar campanhas e enrquicer a si e a cumpanheirada, memso esses paises ameaçam desistir do Brasil com medo de tantas mazelas. Bingo, vou votar por um comodato com a Argentina: tem o Papa Francisco, tem Messi, tem Macri, tem BBB “esperto” na TV aberta, e fica bem pertinho!

  46. Solismar

    Maravilhoso esse Gabeira, como sempre!

  47. Tucson58SP

    PORCOS MAGROS!
    .
    Que os porcos magros e famintos são agressivos, vorazes e inconseguentes a gente sabia, mas que elles destruiriam o chiqueiro, isso é novidade… Afinal o chiqueiro estava todo reformado com boas bases e em ótima condição. Ninguem acreditaria que alguns porcos poderiam destruí-lo.
    Os porcos magros chegaram no topo em 2002, e enquanto fingiam não ter fome, ficavam o tempo todo na espreita de como a comida era enviada e circulava no chiqueiro. Começaram a pegar um pouco, mas depois de destruir o chiqueiro, foram até a sede da fazenda e destruiram tudo que havia pela frente, a começar pelo celeiro. Não sobrou nada inteiro e integro. A fazenda ainda existe, mas está completamente desconjuntada. E os porcos ainda continuam lá tentando jogar a culpa pelos estragos fora da fazenda, mas todo mundo viu o auê que fizeram e como agiam. Hoje é difícil achar um porco magro dessa tropa todos estão bem engordados, alguns até exagerados, mas não mudaram os hábitos, continuam vorazes, porém agora, mais observados.

  48. wil vaccari

    eba, fui banido definitivamente.
    é essa gente “democrática” que se pretende paladina contra o lullopetismo?
    patéticos

  49. Wil Vaccari

    A grandeza dos texto de Gabeira está justamente nessa desconcentante serenidade que é produto da perplexidade. A ausência do histerismo e dos pontos exclamativos é uma bênção. E, de certo modo, um alívio.

  50. Ruy

    Por que será que “os médicos não estão preparados” (na rede publica…) para o diagnóstico da Síndrome de Guillain- Barré “? Sera por causa do colapso da Rede Publica de Saúde em 90% dos municípios (todos falidos) do interior do Estado do Rio? Sera porque o Governo Dilma, na realidade, joga areia nos olhos da população, escondendo, DELIBERADAMENTE, a verdadeira dimensao e gravidade da epidemia de Zika, com ações marqueteiras e jogadas de propaganda mussolinianas? O que você acha?