Coluna Augusto Nunes

Augusto Nunes

Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido.

sobre

Colunista de VEJA.com, colaborador da edição impressa e apresentador do Roda Viva. Foi redator-chefe de VEJA e diretor de redação das revistas Época e Forbes e dos jornais O Estado de S. Paulo, Jornal do Brasil e Zero Hora. Autor do livro 'Minha Razão de Viver - Memórias de Samuel Wainer'.

  • Editorial do Estadão: Como não saber de nada?

    Por: Augusto Nunes

    Publicado no Estadão

    Da enxurrada de novas revelações sobre o petrolão e similares, salta aos olhos uma questão politicamente delicada, mas cada vez mais incontornável: alguém pode acreditar de boa-fé que um escândalo dessas proporções possa ter ocorrido, se não com a participação direta e explícita, pelo menos com o tácito beneplácito ou o conhecimento do fato por parte das mais altas autoridades da República, a começar por quem chefia o Estado e o governo? Assim não surpreende que, nos últimos dias, tenham se avolumado as referências de envolvimento direto ou indireto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no escândalo do petrolão e, agora, seja a presidente Dilma Rousseff que apareça no noticiário – que é mais policial que político.

    Em matéria de escândalos, Lula está escolado. Haja vista o mensalão, que o tempo se encarregou de rebaixar a astro de grandeza secundária numa constelação de atentados muito mais brilhantes à moralidade pública. Na verdade, pode-se dizer que faz parte do charme populista do ex-presidente seu estilo blasé no trato daquilo que a esquerda, por convicção ideológica, e ele próprio, por conveniência, chamam depreciativamente de “moralidade burguesa”. De resto, o ex-presidente parece não se importar com a máxima que recomenda considerar sempre com desconfiança quem faz fortuna material na vida pública.

    Dilma Rousseff é caso diferente. Ela tinha razão quando afirmava que não havia objetivamente nada a “embaçar” sua reputação. Mas agora o noticiário registra, a partir de informações constantes da delação premiada do notório Nestor Cerveró, “que Fernando Collor de Mello disse que havia falado com a presidente da República, Dilma Rousseff, a qual teria dito que estavam à disposição de Fernando Collor de Mello a presidência e todas as diretorias da BR Distribuidora”. Essa garantia que o senador alagoano teria afirmado ter recebido de Dilma é coerente com a anterior determinação do antecessor dela, Lula, de abrir as portas da BR Distribuidora a Collor “em troca de apoio político à base governista no Congresso Nacional”.

    Essa referência ao acordo entre Lula e Collor, quando o primeiro cumpria seu segundo mandato presidencial, baseia-se em delação premiada de Nestor Cerveró e consta da denúncia apresentada ao STF pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Essa denúncia tem como acusado o deputado petista Vander Loubet (MS).

    A suspeita em relação a Dilma Rousseff, levantada pela delação do ex-diretor da Petrobras, tem, por enquanto, o mesmo valor daquela que atingiu o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso a propósito da compra de uma petroleira argentina pela Petrobras. São suspeitas que precisam ser devidamente investigadas e provadas. Governistas e petistas apressaram-se a reforçar a gravidade da acusação a FHC. Pode-se fazer exatamente o mesmo sobre a acusação a Dilma.

    A presidente da República afirmou a pessoas próximas, segundo o Globo, que seu antecessor alagoano teria cometido um “exagero” e feito uma “interpretação” da conversa que tiveram, ao passar adiante a versão de que a presidência e a diretoria da subsidiária da Petrobras teriam sido colocadas a sua disposição. Pela “interpretação” de Collor, Dilma teria apenas confirmado aquilo de que ele já dispunha desde o governo Lula, daí ser razoável supor que a presidente teria preferido deixar as coisas como estavam.

    Como Dilma não nega a conversa com Collor – apenas o “exagero” do senador –, está aí uma clara demonstração de que a chefe do governo tinha conhecimento do fato de que um pedaço importante da Petrobras, a BR Distribuidora, havia sido transformado em feudo de um grupo político “aliado” do governo. Hoje está claro que a empresa na qual Nestor Cerveró ganhou uma diretoria como reconhecimento dos serviços prestados ao PT foi transformada numa usina de ilicitudes, inclusive o desvio de recursos para as contas dos “donos” do pedaço. Foi o preço pago pelo lulopetismo para converter em aliado um dos inimigos que combateu com maior ferocidade nos tempos em que pregava a ética na política. E Dilma não sabia de nada?

    Voltar para a home
    TAGs:

    Comentários

    Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

    Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

    *

    1. pctinoco

      E em que país do mundo reelegem um imbecil atolado até o pescoço no mensalão e ainda vira um herói nacional?

    2. Rafael

      A Dilma e o Lula foram beneficiados diretamente pelos desvios. Todos os seu subordinados estavam envolvidos.

      Somente em contos de fantasia, como em Robin Hood, assaltava-se por caridade.

      O Planalto quer que acreditemos que estava cercado de malfeitores, que saqueavam o bem público como um gesto de caridade, para garantir a releição dos Chefes do Executivo, sem o seu conhecimento.

      São os bandidos com alma mais pura já vistos. Realmente, até para a Carochinha, essa história é difícil de engolir.

    3. Claude Menteur

      O Alckmin não sabia de nada dos trens ?
      Das sub estações ?

    4. Jorge

      Dilma não é surda, cega e muda. Ela é mentirosa e burra!

    5. areobaldo teruel

      Foi o que eu sempre disse, inclusive aqui AN….como seria possivel um deputado qualquer, ou senador, chegar na pETROBRAS E PEDIR :”ó meu me da ai 10 milhões para minha campanha”…..CUMA??? ( Didi Moco)….quem ordenou, quem mandou???? Se não for do Presidente ou do covil, como ele entregaria essa grana???? Ora o LULA/DILMA sabia….e portanto são os grandes resposaveis pelo Petrolão……

    6. anticorrupto

      O Lula ficou conhecido como o homem que não sabe de nada! E olha que o cara era presidente do Brasil, meu! Mas agora eu tenho certeza que realmente ele não sabia de nada. Ele não tem memoria, meu! Ele não sabia que foi o Collor que usou de toda a baixaria para derrota-lo nas eleições. Por isso ele deu a BR Distribuidora para o Collor. Memoria curta, meu! Ou dois corruptos se reencontram!

    7. Badaró

      Só tem um pequeno detalhe: o luis Inácio, logo, logo vem com aquela conversinha mole que como é impossivel saber o que um filho faz em casa, …, então, para ele e para a sapa, a pata manca, a ensacadora de vento, é impossivel saber quem está roubando, e pra quem. Só tem um detalhe que eles estão esquecendo: campanhas políticas custam caro, especialmente as do PT, que tem de comprar as mentes dos mais fracos pra conseguir vencer. Assim, é impossivel que eles nunca tenham se questionado de onde veio todo esse dinheiro que irrigou suas campanhas. Pra mim, que não sou trouxa, dona Dilma, ELA mesma, engendrou todos esses esquemas quando ainda estava na casa civil, ou seja, a mulher é uma mentirosa!

    8. Guina

      Guina, está correto. Quando o texto fala em “antecessor alagoano” se refere ao Fernando Collor. Abraço. Naomi.

    9. Guina

      a conversa mole, de que não sabia de nada, não cola mais. Será que nenhum chefe do executivo desconfia de tamanho interesse dos políticos por cargos públicos e de comando nas estatais?

    10. Cirval

      A dupla LUMA deu um golpe no Brasil e quer que o povo acredite que agiu de boa-fé. A “mulher mentiris”, a presidente mente descaradamente e nem vermelha fica. Passou mais de um ano de seu mandato fazendo negociatas para se manter no cargo e nada fez para o país. Diz que vai capitalizar a Petrobrás. Parece que está jorrando dinheiro pois, além disso, liberou quase R$ 1 bilhão para o Fundo Salafrário, digo, Partidário. Liberou mais do que estava previsto, porque o seu partido é um dos maiores beneficiários. Como não há mais dinheiro do mensalão, nem do petrolão para o PT, ela passou a mão no nosso dinheiro. Ela está se afogando na lama que atolou o país com favorecimentos ilícitos para a sua eleição e manutenção no cargo. O Lula, como não tem mais a proteção do cargo deve ir diretamente para a cadeia e a “mulher mentiris” sofrer o impeachment ou renunciar e também ir para a prisão, que é o seu devido lugar. Em 13 de março vamos todos pedir o impeachment e a prisão da canalha.

    11. Haddammann

      Todos esquecemos de uma “auto-delação”: “Quânu eu saí da prersidênça, só vô querê cuidá da petrobráiz”.
      E DEU a Petrobrás na cara grande, na cara de todos os brasileiros, deu a Petrobrás aos comparsas daqui (e .. do exterior).
      FALIU o Brasil, enriqueceu inescrupulosamente e espera agora o sábado em que a Veja vai meter a Manchete mais Vistosa ‘nunca vista antis na irstória du básil’.
      “LULLADRÃO TÁ NA PRISÃO”.

    12. PAULO ROBERTO NOGUEIRA RIBEIRO

      Nosso grande problema, é que nosso JUDICIÁRIO, é composto por pessoas indicadas pelos governantes. Como reclamar com a raposa que comeu os pintinhos se demos a ela a conta do galinheiro. Hoje tenho asco de ver nossa suprema corte, com um bando de incompetentes julgando FORO PREVILEGIADO. Se assim for, traficante tambem deveria ter este previlégio, pois o que nossos governantes fazem É ASSALTO, ROUBO E OUTRA PÉROLAS MAIS.

    13. rosemary

      Um professor é inexoravelmente considerado responsável pelo desempenho dos seus alunos: se os alunos alcançam bons resultados, é porque o professor cumpriu suas obrigações e ponto; se alguns alunos pouco aprenderam ou fracassaram é porque o professor deixou a desejar no cumprimento do seu dever e é amplamente questionado ou até mesmo punido.
      Presidentes do Brasil têm uma melhor sorte: basta dizer que “não sabem de nada” para ganhar a eleição seguinte e continuar a dizer que “não sabem de nada” ao mesmo tempo em que os ilícitos apurados passam a multiplicar-se enquanto eles “não sabem de nada”.
      Depois, transformam a obrigação de as instituições estarem funcionando numa benesse existente graças à permissão deles.
      O descaramento se esgotou.
      A esperança está na beira da extinção.
      Em breve somente restará a instituição da miséria plena com o que lhe é inerente: fome e violência. Isso não é uma premonição ou uma praga ou uma apelação: é o caminho plantado por aqueles que “não sabem de nada”.

    14. Serafim

      Se Lula e Dilma continuam insitindo que não sabiam de nada, então fica aí caracterizado a total incompetencia de ambos no cargo de presidente, além de burrice, omissão, ignorancia e total falta de conhecimento de gestão da coisa pública. Ou é isso ou então não são apenas cúmplices mas mentores, organizadores e gerentes da roubalheira.

    15. Arthur Tavares

      Quando, após toda esta lama do Mensalão, Petrobrás, Eletrobrás, ANAC, etc, Lula e Dilma serão considerados como detentores do “domínio do fato” , assim como foi feito com Zé Dirceu.
      Só a justiça que acredita em Papai Noel ? Só ela acredita no “eu não sabia de nada” e não tem nada sujo nos meus bolsos ( Também, trocam de calça todo dia…. com meu dinheiro).
      Ora bolas Moro, nem foro privilegiado o Lulla tem. A Dilma é um pouco mais complicado, mas dá pra pegar ela também, depois do afastamento, seja por renúncia, impeachment ou STE.

    16. PAPUDA NELLES.

      Quem são os Presidentes da República desde 2003, Ministros das Minas e Energia, Presidente Executivo e do Conselho da Petrobrás e Diretores da Petrobrás e de todos os Órgãos Públicos que participaram desse mar de lama desde 2003 até este 2016 que começa ???? Se não viram ou ouviram e nem fiscalizavam quem roubava ou assaltava, desviava, mentia e praticava todos os crimes, então prevaricaram, se omitiram, fugiram das responsabilidades constitucionais, legais e estatutárias, deixaram roubar impunemente e foram beneficiados politicamente, pessoalmente, partidariamente, familiarmente, financeiramente e correligionariamente por tudo que aconteceu de crimes praticados na Administração Direta, Indireta, Empresas, Bancos, Fundações, Autarquias, Fundos de Pensão, enfim, por onde teve cofre público e dinheiro público que alimentaram impunemente essa roubalheira !!! Ou existe governo sem governante ???? São criminosos, basta um Juiz sério para meter todos na cadeia, pois da Constituição a todo o Ordenamento Jurídico do País esses bandidos desobedeceram, desrespeitaram, rasgaram os cabedais jurídicos e traíram o Brasil e seu Povo.

    17. DIZ

      Ei Lula, ei Dilma. Cadê o dinheiro que tava aqui???
      Como cidadão desse país, eu quero meu dinheiro de volta.

    18. maria-maria

      Cerveró já roeu a corda: deixou o dito por não dito. Forças ocultas devem ter feito chegar ao delator riscos que a família dele corre se os supremos chefes da quadrilha forem incriminados. Celso Daniel vive!

    19. Sidney

      Augusto
      O – MENSALAO – foi o ensaio….. para um pulo…. na verdade ROUBO !!!! maior que hoje o mundo inteiro sabe que felizmente a LAVA JATO esta a trazer a tona….. e investigar brilhantemente com Provas e Fatos inteiramente comprovados.
      Que tal lembrar :

      https://www.youtube.com/watch?v=u0j_jtzUwgU

      Um baita abraco

    20. Amilcar

      Acredito, que lá pelas tantas, não será mais necessário
      eles negarem participar ou terem responsabilidade, pois
      os fatos por si só já demonstrarão a participação de cada
      um deles de forma inequívoca. Aí, vão eles e todos seus asseclas para um lugar comum pagarem pelo que fizeram e
      ainda estão fazendo contra o país e o povo.

    21. Badaró

      Pra mim, dona Dilma tá enfiada, desde o começo, até o pescoço em todas traquinagens que ocorreram no governo do bocó, digo, boquirroto e no dela, ou já se esqueceram que quando na casa civil ela moveu céus e terra pra desmentir uma secretaria, e, misteriosamente o video que poderia desmentir a mentirosa sumiu, escafedeu-se, assim como sumiram, dos nossos bolsos, os milhoes de dólares enfiados em Pasadena. Mas é o tal negócio, ela fala que é honesta e pronto, virou verdade… Pra cima de mim não!

    22. Luiz Carlos

      Convenhamos. Seria o cúmulo da ingenuidade alguém supor, muito menos um juiz, que algum envolvido em crime, confirme sua participação, conforme apontam as evidências.

    23. SOLRAC

      Só da ladrão neste país?
      É inacreditável!
      E dilma (minúsculas, proporcionais à estatura moral), uma ilha de honestidade cercada de ladrões por todos os lados!
      É sabida a nossa elasticidade moral, mas daí, acreditar que dilma não sabia, não via, não ouvia nada é esticar por demais o elástico.
      Parece regra sem exceção, onde tem petista, tem ladrão! Onde tem petista tem incompetência!
      E o óbvio: quem se “ajunta” com Collor não pode prestar!
      Nunca a nossa cidadania foi tão aviltada pelo cinismo, pela roubalheira escancarada, pela incompetência, pela amoralidade como nos 13 anos de lulo-petralhismo.
      Parece que para ser petista é mandatório ser possuidor de ficha criminal.
      Uma verdadeira gangue instalada no poder.
      Dizer-se envergonhado, virou lugar-comum. Já não indigna!
      Atingimos o paroxismo da sem-vergonhice.
      E dilma, continua sem saber de nada e principalmente sem saber que rumo imprimir ao seu desgoverno.
      Não tem bússola moral.

    24. PIRULITO

      Me desculpe caro Augusto.Mais dizer que não sabia de nada e a mesma coisa que história de corno.O amigo avisa o corno,leva até a cena e o corno ainda diz!Será que é minha esposa mesmo!

    25. Omar

      Toda essa coisa já sabida, já entubada faz tempo, mas as “instituições” não querem ver, ninguém com “autoridade” para decretar o fim deste embuste quer agir. E ficamos assim, aguardando o dia em que por obra do divino, esse pilantra e esta débil sapiens vão confessar seus crimes.
      Me recuso a crer que este semovente tenha “inteligência” suficiente para driblar um país inteiro… ela então…
      Mas aqui funciona, ficamos todos comentando os esforços ardilosos destes dois im B cis. Tem que jogar na cadeia e pronto. Sem o benefício da dúvida, porque no caso deles não existe.

    26. José Magalhaes

      Antes estávamos Bilhoes de anos defasados em relação aos EEUU. Hoje Atingimos a marca de Trilhões.

    27. Alice

      É daltônica? A corrupção amealhada em todas as operações da Polícia Federal é um dragão gigante: Não sabe de nada, não vê nada, não dialoga com a população, vive entediada, confunde fatos, não pune/afasta citados em denúncias graves divulgadas no noticiário: afinal o que justifica a atuação política?

    28. FM

      Pelo que se vê Lula e Dilma estão bebendo do mesmo fel que Collor bebeu por causa de um Fiat-Elba. Crápula por crápula, eles se merecem. Mas se as investigações estão chegando no chefão e na chefona, num país de governos sérios, já deviam ter chegado faz tempo. Eles, governantes de um país onde a maior empresa foi saqueada, está beirando a falência, em situação calamitosa gerada pela corrupção dos últimos 13 anos faltando ainda os americanos fazerem suas continhas e apre4sentarem as faturas. Lula e Dilma viram a banda passar mas nem desconfiaram da roubalheira que corria solta debaixo de seus narizes. Haja cinismo…

    29. Virgulino

      Enfim, um artigo atribuindo as devidas responsabilidades a quem de direito: à senhora presidente da república.

      Se fizeram malfeitos com sua aquiescência, é corrupta; se o fizeram sem o seu conhecimento (o que duvido), é incompetente. O primeiro é passível de impedimento. O segundo, justificaria uma renúncia.

      O que ambas as situações têm em comum é que se resolveria o problema do país com a imediata saída da postulante a chefe de Estado.

    30. Cacique/Lobista

      Dilma/Lula: Se confessarem que sabiam/sabem da corrupção que lhes rodeia, no mínimo terão de renunciar ao cargo de presidente e ao modelo de salvador da pátria, o benfeitor nunca dantes. O trabalho dos Procuradores da República e da Política Federal é exemplar ao olhos do mundo. “Querem pressionar a magistratura reagem juízes a manifesto de advogados da Lava A Jato” Integra em
      http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/querem-pressionar-a-magistratura-reagem-juizes-a-manifesto-de-advogados-da-lava-jato/

    31. Milton Ribeiro

      Infelizmente esta é a triste realidade brasileira. Enquanto mais de 100 milhões de brasileiros clamam por justiça e querem ver o verdadeiro chefe da quadrilha, Luiz Inácio, atrás das grades, o nosso procurador e outras autoridades compactuados ao projeto criminoso não acham sequer indícios para denunciá-lo. Espero que nas manifestações de março, este procurador e alguns ministros do STF sejam pressionados a usar em seus cargos a moralidade e a ética como parâmetros da justiça.

    32. Oliver

      VAMOS COMBINAR
      Parece que é ensaiado, mas não é. É só uma mentalidade. Faça um exercício, caro leitor. Um pequeno exercício. Um exercício de lógica. Tente ler os dois artigos aqui empilhados – o editorial pão quentinho e o artigo do Gabeira – e encontrar uma só referência às reais intenções dessa quadrilha. Não há. Ambos os escreventes querem nos fazer acreditar que a crise que vivemos foi combustão espontânea, como a acontecida lá nos cafundós do Guarujá. Não foi. Ela é metódica, tem nomes, endereços e destinos definidos. É como se dois jornalistas fossem escalados para cobrir um paquiderme entalado numa gaiola e ambos passassem a descrever um bicho que “tem tromba de elefante, porte de elefante, patas de elefante, orelhas de elefante”, mas ainda assim é um animal indeterminado. Ora, tenha paciência. Por isso que os jornalões estão morrendo em pé e não sabem. Não há como competir com os “teclados inescrupulosos” daqueles que querem ver a verdade estampada nas manchetes do dia. Um simples exercício de lógica basta para lermos o que esses caras estão falando, e o que eles estão escondendo. No momento, querem esconder de nós tratar-se de uma mentalidade, um exército, uma ideologia calhorda e uma organização criminosa que precisa intestinamente dos nossos cofres públicos para continuar a lambuza. Que usaram o dinheiro para aliciar inclusive aviõezinhos da quadrilha, estacionados em várias dessas redações aparelhadas, que se recusam a dizer a verdade aos seus leitores já desconfiados com tamanha inércia e inépcia rotunda. No bacião das almas ralas, tudo virou a mesma coisa. Querem nos convencer à força que Dilma, Lula, FHC e Collor são a mesma pessoa, com os mesmos desvios de caráter de todo o sempre. Para prender um, teríamos que prender todos os outros, portanto. Nada mais falso e calhorda. Ninguém nega a existência de desvios no governo FHC; nem ele próprio. O que não havia era um projeto de poder por trás da coisa, como há com o PT. Nem a conivência explícita do presidente com os tais “malfeitos”. Sinceramente? Bem feito. Acho que é esse o preço que ele terá de pagar por viajar ao lado de bandidos, no mesmo voo de galinha rumo ao enterro que eu já denunciei aqui mesmo. Eu me recusaria a fazer esse papelzinho de bucha daquele canhão estacionado no Planalto. Ele parece que não se acanhou em fazê-lo até hoje. Até parece gostar da estética da coisa, ao chamar a dona de “presidenta” sem vergonha nenhuma. Infelizmente, ele acaba parte do mesmo todo vigarista que hoje tenta nos confundir com essa mentalidade torta, pela visão esquerdossaura da coisa. Fica aí agora, sendo confundido com bandidos profissionais na rapina dos cofres públicos, que é o que essa gente é. O socialismo é um saco de gatos. Tem cara de elefante, tromba de elefante, mas é um saco de gatos. E todos igualmente pardos, por falta de luz do dia para diferenciá-los adequadamente. Civicamente. Me poupe. Eu não levava esse desaforo para casa. Desonesto é o Caracas e o jornal que ele aparelha, isso sim.