Oliver: Homem-morcego

VLADY OLIVER Vou perguntar só mais uma vez, para ver se a gente entende: o que tem cara de elefante, tromba de elefante, rabo de elefante, peso de elefante e ainda assim não é um elefante? O Estadão parece insistir na tese da legitimidade disso que aí está. Não consegue ver – porque não quer […]

VLADY OLIVER
Vou perguntar só mais uma vez, para ver se a gente entende: o que tem cara de elefante, tromba de elefante, rabo de elefante, peso de elefante e ainda assim não é um elefante? O Estadão parece insistir na tese da legitimidade disso que aí está. Não consegue ver – porque não quer – que Dilma não é um acidente de percurso na petralharia ou um ponto fora da curva dos governos de esquerda que se aboletaram naquela cadeira.

A vontade de emprestar alguma dignidade ao governo do lulão, aquele mesmo que pilhou até os crucifixos do palácio numa desavergonhada esbórnia que misturou a coisa pública e sua privada, faz o jornalão esquecer que Dilma é o subproduto desta desgraceira, colocada lá tão somente para esquentar a cadeira do chefe. Ao adquirir vida própria, essas coisinhas paridas nos aparelhos rombudos da esquerda terrorista só enxergam a tal “luta” que tanto os persegue e tonteia.

Pela madrugada, Batman!!! Que diabos de defensores da lei, da justiça e do reinado das palavras que foram arranjar em nossa Gotham City, não é mesmo? Tá difícil enxergar o óbvio? Já disse aqui mesmo – e reitero – que não sou conspiracionista. Mas não deixo de enxergar claramente nessa quadrilha uma mentalidade, um modus operandi e uma sequência de atitudes – todas torpes – que desembocaram nessa falência dos múltiplos órgãos públicos que nos rodeia.

Isso é a esquerda no poder, meus caros. Uma confraria de biltres que, quando não está fingindo que governa, está fingindo que escreve editoriais isentos. Afirmar que “é muito provável que os tucanos tenham cometido ilicitudes que precisam ser investigadas” é de uma calhordice editorial que não tem tamanho, não é mesmo? O que eles estão dizendo é que eles mesmo não tem competência para o jornalismo investigativo, o que seria a mola mestra de um jornal, tornando o provável que eles insinuam PROVADO.

Como não está provado, pode ser notícia falsa, plantada para nivelar os diferentes e inadmissível numa publicação do porte deste diário. Pode ser calúnia, o que mereceria uma pesada advertência do governador do Estado, uma vez que não dá pra investigar o que é “provável”, mas não tem indícios. Fala serio. Onde pariram este escriba?

Em tempo: o que tem cara de elefante sem ser elefante é uma carcaça de elefante — o que vai sobrar destes governos e o que eu já expliquei aqui mesmo. Aquela carcaça que a gente vem carregando nas costas e que vem pesando no lombo, patrocinada por quase todo o jornalismo brasileiro. Vai indo que eu não fui.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    silva

    S-o-c-o-r-r-o!
    Proposta para latinos afugentarem investidores e ter moeda única…
    Parece a mentalidade petista, aí gente!
    http://lucianoayan.com/2016/02/06/pikaretty-quer-que-latinos-afugentem-investidores-e-tenham-moeda-unica/
    Quando pensamos que pior que a Venezuela não ficamos…

    Curtir

  2. Comentado por:

    Sam

    Em coluna assinada para O Globo, Fernando Henrique Cardoso escreveu sobre o que considera certo e errado, e destacou que isso pouco tem a ver com o entendimento de esquerda e direita. Os dois trechos abaixo concluem o artigo:
    “É urgente corrigir os desatinos fiscais do lulopetismo, desaparelhar o Estado, reconquistar a confiança da sociedade e retomar a agenda de reformas que o lulopetismo abandonou em favor de anabolizantes pró-crescimento que produziram medonhos efeitos colaterais para o país.”
    “Há forças capazes de corrigir os desatinos cometidos. Para isso, é preciso que lideranças não comprometidas com o lulopetismo, apoiadas pelos grupos sociais que nunca se deixaram ou não se deixam mais seduzir pelo seu falso encanto, assumam a sua responsabilidade histórica, dentro da Constituição, para fazer o certo em benefício do povo e do país.” In: http://www.oantagonista.com/posts/responsabilidade-historica

    Curtir

  3. Comentado por:

    xi

    Lava-jato chegou a dois anos com aplausos e esperança do povo brasileiro no meio desse caos de uma seita / organização criminosa no poder há 13 anos.
    Mas olha o absurdo que a Uol e a Folha on-line estão advogando contra a Lava-jato , à favor – em última instância de personagens espúrios – em primeira página:
    1-“Virou série de TV”, diz jurista
    2-Lava Jato chega aos dois anos sob controvérsiaJuiz Moro e MP são criticados por abuso de prisões preventivas
    3-Legalidade de alguns episódios deverá ser questionada para pedir nulidade de processos
    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/02/1737807-lava-jato-chega-aos-dois-anos-sob-controversia.shtml

    Curtir

  4. Comentado por:

    nedinho

    Isso que dá tentar defender o indefensável. Estão na linha da globo que no fantástico veio com a abobrinha que todos somos corruptos mesmo que só nas pequenas coisas, maneira muito sutil de nivelar os políticos com o povão em geral.
    Fica assim: então estamos quites, pois vocês, povo bocó,só consegue ser corrupto nas pequenas coisas por incompetência.
    Caro Nobile: quando o ESTADÃO escorrega na banana (caso em tela) há que se malhar sim, pois um editorial bom não oculta um editorial ruim.

    Curtir

  5. Comentado por:

    Jailson Barbosa da Silva

    parabéns á veja em está contribuindo muito com o nosso paiz!

    Curtir

  6. Comentado por:

    Tiago

    Justificar a permanência de um governo incompetente e corrupto tendo por base que sua oposição é corrupta e incompetente também, é de uma canalhice sem par. Lugar de corrupto safado é na cadeia, independente se é de esquerda, direita, centro ou do raio que os parta. Que petistas, pmdebistas, psdebistas corruptos e safados sejam companheiros de sela e não de assentos no congresso, gabinetes de ministérios ou seja lá o que for na vida pública. Cadeia aos corruptos e fim!

    Curtir

  7. Comentado por:

    Alcyr de Igarapava-sp

    Prezado Augusto Nunes – Vlady oliver, concordo em tudo o que disse e mais, estamos vivendo uma aparente Democracia, abocanhado e comandado por titulares Comunistas nos três poderes, esperando apenas a enxurrada baixar para saírem dos buracos e recolocar as mãos na botija. Somente jornais e jornalistas do colarinho branco é que fecham as cortinas ao tudo planejado e realizado meticulosamente nos mínimos detalhes, com a ajuda meritória da Mídia desencorajada e triste de aguentar.

    Curtir

  8. Comentado por:

    odivar meneghetti

    O Brasil só não está pior que a Venezuela graças ao ESTADÃO e a VEJA.

    Curtir