Blogs e Colunistas

03/01/2014

às 19:00 \ O País quer Saber

No dia das manifestações organizadas por quem se apresenta como representante do povo, povo foi o que menos se viu

tarja-an-melhores-do-ano-2013

PUBLICADO EM 12 DE JULHO


BRANCA NUNES

Em vez dos cartazes de cartolina com dizeres manuscritos – NÃO SÃO SÓ 20 CENTAVOS, QUEREMOS HOSPITAIS PADRÃO FIFA, TOLERÂNCIA ZERO PARA A CORRUPÇÃO e várias reivindicações bem humoradas –, banners, a grande maioria vermelhos, com slogans como “O petróleo é nosso”, “Não à terceirização”, e “Pela taxação das grandes fortunas”. Em vez das bandeiras do Brasil e das caras pintadas de verde e amarelo, estandartes da CUT, da Força Sindical, do Sindicato dos Comerciários, do PSOL, da UNE, do PSTU, do MST e de dezenas de partidos e movimentos sociais. Em vez de palavras de ordem cantadas em coro, berros individuais vindos do carro de som.

Nesta quinta-feira, todas as bandeiras que haviam desaparecido – ou sido expulsas – das ruas nas manifestações que tomaram conta do país desde 6 de junho reapareceram na Avenida Paulista atendendo à convocação das centrais sindicais engajadas no Dia Nacional de Luta com Greves e Mobilizações. Em compensação, a população apartidária sumiu – e o 11 de julho foi marcado por mais do mesmo: os mesmos discursos inflamados contra o capitalismo, a direita golpista, a Rede Globo e outros inimigos de sempre.

Ao contrário do que se via nas manifestações anteriores a pretendida greve geral desta quinta-feira teve mais bandeiras de centrais sindicais e partidos do que manifestantes. Os discursos no carro de som não provocavam nem aplausos nem vaias. E gritos de guerra como “eu, sou brasileiro, com muito orgulho”, que os dirigentes tentaram puxar mais de uma vez, morriam antes da segunda frase – nada a ver com os hinos entoados durante os protestos do Movimento Passe Livre, que contagiavam multidões.

O acordo intersindical que excluiu o “Fora Dilma” da pauta de reivindicações parece ter dado certo. Ainda assim, as bandeiras do PT eram as mais envergonhadas – e tanto Dilma quanto Lula não escaparam de críticas no asfalto e no palanque. Enquanto Ana Luiza, que disputou a prefeitura de São Paulo pelo PSTU clamava “contra a política econômica do governo Dilma, contra Alckmin e contra Haddad”, um representante do recém nascido Partido Pátria Livre (PPL) fez questão de “saudar o PT e saudar o Lula” nos três minutos a que teve direito no serviço de som. Algumas faixas chamavam José Eduardo Cardozo de Ministro da Injustiça e exigiam o mesmo reajuste salarial concedido aos ministros.

Se o objetivo das centrais era pegar carona na revolta da rua, elas podem considerar-se derrotadas. O contraste entre as duas manifestações foi tão gritante que apenas escancarou o abismo entre o que quer a população e o que lhes oferece quem está no poder (seja nos governos, nos partidos ou nos sindicatos), entre uma forma nova de expressar-se e outra completamente ultrapassada, entre o autêntico e o artificial. Embora se apresentem como representantes do povo, povo era o que menos se via entre as pouco mais de cinco mil pessoas que ocuparam duas quadras da avenida mais emblemática de São Paulo.

Share

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado

201 Comentários

  • Mauricio Ranieri

    -

    28/3/2015 às 15:37

    Boa tarde. Uma sugestão importante.
    Nem todos podem sair para as ruas nos dias de protestos seja por medo, receio, saúde, etc.
    Por que não sugerir de todos os brasileiros decorarem as janelas e faixadas de suas residências com bandeiras ou tecidos de verde amarelo como fazemos na Copa do Mundo?
    Tenho a certeza que surtirá muito mais efeito do que o panelaço, Desta forma as emissoras de TV e as autoridades não vão poder omitir o descontentamento dos Brasileiros. Também não poderão dizer que alguém bancou tudo isso, pois será apenas o uso dos materiais restantes da Copa vergonhosa que tivemos com tntos prejuízos.
    Fico revoltado, pois na hora de Parada isso ou aquilo. copa do mundo ,blocos de carnaval o povo vai para a rua, mas na hora de reivindicar seus direitos, porquê todos se escondem?
    Acho que além das manifestações nas ruas temos que mostrar em nossas residências. Propaguem isso como mais uma ferramenta de mostrar a nossa insatisfação com a situação atual.
    Vamos colocar o nosso verde e amarelo nas faixadas de nossas residências, prédios comerciais, parques, escolas, postes, etc…

  • GEROLDO ZANON

    -

    5/1/2014 às 20:53

    Agora com achegada da copa do mundo temos que salvar muitas vidas dar um aviso pela internet para nenhum estrangeiro vir para o BRASIL assistir a os jogos da copa aqui é terra de bandido a começar por BRASILIA

  • Vera

    -

    4/1/2014 às 23:00

    Eu tinha certeza de que eles pegariam carona nas manifestações de uma população descontente. São os eternos aproveitadores. Mas o verdadeiro manifestante sabe muito bem o que quer, não vai sair junto com demagogos e nem perder tempo fazendo número para ajudá-los. Oh, corja!

  • razumikhin

    -

    4/1/2014 às 20:39

    Nóis agora é crace média! Nóis çó vai naz manifeztassaum se o dotô pagá mió….

  • Robes Mendes

    -

    4/1/2014 às 10:29

    A militância desses PSOL, PSTU, CUT e UNE da vida reproduzem, com perfeição, os agitadores do nazi-fascismo do século 20.

  • noel gonçalves cerqueira

    -

    4/1/2014 às 9:34

    Augusto, talvez tenhamos se esquecido que o maior beneficiado pelas passeatas foi o Ministérito Público, que soube introduzir a emenda 37, como pauta das manifestaçõemas. Não ganhou nada, mas deixou de perder – aquilo que, eventualmente, não lhe pertence. abraço. noel

  • razumikhin

    -

    4/1/2014 às 8:50

    O Piçóu é pôv…!

  • Zizi Cat

    -

    4/1/2014 às 2:12

    Bravo Tulio Shibata! Resumiu o assunto à perfeição !

  • Zizi Cat

    -

    4/1/2014 às 2:08

    Infelizmente , a manipulação eleitoral não passa mais por esta via quero dizer: faz tempo que se desvinculou do processo de reivindicação! Ela ocorre via Ongs, via cartão de crédito e via bolsa vale tudo ! De modo que os repetitivos espetáculos de rua já não querem dizer mais nada para ninguém. As consciências estão anestesiadas e deslumbradas com as mentiras do governo do “Brasil Maravilha” !

  • Maurício

    -

    4/1/2014 às 1:56

    Augusto, você viu mais este absurdo do Haddad, na verdade da “equipe” dele do Ministério da Educação: http://www.tiagomuriel.blogspot.com.br/2014/01/caminhando-contra-o-tempo.html?

  • FRANCISCO REGIS

    -

    4/1/2014 às 1:05

    na realidade eu acho esses movimento sem muito nexo não vejo que seja contra o governo em si mas por todo um passado que nos trouxe um Brasil de hoje e que se depender dos candidatos que se apresenta eu não vejo muita coisa boa não.

  • Luiz Felipe

    -

    3/1/2014 às 22:51

    Senhores Aécio, Eduardo e Randolfe, pelo amor de Deus, coloquem as mãos em vossas consciências, se é que a tem, e retirem já vossas pré-candidaturas impostoras temporais, sem causa nobre, sem sentido, sem motivos relevantes, sem pé e sem cabeça, em prol da Mega-Solução, do Projeto Novo e Alterantivo de Política e de Nação, ou seremos todos obrigados a votar em Dilma (PTMDB-agregados) em 2014, por falta absoluta de opção melhor e mais evoluída. Senhores e Senhoras, acordem, caiam na real, liguem os seus desconfiômetros, pois é pela Revolução Pacífica do Leão que as Ruas do Brasil rugem. E o tempo urge. Será que o HoMeM terá que desenhar nas estrelas para que os senhores entendam a Sentença assinada pelo Povo Brasileiro nas Ruas do Brasil, clara o bastante no sentido da ruptura, contra o velho continuísmo da mesmice (situação, oposição e golpismo-ditatorial ) ?

  • FM

    -

    3/1/2014 às 22:12

    Não resta dúvida foi um fiascos porque faltou a espontaneidade do povo. Essa espontaneidade não se fabrica em laboratório e não dá para consegui-la em decibeis. Assim como naufragou a tentativa de tornar popular o que não tinha nada com o povo, esperamos também que o resultado vinda das urnas em outubro nos mostre como são fatasiosos os resultados das pesquisas frabricadas pelos institutos para induzir o povo a votar num governo que usa de todos os artifícios para enganar o povo.

  • Leonardo X

    -

    3/1/2014 às 21:52

    A cor vermelha já está fora de moda, parece ter decretado o bando de Lula. Num próximo lance ousado da escola fascista do “politicamente correto”, deverá ser abolida da mídia a palavra “petista”, que de fato é de baixo calão, pior do que “comunista”. Mas os dizeres dos banners, faixas e cartazes serão os mesmos nas manifestações organizados pelos companheiros para o desfile da militância mercenária. É para não se perder o foco e passar a impressão de coerência para as massas manipuladas. Enfim, para os companheiros a farsa continua. Viva a Papuda!

  • Isaias

    -

    3/1/2014 às 19:26

    Foi quando o bolsa protesto de R$ 70 e o lanche de ‘mortandela’ oferecidos incorporaram a extensa lista de ‘tiros no pé’ dos petralhas!. Vamos ver se vão inovar em 2014…

  • Valentina de Botas

    -

    21/7/2013 às 23:57

    Texto certeiro e oportuno, que comento atrasada. A tentativa do regime de dublar a voz das ruas falhou miseravelmente nesta manifestação pretensamente popular em que povo não havia. Só mais uma impostura da presidente que perdeu o rumo que nunca teve.

  • Kitty

    -

    20/7/2013 às 11:39

    Cara Branca, permita-me ocupar este espaço para lhe desejar um ótimo DIA DO AMIGO. Um grande abraço-Kitty

  • Lis Biriti

    -

    18/7/2013 às 19:43

    Branca,
    Não vi essa manifestaçãozinha. Estava viajando e só agora li seu texto. Parabéns: você é ótima repórter.

  • geroldo zanon

    -

    18/7/2013 às 9:40

    E o HADDAD que também faz parte da quadrilha do PT quando se elegeu para prefeito já tinha um projeto pronto para mudar o nome da marginal TIETE ia SE CHAMAR MARGINAL LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA depois destas manifestações não sei como ficou

  • Juliana

    -

    15/7/2013 às 9:25

    Sim, porque temos que pagar um dia para o sindicato?
    Pergunte isto no plebiscito para ver quem quer pagar, como sugere a Iara.
    Nao precisamos de sindicato.

  • MALDONADO

    -

    14/7/2013 às 21:14

    O mais interessante é que, “us” participantes dessas manifestações, ORGANIZADAS e PAGAS pelo GOVERNO com a nossa grana, são também as grandes vítimas do sistema, pois vão “tudu” parar no corredor SUS’s, com às raras exceções de seus MENTORES/MAIORES DILMA’s, LULA’s, CABRAI’s e passa e perpassa, nus altos pelegos, sem contar é claro “us” MENSALEIROS, a t’urma du guardanapo etc. e tal, que vão parar no Sírio libanês, é o que faz “u sanduba de mortanguichá”.

  • Tulio Shibata

    -

    14/7/2013 às 2:14

    Estes movimentos organizados chapas-brancas do governo federal não representam o povo brasileiro, não têm independência e nem integridade moral para dizer ou repetir o que os movimentos desorganizados, verdadeiros representantes do povo brasileiro, já falaram nas ruas durante as manifestações juninas de 2013. O que estes pulhas de bandeiras vermelhas tentaram fazer dia 11/07/2013 já não tem nenhuma importância em vista do que o povo brasileiro já disse durante todo o mês de junho. Cut, CGT, UNE, sindicatos e outros movimentos organizados chega ser constrangedor vê-los pagar figurantes para simular o que já não representam. Não perceberam o cartão vermelho mostrado nas ruas pelo povo brasileiro. Podiam ter vergonha na cara e cumprir a suspensão imposta pela população brasileira, mas como não são diferentes da cambada que habita o governo federal gostam de receber vaias e serem humilhados. Se insistirem com esta falta de vergonha na cara da próxima vez a população brasileira terá que ser mais explicita e chamar a polícia para tirá-los do campo de jogo de camburão.

  • Francisco

    -

    13/7/2013 às 23:40

    Porque a petezada no faz plebiscito para acabár com a contribuição sindical obrigtoria que so serve para sustentar a pelegos

  • caio portella

    -

    13/7/2013 às 21:41

    BRILHANTE TEXTO BRANCA NUNES…O AN DEVE,LENDO ESSE TEXTO,SE SENTIR ORGULHOSO ,e a nossa turma anti-petralha,agradece a familia Nunes,afinal esse é o prenúncio que o pau na petralha ,não tem prazo para terminar(título meu).
    POVO FOI O QUE MENOS SE VIU
    Branca Nunes->>>Pelegada…SENSACIONAL,a Branca foi perfeita,mas muito educada.(como convém a jornalista de primeiro time,claro)!

    Eu,como não sou jornalista e tenho pavio curto pra petralha,afinal,onde só tem safado e bandido,a liguagem tem de ser a que eles entendem:As entidades amestradas e a soldo do” gunverno” foram pras ruas com mais balões do que gente a fim de defender a bandeira de Dilma e da petralhada, o plebiscito (que já tá morto e enterrado…)
    Isso é que é ser um bando de cabras ordinários e sem um pingo de vergonha no fucinho. Vão ser cínicos assim na casa do cacete…..(mas,Branca Nunes,um dia,ainda vou ter sua educação e dinâmica jornalistica,e em vez de chamar petralha de safado,vou só chamar de pelego)..rsrsrsrsr

  • flavio

    -

    13/7/2013 às 21:16

    Façam um plebiscito perguntando se os trabalhadores querem continuar pagando um dia de salario para os sindicatos? Isso seria honesto mas cade a hombridade desses caras agora. Nesses sindicatos o que mais tem é gente que não trabalha e anda as custas de alguns partidos como por exemplo o pt que arca com as custas.

  • ivano

    -

    13/7/2013 às 20:20

    Todos sabem quais foram as consequencias do sindicalismo no Brasil, foi o ninho das serpentes do petismo. Os gatos pingados na passeata das centrais sindicais, foi um desfile de zumbis de uma época outra. Sem sorteio de automóveis e dupla sertaneja,então, ficaram às moscas e ridicularizados.

  • luiz

    -

    13/7/2013 às 16:23

    Se esses VAGABUNDOS não tivessem corrompido uma quantidade imensa de pessoas, dando-lhes de RS 50,00 a 70,00, nesta passeata teríamos meia dúzia de pelegos do sindicato.
    PT, PARTIDO DA ETICA E DA MORAL.
    FORA LULA, FORA DILMA, FORA PT.

  • Alex Souza

    -

    13/7/2013 às 1:53

    São sustentados, em sua maioria, com dinheiro público para dar apoio ao governo atual e fazer oposição onde Estados e Prefeituras estão com outros partidos.
    Que moral possuem, por exemplo, os rodoviários, que lutam em conluio com os donos de empresas para forçar aumentos que serão pagos pela população?
    Por que o Passe-Livre e o Juntos não canalizaram sua manifestação contra os sindicatos de patrões e empregados rodoviários? Por que os baderneiros não foram quebrar e invadir estes dois segmentos que fazem chantagens por aumento de passagens?
    Por que os manifestantes não incluíram nas pautas do protesto reivindicações de moralização acerca de repasse de verbas para estas entidades pelo governo?
    E o monte de ONGs que mamam nas tetas do governo, recebendo verbas públicas para se sustentarem e que estão passando batidas do processo das mudanças pela qual as cobranças aconteceram?
    Não é mesmo por vinte centavos; não é mesmo. Nem pode ser para que espertalhões continuem mamando no dinheiro público e sobrecarregando a conta pesada que cai no lombo de cada brasileiro.
    Alguns pensam que o povo é idiota e não percebe que sindicatos usam vermelho por causa do PT e agora estão começando a se vestir de amarelo por causa do PSOL.
    Sindicalista de verdade veste mesmo é a camisa dos interesses de sua classe. Está comprovado que, no governo, as tradições de esquerda são esquecidas e o patrimonialismo é tal ou mais acentuado que o visto no governo de direita.
    Por que o PT não fez a reforma agrária que tanto exigia? Por que é tão difícil obter um financiamento no Programa Minha Casa Minha Vida se o governo é do PT? Por que o PT não reduziu a carga tributária da qual tanto reclamava? Por que o PT não realizou as melhoras na saúde, educação e segurança do país? Por que o PT não acelerou o crescimento do país, como prometeu? Por que o PT não resolveu o problema da vigilância das fronteiras? Por que corruptos do PT continuam na CCJ e os sindicatos e ONGs não protestam contra isto?
    Digo a verdade. Na juventude eu ficava tentando conversar com meu falecido pai para que não votasse naquele tal de “caçador de maracujás”. Eu dizia: “o único partido no país que tem ética é o PT; vote em Lula e as coisas vão melhorar”. O tempo, a aposta em Lula e as atitudes do PT no poder mostraram que o sonho era, na verdade, um pesadelo. Como dizem na minha terra: “cruiz credo”… Dificuldade de gestão eu entendo, safadeza não.

  • FM

    -

    13/7/2013 às 1:27

    Cara jornalista, não uso bola de cristal, não jogo búzios nem uso qualquer outro apetrecho para, como outrora se dizia, ser chamado de bidú. Mas pela descrição da manifestação ocorrida no Dia Nacional de Luta feita em seu artigo, estou convícto que no próximo dia 25 de agosto o presidente irá se suicidar no Palácio do Catete com um tiro no coração. Tenho a impressão que por alguma carga d’água entramos numa máquina do tempo. A mobilização popular como deixa crer pode ter sido pífia mas o retrocesso é cavernoso. Até o nome do dia “Dia Nacional de Luta e outros bichos” deve ser manchete na imprensa vermelha no dia seguinte e quem empunha a citada faixa “O petróleo é nosso” deve ser algum Matusalém que na certa não se lembre porque se usavam tal slogan. É triste saber que exista jovens entrando nessa máquina pré-históca.

  • Roberto Silva

    -

    13/7/2013 às 1:16

    Realmente faltou “povo”, mas os “companheiros vândalos” e os “parceiros marginais”, não poderiam faltar à convocação dos líderes sindicais, da CUT, do MST e desses partidos de terroristas.

  • ze do matogrosso

    -

    13/7/2013 às 0:14

    ..por estas bandas, Cuiabá no MT, a grande luta é enfrentar o calor. Os pelegos, da Cut,FS, Une não conseguiram nem lotar dois ônibus, e pagos. A “marcha” foim programada para iniciar a mais ou menos 200 metros de minha casa. Na prça 8 de abril. De sapo e curioso fui ver. Nada de povo, só as mesmas mucanas e personal criança, a passear com os carrinhos, e outras, dondocas, a desfilart com seus pets, mais conhecidos como cachorros, para demonstrar a última corte da pelagem. Os que ali estavam para manifestar, não ganham por mêas, tenhor certeza, o que as dondocas gastam com seus cachorros. É O brasil, de norte a sul varonil, ficando broxa e senil. Vamos lá juventude. O amanhã é um novo porvir (vão no google).

  • Kitty

    -

    12/7/2013 às 23:55

    Olá cara Branca,
    Sem dúvidas foi uma manifestação sem brilho nem emoção. Muitas bandeiras, balões, banners, mas poucos manifestantes. Os vários discursos não tiveram a repercussão de outros tempos, não aquela empolgação e nem houve aplausos nem vaias. Uma passeata apática, desluzida e não foi difícil entender que foi encomendada para fazer contraponto com as manifestações ‘Geração Internet’ que, abalou o país no mês de junho. Não houve hinos nem cânticos entoados pelos jovens que saíram às ruas para reivindicar mudanças drásticas, que melhorariam suas vidas..! Você está certa, nem de longe podemos comparar esta apática manifestação dos protestos programados por sindicalistas, como diria Augusto, amestrados e pagos com dinheiro público. Só fizeram afetar o país porque fecharam vias importantes de cidades de todos os estados. Realmente, a diferença entre as duas manifestações foi abissal, não tem ponto de comparação. As queixas dos que saíram às ruas foram justas e seus protestos foram contra a corrupção, malversação do dinheiro público, falta de investimento na saúde, na educação, transporte público deficiente e a falta de hospitais, entre outros reivindicações. Estava na hora da juventude brasileira desmistificar o estigma que os nossos jovens são indiferentes e alheios aos diversos problemas que afligem a população.
    Estou certa que, as vozes das ruas irão ecoar por muito tempo, nos ouvidos dos insensíveis da classe política e governantes de turno. Sindicatos perderam o monopólio das mobilizações políticas. Neste caso o PT perdeu! O Brasil não será e nem poderá ser o mesmo, depois dessas demostrações de civismo e uma fina percepção das principais questões que assolam nossa sociedade!
    Parabéns, cara Branca! Um belo e brilhante post. Um orgulho para o pai Augusto, sem dúvidas!!//Um forte abraço/Kitty

    Obrigada, Kitty. Um grande abraço, Branca Nunes

  • A. M. A.

    -

    12/7/2013 às 22:25

    Uma manisfetação que não seja “Verde e Amarela” não merece a minha participação, por mais justas que sejam algumas das reivindicações. Vou para as ruas pelo nosso país e nosso futuro, esses sim são os legítimos motivadores dos nossos desejos.

  • juscelino

    -

    12/7/2013 às 22:03

    e tem mais, acho que todo sujeito e sujeita que se deixa levar por sindicalistas e sindicalismo merecia levar um coice bem dado no rabo.. para deixar de ser imbecil…

  • juscelino

    -

    12/7/2013 às 22:01

    Só tem um bando de escroques que consegue se aproximar mais no quesito escoria dos politicos..e esse bando se chama sindicalistas…essa raça não vale os dejetos deixados no vaso sanitario. é por isso que grande parte vira politico e quase todos tentam virar…

  • laércio s.

    -

    12/7/2013 às 21:43

    Ontem recebi uma correspondencia (notificação)de cobrança do ‘meu’ sindicato (que nem sei onde fica,quem são e que nunca me inscrevi e que ‘não me representa’ ou ao menos nunca pedi)me cobrando por anos de ‘contribuição’.

    Acho que nascemos e morremos devendo mesmo muitas vezes sem saber.Somos eternos devedores compulsórios.

    Então, seus sindicatos de mer%#,e partidos de mer-#,VÃO PRO LULA QUE OS CARREGUE!

    E…por falar nisso:Que passeatinha bem sem graça não?

  • Rachel

    -

    12/7/2013 às 21:13

    O país acordou, entendeu a engabelação desses exploradores dos trabalhadores , todos ricos e prontos para se tornarem deputados espertalhões.

  • Rodrigo

    -

    12/7/2013 às 20:49

    A pellegada teve que pagar “bolsa-manifesto” (entre R$ 50,00 a R$ 90,00, pelo que foi noticiado) com dinheiro público para tentar fazer um quórum mínimo e, ainda assim, falharam: faltou gente para erguer as bandeiras vermelhas. O “Dia de Lullas” serviu para demonstrar, claramente, que sindicatos não tem mais utilidade alguma nos dias de hoje (se é que já tiveram algum dia): não representam as classes que alegam representar. Representam apenas os interesses de seus dirigentes, sobretudo no que diz respeito a captar recursos públicos através do imposto sindical obrigatório que todo trabalhador tem que pagar, independente de sua vontade. Hora de acrescentar mais um grupo ao meu coro, já tão manjado: Fora Dillma! Fora Lulla! Fora PT! Fora pellegos!

  • Básico!

    -

    12/7/2013 às 19:48

    É bom ver com nitidez: PT CUT Força Sindical etc aglomera o que de mais retrogrado, ultrapassado e fora de moda prevalece no país. O povo está cansado desses, que apenas simulam querer o bem do povo.

  • anônima-RJ

    -

    12/7/2013 às 19:45

    Perfeito! Como, tenho certeza, diria todo prosa o teu pai.

  • gilson

    -

    12/7/2013 às 19:36

    Sindicalistas pelegos e subservientes do PT!!!

  • A. Mano

    -

    12/7/2013 às 19:13

    É imperativo apear essa corja do poder o quanto antes, já que a legislação e o bondoso coração dos brasileiros impede que ela seja passada a fio de espada.

  • Nhonho

    -

    12/7/2013 às 18:59

    Fui presidente de Sindicato, independente, apolítico, e conheci de perto a truculência, a virulência, o aparelhamento político/partidário e a pelegagem explícita desses movimentos sanguessugas, que não representam nenhum segmento da sociedade, e que até matam, se preciso for, para ganhar eleições muitas vezes fraudadas, com o único objetivo: praticar o butim em proveito próprio e de suas camarilhas da farta verba sindical tungada de trabalhadores desprotegidos!

  • AJS-RJ

    -

    12/7/2013 às 18:51

    Uma cambada de pelegos e corruptos.

  • PAULO BOCCATO

    -

    12/7/2013 às 18:46

    a esquerda enriqueceu com o poder.
    antes, pagava seus “manifestantes” de araque com tubaina e pao com mortadela…agora sao cinquetinhas !

  • mbarreto

    -

    12/7/2013 às 18:45

    Esse movimento, em 11 de julho de 2013 , vai ficar conhecido como “A Marcha dos Vadios”.

  • PAPAGAIO

    -

    12/7/2013 às 18:39

    http://www.youtube.com/watch?v=-9jTW5G3ic8

  • Valdir Corrêa de Araujo

    -

    12/7/2013 às 18:37

    Sendo funcionário, concursado,da ALERJ.gostaria que a revista Veja,vasculhasse quantos assessores têm cada um dos 70 Deputados da A,criando com isso milhares de cargos em comissãoLERJ.o País iria ficar horrorizado e diga-se de passagem,culpa do Sr.Sergio Cabral que quando Presidente do Poder acabou com o quadro de funcionários da casa sob pretexto de acabar com os marajás

  • PAPAGAIO

    -

    12/7/2013 às 18:35

    ORA PT

    Parte 3
    http://www.youtube.com/watch?v=k-ii8gJCZ_4
    parte 4
    http://www.youtube.com/watch?v=0NRqla-g8Do

  • PAPAGAIO

    -

    12/7/2013 às 18:33

    segunda parte:
    http://www.youtube.com/watch?v=k-ii8gJCZ_4

  • Destaques

  • Enquete

    Qual destes candidatos merece o título de Homem sem Visão de Agosto?

    Ver resultado

    Loading ... Loading ...
  • Homem sem Visão

    José de Abreu, Luis Fernando Veríssimo, Renan Calheiros e Vágner Freitas disputam na enquete o título de HSV de Agosto

  • Direto ao Ponto

    Dilma revela que chimpanzés e orangotangos não são fofoqueiros

  • Feira Livre

    Caiado é aplaudido no mesmo restaurante em que Alexandre Padilha foi vaiado

  • Direto ao Ponto

    Dilma é um Felipão no Planalto

  • Opinião

    J. R. Guzzo: ‘Velório em câmera lenta’

  • Entrevista

    José Serra no Roda Viva

  • História em Imagens

    A pior entre as piores discurseiras de Dilma em 2015

  • Mais recentes

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados