Lula recusa o convite para o debate que FHC aceitou

O presidente Lula foi formalmente convidado, no dia 11, para um debate com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. A resposta acaba de ser transmitida ao repórter Otávio Cabral, da sucursal de VEJA em Brasília, pelo ministro Franklin Martins, chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. É a seguinte: “O presidente Lula, quando […]

O presidente Lula foi formalmente convidado, no dia 11, para um debate com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. A resposta acaba de ser transmitida ao repórter Otávio Cabral, da sucursal de VEJA em Brasília, pelo ministro Franklin Martins, chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. É a seguinte:

“O presidente Lula, quando deixar a Presidência e se tornar um ex-presidente, aceitará debater com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso”.

Se Lula estivesse apenas presidindo o processo sucessório, como costumam fazer em países civilizados chefes de governo em fim de mandato, o convite nem teria existido. Se tivesse apenas optado por uma candidatura, sem se envolver ostensivamente na disputa, a recusa até seria aceitável. Como os fatos informam que o presidente se enfiou até o pescoço na campanha que antecipou ilegalmente, a rejeição do convite deixa de fazer sentido.

Sem que ninguém lhe pedisse, Lula decidiu que a candidata seria Dilma Rousseff, nomeou-se Primeiro Cabo Eleitoral, não desce do palanque há seis meses, ataca o antecessor em todos os comícios e repete diariamente que os brasileiros terão de escolher entre o governo FHC e o atual. Garante que recebeu uma “herança maldita”. FHC garante que a afirmação é falsa. Um debate entre ambos seria o caminho mais curto para chegar-se à verdade. Fernando Henrique topou. Lula só quer debater em 2011.

A opção pelo monólogo ─ recomendada, aliás, por 10 em 10 militantes governistas que se manifestaram nesta coluna ─ confirma a suspeita de que foi descoberta a kriptonita do SuperLula. Chama-se FHC.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Neusa de oliveira

    Bem, para não deixar de comentar, isto foi em 2010, e Lula (sem script) ficaria sem argumentação. É suficientemente inteligente para bater em retirada.

    Curtir

  2. Comentado por:

    luiz

    “Nunca antes na história desse país” se roubou tanto
    como o governo petralha. Se o energúmeno for debater com FHC vai se enrolar tanto que terminará por revelar suas inúmeras falcatruas.
    É melhor o apedeuta ficar quieto.

    Curtir

  3. Comentado por:

    David m santos

    E uma afronta aosr. Presidente Fernando Henrique umdialagocom um cara igual a este tarde lula o cara não formacaoacademica nem para dialogar co tiririca

    Curtir

  4. Comentado por:

    LIO

    Ele tem medo / jamais aceitaria / não se pode comparar / principalmente agora que ele destruiu a petrobras / ele lulalala esta morto / uma questão de tempo

    Curtir

  5. Comentado por:

    Genaro-MG

    Os debates de Lula são assim: Ele em cima do palanque, a claque logo abaixo e mais atrás o povo. Ele fala, o claque aplaude e berra, e o povo escuta ora rindo, ora se embasbacando. Se essa farsa já não estivesse surrada para quem tem um mínimo de cultura, agora só os muito atrasados e os apaniguados podem lhe dar sustentação. Os inocentes, as pessoas de boa fé perderam esse direito. O foco tem que ficar na Dilma. Lula não aprendeu nada de nada. Ela não aprendeu nada da gênese de nossa nacionalidade brasileira, mas aprendeu sobre seus ídolos são Lênin, Stalin, Mao, Fidel, Guevara, Tito, pais de sua “pátria” comunista. E Zé Dirceu é o seu instrutor.
    Augusto, eu não quero ficar com saudades de Lula.

    Curtir