Blogs e Colunistas

07/06/2012

às 20:22 \ Feira Livre

‘O novo furo (furado) da Carta Capital’, por Flavio Morgenstern

PUBLICADO NO SITE IMPLICANTE

FLAVIO MORGENSTERN

“Amicus Plato, sed magis amica verita.”
(Amigo de Platão, mas ainda mais amigo da verdade.)
– Aristóteles, Ética a Nicômaco

A reportagem de capa da Veja dessa semana mostra que o PT distribuiu um “manual” para companheiros na CPI. É algo completamente legal, só um pouco vexatório, ainda mais para o partido que antes se arrolava o dono da ética ─ hoje já prefere advogar-se dono do país.

O braço midiático do PT não gostou de passar vergonha. Cynara Menezes, da Carta Capital, foi avisada por um seguidor no Twitter de que o “manual” continha material que estava no blog Brasil 247, aquele mistifório criado por Daniel Dantas para detonar seus adversários ─ e que acaba servindo bastante para municiar o PT. Sua conclusão veio antes de um raciocínio escorreito e passou reto por consequências que foi incapaz de calcular: para ela, seria uma prova “por A + B” de que “o jornalismo da Veja é ruim” e de que o documento é “suposto”, não sendo um “documento” sem aspas por ser “um amontoado de recortes de reportagens de jornais, revistas e sites brasileiros”.

Se tal fosse verdade, seria fácil processar Veja por forjar um documento oficial. O documento que a revista mostra vem com o brasão da República. Seu uso é obrigatório nos papéis de expediente, nos convites e nas publicações oficiais de nível federal, de acordo com a lei 5.700/71. Não é um papel que você pega em branco com o símbolo em qualquer xerox e escreve o que quiser embaixo. Tampouco pode-se usar o símbolo em qualquer informe comunicativo só pra ficar mais supimpa: apenas entidades governamentais federais podem fazer uso do brasão. Nem mesmo paraestatais, como Banco do Brasil ou Petrobrás podem utilizar o símbolo. Há inclusive decisão no sentido de coibir entidade de despachantes que utilizava o brasão da República em seus documentos sob pena de multa diária de 10 mil reais.

Não é o tipo de informação que Cynara pesquisou antes de afirmar, de estro próprio e inconsequentemente, que era um papel “que utilizou selo da república na hora de xerocar. simplérrimo.” ─ idéia difícil de sustentar em uma realidade regida pela Constituição Federal e pelas Leis de Newton.

Em outras palavras, se a reportagem de Cynara Menezes tivesse algum pingo de veracidade, seria nitroglicerina prestes a explodir. Poderia ser o maior escândalo midiático do hemisfério. Não seria um erro como “fingir que um site financiado pelo PT é propaganda do próprio PT”. Seria um crime federal seríssimo capaz de fechar as portas da terceira revista mais lucrativa do planeta. Mas, para tristeza de Cynara, não é isso que ela tem em mãos.

O Ctrl C + Ctrl V da Carta Capital

Quando recebeu a “notícia” pelo Twitter (é este o modus operandi do “jornalismo investigativo” cartacapitalista), Cynara não pensou nem pesquisou o assunto. Apenas escreveu um texto afirmando que a concorrente “parece ter perdido toda a noção de ridículo”, emendando que os trechos que a revista publica “são na realidade pedaços copiados e colados diretamente (o manjado recurso Ctrl C+ Ctrl V dos computadores) de reportagens de terceiros, sem mudar nem uma vírgula”. Ora, estranho seria se mudasse ─ aí então seria uma prova falsa. A blogosfera progressista iniciou umahashtag entre as pessoas que querem verbas públicas para seus blogs e censura estatal na imprensa, afirmando que Veja divulgava informações antigas e consabidas ─ como o Manifesto Comunista ou o Decálogo Bíblico.

Mas não passou pela cabeça de nossa heroína que, afinal, um documento oficial que trambicou entre petistas de alto gabarito pode, muito bem, ter sido feitooriginalmente com material de sites ─ isto é, quem copiou os tais blogs foi o próprio PT, e Veja apenas teve acesso ao documento que os petistas montaram (por que isso não aventou nem como hipótese pela caçuleta de nossa protagonista?). Ademais, se é para usar informações falsas, mas com aparência de complicadoras para chantagear membros da oposição, quem com um QI maior do que 68 iria pensar em escavucaroutro lugar, que não os blogs dos amigos do presidente Lula e da companheirada muy amiga da Carta Capital? Talvez tenha até rolado um ciuminho por nenhuma reportagem da própria Carta Capital ser arrolada no documento. O caso, então, é que simplesmente descobriu-se (ou alguém soprou a resposta) qual a origem do documento apresentado por Veja, jogando ao vento uma afirmação genérica e mentirosa de que a Veja apresentou um “suposto ‘documento’”.

Quatro dos cinco parágrafos do texto de Cynara são “provas” da verdadeira origem oculta, misteriosa, obscura, arcana e danbrowniana do documento. Todos eles citações de sites terminados com “CLIQUE AQUI”. Uma forma bem curiosa de “jornalismo” pra quem reclama dos concorrentes fazerem tudo na base do Ctrl C + Ctrl V… para piorar a sua bricolagem, coloca links sem aviso para conteúdo restrito. É uma forma fácil de diferenciar um jornalista de um blogueiro que, por acaso, escreve para uma revista.

Todavia, o busílis deixou a tese cartacapitalista numa estúpida sinuca de bico. A partir deste momento, temos duas hipóteses mutuamente excludentes à vista.

Primeira hipótese: o “documento” é falso e o jornalismo da Veja é ruim: o que, na prática, significa afirmar que Veja forjou um documento que não existia. Na verdade, a revista da Abril estaria tentando manchar a imagem ilibada de petistas, pois seu jornalismo “copiou sites” como o Brasil 247 (que acusou a revista de… “plágio”). Segundo essa hipótese doidivanas, Cynara acabou de descobrir o maior trambique jornalístico do Brasil e um dos maiores do mundo. Resta apenas processar a revista e se tornar um ícone mundial, o que Cynara não parece ter muita coragem de fazer ─ fora auferir um lucrinho mocorongo diante de seus pares fanáticos ─ porque há certos paradoxos a serem desatados.

Segunda hipótese: o documento é verdadeiro, porém não é um documento, só para se poder falar mal da Veja: por essa hipótese, a reportagem de Cynara deu um belo tiro no pé (exatamente como a reportagem de capa de Veja demonstra, diga-se). O documento que circulou entre petistas é que foi copiado de blogs e sites, portanto deve-se reclamar com a falta de criatividade do PT, e parabenizar VEJA pelo jornalismo correto e que “não muda uma vírgula” do que vê (na verdade, é uma foto de um documento, e não uma transliteração).

Há ainda uma complicação, que aparentemente Cynara não percebeu ao tecer suas algaravias: ao descobrir a fonte do documento (que é incapaz de provar que inexiste, a não ser colocando aspas entre a palavra, como uma criança fechando os olhos para fazer sumir o que vê diante de si), acabou provando… a existência do documento (então, qual o motivo da choradeira com o semanário da Abril?). Tudo o que conseguiu fazer foi impugnar o conteúdo, que pode ter sido copiado de qualquer lugar. Já o meio Cynara não desdiz. Na prática, ficou pior a emenda: além de confirmar que o PT fez o que a Veja afirma, ela ainda por cima revela que eles plagiaram o comunicado todo. Ao tentar acusar a Veja (ao invés de acusar o montador do documento) de Ctrl C + Ctrl V, não percebe que seu “jornalismo investigativo” se prova apenas um Ctrl F. Mas vá explicar isso pra quem quer acreditar em estatismo a qualquer custo…

É bem provável que Cynara não tenha calculado todas essas conseqüências de sua, digamos, “reportagem” ─  muito menos o quanto demonstrou estar muito além das raias do ridículo. Assim, foi baixando a bola no decorrer do dia, trocando uma tentativa de vender a primeira hipótese por um remendo na segunda. Surgiu uma idéia band-aid de emergência: não era bem um documento (mesmo com brasão da República), era um…clipping (sic). Há de se admitir que não foi a pior desculpa do dia, já que o senador Cristovam Buarque, após divulgar site erótico pelo Twitter por engano, afirmou: ”Devo ter digitado algum número errado. Vou consertar agora mesmo”… medalha de prata para Cynara.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

52 Comentários

  1. Eduardo

    -

    26/09/2012 às 1:12

    A tradução da citação está errada. O certo é “Platão é amigo, mais amiga ainda é a verdade”. Se fosse “amigo de Platão”, o original latino seria “amicus Platonis”.

  2. elvira

    -

    14/06/2012 às 3:41

    Face to face, do blues a quadra. Escrever sobre a arte caipira e o barroco sombrio goiano da exposição de Siron Franco no Rio .Helena Meireles tocando modinhas, mas não rolou…
    Basquete e os negros americanos, para vencer , se tornaram grandes. Não é mania de grandeza, mas para vencer Lula – que tem mania de grandeza- é simples, sejam grandes , magnificamente grandes, luminosamente grandes. Os políticos se reduzem frente ao populismo – e a sociedade também – engajado e meticulosamente armado do petismo. Toda a militância bate sempre no ponto : desqualificar, reduzir, menosprezar, diminuir.
    Sejam grandes. No espaços virtuais da notícias dos outros sites, sempre tem alguma palavra “veja”. Veja o video , veja mais…
    A palavra já é uma trademark. Curtir isso!

  3. Cil

    -

    13/06/2012 às 2:24

    Tudo o que os petralhas querem é enquadrar Veja. Toda vez que eles tentam, acabam se auto-entregando em suas patuscadas. Falando nisso… um absrudo Agnelo pagar uma ridícula indenização de 3 mil aos repórteres de Veja por conta das denúncias contra ele.
    Aliás, o discurso de Cynara lembra muito o do Apedeuta como Mensalão né não! Não existe… nego, nego, nego… eu disse que nego?

  4. Einstein Bohr

    -

    12/06/2012 às 13:03

    Darwin não pode estar correto. Se está, como explicar que criaturas deficientes ética e intelectualmente estejam se reproduzindo como pragas em nosso país? É incrível como alguns veículos que se dizem imprensa, tentam ganhar simpatia do partidão, e se candidatar as verbas de patrocínio estatal. O PT é uma aberração da natureza. O PT corrompe a tudo e a todos. A cada segundo que passa com o PT no poder, o Brasil “involui”. O PT está na contramão da evolução da espécie humana.

  5. Francisco Kaveski

    -

    11/06/2012 às 20:34

    Hó como eu gostaria de ser um General Linha Dura.E comandante das Fôrças Armadas.
    Neste exato momento eu daria o grito de basta de desgovernar o meu País.
    EU GENERAL: Entraria no palacio do desplanalto e o tornaria de novo, no >Palacio dos Planalto< da Republica dos Estados Unidos do Brasil<.
    -Ato continuo, destituiria todos os politiqueiros ds esfera Federal. E sem titubear iniciaria a formação de um governo revolucionario com Militares de Altas Patentes e Professores da Escola Superior de Guerra. Juntaria a eles os Nobres Nomes de Civis Gabaritados Cientistas Politicos que passariam pelos crivos de nossos nobres e ilibados Promotores Publicos Federais e Juizes que compoem os nossos Tribunais, STF e STJ.
    Eles formariam um colegiado para elegerem um Presidente da Republica para Governar juntamente com os indicados pelo colegiado, que tambem indicariam os 7 ministros e seus secretarios.
    -Como analfabeto que sou, mas por ter estudado um pouco o OSPB durante a minha pouca vida, desejo ajudar um pouco a limpesa de meu país. Shalom!

  6. rcmro

    -

    11/06/2012 às 16:14

    Jornalista a serviço de pessoas de cultura contestátel geram reportagens incontestávelmente inóquas. Caca Capital e PTrolls juntos = Lulalá e a política atual. Estamos a um passo de voltarmos à época negra da Ditadura, só que ao invez de Nacionalista, Marxista. Que pena. Adorava o Brasil.

  7. João Rodrigues Tavares

    -

    11/06/2012 às 13:27

    Essa cambada do PT é mesmo criativa. Descobriram que: “PAÍS RICO É PAÍS SEM POBREZA”. Ou não é isso que rola na propaganda institucional paga com o nosso dinheiro? Genial!!!!!!!!!!!!

  8. g g Oliveira

    -

    10/06/2012 às 23:42

    Carta Capital? Ou será: Carta Bagual? Sinceramente nunca li, não conheço, e já tenho asco de quem lê. Será que tem revisor com os conhecimentos linguisticos e gramaticais do Hahahadade? Tem jornais, revistas,radios e redes de TV que o melhor a ser feito é: Ignora-los. Um abraço ao Flavio pelo texto e a você Augusto por me oportunizar lê-lo.

  9. LauraA.G.Crivelari

    -

    10/06/2012 às 18:40

    A ”revista mentira capital”, que acusa as vítimas e inocenta os culpados, com a naturalidade dos bandidos profissionais e dos fanáticos, beira a demência, à insanidade quanto mais se utiliza de métodos stalinistas nos seus modus operandi.
    Assim como acusou a secretária Lina da RF de ter mentido quando ela afirmou que foi convidada pela presidenta Dilma p/ uma conversa estranha, agora, ignora totalmente o fato de Lula convidar o Gilmar Mendes para uma conversa e pressioná-lo para adiar o julgamneto do mensalão, ação autoritára, anti ética, criminosa e inadmissível, porém típica de Lula, basta observar a monumental corrupção e escandalos de seu desgoverno e partido.

    Esta revista inverte os fatos e passa a desqualificar o juiz Gilmar Mendes do STF, com o intuito de tirá-lo do julgamento, conforme quer o PT, depois de também tentarem tirar o procurador Rangel, submetendo ambos a acusações infundadas, explorando fatos casuais, mas que podem ser interpretados de forma equivocadas desde que se induzam pessoas desinformadas a isto.
    ”revista carta suja”, que não merece a menor credibilidade, a serviço da mentira e impunidade daquela quadrilha que assumiu o poder e debocha da Pátria.

  10. Marco Antonio - Curitiba (PR)

    -

    10/06/2012 às 18:20

    É ao menos didático tomografar os métodos dessa turma para mostrar tudo de podre e repugnante que lhes vai nas entranhas. Não que a Caca Capital tenha alguma relevância: quem se interessa pela verdade não lê aquela porcaria e quem lê aquela porcaria não se interessa pela verdade.

    Se a relação entre Veja e seus leitores junta a fome com a vontade de comer, a simbiose entre o Papel Higiênico Capital e seus apologistas junta a falta de apetite com a falta de comida.

    É… Mino, o grande, escolhe a dedo seus subordinados. Cynara Menezes deve ter que ficar na ponta dos pés para alcançar os joelhos de seu patrão.

  11. Maria Margarete Flores

    -

    10/06/2012 às 15:49

    Caro Augusto,

    Que gente burra! o cambada de analfabetos, com todo respeito aos analfabetos que existem pelo Brasil afora, que são muitos, mas que são pessoas honestas e decentes.
    abraço
    Margarete

  12. Victor

    -

    10/06/2012 às 15:45

    A Carta Capital prega para o coral. Só lê aquele troço quem já é da turma mesmo, eles não têm um público amplo que eventualmente possa ser “persuadido” pelo ponto de vista do dito jornalismo deles. Aquilo nem sobreviveria comercialmente se não fossem os anúncios comprados pelo governo.

  13. Maria Margarete Flores

    -

    10/06/2012 às 15:29

    Caríssimo Augusto,

    Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em auto-sacrifício; então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada” – Ayn Rand – judia russa que fugiu da Rússia nos anos 1920, autora do livro A Revolta de Atlas.

    abraço
    Margarete

  14. Víctor Rogério

    -

    10/06/2012 às 15:21

    Excelente texto.
    Parabéns.

  15. Ferreira Pena

    -

    10/06/2012 às 8:39

    Mas apesar de tudo, o quadrilheiro continua avançando e conseguiu seu intento: todos os canalhas da “sofisticada quadrilha” serão absolvidos. Uma arraia miuda será condenada, mas não vai pra cadeia. O STF teve uma atitude vexatória, estão se borrando de medo. Mas pergunto, de quê?

  16. Eduardo

    -

    10/06/2012 às 4:05

    Pô! Como é burra! E olha que essa Cynara deve estar ganahando uma graninha boa. Êta dinheiro fácil. Mas os cumpanheiros preferem sempre alguém “da casa”, que normalmente é medíocre, ao invés de procurar a excelência.

  17. Ezequiel-SP

    -

    09/06/2012 às 21:44

    Dia desses fiz um pesquisa por conta própria: Perguntava aos jornaleiros: Meu amigo, quantas pessoas pedem a revista CC ?
    A maioria falava em uma ou duas no máximo…

  18. Alexandre MINAS GERAIS

    -

    09/06/2012 às 19:38

    Qual a tiragem da carta capital??

  19. Ilson de Pádua

    -

    09/06/2012 às 15:16

    Prezado Augusto,

    A Carta Distrital do Mino Província não tem a menor condições de peitar a mais prestigiosa Revista Independente do mundo e sem rabo preso, com dinheiro público de estatais inúteis. Uma REVISTA que tem um time de intelectuais JORNALISTAS INDEPENDENTES, tais como: Reinaldo Azevedo, Augusto Nunes, Ricardo Setti, Policarpo Jr e tantos outros, tem mesmo de ser a melhor revista do Brasil e do mundo. Claro que aloprados petistas da imprensa não gostam da VEJA. Conituem firmes que vamos vencer esta cambada de bandidos que alopram o Brasil há quase dez anos. Parabéns para vocês e VEJA NELLES!!!
    Abs,
    Ilson de Pádua

  20. Luiz Siqueira

    -

    09/06/2012 às 14:24

    Sabe o que corrompe o cinturão dos progressistas, Augusto? A opinião dissonante. Infelizmente, você e os articulistas de VEJA são exceções em um jornalismo cada vez mais parcial – parcial para o lado do governo, um tremendo paradoxo. Sorte a nossa termos nomes independentes, como o do Flavio, nos ajudando também.

    Sobre isto, li um artigo, retuítado pelo “Paulo Francis” do Twitter, a respeito dos brasileiros da imprensa.

    http://www.itu.com.br/cinema/noticia/caro-francis-desvenda-o-icone-do-jornalismo-opinativo-brasileiro-20120608

  21. Valério Londe

    -

    09/06/2012 às 12:36

    Parabéns, mestre Flávio.
    Como sempre brilhante.

  22. Roberto

    -

    09/06/2012 às 12:01

    Flávio Morgenstern na Veja, já! (2)

  23. Think tank

    -

    09/06/2012 às 10:25

    Se apareceu até o brasão, significa que não foi só Ctrl C + Ctrl V, mas Ctrl A + Ctrl C + Ctrl V.
    Como se vê, ao chegar ao poder esta gangue “loroteando” como sendo dono da ética e moral para acabar com toda sujeira que ai está, parte para a segunda etapa, tornar se dono do Brasil. Finge que o voto é procuração plenas ou quer induzir a massa que é, quer concluir o golpe a qualquer custo como golpista que forjou procuração numa da fazenda da viúva.

  24. TIÃO BENTO. rj

    -

    09/06/2012 às 10:11

    Tem certas coisas que eu não sei dizer, mas sei sentir. Como pode isso ter chegado a este ponto, em confundir linha como fêmea de linho? coisas do petismo. Ah! os pobres! Vendemo-los, vai nos render votos. Lula age assim, um rico que vende os pobres. A palavra pobre não sai de sua boca, mas só o encontramos feliz ao lado dos abastados, elite da qual ele hoje faz parte. ESTA O VENDE TAMBÉM, mas ele cobra o preço. Se quisermos mesmo depurar o andar de cima ( ””} vamos ter muito material para fazer sabão. Tá demais, saturou, que nenhum jornalista cruze desavisadamente meu caminho. ô profissão! os sérios pagam pelos maiorais não sérios. Somos uma minoria de 44 milhões que não gostam do Homem. Pena que isso chegue no ocaso de um mito que se propôs eterno… que dó! dó de nós que pagamos e vamos continuar pagando, se não pela felicidade deste staff, agora pela sua aflição. Haja. è bom não esquecermos do azeite dos gregos e da Paeja espanhola, até isso será rachado entre nós, que não temos a mínima garantia de nosso dinheiro é nosso mesmo. Mas o Brasil não é esta coisa fora do prumo como adoramos satanizar. Não há um ditador deste planeta que não conte com nossa solidariedade. È bonito isso? é. Não somos quem somos à toa, damos toda força a este governo para ele fazer o que faz. Vai demorar, mas vai desmoronar.

  25. Lúcia Helena

    -

    09/06/2012 às 2:39

    Grata pela atenção

  26. Charles A.

    -

    09/06/2012 às 2:08

    Complementando o comentário abaixo 1:57, sinto-me estranho depois de ter ido à esgotosfera-os comentários de lá são tão isentos e educados que fiquei enternecido;como é lindo o amor,agora que estamos próximos do dia dos namorados. A fidelidade deles ao poderoso capo lulla e seu fiel escudeiro, o zé,supera qualquer Valentine’s Day…endurecer sim,perder a ternura , a boquinha e o odor de excrementos, jamais!…comovente…

  27. Charles A.

    -

    09/06/2012 às 1:57

    Eu não conhecia o site 247 citado no artigo. Entrei lá e fiquei sabendo que a carta capital, em sensacional e isenta reportagem ,derrubou o ministro Gilmar Mendes;só que ninguém ficou sabendo…Será que é por que ninguém lê a revista ,o blog da mesma e o blog do blog da publicação subsidiada pelo pt do zé do lula?

  28. Haiganouch Licin Ganatchian Pilli

    -

    08/06/2012 às 23:37

    Exma. Jornalista Cynara, será que a senhora não inverteu a história? Confundiu PT com PSDB? Porque o que leio não só na Veja, que tem jornalistas idoneos e competentes mas em tôda midia que tenta ser o mais imparcial possive. A senhora, não tem competencia para trabalhar em qualquer uma dessas publicações. Pôr favôr fique na Carta Capital.

  29. Alice

    -

    08/06/2012 às 22:38

    Não dá pra entender o que você escreve, miliciana. É dilmês?

  30. Lúcia Helena

    -

    08/06/2012 às 22:33

    Moderador, fiquei confusa ou a Terezinha às 17:12 disse com todas as letras que a veja publica normalmente notícias falsas?

    Ela se referiu à jornalista de que fala o texto do Flavio. Mas o comentário ficou confuso. Eliminei esse trecho.

  31. FM

    -

    08/06/2012 às 21:15

    O Jornalista Flavio Morgenstern foi de +. Permita-me algumas observações. Você inicia seu artigo implicando com os petralhas, falando de ética. Isso é coisa do passado e que caiu em desuso nesta era do Brasil Maravilha. Você também fala que a conclusão da jornalista veio antes de um raciocínio escorreito e prova isso escarafunchando o trabalho da pobre moça que precisava tanto escrever algo execrando a Veja. Quem maldade! Você tem que concordar que quem age com afoiteza só com o objetivo de atacar a qualquer preço, não usa o raciocínio, e além do mais, só os que leram e foram na mesma trilha da sua colega é que viram alguma coisa de espetacular. Os nobres jornalistas ditos progressistas, armam suas arapucas e ficam tão eufóricos ao admirarem sua obra repleta de “espertezas” que nem sentem que estão resvalando numa baita furada. Em parte seria vergonhoso, mas isso não tem lá tanta importância. Seus leitores são os que riem e aplaudem com facilidade e na certa nem vão dar pelo logro. Afinal, quem não tem muita chance de ficar satisfeito com verdades, tem mais que se contentar com suas próprias mentiras.

  32. elizabeth correa

    -

    08/06/2012 às 19:35

    Flávio!!!! Este texto está impecável.Parabéns e obrigado Augusto por compartilhar o Flávio conosco.

  33. delmo oliveira

    -

    08/06/2012 às 18:41

    O Chefe da Quadrilha do Mensalão, o famoso José Dirceu, que foi denunciado como tal pelo Procurador Geral da República, na ocasião do maior escândalo da nossa República, operado ao lado do gabinete Presidencial, ou seja, pela C.Civil, com o propósito de alugar parlamentares para dar sustentação política ao governo Petista. Faço esta narração para recordar e dizer que o Zé Dirceu(PT/SP) é idolatrado pela Carta Capital. Vamos aguardar o STF a partir de agosto, para ver a cara do Animador de Palanque/Bravateiro/Falastrão/Dr. Honoris Causa do Mensalão.

  34. PAPAGAIO

    -

    08/06/2012 às 17:50

    OS CARAS TÃO SE ENFORCANDO COM AS PRÓPRIAS
    CORDAS !!!!!

  35. Pauferro

    -

    08/06/2012 às 17:26

    Senhor Augusto Nunes, matéria digna de parabéns. Causa-nos ASCO ouvir as baboseiras e mentiras orquestradas e divulgadas pelos canalhas do PT, partindo-se do canalha mor que responde pelo nome de Luiz Inácio MENTIRA Lula da Silva, o maior CANCRO existente nos anais da História do Brasil. Será que a Marta Suplicy e o João Costa não irão iniciar uma rebelião contra estes pilantras encastelados no poder e na implantação de mentiras para os incautos? O STF está tendo uma oportunidade impar para iniciar uma FAXINA de verdade no entulho do PT e seus canalhas, principalmente o Big Boss de araque:LULA. Parabéns, mais uma vez, pela matéria.

  36. Daniel

    -

    08/06/2012 às 17:20

    Ótimo texto! Adoro ver jornalistas chapa branca levarem uns belos chutes no traseiro.

  37. Luis R N Ferreira

    -

    08/06/2012 às 17:13

    Um grande furo, pelo menos para mim que não fazia idéia, foi a descrição do Mino Carta como lambe-botas dos generais da ditadura feita pelo Reinaldo Azevedo. Garimpando o arquivo da Veja e descobrindo textos assinados da época que mostra de maneira categórica quem é, na verdade, o editor de Carta Capital.

  38. Teresinha

    -

    08/06/2012 às 17:12

    A dinâmica jornalista escorregou feio, qualquer adolescente, não petralizado, perceberia que a Veja, perseguida como está pela CPMI, não correria risco. Sabe como é, aderiu aos petralhas e nem percebeu que eles roubam até os raciocínios.

  39. dpiresmont

    -

    08/06/2012 às 17:09

    Sr. Flavio Morgenstern nós brasileiros pensantes é que agradecemos o empenho, a luta dos jornalistas sérios, pela VERDADE. A VERDADE que na Era Lula, vem morrendo de inanição, sendo cinicamente exterminada.

  40. Drakko

    -

    08/06/2012 às 16:50

    Incrível como Dirceus, Amorins e Minos conseguiram reunir tantos medíocres em tão curto espaço de tempo.
    Valha-me Deus! Poderiam ter feito coisa muito melhor com as sobras do mensalão…

  41. EXTREMA DIREITA

    -

    08/06/2012 às 15:36

    EU ERA ASSINANTE DE CARTA CAPITAL AUGUSTO, MAS DESISTI PELO BAXÍSSIMO NÍVEL DA REVISTA. ELA RESOLVEU ATACAR GILMAR MENDES HÁ COISA DE UNS DOIS ANOS E O COLOCOU NA CAPA COM O TÍTULO “ÀS FAVAS COM A ÉTICA”, ALEGANDO QUE O MINISTRO DO STF TINHA NEGÓCIOS EM SEU NOME, O QUE É PROIBIDO PELA LEGISLAÇÃO, QUE SÓ ADMITE A PERCEPÇÃO DE PROVENTOS DA ATIVIDADE DE MAGISTRADO E DO MAGISTÉRIO. QUERENDO ENFATIZAR A MALÉFICa INFLUÊNCIA DO MINISTRO,ATÉ MESMO NO JUDICIÁRIO, ARGUMENTOU QUE NENHUMA AÇÃO JUDICIAL CONTRA SEU IRMÃO, À ÉPOCA PREFEITO DE DIAMANTINO-MT , SEQUER TINHA SIDO AJUIZADA, O QUE PROVARIA A INTEFERÊNCIA NEGATIVA DO MAGISTRADO. ELEMENTAR, CARO AUGUSTO, QUE NINGUÉM PODE “INFLUENCIAR” O JUDICIÁRIO NUMA AÇÃO NÃO AJUIZADA. BAIXÍSSIMO O NÍVEL JORNALÍSTICO E DE CONHECIMENTOS JURÍDICOS DOS PROFISSIONAIS DA REVISTA. NÃO REnOVEI MAIS A AASSINATURA E PAREI DE LER.

  42. fpenin

    -

    08/06/2012 às 12:31

    Augusto,
    Não fosse por obra e ação de VEJA, 99% dos brasileiros continuariam a ignorar a revista Carta Capital. Alguém sabe: qual é a tiragem de Carta Capital? Qual o seu público, exceto os amestrados pelo governo da hora?

  43. Cris Camargo

    -

    08/06/2012 às 11:41

    Flávio Morgenstern na Veja, já!

  44. Nuno Alves

    -

    08/06/2012 às 11:14

    Carta Capital não cansa de passar atestado de sua adesão irrestrita ao petismo delavado. (até os métodos são os msmos). O jornalismo que se exploda, não é mesmo. Tomara que esta jornalista escreva novas reportagens bombásticas como esta

  45. Leniéverson Azeredo

    -

    08/06/2012 às 10:40

    Decálogo bíblico?Não, deve ser o Manifesto Comunista mesmo. São tudo papagaios de Karl Marx, seguem os princípios dele, sem fazer autocrítica sobre os mesmos.

  46. dpiresmont

    -

    08/06/2012 às 1:21

    Isto já não é mais um simples MICO, é um KING KONG… ha,ha,ha. Aonde será que acham essas pessoas tão ‘brilhantes’? Pra fazer rir, até que servem.

  47. maycon x

    -

    08/06/2012 às 0:01

    A, este Daniel Dantas, tá em todas, veja voces….

  48. Bruno

    -

    08/06/2012 às 0:01

    “A blogosfera progressista iniciou uma hashtag entre as pessoas que querem verbas públicas para seus blogs e censura estatal na imprensa” kkkkkkkkkkkkkk definição mais concisa da trupe seria impossível.

  49. freetibet

    -

    07/06/2012 às 21:43

    Qualquer bandidinho pego em fragrante delito, tem já na ponta da língua um discurso pronto, de não fui eu, ou foi o outro, para no mínimo não levar tapão na orelha. Mas como na essência, toda consciência bandida é cretina, e seu caráter é imbecil. Fica explícito que a menininha da revistoca, ainda não percebeu, que mentira tem várias versões, algumas mais apressadas que outras, e à verdade, ora, à verdade, uma única! além do que, fatos são teimosos, teimam em serem fatos!

  50. silvio maciel

    -

    07/06/2012 às 21:14

    Cristovam Buarque relatou visita de uma professora americana na UNB ciceroneada por ele, que perguntou à “ianque” – o que falta para sermos espertos, grandes e bonitos como voces “ianques”?
    Ela olhando o baixinho esquisito com um ingles macarronico disse – mais gente preta, alta e bonita. Pronto – ele arranjou mais uma justificativa para o sistema de cotas nas universidades – melhorar a paisagem para os “ianques”.

  51. Paula Rosiska

    -

    07/06/2012 às 21:03

    Mino Carta deveria agradecer a pessoas como Flavio, e até mesmo o processado Diogo Mainardi, por nos lembrar que a revista existe. Do contrário, ela seria apenas vendida nos CAs das faculdades de Ciências Humanas.

  52. Flavio Morgenstern

    -

    07/06/2012 às 20:43

    Augusto, fico a cada dia mais honrado em ser citado por aqui. Uma grande sensação de dever cumprido por ganhar o reconhecimento de um jornalista que tanto admiro.
    Espero que seus leitores não cansem, afinal. :)
    Grande abraço!

    Caro Flavio, o Augusto lerá os comentários depois das 18h. Um abraço, Júlia Rodrigues.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados