Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Entrada da filha de Serra na lista do mafuá de Mauá amplia o roteiro do programa que tem tudo para virar campeão de audiência

Acossada pela descoberta de que outros quatro tucanos ligados a José Serra foram vítimas da mesma violência imposta a Eduardo Jorge Caldas Pereira, vice-presidente do PSDB, a direção da Receita Federal resolveu descobrir que mais de 130 contribuintes sem filiação partidária tiveram o sigilo fiscal quebrado ilegalmente pelo infatigável computador do mafuá de Mauá. Se […]

Acossada pela descoberta de que outros quatro tucanos ligados a José Serra foram vítimas da mesma violência imposta a Eduardo Jorge Caldas Pereira, vice-presidente do PSDB, a direção da Receita Federal resolveu descobrir que mais de 130 contribuintes sem filiação partidária tiveram o sigilo fiscal quebrado ilegalmente pelo infatigável computador do mafuá de Mauá. Se ninguém nessa multidão foi estuprado por motivos políticos, raciocinaram os companheiros do Fisco, está claro que não houve motivação política no estupro dos aliados do candidato presidencial da oposição.

Parece piada? É só mais uma evidência de que a mente criminosa fica bem menos inventiva quando dispensada do medo da cadeia, reafirmou a discurseira do corregedor da Receita, Antonio Carlos Costa D´Ávila: “Foi identificado um esquema de compra e venda de informações por meio de propina”. E daí?, berraria de volta o Brasil se, como estranhou o juiz federal Antonio Carlos Macedo da Silva no despacho em que autorizou o acesso de Eduardo Jorge às investigações da Receita, não “parecesse conviver com tranquilidade com delitos gravíssimos”.

O que tem a ver uma coisa com outra?, teria ouvido em seguida o corregedor se o barulho do camburão estacionando em frente sobressaltasse também figurões com culpa no cartório. Ainda que a lista dos 138 estuprados fosse verdadeira, serviria apenas para acrescentar que o crime se consumou numa repartição da Receita reduzido a casa de tolerância fiscal. “Enrolação”, resumiu Eduardo Jorge, secretário-geral da Presidência da República durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, ao ouvir o palavrório de sexta-feira. Deve ter repetido o sucinto parecer nesta terça-feira, ao topar com o relatório de cinco páginas encaminhado pelo corregedor ao Ministério Público Federal.

Os 138 estuprados caíram fora, junto com o balcão de compra e vendas anabolizado por propinas milionárias. Em contrapartida, entrou na relação das vítimas a empresária Verônica Serra, filha do candidato à Presidência. Por conta desse estupro, Lúcia de Fátima Gonçalves Milan engrossou a lista de funcionárias suspeitas que já incluía Adeildda Ferreira, dona do computador, Antônia Aparecida Rodrigues, dona da senha, e Ana Maria Caroto Cano, cedida à agência especializada em estupros pelo Serviço Nacional de Processamento de Dados (Serpro). É delas que o corregedor está falando quando desconfia da “existência de conduta que, em tese, poderia configurar prática de crime comum pelas servidoras”.

Nem mesmo a entrada de Verônica Serra na lista dos afrontados induziu a direção da Receita a desistir da versão de que a invasão foi arquitetada por uma quadrilha de criminosos comuns que lucra com o comércio de informações reservadas. Chega de enrolação, gritariam todos os 200 milhões de brasileiros se tantos não estivessem emudecidos pela abulia. Isso não impedirá que o país que presta siga exigindo a identificação dos executores e, sobretudo, dos mandantes de um crime escancaradamente vinculado a interesses políticos, partidários e eleitorais. A trama foi desencadeada em 8 de outubro de 2009. Precisa ser elucidada antes de comemorar o primeiro aniversário. Antes do primeiro turno da eleição.

Faz quase um ano que, em apenas 16 minutos, foram sucessivamente devassadas as declarações de renda de Luiz Carlos Mendonça de Barros, ministro das Comunicações no governo de Fernando Henrique Cardoso, Gregório Marin Preciado, marido de uma prima de Serra, Ricardo Sérgio de Oliveira, ex-diretor do Banco do Brasil e tesoureiro das campanhas de Serra e FHC, Ronaldo de Souza, ex-sócio de Ricardo Sérgio, e Eduardo Jorge.

Em maio, como recorda a edição desta semana, VEJA descobriu que Luiz Lanzetta, um jornalista a serviço do comitê organizador da campanha de Dilma Rousseff, cuidava da montagem de um dossiê contra José Serra. A reportagem revelou que o papelório já havia incorporado as informações obtidas ilegalmente no mafuá de Mauá. Para descobrir quem vendeu e quem comprou ou tentou comprar, basta a quebra do sigilo telefônico de meia dúzia de personagens. O resto é enrolação, já disse Eduardo Jorge.

Ele sabe com quem está lidando. Quando estava no Palácio do Planalto e o PT na oposição, o secretário-geral do governo FHC foi obsessivamente alvejado com denúncias fantasiosas pelo finório Luiz Francisco de Souza, procurador-regional da República e procurador-nacional do PT. No ano passado, o Conselho Nacional do Ministério Público reconheceu formalmente que Eduardo Jorge, enfim absolvido das acusações sem fundamento, foi perseguido por motivos políticos e condenou o perseguidor a 45 dias de suspensão. Menos de 12 meses depois de oficialmente inocentado, soube que os pastores da infâmia atacaram de novo, agora entrincheirados no coração do poder. Igualmente perseverante, retomou a briga decidido a vencer pela segunda vez.

Oferecido a um produtor de seriado policial americano, o caso do estupro fiscal seria recusado por falta de mistério: qualquer espectador identificaria os bandidos em menos de 10 minutos. Basta descobrir de que modo as informações confidenciais foram parar num dossiê planejado por gente a serviço do PT. Pelo mesmo motivo, a história pode render uma série de programas muito atraentes no horário eleitoral da oposição. Tem tudo para transformar-se num campeão de audiência.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    José

    Caro Augusto Nunes, o que mais indigna é ver a cara da Dilma posando de Savonarola, mesmo o seu partido tendo feito o que fez. É incrível como essa gente, quanto mais chafurda no crime, mas se julga no direito de dar lições de moral ao mundo, numa completa inversão de valores.

    Curtir

  2. Comentado por:

    berlatto

    Caro Augusto, o diabo é o seguinte: Somos 50 milhões de analfabetos e semi letrados. Esses, jamais lerão o seu texto ou qualquer jornal. É uma verdadeira massa de desinformados. Se comportam como rês em manada. Não tem a mínima idéia da seriedade da quebra do sigilo fiscal de algum cidadão ou do que é o estado de direito. Os petistas contam com a total ignorância do povo. E por isso continuam fazendo os mais escabrosos escândalos contando com a conivência do povão, e o pior, até do judiciário. Outras instituíções representativas da sociedade, como a OAB nem se manifestam. Se calam, já nem sei mais por que. O Brasil precisa ser redescoberto urgentemente! Abs.

    Curtir

  3. Comentado por:

    carlos nascimento

    Amigos,
    A Regina Duarte avisou, estão lembrados !!!!!
    Carlos Nascimento.

    Curtir

  4. Comentado por:

    William

    Ou a oposição vira oposição de verdade ou ficará dificil.
    http://blogs.abril.com.br/williambaiano

    Curtir

  5. Comentado por:

    MAREMOTO

    AUGUSTO NUNES “CÁ ENTRE EU” JA QUE VIOLARAM O SIGILO FISCAL DA MENINA, SERA QUE DA PRA VIOLAR O SIGILO DO MENINO?
    GOSTARIA DE SABER A QUANTAS ANDA

    Curtir

  6. Comentado por:

    jota

    MAIS UMA VEZ …
    Cai fora.

    Curtir

  7. Comentado por:

    Alvaro

    Todo jogo tem regras. Antes do dia de irmos depositar os votos nas urnas algumas questões precisam ser respondidas.
    1. Há no Brasil um estado de direito democrático
    2. As instituições funcionam nesse país
    3. Quem reconhecerá um pleito contaminado por uma organização criminosa nas entranhas do poder, na alma do estado, que sequer respeita a cidadania
    4. Onde está o judiciário
    5. Existem: ABI, OAB, ABM, OEA, ONU
    6. QUAL A DIFERENÇA DA CLANDESTINIDADE NA GUERRILHA E O ESTUPRO DA CIDADANIA

    Curtir

  8. Comentado por:

    SILVIO

    DUAS BOAS LEMBRANÇAS NOS COMENTÁRIOS: QUEBRAR O SIGILO DO LULLINHA E A REGINA DUARTE AVISOU!!!!!!!!!!!!!!

    Curtir

  9. Comentado por:

    Hugo Alves

    Caro Augusto,
    Ganhar politica no tapetão pra mim é o que está acontecendo no país nos ultimos 8 anos, o povo mais carente de nosso pais ganhou um cala boca, com um bolsa familia que foi criado pelo FHC e simplismente dado continuidade pelo Lula, e esperto como o bicho é ampliou-o totalmente sem contra partida ou seja a maioria dos que estão sendo beneficiados chegam ao ponto de quando arrumam um emprego pedem pra não assinaram a CTPS, pra não ter risco de sair do programa, pois sabemos que todos estes que recebem infelizmente não tem a menor condição social de analisar que o neste governo Lula de 8 anos o Brasil foi saqueado e que mensalão ocorre toda hora, dinheiro nas cuecas e meias, enriquecimento absurdo do Lula, dos filhos e de toda a turma dos petralhas, com certeza os beneficiarios do bolsa familia/renda cidadã não sabem que só o dinheiro gasto agora por ultim com uma troquinha de cadeiras no palácio pro Lula sentar foi quase 200 milhões, avalie então povo do meu Brasil quanto são as outros gastos, cartões corporativos, aerolula e tudo mais.
    Agora quero fazer uma pergunta: porque o TSE normatiza propaganda eleitoral, só pra oposição, pq não aguento mais ficar vendo o programa da Dilma é só mostrando as obras públicas, que alias na maioria são inacabadas e o Lula deveria pelo menos respeitar o povo brasileiro que sabe ler e escrever, pois o cara desde 2 anos atrás ou mais já faz campnha eleitoreira pra e com a Dilma, tudo com o dinheiro e a maquina publica, depois como se permite o chefe maior de estado tá toda hora na campanha politica, de dia, de noite, toda hora e é como se o cara fosse o proprio candidado, alias diga sempre e sem a menor classe. Quero pedir ao TSE, pra assumir publicamente que a Lei Eleitoral foi feita pra beneficiar o mandão do Lula e seus petralhas, pois até um hospital inaugurado lá num sei onde é obra da Dilma, Lula, pac, da luz eletrica que chegou ao Brasil só com o Lula, enfim antes do Lula a gente nem respirava; hoje mesmo abri uma veja de março deste anos e ta lá uma matéria até com cópia de cheques, depoimentos e tudo mais do sucessor do Delubio no PT e a máfia das comissões em todos os negócios do pais o PT vai na frente e negocia a fatia dos petralhas, socorro estou realmente ficando lesado, pois não aguento mais este lula querendo meter cala a boca em todos que ousar discordar do seu meliante e estuprador governo, volto a afirmar temos que irmos as ruas e é antes das eleições, vamos organizar o impicheamente desse bicho que não tem nada de analfabeto é PHD e enganar quem mais precisa de conhecimento o povo mais carente desta nação. Independente de pesquisa vamos pedir o impeachemente do Lula, pois no do Color se não fosse a imprensa e os petralhas na época que eram oposição nos possivelmente agora não estariamos falando do meliante, então oposição atual do pais, imprensa, mídia falada e escrita e nós os que enxergam, vamos reagir ainda estamos vivos, se tivessemos tomado este tipo de atitude a a mais tempo nem existia Dilma pra contar a estória. Força, nada é impossivel.

    Curtir

  10. Comentado por:

    FERNANDINHO BEIRA RIO

    CHEGA DA FILOSOFIA E COVARDIA. TEMOS DE SALVAR A DEMOCRACIA ENQUANTO HÁ TEMPO! AJUDE: VOTE EM QUALQUER CANDIDATO, MENOS NA DILMA OU EM OUTRO “LOUCO(A)” DITADOR OU COMUNISTA!
    UM LEAL ABRAÇO.

    Curtir