Editorial do Estadão: O partido que não muda nada

Publicado no Estadão Notícias sobre envolvimento de políticos oposicionistas em ações de corrupção são invariavelmente exploradas pelos líderes petistas em pronunciamentos oficiais e pela militância do partido nas redes sociais como se isso fosse capaz de justificar e legitimar o assalto aos cofres públicos praticado em dimensões oceânicas desde que Lula e sua tigrada assumiram […]

Publicado no Estadão

Notícias sobre envolvimento de políticos oposicionistas em ações de corrupção são invariavelmente exploradas pelos líderes petistas em pronunciamentos oficiais e pela militância do partido nas redes sociais como se isso fosse capaz de justificar e legitimar o assalto aos cofres públicos praticado em dimensões oceânicas desde que Lula e sua tigrada assumiram o poder. Há corruptos, sim, também entre os políticos da oposição. Qual é a novidade? Negar essa obviedade é tão despropositado e ridículo quanto o chefão do PT se proclamar o mais honesto dos brasileiros. O que a prática generalizada da corrupção na gestão da coisa pública demonstra é que o sistema político patrimonialista em vigor desde os tempos coloniais é viciado e não serve aos propósitos de uma sociedade que se pretende moderna e genuinamente democrática. O sistema precisa urgentemente de reforma. E em 13 anos no poder o PT não moveu uma palha nesse sentido.

O fato de os petistas explorarem em benefício próprio as notícias sobre corrupção praticada pelos oposicionistas demonstra, desde logo, que essas notícias existem e são veiculadas por todos os meios de comunicação, o que desmonta o argumento de Lula & Cia. de que impera no país uma “imprensa golpista” que protege a oposição, manipula o noticiário em benefício dos interesses da “burguesia” e por isso se esmera em caluniar o PT, único e legítimo defensor dos fracos e dos oprimidos.

É verdade que a quantidade das notícias sobre a delinquência dos petistas e aliados – a rigor, cúmplices – sobrepuja em muito o número de notícias sobre as lambanças de gente da oposição. Mais uma vez, porém, qual é a novidade? Há mais de uma década o partido que surgiu para lutar contra “tudo isso que está aí” chegou à conclusão de que não adianta dar murro em ponta de faca e se entregou sem o menor constrangimento ao aperfeiçoamento das mesmas práticas que passara a vida condenando. Tudo em nome, é claro, de uma causa nobre: a perpetuação no poder da “opção popular”.

E veio o mensalão, brincadeira de criança comparada com a “privatização” da Petrobras em benefício de políticos, empresários e espertalhões de variadas especialidades. Durante anos seguidos, a partir do primeiro mandato de Lula, o assalto aos cofres das estatais foi-se tornando cada vez mais amplo e bem-sucedido, a ponto de os envolvidos na mamata nem imaginarem que a lei os pudesse alcançar. Tiveram uma surpresa com o processo do mensalão. E em março de 2014 uma operação policial de nome estranho, Lava Jato, começou a puxar o primeiro fio da meada que hoje parece inesgotável.

A partir de então, praticamente todo dia surge a notícia de um fato novo no trabalho da Polícia e do Ministério Público federais. Praticamente toda semana algum juiz, não apenas Sergio Moro, manda para a cadeia um figurão pego com a mão na massa. Os principais delitos praticados são o tráfico de influência, o favorecimento a prestadores de serviços públicos, inclusive na forma de superfaturamento, e o desvio de recursos para o fim de pagamento de propina. Crimes que obviamente só podem ser praticados com a cumplicidade de quem tem o poder de prover. O que não costuma ser o caso dos oposicionistas.

Assim, a tigrada aperfeiçoou métodos, mas não é original na essência do que faz. Há mais de meio século, os correligionários de um importante político paulista, que foi prefeito da capital e governador do Estado, proclamavam com orgulho: “Rouba, mas faz”. Hoje, a tigrada rouba, deixa roubar e não “faz”. A não ser que se considere um progresso o fato de o atual governo lulopetista estar pondo a perder os avanços que os brasileiros mais pobres conquistaram quando o governo Lula tinha dinheiro para investir em programas sociais.

Melhor faria agora a tigrada petista se levasse a sério o diagnóstico feito semanas atrás pelo ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Jaques Wagner: “O PT errou ao não ter feito a reforma política no primeiro ano do governo Lula. E aí não mudou os métodos do exercício da política”. E agora vai mudar?

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Rue des Sablons

    O Marcola começou a instigar ataques nas ruas e foi colocado em prisão de segurança máxima. O Santíssimo faz de desfaz e continua livre.

    Curtir

  2. Comentado por:

    ROSANA CABRERA

    Não vai mudar nada, nada, nada.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Charles A.

    O PT fingiu que “passara a vida condenando” as práticas de corrupção sem fim.Na verdade,sabe-se hoje, que o ex-partidão defensor dos fracos e oprimidos só estava esperando o melhor momento para dar o bote e engolir sem mastigar o país inteiro.Era seu projeto de poder,sua ambição,desde sua criação.Pois é,o objetivo do pt nunca foi proteger os frascos e comprimidos,mas roubar e destruir o país para conquistar um poder despótico,corrupto,entreguista e vitalício,com seu projeto bolivariano(comunista para os íntimos) do foro de São Paulo e do tal “governo mundial”.Estão indo para o meio do inferno,graças a Deus a à Lava Jato! Que o Brahma51 apodreça na cadeia antes de ir esquentar-se com o chefe tinhoso nas profundezas.

    Curtir

  4. Comentado por:

    freed

    Magistral!!! Perfeito! Límpido, conciso, bem explicado, isto sim é jornal. Parabéns Estadão!

    Curtir

  5. Comentado por:

    Mafioso Curitiba

    O PT vai morrer jurando inocência e que o Brasil destruiu o único partido que queria fazer justiça social.

    Curtir

  6. Comentado por:

    AHT

    Crônica: “Caos versus Jumenta, Corredores do Poder e Democracia”
    Dois parlamentares, um petista e outro peessedebista, amigos desde a USP, se esbarraram num dos corredores do Congresso Nacional e engrenaram uma conversa. O petista comentou que acabara de ler um livro sobre o Lula, tendo um episódio lhe provocado uma reflexão sobre a luzente trajetória de Lula para o país.
    O tucano perguntou, “Que fato significativo foi esse?”
    Era a pergunta esperada pelo petista, que rememorou o episódio recém lido:
    “Certo dia, quando Lula ainda tinha 3 anos de idade, foi com o seu irmão Ziza até a casa de Custódio, compadre da mãe deles, para buscar leite.
    Chegando lá, Lula começou a brincar com a criançada, quando notou uma jumenta amamentando o filhote. Serelepe, foi correndo acariciar o jumentinho. A jumenta enfureceu, avançou e abocanhou o Lula pela barriga, aprisionando-o. A criançada gritou e, num piscar de olhos o Custódio chegou e se jogou contra a jumenta, tentando libertar o Lula dos dentes do animal. E nada da jumenta soltar o Lula. Então, Custódio pegou a peixeira e começou a cutucar e sangrar a jumenta no pescoço.
    Custódio conseguiu livrar o Lula daquela enrascada, que poderia redundar em tragédia”.
    E o petista concluiu, “Quando se é um predestinado, sempre surgirá alguém preparado para livra-lo do perigo. Concorda, meu estimado amigo?”
    O tucano tentou articular a resposta sem causar polêmica, mas criticando a atual crise política, econômica e social:
    “Sim, concordo. Mas, longe de ser uma provocação ao respeitável histórico e importância do Lula… por favor, entenda-me…
    Segundo a Teoria do Caos, uma mudança muito pequena nas condições iniciais de uma situação leva a efeitos imprevisíveis. Então, é possível que o evento ‘sangrar a jumenta no pescoço’ possa ter provocado efeitos indesejáveis, não apenas para os antagônicos ao PT, mas… diante dessa grave crise, cujos efeitos a curto, médio e longo prazos deveras preocupantes para todas as classes sociais…”

    – e, subitamente, foi interrompido.
    Um cidadão que visitava o Congresso Nacional e ouviu aquela conversa, interrompeu a fala do tucano e, em voz alta, “Por favor, senhores! Um minutinho de atenção?”. E já foi desabafando:
    Pô!!! Pelo que acabei de ouvir dos senhores, não posso perder esta rara oportunidade. Para começar… Até quando Ordem e Progresso será apenas uma abreviação de um lema escrito em nossa bandeira?
    Caramba!!! Nesta Casa e nos dois importantes prédios vizinhos de Praça, perderam a noção de quem são aqueles que assumem riscos, suam a camisa e produzem as riquezas do país, e obrigados a pagar escorchantes impostos e taxas, mais a estúpida e impiedosa burocracia? Quem sustenta mordomias mil para muitos mamando nas Tetas da Nação?
    Tem mais! Parem de incluir intencionais brechas nas Leis, em função de interesses nada lícitos!
    E as aprovações de Medidas Provisórias com enxertos se colar, colou, objetivando remediar efeitos resultantes da imprevidência, incompetência, negligência, decisões absurdas e até esquisitos interesses de terceiros e alguns do governo?
    E a recente e passiva aceitação de uma decisão judicial interferindo no Legis…” – e, abruptamente, o cidadão encerrou seu inflamado discurso. Ele acabara de ser abordado por três agentes da polícia legislativa. Surpreendentemente, ao ser tocado em seu ombro direito e ouvir o que um agente lhe falou, ele calou-se e calmamente seguiu os agentes até um gabinete peemedebista, sendo recebido cordialmente por um assessor.
    O tucano piscou para o petista, que entendeu o sinal e, falando baixinho, disse: “Pois é, companheiro… nessa, Mandacaru foi mais ligeiro que Ecu. Mandacaru vai bater um lero, doutrinar e ganhar esse elemento xereta…”. O petista e o tucano tiraram o sorriso do rosto e discretamente se despediram.
    Concluindo, Na prática, se a Democracia é anêmica por desnutrição Ética e Moral, a Teoria do Caos é outra e não interfere no Jogo pelo Poder.

    Curtir

  7. Comentado por:

    Hugo Sandes

    Augusto como sempre seus comentários são diretos e incisivos, não deixando interpretações ambíguas; e foi com muito prazer, que o conheci pessoalmente no pátio do Detran.
    O seu eterno fã, abs……
    O prazer foi todo meu, Hugo. Abração.

    Curtir

  8. Comentado por:

    Andrezinho j

    Penso quepelo menos a corrupçao o legislativo e judiciario apos este Homem de Deus Juiz Sergio Moro eate Brasil nao sera omesmo com certeza.Sou sempre otimista e acredito no meu Brasil sempre,mais depois de um limpa bem dado Caro Augusto.Em Campo Grande ja vejo por aqui as manifestaçoes a favor da Lama Asfaltica que a PF investica e contra o TJMS por atos de anos corruptos e ilegais,justiça e justiça nao injustiça como e por aqui em MS.E como por aqui temos Delcidios,Bumlais,Zeca do PT e Vander e Marvelo Miranda Que desfrutaram na era PT e com muita corrupçao coml vem mostranda a lamaasfaltica e a Lava Jato muitos estao contando o que sabe e o que vitam,o TjMS SOLTOU 5 corruptos em pleno sabado pelas maos de um desembargador que ja foi investigado pelo CNJ que ate recentemente estava morto,mais pareceque esta querendo recender,e eles tambem seria de gtande ajuda isto e se StF nao atrapalhar pis por aqui tambm um juiz foi afastado pelo CNJ por brincar com as precatorias e Ministro TOFOLLI voltou as funçoes que vergonha mais Tofolli,aquele amiho de Dirceu e Lula.CnJ como faremos com este tribunal que ja deu muito prejuizo a muitos ,temos muito a contar dele e peço ajuda a imprensa e oa jornalistas que vem desenvolvendo umntrabalho neste Brasil brilhantemente.Parabens a eles e a PF.Pessoas copetentes e atentas.Nos para voltarmos a crescer precisamos nos livrar deste corrupçao,e dese PT,de Dilmas e Lulas e Dirceu que por muitas vezes foi o presidente deste Brasil,entregue a ele por Lula,que so viajava e de lua de mel.Em Campo Grande na era PT milhoes da petrobras circulavam por aqui para as eleiçoes ,era tanto dinheiro que dava ate medo.Assi, elegiam quem queriam.Vander Loubet que andava de bicicleta hoje muito rico,com pesqueiros,barcos,mansao,carros importados em tao pouco tempo.Assim foi com Delcidio apos sair da Petrobras e virar senador,Zeca do PT que tambem era bancario e de repente milhoes de reais e empresas e patrimonios.No DNiT sabemos qje dinheiro era so vivo em especie paraser destribuido,Mauricio Bumlai vinha sempre buscar ,para levar ao papai Bumlai,Foi Bumlai que colocou Marcelo Miranda no DnIT justamente para isto corromper e faturar,escolhido a dedos nao entendemos depiis de tantas acusaçoes e provas ate mesmo pelo CNJ,Mp,MPF ele aibda nao foi preso,ou ate entendemos STF nao faz nada.A PF que deveria receber o salario dos STF pois eles que trabalham e mostram serviço de fato,este Tf tente a sumir a degerir ficou sem funçao.Acredito sim que este Brasil nao sera o mesmo Augusto temos que crer apos Juiz sergio Moro e sua equipe de trabalho,o Brasil tem que mudar,porque este partido ja mostrou quem e quem sao.PT errou de ter Lula,Dirceu,Zeca do PT,Genuino,Vander,delcidio,Vacario,Eunice,Gleise,Palocci,e tantos que ficaria ate amanha citando todos alem dos amigos ,e mulheres de Lula tem 2 por falta de uma.Este PT que acabou com Brasil nos roubou e nos afundou e cade a justiça?calou e omitiu o que e pior ,acredite se quiser mais Delcidio contou.

    Curtir

  9. Comentado por:

    Polly

    O trecho abaixo do Editorial não combina com a verdade já que o líder desse partido sempre foi um delinquente. Os brasileiro caiu nessa porque nosso povo tem uma autoestima baixíssima, necessitam desesperadamente de um herói para chamar de seu:
    “Há mais de uma década o partido que surgiu para lutar contra “tudo isso que está aí” chegou à conclusão de que não adianta dar murro em ponta de faca e se entregou sem o menor constrangimento ao aperfeiçoamento das mesmas práticas que passara a vida condenando.”

    Curtir