Blogs e Colunistas

10/05/2012

às 19:54 \ Direto ao Ponto

Os canastrões do faroeste-chanchada escaparam de Francis, mas o Brasil decente continua a mantê-los sob estreita vigilância

O que diria Paulo Francis do Brasil de 2012?, registra o comentário de 1 minuto para o site de VEJA. É o que se pergunta quem tem mais de cinco neurônios ao fim da leitura de Diário da Corte, coletânea de textos do maior polemista da imprensa brasileira publicados pela Folha de S. Paulo entre 1975 e 1990. Contemplado pelo dom de antecipar o futuro, ele sabia que, no País do Carnaval, o que está péssimo sempre pode piorar. Mas não tanto, provavelmente constataria se tivesse sobrevivido ao enfarte que o silenciou em 1997 para contemplar a movimentação da turma que controla o Grande Circo Brasil.

Nem o singularmente brilhante Paulo Francis poderia imaginar que, depois do presidente que nunca leu um livro, viria a presidente que não lembra o que jura estar lendo. Ele jurava que nada que viesse do universo político brasileiro seria capaz de espantá-lo. Mas talvez se assombrasse com o faroeste-chanchada ensaiado nas primeiras sessões da CPI do Cachoeira pela ala radical da Frente Ampla da Cafajestagem. O roteiro original não se limita a transformar canalhas em heróis e mocinhos em vilões. Também autoriza os culpados a submeter inocentes a interrogatórios. E termina com a materialização do sonho de todos os delinquentes do mundo: no fim, o bandido prende o xerife.

O bando escapou do olhar implacável de Francis. Mas o Brasil decente mantém sob estreita vigilância tanto o palco quanto as catacumbas em que se movem prontuários disfarçados de parlamentares a serviço da pátria. De novo, várias ramificações da nação dos fora-da-lei se juntaram para outra ofensiva liberticida. De novo, não passarão.

Share

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado

92 Comentários

  • Leomar

    -

    17/5/2012 às 10:10

    Acabaram com a educação brasileira.

  • ZULEIKA AMARAL

    -

    16/5/2012 às 1:47

    Sobre a vaia tenho a dizer que lamento não ter podido participar daquela cena hilariante,espetacular,embora bem atrasada,porém a
    grande dama sofreu muito,tenho certeza.Ela julga-se
    vencedora em suas atitudes super-equivocadas,cada vez mais,até chegar ao momento fatal do “CHEGA!”!!!

    Zuleika

  • Rossini Thales Couto Junior

    -

    13/5/2012 às 11:52

    Caríssimo Augusto:
    Que bom tê-lo de volta ao seu prestigiadíssimo blog!!
    A propósito deste oportuno “Direto ao Ponto” sobre o magnífico Paulo Francis, gostaria de mencionar que foi dele a contracapa – Um Depoimento – do primeiro e único livro que nos deixou o poeta, jornalista, professor, editorialista do saudoso JB e crítico literário Mario Faustino, que partiu desta vida, precocemente, aos trinta e dois anos. A morte, que ele tanto invocou e cantou no seu único legado literário, sobreveio na madrugada de 27 de novembro de 1962, quando o avião em que viajava para o Peru explodiu perto de Lima, caindo sobre os Andes, na localidade de Cerro de las Cruces.
    Ainda sobre o seu livro, O Homem e sua Hora,
    editado pela Civilização Brasileira em 1966, vale registrar o brilhante e completo prefácio de Benedito Nunes.
    Por fim, creio que ainda ficamos a dever uma homenagem – talvez a reedição do seu único livro – a este grande intelectual brasileiro.
    Um forte abraço e um feliz retorno!
    Seu amigo Rossini

    De pleno acordo, amigo Rossini. abração

  • MB011

    -

    13/5/2012 às 11:17

    Só para lembrar o inesquecível Francis: “A situação no Brasil é sempre desesperadora, mas nunca séria” – “A melhor propaganda anti-comunista é deixar um comunista falar” – “A função das universidades é formar elites, não dar diplomas a pés-rapados” – Sempre atual, né não?

    Cada vez mais atual, amigo. abração

  • AlexRio

    -

    13/5/2012 às 0:35

    Em tempo, sou simpatizante do PSDB.

    Último suspiro do spam: “simpatizante do PSDB” é o disfarce mais antigo usado por milicianos penetras. Aprenda a mudar o IP. Você não tem nada a fazer por aqui. Tente o anão do bispo.

  • Moreira

    -

    12/5/2012 às 23:29

    Grande AN!

  • mauro

    -

    12/5/2012 às 22:26

    Posso saber sua opinião …

    Não.

  • mauro

    -

    12/5/2012 às 20:45

    Veja fez escola.

  • mauro

    -

    12/5/2012 às 20:14

    E vc falando que eu sou o vigarista…..

    Eu, a turma do botequim onde você não paga a conta e a torcida do Flamengo.

  • mauro

    -

    12/5/2012 às 17:46

    Cai fora, miliciano. Estou sem tempo para vigaristas.

  • Roberto

    -

    12/5/2012 às 17:28

    Augusto voltou de viagem e o rabo de tatu não sofreu jetlag. Estou rolando de rir aqui. Abraços.

    A cambada anda agitada, grande Roberto. O pau tem de comer solto. abração

  • eduardo

    -

    12/5/2012 às 14:01

    Além de vender a gasolina mais cara do mundo para o povo mais imbecilizado do planeta, a PTrotrolha ainda carrega a culpa por ter MATADO O PAULO FRANCIS !!!!

    Onde estão os artistóides que defendem os PTralhas a troco de DINHEIRO para suas peças no teatro do shopping da gávea ?? onde elles estavam quando seu maior “sponsor”, a PTrobras MATAVA o Francis ???? Nojentos, safados, vigaristas, ladrões !!!!

  • Antonio Araujo

    -

    12/5/2012 às 12:26

    E viva o MINO CARTA!!! Um gigante, apesar de medir um metro e meio.

  • ENIO

    -

    12/5/2012 às 12:01

    ENIO – 11/05/2012 às 20:14
    Flavia – 11/05/2012 às 15:20
    Quem é Brasil decente?
    Esqueça. Lá não há vagas para vigaristas como você.
    Gostei.

  • Suzy

    -

    12/5/2012 às 11:21

    Brilhante!

  • Franco

    -

    12/5/2012 às 9:40

    Franco – 11/05/2012 às 22:20
    Franco – 11/05/2012 às 11:04

    Entendido, Augusto. Peço desculpas mais uma vez e agradeço pela serenidade com que conduziu o pequeno mal entendido. Um abraço e força para continuar o belo trabalho.

    Obrigado pela compreensão, parceiros Não há nada a desculpar: eu deveria ter entendido que era uma brincadeira. Grande abraço e bola pra frente.

  • Sergio

    -

    12/5/2012 às 8:16

    Quando vão depor na CPI?

    Nunca. CPI é para quadrilheiros como você.

  • Sergio

    -

    12/5/2012 às 8:15

    “DILMA É A 2ª MÃE MAIS PODEROSA DO MUNDO”

    A primeira deve ser a Erenice.

  • Sergio

    -

    12/5/2012 às 8:12

    Leiam.

  • FRANCISCO

    -

    12/5/2012 às 8:06

    Lenbra q sábado era dia da gente esperar , pela capa da veja?

    O comentário contém duas revelações:
    1. Você nunca foi à escola. Se fosse, saberia que “lenbra” é coisa de analfabeto.
    2. Você ainda não foi comprar a VEJA. Péssimas notícias para a cambada. O sábado ainda vai acabar com vocês.

  • Denise

    -

    12/5/2012 às 1:36

    Caro Augusto Nunes!

    “Mas ressalvo que os valores que defendo não são de direita ou de esquerda. São princípios muito anteriores à Revolução Francesa. Quem os defende luta pelo triunfo da civilização sobre o primitivismo.”

    É isso mesmo! O que está em jogo aqui é a decência ou a falta dela! Tanto faz de que lado!! O Demóstenes é a prova viva disso! No momento em que foi comprovado que ele não estava agindo de acordo com seus belos discursos, foi defenestrado por todos, mas principalmente por seus eleitores!!! Não tem perdão! “A ideología não pode suspender o exercício da consciencia moral’ (Jean-François Revel)

    Um abraço

    Denise

    Um beijo, Denise.

  • Wagner

    -

    11/5/2012 às 22:53

    Sou Homem rapaz…

    É mesmo? E com H maiúsculo? Então tenha vergonha na cara e se afaste da quadrilha.

  • Arnesto

    -

    11/5/2012 às 22:43

    Gustao:-nunca alguém sintetizou,ou conseguirá dizer tanto em tao pouco tempo e/ou em uma frase.Essa “prontuarios disfarçados de parlamentares a serviço da pátria”nao é só supimpa,como resumiu perfeitamente o momento que vivemos.Parabéns Augusto, siga assim pois sois um dos poucos que contribuem para salvar esta pátria amada.Abraçao

    Obrigado, amigo. abração

  • sidney

    -

    11/5/2012 às 22:24

    Augusto
    No meu comentario 22:21 viajei e – esqueci de mandar o texto do comentario , faco-o a seguir , desculpe taaa !!!
    11/05/2012 às 12:58

    Seu comentário está aguardando moderação
    Augusto
    NO PEITO E NA RACA !!!! como sempre ; PARABENS , PARABENS !!!
    O Paulo como voce mesmo coloca , nao deixou descendentes mas , admiradores brilhantes – DEMAIS DA CONTA neee !!!
    Ja o cumprimentei pelo regresso e reforco o desejo de continuares sempre – AFIADO – !!!
    Ler , inteirar-se dos FATOS que dizem respeito a nossa Nacao e que tem consequencias diretas para com o povo desgastado,sofrido,expoliado e tambem para a propria NACAO , EEEE SEMPRE UM PRAZER IMENSO e ainda mais por serem – TELETRANSPORTADOS por voce e o timaco da VEJA !!!
    Baita abraco
    Coragem/autonomia sempre !!!!!

    Mais um abraço, amigo. Só não faço observações em negrito em todos os comentários dos titulares do timaço por falta de tempo.

  • sidney

    -

    11/5/2012 às 22:21

    Augusto
    Sei , sabemos todos os seus – LEITORES – das normas para a nossa participacao dos comentarios do seus – IRRESISTIVEIS E INTELIGENTES – POSTS -.
    Tenho uma satisfacao muito grande quando em e quando possivel , faze-los e ; mais ainda ter o privilegio !!! dos seus tambem – negritos – aos comentarios que lhe parecem pertinentes.
    Fico ate na expectativa de ver o meu ( digamos assim ) atendido com a sua atencao.
    Tenho ate um baita arquivo dos seus – POSTS – com a maioria dos comentarios etc etc.
    Nao sei se e inadvertidamente, coloquei o e mail errado no comentario que volto a postar ( com a sua permissao ) a seguir e talvez por isso ele nao – apareceu – ??
    Se nao for incluido , tem nada nao , estarei firme e sempre tentando colocar as molduras dos seus – QUADROS/POSTS.
    Baita abraco

    Pode ter certeza de que leio todos os comentários, grande Sidney. E leio com muito prazer os enviados por amigos como você. Brigar ao lado de gente assim é que me anima a tratar a cambada a pau. abração

  • Franco

    -

    11/5/2012 às 22:20

    Franco – 11/05/2012 às 11:04

    Foi uma brincadeira. Desculpe se não deixei isso claro. Leio sua coluna e admiro a obra do Francis, porque, entre outras coisas, defendem valores de direita. Não sou miliciano. Acho que você foi desnecessariamente grosseiro. Abraço.

    Não entendi a brincadeira, Franco. Já removi meu comentário equivocado e peço desculpas pela reação que você considerou grosseira. Mas ressalvo que os valores que defendo não são de direita ou de esquerda. São princípios muito anteriores à Revolução Francesa. Quem os defende luta pelo triunfo da civilização sobre o primitivismo.

  • vera

    -

    11/5/2012 às 22:06

    Para o Chico 17:44

    A coluna do Augusto Nunes ñ é p divertir e sim ESCLARECER.
    A situação do Brasil é trágica!!!!!!!!!

    Isso não impede que a gente continue de bem com a vida, querida Vera. Um abraço.

  • ENIO

    -

    11/5/2012 às 20:14

    Flavia – 11/05/2012 às 15:20
    Quem é Brasil decente?

    Esqueça. Lá não há vagas para vigaristas como você.

  • Roberto Souza

    -

    11/5/2012 às 19:48

    Augusto,

    como dizem por aí, fala sério, tem carinha analisando a simetria da sua gravata?
    É certamente patológico ou…paixão!

  • LuizRobertoTV

    -

    11/5/2012 às 19:42

    Salve, grande Augusto!
    Saudades do amigo. Tanto que, antes mesmo de conferir o saboroso minuto, vou me permitir dar-lhe boas-vindas (uma entre milhares, mas carregada de sinceridade).
    Antes também de partir para comentários mais específicos a respeito do atual panorama – tão bem descrito no post acima – peço a sua especial ‘moderação’ para o reconhecida e petisticamente feio pictograma (quero iniciar um “convoca-o-zé-dirceu”, o nosso Richelieu).
    Depois explico porque passei a considerar o petê como a coisa mais à direita que já aconteceu na história deste país.
    Caso veja excesso de mau gosto na chamada para a CPI, aceito seu ‘veta, Luiz’!
    Abração, caro amigo.

    Abração, meu amigo e parceiro.

  • Denise

    -

    11/5/2012 às 19:09

    Caro Augusto Nunes

    Muito bom seus comentários com as cascudas, como diria o Reinado Azevedo! Você voltou afiado!!

    “… a Carta Capital é capaz de juntar todos os leitores numa van”, é bom demais! Eles morrem de inVEJA do sucesso da revista do Brasil decente!!!

    Um abraço

    Denie

  • Rosa do Luxembourg (o jardim)

    -

    11/5/2012 às 19:07

    Aproveito a sua volta Augusto para lhe pedir que anuncie sempre conosco a marcha do dia 20 de maio a partir das 10:00horas da manhã em copacabana. O Povo do Rio vai pedir ao Cabral os recibos das viagens a Paris. Todos de lenços brancos na cabeça.
    Vamos lá. Alguem tem que colocar fogo na moçada.
    Grande Delta.

    Com prazer, Rosa. Um abraço

  • Leonardo Barbosa Cabral

    -

    11/5/2012 às 18:30

    Assim, o plenário recebeu a denúncia contra os réus JOSÉ DIRCEU,
    JOSÉ GENOÍNO, SÍLVIO PEREIRA, DELÚBIO SOARES, MARCOS
    VALÉRIO, RAMON HOLLERBACH, CRISTIANO PAZ, ROGÉRIO
    TOLENTINO, SIMONE VASCONCELOS, GEIZA DIAS, KÁTIA
    RABELLO, JOSÉ ROBERTO SALGADO, VINÍCIUS SAMARANE e
    AYANNA TENÓRIO, pela suposta prática do crime de formação de
    quadrilha.

  • Leonardo Barbosa Cabral

    -

    11/5/2012 às 18:27

    Augusto,

    Saiu o relatório do mensalão na página do STF.

    Veja:

    O Procurador-Geral da República narrou, na denúncia, uma
    “sofisticada organização criminosa, dividida em setores de atuação, que se
    estruturou profissionalmente para a prática de crimes como peculato, lavagem de
    dinheiro, corrupção ativa, gestão fraudulenta, além das mais diversas formas de
    fraude” (fls. 5621).
    Segundo a acusação, “todos os graves delitos que serão imputados aos
    denunciados ao longo da presente peça têm início com a vitória eleitoral de 2002
    do Partido dos Trabalhadores no plano nacional e tiveram por objetivo principal,
    no que concerne ao núcleo integrado por JOSÉ DIRCEU, DELÚBIO SOARES,
    SÍLVIO PEREIRA e JOSÉ GENOÍNO, garantir a continuidade do projeto de
    poder do Partido dos Trabalhadores, mediante a compra de suporte político de
    outros Partidos Políticos e do financiamento futuro e pretérito (pagamento de
    dívidas) das suas próprias campanhas eleitorais. (…) Nesse ponto, e com objetivo
    unicamente patrimonial, o até então obscuro empresário MARCOS VALÉRIO
    aproxima-se do núcleo central da organização criminosa (JOSÉ DIRCEU,
    DELÚBIO SOARES, SÍLVIO PEREIRA e JOSÉ GENOÍNO) para oferecer os
    préstimos da sua própria quadrilha (RAMON HOLLERBACH, CRISTIANO
    DE MELLO PAZ, ROGÉRIO TOLENTINO, SIMONE VASCONCELOS e
    GEIZA DIAS DOS SANTOS) em troca de vantagens patrimoniais no Governo
    Federal” (5621/5622)

    Grato pelo toque, amigo. abração

  • Mimi

    -

    11/5/2012 às 18:05

    O lugar de lullllalau e sua quadrilha de assaltantes amorais é no inferno, lugar em que o apedeuta sem limites e sem vergonha já se aproxima para felicidade geral da banda que presta deste país.

  • Chico

    -

    11/5/2012 às 17:44

    Não posso dizer muito sobre Paulo Francis, pois não acompanhei de perto sua trajetória, devido a outros interesses na época assim, não posso fazer um juízo de valor sobre suas crônicas. Por outro lado, acho também que já há sim jornalistas no mínimo, no mesmo nível. Aqui mesmo no site da Veja podemos nos divertir lendo excelentes artigos escritos por profissionais competentes que se dedicam ao máximo, para fazer valer a verdade baseada nos fatos. Você mesmo Augusto é um exemplo.

  • Jayme Guedes

    -

    11/5/2012 às 17:32

    Augusto, em um ótimo texto a Maria Helena Rubinato fala do tempo em que Lula e o PT amavam a VEJA. Está no blog do Noblat,na data de hoje e no horário das 16:09 hs. Vale a pena ler e repercutir.

    Grato pelo toque, amigo. abração

  • MarceloF

    -

    11/5/2012 às 17:12

    Wellcome back, Augusto!
    Tô meio deprê. Acho que eles já passaram. Só de ver a bandalha que vai pelo país afora, dá vontade de tirar a poeira do passaporte e sair pelo (1o.) mundo.
    Aliás, essa frase (Não passarão!) deu certo na primeira guerra, usadas por franceses (Ne passeront pas! ou On ne passe pas! ) e ingleses (They shall not pass!) nas heróica batalha de Verdun.
    Porém, La Passionaria cansou de repeti-la contra os franquistas durante a Guerra Civil – e se deu mal!
    Deixa quieto. Deve ser um tipo de friday blues.
    Abs.,
    de MarceloF.

  • Nando-Esposito

    -

    11/5/2012 às 17:01

    Grande Mestre, felizmente, pra nós, de volta ao nosso convívio na taba e na roça..

    Grande post, mas a primeita pergunta já foi respondida pelo próprio Francis – há registro no Manhattan ou no livro de memórias, Trinta Anos esta noite, não sei, acho que no Manhattan mesmo.

    Disse Francis eleito fosse Lula, ele acamparia a noite anterior junto ao primeiro consulado pra ser o primeiro da fila a solicitar o cancelamento da nacionalidade brasileira. Gênio.

    Com relação a segunda pergunta, ele teve mais sorte. Morreu antes. Não merecia tanto desgosto.

  • FRANCISCO

    -

    11/5/2012 às 16:38

    “várias ramificações da nação dos fora-da-lei se juntaram para outra ofensiva liberticida”

    EM QUAL DELAS A “FAMÍLIA” ESTÁ?

    A tua? Em todas.

  • FRANCISCO

    -

    11/5/2012 às 16:35

    “O roteiro original não se limita a transformar canalhas em heróis e mocinhos em vilões.”

    GUSTÃO, CONTA QUEM SÃO OS MOCINHOS?

    A Juventude do PT.

  • FRANCISCO

    -

    11/5/2012 às 16:33

    ‘Nem o singularmente brilhante Paulo Francis’

    VC NÃO CONSEGUE SER MAIS BREGA?

    Consigo. É só recitar um discurso do Lula louvando o companheiro Collor. Ou um elogio da Dilma à melhor amiga Erenice. Ou repetir tua cara de choro ao saber que o Zé Dirceu foi cassado.

  • Alex Mamed

    -

    11/5/2012 às 16:09

    “Eles que venham! Por aqui não passarão.” Mallet – Patrono da Artilharia do Glorioso Exército Brasileira, na Guerra do Paraguai, que ainda ecoa na mente dos que conseguem ficar indignados com essa corja de vagabundos!

  • Márcia

    -

    11/5/2012 às 15:45

    Brasil do PT, um país de TOLOS e otários.
    Lula disse, há tempos atrás, que o cumpanheiro Chávez tocava a “democracia demais “ ( leia-se projeto autoritário) na Venezuela de mercedes , enquanto ele ia de fusquinha aqui no Brasil. Com Lula ( o fundador do Foro de São Paulo) e a corja que está no Legislativo e no Executivo, falta pouco para que cheguem lá.
    Desejo, de coração, que o Lula não chegue aonde o Chávez chegou, e que o Brasil não se enfie no buraco que a Venezuela se enfiou com o socialismo bolivariano do FSP.

  • Flavia

    -

    11/5/2012 às 15:20

    Quem é Brasil decente?

    Esqueça. Lá não há vagas para vigaristas como você.

  • Lilian

    -

    11/5/2012 às 15:12

    Concordo com vc, Augusto: Francis é de fato insubstituível. Mas ai de nós se não pudéssemos contar com jornalistas também insubstituíveis nesse terrível momento político que estamos atravessando. Você é um deles (não há muitos). Os fatos vêm demonstrando com muita clareza que nossa democracia só ainda está de pé (embora cambaleando) por causa de vocês, da imprensa livre, independente e corajosa. Parabéns!

  • Therese

    -

    11/5/2012 às 14:58

    Pois v. acertou na môsca. Não faz muito tempo lembrei-me dele e pensei:”meu Deus, o que ele diria disto tudo ?” Tenho certeza de que teríamos as mais ferozes críticas com tudo isso que está aí: lula, petismo, petralhas e absurdos que vemos por aqui.
    Eu só assinava a Folha por causa dele. Que saudades da inteligência e irreverência !!

  • laps

    -

    11/5/2012 às 14:35

    Acredito que vocês, da Veja, têm muito o que explicar na CPI.

    Temos muito a contar, miliciano. Quem tem que se explicar é a tua quadrilha.

  • Teresa

    -

    11/5/2012 às 14:07

    Sinceramente? A canalha da época do Paulo Francis era muito mais inocente. Talves a nossa sociedade tivesse mais escrúpulos. Naquela época, ministros caíam apenas por dizer “o que é bom a gente fatura, e o ruim a gente esconde”. A canalha de agora alcançou um nível de degradação nuncavistana históriadestepaíz.

  • sidney

    -

    11/5/2012 às 12:58

    Augusto
    NO PEITO E NA RACA !!!! como sempre ; PARABENS , PARABENS !!!
    O Paulo como voce mesmo coloca , nao deixou descendentes mas , admiradores brilhantes – DEMAIS DA CONTA neee !!!
    Ja o cumprimentei pelo regresso e reforco o desejo de continuares sempre – AFIADO – !!!
    Ler , inteirar-se dos FATOS que dizem respeito a nossa Nacao e que tem consequencias diretas para com o povo desgastado,sofrido,expoliado e tambem para a propria NACAO , EEEE SEMPRE UM PRAZER IMENSO e ainda mais por serem – TELETRANSPORTADOS por voce e o timaco da VEJA !!!
    Baita abraco
    Coragem/autonomia sempre !!!!!

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados