Blogs e Colunistas

18/02/2011

às 23:25 \ Direto ao Ponto

O governo e o Congresso tentam constranger o STF com a absolvição simbólica dos mensaleiros

PUBLICADO EM 18 DE FEVEREIRO DE 2011

Vista de longe, a ascensão do deputado João Paulo Cunha à presidência da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara parece uma patifaria a mais na rotina de obscenidades que transformou o Congresso numa Casa do Espanto. Se um José Sarney preside o Senado, se reuniões de líderes frequentemente lembram rodas de conversa em pátio do presídio, se o corregedor da Câmara chegou ao posto por ter sido o melhor aluno do professor de bandalheiras Severino Cavalcanti, não há nada de espantoso na entrega do comando da mais importante comissão a um parlamentar acusado de corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro no processo do mensalão.

Sim  a escolha feita pela bancada do PT não surpreendeu ninguém: essa gente jamais desperdiça uma chance de debochar dos brasileiros honestos. Mas a exumação festiva do presidente da Câmara do Mensalão não foi um ultraje qualquer, alerta a contemplação menos ligeira do episódio. Associada a meia dúzia de infâmias recentes, a afronta atesta que está na fase dos arremates a ofensiva, concebida em parceria pelo governo e pelo Congresso, destinada a constranger o STF e livrar do merecidíssimo castigo a quadrilha que protagonizou o maior escândalo da história da República.

Em 17 de julho de 2005, depois de 40 dias de sumiço e mudez impostos pelo dilúvio de revelações desencadeado pelo deputado Roberto Jefferson, Lula recuperou a voz em Paris para explicar que onde todos viam uma roubalheira de dimensões amazônicas ele só conseguia enxergar um caso de caixa 2. Em agosto, num pronunciamento transmitido pela TV, o presidente ainda na defensiva declarou-se “traído” sabe-se lá por quem, reconheceu que o PT cometera “erros” e recomendou ao partido que pedisse desculpas ao país.

Mudou abruptamente de rumo em janeiro de 2010. “O mensalão não existiu”, decidiu a metamorfose ambulante. Como é que é?, deveriam ter berrado em coro milhões de brasileiros estarrecidos com o colosso de provas e evidências expostas nas conclusões da CPI dos Correios, na denúncia encaminhada ao STF pelo procurador-geral da República Antonio Fernando Souza e no processo conduzido pelo ministro Joaquim Barbosa. Num país menos surreal, o assassino da verdade seria alvejado por pilhas de depoimentos e malas abarrotadas de dinheiro. Aqui, a frase virou manchete.

(O azar de Al Capone foi ter nascido um século mais cedo e no lugar errado. Caso agisse no Brasil deste começo de milênio, poderia afirmar sem medo de réplicas que a máfia só existiu na cabeça de um bandido chamado Elliot Ness, e garantir que trata o Fisco com tamanho respeito que acabou de ser convidado para cuidar das declarações de renda das carmelitas descalças. Terminaria a entrevista como forte candidato a acumular a superintendência da Receita Federal com a chefia da Casa Civil.)

A frase de Lula, sabe-se agora, foi a senha para o início da operação destinada a premiar os pecadores com absolvições simbólicas antes que o bando dos 40 fosse julgado pela última instância do Judiciário. No banco dos réus, estariam bons companheiros inocentados pelo Executivo e pelo Legislativo. “O mensalão não existiu”, repetiram Dilma Rousseff, José Sarney e Marco Maia até que o mantra se transformasse em síntese da versão partilhada pelos dois Poderes. Se o mensalão não existiu, não houve crimes. Se não houve crimes, não há criminosos a punir. Há  injustiças a reparar e injustiçados a redimir. Como João Paulo Cunha.

ESPERTEZA PERIGOSA
É ele o terceiro da lista que começou com José Dirceu, prosseguiu com José Genoíno e será completada por Delúbio Soares e Sílvio Pereira. Dirceu recuperou o direito de entrar no Planalto pela porta da frente e foi incorporado à coordenação da campanha de Dilma Rousseff. Rebaixado pelas urnas a suplente de deputado federal, Genoíno foi convidado pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, para servir ao país como assessor especial. No processo em curso no STF, Dirceu se destaca como “chefe da organização criminosa sofisticada” e Genoíno, então presidente do PT, capricha no papel de gerente da fábrica de dinheiro sujo.

Ambos acusados de formação de quadrilha e corrupção ativa, um já virou conselheiro da presidente e outro logo estará aconselhando o ministro que, envergando uma toga, presidiu o Supremo nos piores momentos do escândalo. Falta agora reconduzir Delúbio e Silvinho à direção do PT. Consumada a reabilitação da dupla, os cinco oficiais graduados do bando dos 40 poderão sentar-se no banco dos réus exibindo na lapela o crachá com a inscrição  “inocente”.

“Não há pena definitiva ou perpétua”, declamou nesta semana o deputado Marco Maia. “O Delúbio, como outros dirigentes do partido, já pagaram uma pena altíssima pelas atitudes que tiveram”, prosseguiu o assassino da verdade e da gramática. “Precisamos dar oportunidade ao Delúbio ou a qualquer outro que tenha passado por essa situação a reconstruir sua vida política”. Pausa ligeira. Entra o mantra: ” Tenho dito em todos os momentos que essa questão de mensalão não existiu”.

Se tudo não passou de miragem, Delúbio nem precisa ser julgado por formação de quadrilha e corrupção ativa. E Sílvio Pereira merece reaparecer nas seções de polícia dos jornais como vítima de um grave erro judicial. Também enquadrado por formação de quadrilha, resolveu admitir a bandidagem em troca de uma pena mais branda: 750 horas de trabalho comunitário na subprefeitura do Butantã. Se o mensalão foi inventado pela imprensa, pela oposição ou pela elite golpista, Silvinho deve ter confessado sob tortura. Recolocá-lo na secretaria-geral do PT é pouco. A vítima da violência deve exigir do governo uma indenização maior que as boladas das malas pretas de Marcos Valério.

Confiantes na lentidão da Justiça e na amnésia nacional, os comandantes da ofensiva contra o Estado Democrático de Direito apostam na prescrição dos prazos e na discurseira sobre “falta de provas”. Acham que o processo dará em nada. Acham que, na pior das hipóteses, sobrará para os alevinos: como sempre, os peixes grandes escaparão. Acham, em resumo, que já não há juízes no Brasil.

Lula e seus generais podem aprender tarde demais que a esperteza, quando é muita, fica grande e come o dono. A maioria dos ministros deve saber que, se os chefões da quadrilha forem absolvidos, o STF terá optado pela rota do suicídio. Os partidários da capitulação precisam ouvir a voz do país que presta: se for avalizada a falácia segundo a qual o mensalão não existiu, o Judiciário deixará de existir como poder independente.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado

192 Comentários

  • Tony Vicklester

    -

    3/10/2012 às 9:27

    Merecida a homenagem acadêmica ao cara com a láurea “Doctor Horroris Causa”!

  • Jose Maria

    -

    2/10/2012 às 22:54

    Sem compromisso algum com a verdade, ética ou honra, essa gente usou de todos os subterfúgios para solapar os cofres da nação, se não bastasse, tentam agora desonrar o MP e o STF desqualificando-os. Quando serão indiciados esse que afrontam a lei e a ordem Brasil?

  • Bento15

    -

    2/10/2012 às 19:58

    É deprimente, um sujeito que o povo conduziu ao poder, sair dizendo coisas absurdas da mais alta corte Brasileira, isso lhe caberia um daqueles processos. Será que esse cara não se manca! e seus cupinchas? como acha que vão ficar quando seu chefe estiver devidamente enquadrado? É isso mesmo que essa corja merece, só de ler todos esses comentários eu fico muito revoltado.

  • Ronaldo

    -

    2/10/2012 às 17:54

    Esses canalhas querem enganar e tripudiar sobre o povo brasileiro. O STF e os honrados jornalistas deste país estão lutando bravamente na trincheira para se ter uma país mais justo e honesto. Onde está a oposição com o Senador Aécio Neves a frente,para fazer sua parte? Senador Aécio honre seu avô e tenha a coragem cívica de defender o país dessa quadrilha de desclassificados e assaltantes do dinheiro público.

  • marilea

    -

    2/10/2012 às 16:46

    Lula e a máfia da mentira!
    Tirando proveito vantajosos!

    Para Reflexão:
    A MENTIRA
    Mentir é falar ou dizer algo contrário à verdade; é a expressão e manifestação contrária ao que alguém sabe, crê ou pensa. Pode-se crer na mentira, falar mentira e praticar a mentira. É o engano em seus diferentes aspectos; nocivo ao ser humano e ofensa grave diante de Deus. O diabo é o pai da mentira (João 8:44) e, portanto, a mentira é um instrumento diabólico que o homem usa para sua própria perdição. O mais triste é que o homem ama a mentira, não ama a verdade pois ele é mau por natureza (Romanos 1:25; Apocalipse 22:15).

    A juventude, em termos gerais, está sendo arrastada à perdição eterna pelo prazer transitório da inclinação à droga, sexo, etc. Tudo não passa de uma grande mentira; é enganoso, anormal, trazendo prejuízos físicos, morais e espirituais. Tais coisas podem ser definidas como praticar a mentira. Esta prática abrange os mais variados aspectos da mentira como idolatria, homicídio, adultério, fornicação, cobiça, etc.

    Falar mentira é um mal muito comum em todos os ambientes e esferas da vida. Algumas pessoas dizem que certas mentiras são benignas, mas isto não é correto. Toda mentira, pequena ou grande, é um instrumento do diabo, portanto é recomendável que o crente não se comprometa com coisa alguma que possa levá-lo a mentir. Todo verdadeiro crente deve tratar tudo de uma forma positiva; na verdade o seu falar deve ser “Sim, sim, Não, não, porque o que passa disto é de procedência maligna” (Mt. 5:37).

    Existe também a mentira doutrinária e a mentira teórica. O espírito do erro nega que Jesus Cristo veio em carne, nega que Cristo é Deus (I João 4:6). Esta é uma mentira doutrinária. A teoria da evolução é uma mentira teórica pois nega a criação, negando assim o Criador que é Deus. Há pessoas que crêem nessas mentiras, e haverá muitíssimos que irão crer na mentira por não terem dado crédito à verdade (II Tessalonicenses 2:10-12).

    Quando Adão e Eva pecaram no Éden, o pecado entrou no ser humano; entrou a mentira, o mal e, consequentemente, a morte. “Porque o salário do pecado é a morte”, mas graças a Deus que “o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor” (Rm. 6:23). Portanto, ao homem agrada, por natureza, crer na mentira; agrada-lhe praticar a mentira e ele até mesmo ama a mentira. Repito, a mentira é prejuízo ao homem e, com todos os seus horrorosos aspectos, o degenera e o leva à perdição. O diabo com seu instrumental de mentira rouba, mata e destrói o homem. Está escrito: “O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir” (Jo. 10:10). O diabo lançou a sua mentira no mundo: “a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida” (I Jo. 2:16).

    Devemos aborrecer a mentira, em qualquer forma que se apresente, e não nos esquecermos que o primeiro pecado grave, pecado de morte, registrado na igreja, foi uma mentira (Atos 5:1-11).
    (ANANIAS e SAFIRA)
    Temos que amar a verdade, a qual está em nós, e estará para sempre (II João 1,2). Procuremos praticar a verdade em nossas vidas, crer na verdade, falar a verdade e amar a verdade. Cristo disse: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” (Jo. 14:6). “Pelo que deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros.” (Ef. 4:25).

  • JULIANO

    -

    2/10/2012 às 13:06

    Eu estou convicto que o chefe do mensalão é aquele bandido que chantageou um ministro do STF

  • Helio

    -

    2/10/2012 às 11:34

    O Lula vai pirar, porque ele pensa que é Deus. Como o STF não está obedecendo a ele, ele pensa que o Supremo está desobedecendo a Deus! Lula é tão doido que ainda não crê que os mensaleiros serão todos condenados. Principalmente o o sub-comandantge Zé Dirceu. Sim, por que o comandante do mensalão é ele, Lula. A lama está na porta do pinguço de São Bernardo. Ele ainda se recusa a acreditar que a festa acabou!

  • juscelino

    -

    2/10/2012 às 10:56

    AUGUSTO, SE NÃO VIU ESSE, ACHO QUE VALE PUBLICAR NA PRIMEIRA PAGINA.
    O DURO É QUE TEM OS LACAIOS QUE IRÃO FALAR QUE É “PHOTOSHOP”.

    http://tv.estadao.com.br/videos%2cOBRAS-DE-TRANSPOSICAO-DO-RIO-SAO-FRANCISCO-ESTAO-ABANDONADAS%2c154174%2c260%2c0.htm

    Juscelino, repassarei o recado ao Augusto assim que ele chegar à redação. Um abraço, Júlia Rodrigues.

  • aferreira

    -

    1/10/2012 às 23:00

    Até onde chega a audácia desses patifes, tentar constranger o stf, como se o tribunal fosse uma coisa que se deixe influenciar por mensaleiros e “chefe” de mensaleiros. pau neles stf.

  • luis renato

    -

    30/9/2012 às 21:33

    Lula é o nosso anticristo !

  • Luis

    -

    30/9/2012 às 6:16

    Já está provado pela justiça que o PT comprova apoio político no congresso e também o voto dos brasileiros miseráveis com o bolsa família com o objetivo de se perpetuar no poder, assim o óbvio ululante é que muito provavelmente se usando algum funcionário graduado do TSE tenha tentado e talvez conseguido fraudar as urnas eletrônicas (a melhor forma de garantir vitória nas eleições é controlar as urnas e quem já trabalha lá dentro conhece as fraquezas do sistema e tem muito mais facilidade para fraudar as votações) e deve ter comprado também com dinheiro público a simpatia das principais emissoras de televisão do país. A imprensa livre e responsável desse país deve ter em mente que quem procura acha e procurar sujeira nos governos do PT é como procurar bandidos nas cadeias públicas. Investiguem pois a polícia federal não fará isso pois a mulher mais feia do Brasil Dilma Mandada não vai permitir. O bem conta quase que exclusivamente com a imprensa para triunfar pois a oposição parece que foi comprada também, sempre tomanda atitudes frouxas em relação as safadezes do Lula, inclusive FHC que desde foi contra ao pedido de impeachment do Lula não o enfrenta como deveria

  • jp

    -

    29/9/2012 às 23:50

    Quando teve início o julgamento do MONSTRUOSO MEN-
    SALÃO, O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, contava com onze
    ministros, desses onze, nove são juizes PRÓBOS que vêm dando uma clara demonstração que estão julgando
    com imparcialidade, desses nove infelizmente um se
    aposentou, os outros dois, o Brasil que presta sabe
    que são PAU MANDADO do PODEROSO CHEFÃO DO MENSALÃO
    Luiz Inácio Lula ABELHA ALOPRADO BILIONÁRIO CARMI-
    NHA da Silva, mas por medo da reação dos brasilei-
    ros que não são cegos e nem nocos, estão embora com
    muita má vontade condenando esses criminosos que foram julgados até agora, vamos ver qual será a reação deles daqui pra frente.
    Esse PODRE congresso nacional, é na verdade a casa
    dos MAIORES MELIANTES DO BRASIL, que se fosse fei-
    chado seria a melhor coisa que poderia acontecer
    para o Brasil.
    A MENTIRA DIANTE DA VERDADE, SERÁ SEMPRE A MENTIRA,
    portanto, o PODRE congresso nacional e o pt (PARTI-
    DO DOS TRAMBIQUEIROS), podem continuar com o deses-
    pero de quem tem culpa no cartório e terem a certe-
    za que o HONROSO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, vai cum-
    prir o seu dever e condenar todos esses DELINQUEN-
    TES.” A MENTIRA TEM PERNAS CURTAS”. ADEUS LULA CAR-
    MINHA, ADEUS PT E SEUS COMPARASAS, ADEUS SARNEY E SUA GANGUE E ADEUS NANICO MARCO MAIA.

  • marilea

    -

    29/9/2012 às 23:13

    O Barbosa vai colocar a “coleira” nessa cachorrada
    Quem viver verá!
    Até o “NERD” que “não sabia” vai ter que ajoelhar e rezar!

  • matosão

    -

    29/9/2012 às 16:46

    Caro Augusto, a preocupação geral do governo e congresso é que o mensalão repingaria com certeza neles. Tem gente suando frio e preocupado com o que vai aparecer ainda desse mar de lama que fede no Brasil. Avante ministros JB, Fux e companhia(menos os dois petistas).

  • velho rojas

    -

    29/9/2012 às 14:50

    A continuar o Lula descendo a ladeira, logo será covardia bater nele. Mas quando em cana, terá visitas ilustres: ex-ministro da Justiça, ministros do STF… Afinal, se alguém encontrar jabuti trepado em árvore, saiba que lá está porque foi colocado. Ó, céus, como eu sou sutíl!!!

  • Jose Raimundo

    -

    29/9/2012 às 13:45

    Os juizes de bem e os brasileiros de bem tem que acabar com essa raça de lulopetista.

  • Renato

    -

    28/9/2012 às 23:51

    “Os bons companheiros”. O PT não está muito longe do filme.

  • gajjjego

    -

    28/9/2012 às 23:21

    Não passam de canalhas, desesperados, no ocaso…

  • Jose Antonio Dias

    -

    3/8/2012 às 14:32

    Disso só vai sobrar uma coisa,o povão que não sabe nada, continua votando nesse bando de ladrão e os espertos continuam ,roubando e enganando, levando o dinheiro do contribuinte.

  • Zé Maria

    -

    3/8/2012 às 14:09

    Não consegui ver, ontem, o programa anunciado por vocês. Espero vê-lo, hoje. Pelos comentários que andei lendo ficou-me a impressão de que não andamos muito bem de juristas e menos ainda de criminalistas… Espero poder tirar isso a limpo hoje. Quanto ao seu post sobre o voto do “jurista” de S. Bernardo, o filhinho da comadre, assino embaixo. Ele portou-se como moleque de recados do mais ilustre defensor de bandidos deste País. Como preparar 70 laudas datilografadas e lê-las -

    Caro Zé Maria, o debate de ontem pode ser assistido neste link: http://veja.abril.com.br/multimidia/video/o-primeiro-dia-do-julgamento-do-mensalao-parte-1. Um abraço, Júlia Rodrigues.

  • Zé Maria

    -

    3/8/2012 às 12:54

    Não consegui ver, ontem, o programa anunciado por vocês. Espero vê-lo, hoje. Pelos comentários que andei lendo ficou-me a impressão de que não andamos muito bem de juristas e menos ainda de criminalistas… Espero poder tirar isso a limpo hoje. Quanto ao seu post sobre o voto do “jurista” de S. Bernardo, o filhinho da comadre, assino embaixo. Ele portou-se como moleque de recados do mais ilustre defensor de bandidos deste País. Como preparar 70 laudas datilografadas e lê-las – mal, diga-se de passagem – se a Q.O. Foi apresentada ali, há menos de cinco minutos? É claro que aquele blábláblá foi preparado previamente pelo próprio jurista-chefe da petralhada. Seu post, Augusto, captou a patacoada na mosca. Parabéns.

  • Jacinto

    -

    3/8/2012 às 11:03

    Cadeia Já, mensaleiros milionários! O BRASIL está cansado de ver recordes de arrecadação de impostos da 6ª economia do planeta e, a população sofre com epidemia de homicídios, o poder público inerte diante do caos. A taxa homicídios segundo o IBGE é de 25 homicídios/cada100mil hab, a OMS considera epidêmica acima de 10, o governo mensaleiro está 150% acima do limite. Ou acabamos com o MENSALÃO ou acabam c/ Brasil.Todo ano servidor público tem que pedir migalhas de reajuste por causa do MENSALÃO.

  • Sonia

    -

    3/8/2012 às 0:28

    Lembra bem Adílio Belmonte a simbólica quebra das vidraças e a responsabilidade que cabe ao STF de tirar desta longa agonia a justiça brasileira, ressuscitá-la, hígida e cumpridora. Nós não suportamos mais a desfaçatez de lewandovskis,dirceus, genoínos e delúbios. Parecem
    aquela praga que dá nas árvores, sufocando-as.
    O desdém com que se dizem “à vontade” para instaurar a falta de ética em qualquer situação é revoltante para o cidadão do Brasil que presta.

  • Adilio Belmonte

    -

    2/8/2012 às 8:44

    Um jato da FAB, esquadrilha da fumaça, já fez vir abaixo todas as vidraças do Supremo Tribunal Federal. Com o julgamento do Mensalão esse tribunal, por atitudes injurídicas e irresponsáveis de alguns de seus ministros, pode ruir por inteiro e com ele desabar toda a credibilidade da Justiça brasileira. Excelências, lembrem-se do romano Cícero que dizia REGINA VIRTUTUM JUSTITIA(Justiça, a rainha das virtudes). Julguem aplicando o direito aos fatos concretos, sintam o peso da toga, que é o mesmo da responsabilidade. Não envergonhem o povo brasileiro como fizeram e ainda fazem diariamente esses mensaleiros, larápios e vigaristas.

  • Deborah

    -

    31/7/2012 às 20:55

    Falam em esquema de corrupção, mas eu acho que a coisa vai muito mais além, o esquema é muito maior e parece que muito pouca gente percebe isso. É um esquema de controle total dos tres poderes, visando se perpetuar no Poder e, com isso, perpetuar a roubalheira, a cafagestada, a podridão que é a tônica desse partido podre. Seja bem vindo Hugo Chaves, o “companheiro” …

  • Matosão

    -

    31/7/2012 às 18:38

    Se o STF não funcionar como a opinião pública (o povo honesto) espera, não haverá mais justiça confiável nztipaiz! Chávez tá muito próximo!

  • Albene

    -

    4/4/2011 às 11:51

    Qual isenção haveria de ter um STF quase todo ele nomeado pelo PT (leia-se pelas raposas)? Vamos passar o mesmo tempo que os Colorados passaram no México, cerca de 105 anos, comprando o povo com esmolas tipo Bolsas-Misérias… O único direito do cidadão que se sente ultrajado por este estado de coisas, é “vomitar” em silêncio esta sujeira.

  • Albene

    -

    4/4/2011 às 11:40

    Não seria nada demais se conseguir uma colocação para o Fernandinho Beira Mar, como participante também da Comissão de Constituição e Justiça, já que ambos deveriam estar em patamares iguais pelos “serviços prestados” a nação.

  • Marcelo

    -

    2/3/2011 às 22:37

    Lula nomeou boa parte dos ministros do STF. Precisa dizer mais?

  • Elle Maia

    -

    23/2/2011 às 21:29

    Não sei porque, mas não boto fé nos togados. Espero que eles provem que eu estou enganada ao não me fiar neles.

  • Sidao

    -

    23/2/2011 às 16:56

    Prezado Augusto:
    Resta exatamente esta questão: a autonomia do judiciário. O legislativo já pratica a genuflexão ao executivo a tempos e se abstem de seu papel de legislar (vide salario mínimo por decreto). Se o judiciário embarcar nesta, esta fundada a nova dinastia de Dilma I, pois democracia não será mais.

  • Cws Multiradio

    -

    23/2/2011 às 13:20

    TROFÉU ESTUPIDEZ DA REVISTA VEJA(sem visão é titulo modesto)…Sucesso nacional…MAS,é pouco premio para tantos animais juntos….deveria ter um premio para cada “cumpanheiro” e “cumpnaheira”….São milhares de animais,eu sei,poderia onerar a revista…Mas,nós aqui fora,poderiamos fazer uma “vaquinha”pra ajudar a revista a premiar com mais justiça..Afinal um bando de tanto imbecis juntos é fato fora do comum…Merecem todos serem premiados como pessoas sem visão,COMO OS GRANDES IMBECIS DO SÉCULO XXI AQUI NO BRASIL……”TÁ” AQUI A SUGESTÃO..

  • Francis disse:

    -

    22/2/2011 às 11:59

    O povo de bem do Brasil caso o STF se acovarde diante do caso dos mensaleiros patifes,deveriam
    sair as ruas e mostrar para essa gente aqui tam-
    bém poderar acontecer igual ao que se passa no
    Egito,Siria e outros países mundo afora

  • Marcos Vinicius C Costa

    -

    22/2/2011 às 11:26

    O bom jurista Rui Barbosa escrevou a quase um seculo atrás que o …homem honeste teria vergonha da honestidade, ante a impunidade reinante. Isso de forma bem resumida.
    Mas o nobre Jurista Brasiliero “Aguia de Haia”. estva mais que certo. ESTVA CERTISSIMO.
    AI QUE VERGONHA SOU HONESTO.
    NE mesmo deputados Federais e Senadores e outros mal…de plantão.

  • Marcos Vinicius C Costa

    -

    22/2/2011 às 10:55

    AL CAPONE, se vivesse hoje no brasil não seria nem batedor de carteiro quanto mais GANGSTER.
    Oras é só perceber o pobre não tem qualificação “CARA DE PAU E MALCARTISMO “, assim tão aelevado para competir com isso aque esta ai. Na cara o poble que recebe miseros R$545,00 (NÉ VERDADE POVO BRASILIEIRO)

  • Marcos Vinicius C Costa

    -

    22/2/2011 às 10:40

    O que nos deixa mais triste, é que teve, dinheiro na cueca…, dinheiro em mala…, e tudo mais. A unica coisa que não teve na verdade foi a aplicação da Justiça. Ah ta certo a JUSTIÇA é CEGA. “AVE LULA”, “AVE DILMA”, “AVE STJ”.Boa sorte povo brasiliero.
    O governo do PT é para o povo. “POVO DO PT”, AQULES QUE TEM AS BENECIES DOS CARGOS.
    indigÑAÇÃO. É PARA NÓS POVO DO BRASIL, que vivemos inconformados com tantos escandalos e tanta falata de aplicabilidade da JUSTIÇA. Parabéns aos mensaleiros eles sim merecem……

  • Geraldo

    -

    22/2/2011 às 5:22

    O Silvinho Land Rover Pereira, fez acordo, se declarou culpado, os tais serviços comunitários. Então vai ser indenizado, se não há crime… Isso fosse num país civilizado, com uma justiça de verdade, pegariam até 70 anos, pois roubaram dinheiro público.

  • Paulo Cardoso

    -

    21/2/2011 às 18:05

    Falando em mensaleiros, caro Augusto, me recordo de um fato pitoresco envolvendo o não menos corrupto Valdemar Costa Neto, aquele mesmo que suava em bicas quando Roberto Jefferson o denunciou em sessão na Câmara. O caso aconteceu há alguns anos, quando um bimotor que trazia de Brasília o mensaleiro Valdemar e sua mulher (à época)Maria Cristina Mendes Caldeira, o avião teve pane na aterrisagem e acidentou-se em Congonhas, pois não é que o verme deputado saiu correndo pulando a muralha da pista com uma valise suspeitíssima nas mãos deixando todo o imbrólio com as autoridades para sua mulher. Infelizmente, com a amnésia dos eleitores, esse pústula foi reconduzido ao congresso.
    Grande abraço.

  • Paulo Cardoso

    -

    21/2/2011 às 18:41

    João Paulo Cunha é tão ordinário e pusilânime, que mandava a própria mulher ao banco com a desculpa de pagar conta da TV a cabo. Desembolsava R$ 60,00 reais com uma mão e, com a outra era corrompida com 50 mil.

  • Cws Multiradio

    -

    21/2/2011 às 17:42

    ENQUANTO ISSO A NOSSA PRESIDanta>>>>>
    Dilma erra nome de cidade e culpa “ótima assessoria”

    FOLHA sp

    Em seu mais longo discurso desde que tomou posse, com 47 minutos de duração, a presidente Dilma Rousseff buscou tranquilizar os governadores do Nordeste reunidos para um fórum regional em Sergipe e negou que o corte de R$ 50 bilhões no Orçamento anunciado pelo governo afetará investimentos na região.

    Ao falar da necessidade de se reproduzir experiências de sucesso em economias locais, Dilma acabou errando o nome de uma cidade que se destaca pela confecção de jeans. E cobrou publicamente sua assessoria.

    “Há que dar suporte e fazer que se reproduza experiência de sucesso, como é o caso das confecções em Ibotirama (BA)”, disse a presidente. Imediatamente, foi corrigida por Eduardo Campos (PSB-PE). O nome da cidade bem sucedida na área de confecções era Toritama, em Pernambuco.

    “Vocês vejam o que é uma ótima assessoria. É Toritama. E eles acharam esse Ibotirama, sabe aonde? Na internet”, afirmou Dilma. ……

    Enfermeiros a caminho!

  • Franco

    -

    21/2/2011 às 17:36

    OI VOLTEI !!

    E já levou o trompaço no miolo mole de praxe. Cai fora.

  • Rodrigo

    -

    21/2/2011 às 16:38

    Não sei não… Joaquim Barbosa, nomeado por Lula e amigo de ouvir “a voz das ruas”, não parece ter muita pressa nesse caso. Se ele conduzisse o processo com o rigo com que bate boca com seus pares, os 40 ladrões estariam na cadeia.

  • Leones

    -

    21/2/2011 às 14:28

    Augusto, dá para confiar em uma corte que tem 07
    (sete)ministros nomeados pelo lula estúpido da silva ou eu estou enganado?

  • Cws Multiradio

    -

    21/2/2011 às 13:55

    POSTADO NO MEU BLOG ( http://caioportella.bravejournal.com )QUE TOMO A LIBERDADE DE TRANSCREVER NA ÍNTEGRA:;>>>”O PENSAMENTO DE UM(A)BRASILEIRO(A) QUE TÊM VERGONHA NA CARA…”Constituição – confere a liberdade de se manifestar. Usá-la é um dever do cidadão consciente, sempre que estiver em jogo seus valores, sua dignidade, seus direitos.
    Declaração Universal dos Direitos Humanos – Constata que todos nascemos livres; estabelece que todo homem te
    m direito à sua liberdade e à liberdade de opinião e expressão…..
    Quero acreditar que estamos “ainda”, vivendo um estado de liberdade e de direito. Qualquer forma de manifestação pacífica, portanto, é legítima e não pode ser coibida. Não reconhecê-lo é a maior e mais cruel característica da ditadura. Era exatamente isso que o PT idealista, antes de chegar ao poder, pregava.
    O cativeiro tem muitas formas e contornos; em qualquer delas o fato de se estar “aprisionado” é o maior mal que pode haver contra a essência dos homens e isso a história nos mostra – na França, no Egito, no mundo todo, até mesmo no país dos energúmenos.
    VOLTANDO;…….
    Grato amiga Telma…Brilhante texto,que tomei a liberdade de dar Ctrl+Copy e colocar aqui,pela retidão e fundamento de suas palavras…A Constituição nos dá esse direito…E PELEGO SAFADO NENHUM,vai nos tirar esse direito…PELO MENOS PELOS MODOS NORMAIS…o da liberdade de expressão,o da liberdade do cidadão escolher o que é melhor para si e seu País….

  • bereta

    -

    21/2/2011 às 12:46

    Com atraso pergunto: Existe poder independente?

    Eles são bons companheiros, eles são bons companheiros, eles são bons companheirooooooss……

    Ninguém pode negar…
    Ninguém pode negar…
    Ninguém pode negar….

    Eles são bons companheiroooooooooss…

    Ninguém pode negar.

  • Ricardo

    -

    21/2/2011 às 11:20

    O mais incrível é que ainda aparece uns petralhas tentando defender os quadrilheiros.Será que levam algum?Só pode.CAMBADA DE IDIOTAS!

  • LUIZJR

    -

    21/2/2011 às 0:15

    É,o Brasileiro (19:19) merece o governo que tem (desculpe o trocadilho). Ele parece contador de empresa-fantasma e de laranja, ou talvez advogado de porta de cadeia. Sei lá, petralha é tudo igual.

  • ALBERTO SANTO ANDRE

    -

    20/2/2011 às 22:43

    SERA QUE MAIS UMA VEZ A REVISTA THE ECONOMIST, ACERTOU, QUANDO PUBLICOU QUE O JUDICIARIO BRASILEIRO NAO E CONFIAVEL ,;;INFELISMENTE PELO QUE TEMOS VISTO NOS ULTIMOS ANOS O ALERTA QUE A REVISTA FAZ TEM RESPALDO.;;;POIS O STF E O TSE TEEM SIDO O RESPALDO JURIDICO DOS DESMANDOS DE LULA E TODA SUA PETRALHADA NOS ULTIMOS TEMPOS.

  • Karla

    -

    20/2/2011 às 22:38

    O que os mensaleiros vão fazer é o mesmo que a ex-ministra que virou presidenta e gerente do sistema financeiro com arrocho do salário mínimo fez no caso Lina Vieira.
    Houve o encontro, que a ministra negou.
    A ex-Secretária enfrentou sozinha a tropa de choque.
    Foi defender a sua honra e o Erário que todo mundo queria aproveitar para sangrar na hora da maior crise do sistema financeiro desde os anos 30.
    A ex-Leoa de quem temos saudade não amarelou diante dos Renans, Almeidas Lima, Romeros Jucas, Mercadantes.
    Como Lina mesma disse: a ex-Leoa não mudou a verdade no grito.
    A ministra da Casa Civil se escondeu.
    Amarelou quanto Lina topou a acareação na CCJ.
    Sumiram com as fitas do Planalto.
    Então, como disse a ex-ministra que virou presidenta, se não houve a prova filmada do encontro, não houve o encontro.
    A agenda apareceu e a data também.
    Lina a encontrou no seu caminhão de mudanças.
    Alexandre Oltramari de VEJA fez a reportagem.
    Foi no dia 8 de outubro de 2008, quando Dilma pediu pelo filho de Sarney.
    Sarney se tornou tetrapresidente: 100% PMDB.
    Se não houve a filmagem do encontro de Lina com a Dilma, então, não houve o encontro.
    Tudo teria sido fruto do delírio de uma ex-Secretária da Fazenda do Rio Grande do Norte, ex-Coordenadora do CONFAZ, ex-Superintendente da Receita em Recife, ex-Delegada da Receita em Natal, ex-Diretora da Escola Fazendária e ex-Secretária da Receita Federal, que um belo dia amanheceu, inventou uma história, para se vingar de ministra chefe da Casa Civil que pediu a sua cabeça pelo fato de Lina haver colocado o foco do Leão sobre os grandes contribuintes: bancos, montadoras e negócios de parlamentares graúdos.
    É isso que o Supremo vai fazer.
    Como não houve a filmagem do mensalão, apenas provas testemunhais, haverá o precedente da exceção da verdade.
    Ficamos assim no Brasil.
    Nem houve o mensalão, nem o encontro com Lina Vieira.
    Ah.. se todos os servidores públicos fossem da estirpe da Lina Vieira…
    Não teria havido mensalão e Sarney não seria tetrapresidente.

  • illa

    -

    20/2/2011 às 21:39

    Alguém nesse país, será que ainda acredita nesse bando de pilantras que foram citados nessa reportagem?

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados