Dilmês 171

“Os casos mais graves e emblemáticos de corrupção são investigados pela mídia e apresentados publicamente à sociedade segundo a convicção ou interesse das grandes cadeias de comunicação. Neste procedimento inquisitório, o próprio Ministério Público e a polícia, ordinariamente, são julgados por ela, sem quaisquer critérios de especialização ou conhecimento. E os réus são julgados previamente […]

“Os casos mais graves e emblemáticos de corrupção são investigados pela mídia e apresentados publicamente à sociedade segundo a convicção ou interesse das grandes cadeias de comunicação. Neste procedimento inquisitório, o próprio Ministério Público e a polícia, ordinariamente, são julgados por ela, sem quaisquer critérios de especialização ou conhecimento. E os réus são julgados previamente e expostos à sociedade pelo Tribunal Comunicacional’.

Tarso Genro, governador do Rio Grande do Sul, num trecho do discurso no Congresso Nacional da Campanha do Ministério Público Brasileiro contra a Corrupção, abandonando temporariamente o ofício de poeta onanista para defender os companheiros corruptos e os larápios amigos em dilmês 171.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    ED XX

    O povo, 44 milhões de brasileiros que não votaram no PT, quer investigação e prestação de contas. Enquanto supostas práticas criminosas do pessoal do PT forem tratadas pelo governo como “malfeitos” não sujeitos à investigação, continuaremos a exigir, na imprensa livre e nas ruas, a prestação de contas. Chega uma hora que impeachement não é demais…
    Afinal, nossa história republicana já tem um!

    Curtir

  2. Comentado por:

    Júlio Eira

    O tribunal comunicacional só era bom com o PT na oposição, agora não serve mais. Esse senhor só fala besteira. Muito admira o povo Gaucho culto e politizado ter eleito essa figura para governar o Estado. O Brasil está mesmo de ponta cabeça.

    Curtir

  3. Comentado por:

    FM

    Augusto, esse senhor que os gauchos ludibriados por ele e sua filha, escolheram para governar seu Rio Grande, não merece maiores considerações pois desqualifica a mídia que noticia fatos comprovados de corrupção, preferindo defender e inocentar seus comparsas e aliados corruptos, distorcendo a realidade e dando sua conveniente versão.

    Curtir

  4. Comentado por:

    PAPAGAIO

    É O LULA FAZENDO ‘ HISTÓRIA ‘.
    NA PROXIMA CARTILHA DO PT

    Curtir

  5. Comentado por:

    Otavio

    Para esse energúmeno, que desqualificou a justiça italiana para beneficiar seu fratello Cesare Battisti, o paradigma de Poder Judiciário é a militância petista, que viola sigilos, censura e persegue os adversário, monta dossiês e clama pela volta da censura. É um grande palhaço!

    Curtir

  6. Comentado por:

    rosa do luxemburgo

    Taí um bom momento para o Rio Grande do Sul, tentar se separar do Brasil mais uma vez.
    A hora é essa gauchos!
    Levem o poeta para o mais longe possivel de todas as pessoas de bom gosto.
    Separação já!

    Curtir