Delírio na praça

“Nós estamos aqui dano início à campanha em São Paulo. E não podia estarmos no melhor lugar. A poucos metros daqui São Paulo cumeçô. E num cumeçô em torno de um lugar qualquer, cumeçô em torno de um colégio”. Dilma Rousseff, capturada por Celso Arnaldo durante o primeiro discurso oficial de campanha feito em São […]

“Nós estamos aqui dano início à campanha em São Paulo. E não podia estarmos no melhor lugar. A poucos metros daqui São Paulo cumeçô. E num cumeçô em torno de um lugar qualquer, cumeçô em torno de um colégio”.

Dilma Rousseff, capturada por Celso Arnaldo durante o primeiro discurso oficial de campanha feito em São Paulo, em frente à Sé, e remetida ao Sanatório com o seguinte despacho do grande caçador de cretinices: Dilma fez questão de envergonhar, com sua ignorância catedralesca, uma cidade que nasceu em torno de um colégio. Em tempo: “E não podia estarmos no melhor lugar” é construção para ser embargada até por um fiscal analfabeto e entra, imediatamente, para a galeria dos piores momentos da pior candidata da história da República.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Ricardo

    O Jânio Quadros deve estar se revolvendo no caixão

    Curtir

  2. Comentado por:

    Eleitor

    Augusto, com Dilma o trabalho do Celso ficou muito facilitado. Do raciocínio dela brotam verdadeiros cipoais de asneiras. Os erros de português dessa candidata devem fazer o Lula vibrar, pois finalmente ele encontrou alguém que assassina a gramática muito mais do que ele. Depois deste discurso inicial, entrando no túnel da máquina do tempo, veremos os abnegados jesuítas abandonarem apressadamente o Pátio do Colégio e rumarem atônitos na primeira caravela para Portugal.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Eleitor

    Augusto, envie os links do YouTube para a direção dos Colégios onde dona Dilma diz que estudou para que eles nos explique como pode ter isso passado pelos estabelecimentos e saído assim, assim, como diria? Deixa pra lá.

    Curtir

  4. Comentado por:

    Kátia Bacana Bahia Oliveira – a Estrangeira

    Eita doda doida, você não tem jeito. Só fala bobagem.
    O pior é que não dá nem prá mandar você fechar a boca, o tamanho dos dentes não permite.
    Você é burra, feia e mal arrumada. Um verdadeiro dragão.

    Curtir

  5. Comentado por:

    Edda Frost

    Paulo Francis disse: Quem não lê não pensa, quem não pensa será sempre um servo.
    Como a Dilma não lê nem o que “rubrica”, não pensa, e será sempre a serva do Lula ou de alguem…

    Curtir

  6. Comentado por:

    Giovanni

    Mas está tudo certo, por que a crítica a tão “respeitável senhora? Esquecem-se que isto é Brasil e que a mediocridade por aqui impera? Ela usa esse linguajar porque está falando a analfabetos em cultura, patriotismo e por aí vai. Se falasse somente aos cultos com certeza falaria pior ainda e seria cassada antes de vencer as eleições. Não se esqaueçam que isto é Brasil onde impera a mediocridade,isto transformou-se em picadeiro de circo.

    Curtir