Carla Zambelli, líder do Varre Brasil: ‘Ou param com a corrupção ou paramos o país’

Júlia Rodrigues Quem se torna uma figura conhecida por organizar um dos grupos mais ativos no combate à corrupção fica sujeito a mais desconfortos e incômodos do que se imagina. Carla Zambelli, líder do Varre Brasil, conhece alguns – começando pela exposição familiar e pela dupla jornada de atividades. Mas tem suficiente jogo de cintura […]

Carla Zambelli

Carla Zambelli

Júlia Rodrigues

Quem se torna uma figura conhecida por organizar um dos grupos mais ativos no combate à corrupção fica sujeito a mais desconfortos e incômodos do que se imagina. Carla Zambelli, líder do Varre Brasil, conhece alguns – começando pela exposição familiar e pela dupla jornada de atividades. Mas tem suficiente jogo de cintura para administrá-los. “Precisei bloquear fotos e vídeos pessoais no meu Facebook, além de ter de ouvir meu namorado se queixar de que passo mais tempo nas manifestações do que com ele”, conta. “Trabalho pelo menos 44 horas semanais como gerente de projetos e, nas horas vagas, administro o movimento”.

Carla está convencida de que vale a pena. Além do Varre Brasil, ela também ajudou a fundar o NASRUAS. A seu lado, outros 50 voluntários garantem o entrosamento dos dez grupos de manifestantes que decidiram protestar unidos no dia 12 de outubro. São três as bandeiras comuns: fim do voto secreto no Congresso, adoção da lei da Ficha Limpa nas eleições de 2012 e inclusão da corrupção no rol dos crimes hediondos. Carla encara a terceira com ceticismo.  “O Congresso até pode aprovar, mas qual político será condenado?”, duvida.

Os organizadores esperam reunir pelo menos 5 mil pessoas na Avenida Paulista. Carla se anima com o crescimento das mobilizações também em outros pontos do país. “Em São José dos Campos e Vila Velha, tudo indica que será grande”, exemplifica. “Estão produzindo panfletos e camisetas para divulgar o evento. No Maranhão, onde apareceram apenas 12 pessoas no dia 7 de setembro, já são esperadas cem. Estamos crescendo”.

A aversão a partidos e políticos é uma das mais fortes características dessa nova geração de descontentes. Segundo Carla, a possibilidade da fundação de um novo partido foi examinada, mas morreu no berço. “Não queremos que pareça que estamos fazendo autopromoção”, justifica. Os grupos nasceram da indignação de muitos brasileiros com a corrupção institucionalizada. Ela considera prematura a ideia de fechar a lente em determinados casos individuais. “A corrupção está instalada nos três Poderes e atinge todos os níveis de governo: federal, estadual e municipal”, afirma. Para Carla, o mensalão é mais um entre muitos escândalos. Por esses motivos, preferem concentrar-se em unanimidades nacionais. “Não podemos deixar que Paulo Maluf, José Dirceu, Antônio Palocci, José Sarney e Jaqueline Roriz fiquem impunes”, diz.

Ao contrário do ocorrido na década de 60 e no início dos anos 90, a maioria dos grupos não é formada por líderes estudantis, mas por homens e mulheres de 30 a 50 anos. “O que estamos fazendo deveria ser feito pelos estudantes”, registra. Aos 31 anos, mãe de um filho de três, decidiu assumir as rédeas do movimento por não se conformar com a apatia da juventude.

Publicamente, os políticos ignoraram os protestos de 7 de setembro. Mas há sinais evidentes de que eles temem o crescimento da ameaça. Dias depois do ato que reuniu cerca de 4 mil pessoas na Avenida Paulista, internautas com falsa identidade acessaram as páginas no Varre Brasil para espalhar a discórdia entre os militantes. “Descobrimos que os computadores usados para fazer essa picuinha eram do Congresso Nacional”, revela. Para os políticos que tentam enfraquecer o movimento, Carla manda um recado: “Não iremos desistir. Ou param com a corrupção ou paramos o país”.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    mariana rivero

    estarei presente!! cadeia neles!!

    Curtir

  2. Comentado por:

    cida viola

    Fico feliz em ver que o povo não aguenta mais tanta pouca vergonha e que existem movimentos em prol disto. Em 1960 no levante dos estudantes eu estava lá no Rio de Janeiro e tivemos que fugir muito, não tive forças para continuar. Mas hoje não tenho mais pic para isto. Mas fico feliz e lhe desejo felicidades neste movimento. Vai precisar de muitas vassouras. Beijos da Cida Viola.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Antonio Machado

    Outra coisa necessária de ser estabelecida é a imprescritibilidade de crime relacionados a corrupção. Esses crimes devem ser punidos a todo e qualquer tempo, não podem pela inercia do Poder Judiciário, por diversos outros motivos ou mesmo por protelarem os interessados, perder-se o poder de punir pela prescrição…

    Curtir

  4. Comentado por:

    RITA ZAMBELLI

    A Cida
    Viola lembrou bem. Nos anos 60.. 68 pra ser mais exata, eu tambem participava de todas as manifestações que conseguia saber que iam acontecer. Os encontros eram fortuitos e mensagens recebidas em pequenos pedaços de papel. Fugi da cavalaria varias vezes. Cheguei a ser pega uma vez mas consegui me safar (ufa que alivio)… tudo era muito dificil. Imaginem se naquela epoca tivessemos a internet:?! Uauuuuuu bem.. o Augusto Nunes ja teria sido preso se fosse em 68 risos… Por isso digo aos jovens de hoje: Lutem pelo que tem direito! Temos que ser respeitados pois realmente pagamos todas as contas e ainda ficamos com as dividas. Por um Brasil melhor para meus netos!
    Um abraço, Rita

    Curtir

  5. Comentado por:

    RITA ZAMBELLI

    Desculpem… PARA NOSSOS NETOS!

    Curtir

  6. Comentado por:

    Sonia Stellato

    Vamos todos juntos Brasil, varrer essa imundice, o descaramento, impunidade, corrupção desvairada, falta
    de vergonha na cara. Não devemos nos esquecer dos principais nomes colocados em faixas FORA CORRUPÇÃO
    DILMA. FORA CORRUPÇÃO LULA FORA CORRUPÇÃO DESGOVERNO
    TODO. GENTE PRA FRENTE. FORÇA, RAÇA. MOSTRAR QUE NÃO SOMOS CAPACHOS DELES. ELES NÃO PODEM.

    Curtir

  7. Comentado por:

    Sonia Stellato

    GOSTARÌAMOS QUE PARTICIPASSEM CONOSCO! CAPITAL INICIAL!!! DETONAUTAS!!! E OUTROS. DIA 12/10. E EM
    TODOS OS MOVIMENTOS QUE AINDA VIRÃO.
    PARABÉNS CARLA PELA SUA INICIATIVA!!!

    Curtir

  8. Comentado por:

    Ana Lucia Fontão Brasileiro

    Chega disso… Vamos usar nosso voto de maneira consciente…
    Um movimento de extrema importância, porém que deve haver sobretudo a conscientização de que é DEVER de todos lutar contra toda essa roubalheira!

    Curtir

  9. Comentado por:

    carlos

    Sarney, collor, renan, maluf, temer, palocci, dirceu, mensaleiros em geral e corruptos de carteirinha não estão gostando desse protesto.
    Será que o lula apóia?

    Curtir

  10. Comentado por:

    Carla Zambelli

    Amanhã estaremos na Paulista, vestidos com a camiseta o VarreBrasil, levarei meu filho de 3 anos e faremos o melhor dia das crianças da história do Brasil!! UHUUUU!!

    Curtir

  11. Comentado por:

    Bruno Oliveira

    Se ficarmos apenas reclamando da Política do Brasil em uma mesa de bar, não vai mudar o rumo do País. Mas se formos a rua, compartilhar usando as redes sociais, gritando como os caras pitadas, Ai sim poderemos mudar esse título que damos ao nosso país.

    Curtir

  12. Comentado por:

    Juciara

    Vergonhoso, as novas gerações nascendo e o pior no nosso pais a todo vapor… Vamos lá galera , nos mobilizaremso por estes imundos e q seja firme o nosso engajamento p q esses corruptos vão p fora…
    VarreBrasil esses ladrões.

    Curtir

  13. Comentado por:

    Silva

    Srs.
    Vamos por Fim nessa CORRUPÇÃO no BRASIL.
    O Povo Brasileiro, já AGUENTA mais ouvir
    falar em tanta CORRUPÇÃO.
    CORRUPÇÃO é uma VERGONHA NACIONAL.
    Srs.
    Chega de ARRANCAR DINHEIRO dos “COFRES PÚBLICOS”.
    Que é o DINHEIRO do POVO.

    Curtir

  14. Comentado por:

    Joceli

    Srs.
    Chega de CORRUPÇÃOO………………..
    A CORRUPÇÃO enche o SACO. Mais os SACOS dos
    CORRUPTOS.
    Srs.
    O que os nossos GOVERNASTES estão fazendo com
    o nosso DINHEIRO.
    É Brincadeiraa…………………..

    Curtir

  15. Comentado por:

    Luciano

    Estamos chegando ao final demais um Ano.
    2011 foi o Ano da CORRUPÇÃO dos ESCÂNDALOS das MENTIRAS.
    Até quando o Povo Brasileiro vai ter que ouvir tantas MENTIRAS e ENROLAÇÃO por parte de nossos GOVERNANTES.
    Isso, enche o sacooo…………….

    Curtir

  16. Comentado por:

    Pau de Aroeira

    Parabéns, Você é uma verdadeira patriota, com ideal democrático,com honra e com coragem.

    Curtir

  17. Comentado por:

    Alcides Yabiku

    Não é mudando a ponta do Iceberg que se mudará a destinação das coisas, luta inútil.
    Para mudarmos as coisa, precisamos mudar a cultura corrupta do brasileiro de modo gera.
    A corrupção está no desrespeito ao pedestre e ciclistas no transito das cidades, no atestado falso para descontos no impostos, no desreipeito à vada do cadeirante,na circulação do corredor exclusivo, no atestado para justificar a falta na prova de seu filho e etc. Diria o filósofo e historiador Lendro Karnal.

    Curtir

  18. Comentado por:

    Joâo

    Carla, os movimentos de rua no Rio de Janeiro são muito complicados, devido ao horário, distancia,transporte e o calor.
    Lanço uma ideia de organizar os movimentos por Bairros, tipo, quem mora na orla vai para sua respectiva praia, para os bairros que não tem praia, a concentração poderia ser nas praças ou centro dos bairros. Acredito que a adesão seria bem maior. A ideia é para ser evoluída !

    Curtir

  19. Comentado por:

    jopeer02@gmail.com

    precisamos de União e condição p/criar estrategia para neutralizar as artimanhas desta cambada esta aí precisamos fazer um
    círculo de AÇO que poça se aliar ao tribunal e a Polícia Federal, pôs tem mentes sagas e nescrupulosas jogando terra nos
    olhos dos mais atentos. Precisamos fazer o que os outros Páises tem como leis mesmo que que alguns itens sejam futuristas ou adormecidos com muitas leis são.

    Curtir

  20. Comentado por:

    luiza tavares de moraes

    BOM DIA venho comentar o meu protesto a minha indiguinação, porque nos anos de 1995 já teria uma possibidade como chegaria o futuro agora, lembra do sequestro ABILIO DINIZ desta época para cá saberia que fim estariamos.
    de lá até aqui passei por muitas lutas,por viver honestamente e não concodar sertas barreira que a gente tem na vida.
    gostaria de participar do muro da corrupição.———parabéns a todos nesta luta CARLINHA, JOICE JUIZ SERGIO MORO E TODA SUA FROTA, FELIPE, BRUNO,REINALDO EOUTROS . vamos juntos quero um mundo melhor para meus netos, com cárater edignidade falar olho no olho. OBRIGADA CONTO COM VOCES.

    Curtir

  21. Comentado por:

    Calegari

    Carla ja tenho um pouco de idade e ja vi muita coisa neste Brasil, quando o Brasileiro foi as ruas na epoca em que o poder foi tirado do povo pelos militares eu ainda jovem apoiei o movimento, acho q ele foi legitimo, o povo reclamava de alguem que não fora ele que os tinha colocado no poder, porem hoje protestar tirando o meu direito de ir e vir, qdo a responsabilidade do que esta acontecendo ai é exatamente daqueles que estão nestas manifestações, ai eu sou contra, pois quero ver quantos desses politicos serão mudados na prox. eleição. Espero que estes movimentos se perpetuem ate outubro do ano vindou, pois só assim o povo não esquecera e talves deixem de trocar seu voto por uma lata de leite, uma bolsa miseria como tantas que temos por ai. obrigado menina pelo espaço.

    Curtir