Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A gargalhada do coveiro de provas vivas

Gilmar Mendes faria um favor a si mesmo e, sobretudo, ao país se tratasse de marcar encontros com princípios abandonados em algum lugar do passado

“Recuso o papel de coveiro de prova viva”, resumiu o ministro Herman Benjamin no fecho da monumento à verdade que ergueu em meio às ruínas da Justiça. “Posso até participar do velório, mas não carrego o caixão”, completou o relator do julgamento da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral.

Com o apoio de dois ministros do Supremo Tribunal Federal, indiferente a provocações, apartes impertinentes, risos debochados e sussurros cafajestes, Benjamin acabara de devassar com comovente altivez a catacumba repleta de canalhices protagonizadas pela dupla que fez o diabo para ganhar a eleição de 2014.

Alheio à surdez obscena do trio de súditos afinado com o solista no comando, o relator entendeu que precisava mostrar a milhões de brasileiros o que seria enterrado nesta sexta-feira. E deixar claro que ainda há juízes mesmo em tribunais infestados de espertalhões e sabujos trajando togas puídas nos fundilhos.

O que falta é mais gente decidida a avisar nas ruas, aos berros, que o Brasil decente não se deixará intimidar pelos poderosos patifes que teimam em obstruir os caminhos da Lava Jato. Refiro-me à verdadeira Lava Jato, representada por Sérgio Moro, não à caricatura parida em Brasília por Rodrigo Janot.

A gargalhada de Gilmar Mendes na primeira página da Folha deste sábado comunica que o nada santo padroeiro de amigos em apuros continuará tentando marcar encontros com o que chama de “prisões alongadas ocorridas em Curitiba”. Faria um favor a si mesmo e, sobretudo, ao país se marcasse encontros com princípios e valores abandonados em algum lugar do passado. Quase todos podem ser localizados no histórico voto de Herman Benjamin.

Não será difícil ao atarefado Gilmar Mendes achar tempo para a tentativa de reencontrar a Lei, a Verdade e a Justiça. Basta suspender por algumas semanas encontros com bandidos de estimação e com agentes funerários especializados no sepultamento de provas do crime.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. João Celio Timboni

    Ministro do Supremo Tribunal Federal tem que ser nomeado pelo seu notório saber jurídico e concursado, não pode político ter ligação com ministros da Suprema Corte. O périplo que os indicados fazem para chegar ao posto máximo da magistratura é uma decência, essa bandalheira tem que acabar no Brasil. Vivemos o pior momento da magistratura brasileira.

    Curtir

  2. Francisco Cioffi

    Mais uma vez tenho que comentar que aqui existem quadrilhas livrando a cara de quadrilhas as quais todos chamam de …”instituições sólidas” na plutocracia de ladrões da verdade e do dinheiro que é o Brasil. Um triste espetáculo nada devendo aos acontecimentos bizarros da Venezuela. Típico de uma republiqueta sul americana.

    Curtir

  3. Donizeti Melo

    Circula na rede a historia de que um ladrão fora preso com um porco nas costas ao sair de um sitio. O ladrão perguntou ao policial como chegara tão rapido e lhe foi contado que o vizinho denunciou que o vira entrando no sitio. O ladrão replicou que deveria ser solto imediatamente pois o porco que roubara ainda não estava em suas costas, portanto, não era parte da denuncia quando apresentada, e ao desconsiderar o porco, não haveria roubo !!!. O policial, então, o colocou no interior da viatura e lhe respondeu : ” Tá pensando que isso aqui é o TSE ??? ” A que ponto chegamos !!!

    Curtir

  4. Joao Campos Neto

    Este sujeito é um escroque. Lewand… , Toffo… são outros.
    Estamos fud…

    Curtir

  5. Com a maestria que lhe é peculiar, Você caro jornalista Augusto Nunes, retrata em forma direto ao ponto e sem filtro, a real dimensão do que foi a estapafúrdia maquinação, que deixaria Maquiavel boquiaberto, do ministro Gilmar Mendes no julgamento do TSE, exibindo com maestria, toda sua bagagem de conhecimentos jurídicos e a arte da manipulação política e deixou como ensinamento, como se faz para jogar na lixeira as fartas evidências sobre os ilícitos gritantes, cometidos pela chapa Dilma-Temer durante a campanha de 2014. Não foi muito fácil para Gilmar, já que encontrou no juiz Herman Benjamim um adversário inteligente e difícil de bater. Um defendendo o indefensável, e ,o outro defendendo a retidão. Três longos e tediosos dias, onde o desfecho, já era sabido antes do fim do espetáculo circense.. Revoltante o fim, e aqui aproveito para escrever a mesma frase que deixei no Face :Mesmo com essa vitória, Temer não volta como um Fênix, ele continuará na corda bamba, a mercê de um Congresso que não aceita de bom grado presidentes fracos, com o a Lava jato no calço e o chefe da PGR como inimigo…Teremos sim algumas tempestades antes de chegar ao fim de 2018…Segundo o chefe da ORCRIM pronosticou que Temer fique sangrando até o fim do mandato…usando a mesma frase que usaram para ele durante o Mensalão. Augusto, parabéns você escreve cada dia melhor!!///Um abraço-Kitty

    Curtir

  6. Orquídea Filho

    Não sei ou que falar ou pensar nesse momento, a situação de nosso país é tão crítica e medonha, que só consigo enxergar melhoras. Sinto que estamos no feudalismo ainda.

    Curtir

  7. quando se é mordido por um cão,ou botamos para dormir ou colocamos uma focinheira nele.

    Curtir

  8. banda Mero Judas

    Gilmar Mendes, vergonha do Brasil. Traidor dos brasileiros. GM e CIA esculhambaram com a Justiça Brasileira. A história à de cobrar o estrago que fizeram ao Brasil. Não esqueceremos.

    Curtir

  9. Toda pizza tem tamanho e nome, a do TSE teve o tamanho do ego do Gilmar e o nome de Pizza da Vergonha.

    Curtir

  10. Gilberto Goncalves

    Augusto, que contraposicao refrescante é ler teus textos sóbrios. Que alívio. Gilmar Mendes é notóriamente uma figura mauquista na sociedade Brasileira. Sao tantos os sentimentos e pensamentos negativos em direcao à sua Pessoa, que creio que um dia a Justica o alcancará, de uma forma ou de outra. Será que sobrará alguma coisa do país para se edificar emcima? Forcas Externas tem conseguido manter o Brasil sob controle e debaixo da sola do sapato por décadas. As Elites Brasileiras tem contribuido com isso em troca da riqueza pessoal e hereditária.

    Curtir