Blogs e Colunistas

02/02/2010

às 7:25 \ Cinema

As 10 maiores injustiças de toda a história do Oscar

Nem sempre ser o melhor é a garantia de estatueta entre os indicados ao Oscar. Em alguns casos, a qualidade sequer resulta em indicação. Confira as 10 maiores injustiças cometidas dentro da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

Por Carolina da Gama

10. 2003: Melhor Atriz Coadjuvante para Catherine Zeta-Jones

Se não bastasse o fato de Catherine ter sido protagonista – e não coadjuvante – em Chicago, sua premiação foi injusta também porque concorriam ao prêmio Julianne Moore, por As Horas, e Meryl Streep, por Adaptação.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

129 Comentários

  1. Eduardo

    -

    05/09/2012 às 16:36

    Rocky é um excelente filme e na minha humilde opinião mereceu o oscar.

  2. marcio

    -

    10/06/2011 às 16:53

    fernanda montenegro é uma boa atriz, mas nunca será atriz pra oscar, até pq no nosso próprio país, existem atrizes MUITO melhores q ela, como glória pires, beatriz seagal, marieta severo, laura cardoso, etc etc! Parem de endeusar fernanda montenegro, pois ela ñ tem nada demais, pura mídia em cima dela

  3. Rodrigo L.

    -

    07/04/2011 às 11:19

    2 Grandes Injustiças:

    - Um sonho de Liberdade, indicado a 8 oscars e não ganhou nenhum;
    - O show de truman não ser indicado e principalmente Carrey não ganhar o oscar de ator naquele ano.

  4. Ivan Campos

    -

    07/03/2011 às 7:48

    Vem ano, vai ano, e a mesmice ufanística se repete. “Ah, que injustiça o Oscar ter ido para Gwylneth Paltrow e não para a “nossa” Fernanda Montenegro!!! De quebra, ainda “apelam”, dizendo que Meryl Streep e Kate Blanchard também concorriasm
    Até quando vamos ver e ouvir isso?
    Parece até a célebre teoria de Goebbels, ministro da Propaganda de Hitler, de que “Uma mentira, tantas vezes repetida, acaba virando verdade”
    Vamos tentar fazer jus a verdade e aos fatos, como realmente ocorreram.
    “Central do Brasil” e Fernanda Montenegro, como antes “Quatrilho” e “O que isso, companheiro” só entraram na lista dos 5 finalistas por ação de Harry Cohn, chefão da Miramax, produtora das citadas películas, visando interesses comerciais, o imenso mercado brasileiro.
    Tanto isso é verdade que, desde 1999, nenhum fime nacional concorreu.
    e sabem por que?
    Mr Cohn, ao tomar conhecimento da desastrada entrevista de F.Montenegroa Glória Maria, da Globo – a maior e mais explícita emonstração de despeito e inveja a que já assisti – declarou, alto e bom som, que, no que dependesse dele, “jamais outro filme ou artista brasileiro concorreriam ao prêmio…
    Para concluir, o Oscar é algo criado por norte-americanos, deles para eles. Injusticas acontecem, como em qualquer premiação subjetiva.
    Porém, não foi o caso. Tanto o marcante !A vida é bela” mereceu a estatueta – já tinha ganho vários prêmios, inclusive a Palma de Ouro , em Cannes – como Gwylneth Paltrow esteve muito bem em “Shaskespeare in Love”:já tinha merecido, antes, o “Globo de Ouro”, da Associação de Críticos Estrangeiros
    Ao passo que a atuação de Fernanda Montenegro em “Central do Brasil” não foi nada de especial.
    Oscar mereceu mesmo foi o filme “O pagador de promessas”, de Anselmo Duarte, no distante ano de 1962 que, este sim, também recebeu a Palma de Ouro, em Cannes
    Afinal, vamso respeitar todac as opiniões. Mas, excesso de patriotada. repetido a exaustão, dói a nossa inteligência!

  5. Juliana

    -

    27/02/2011 às 16:53

    Para mim, as duas maiores injustiças não estão aqui: Tom Hans com o Náufrago, onde atuoupraticamente sozinho durante todo o filme e Robert Downey Junior, ano passado, com Sherlock.

  6. Jean

    -

    14/02/2011 às 23:28

    Acho que a redatora dessa lista deveria assistir (ou assistir novamente) ao filme Chicago para perceber que Catherine Zeta-Jones é, de fato, coadjuvante naquele filme. Se merecia o Oscar ou não é outra história mas, sem dúvidas, não é a atriz principal.

  7. João

    -

    30/01/2011 às 18:16

    Não sei se poderia figurar entre as DEZ maiores injustiças do Oscar, mas me lembro de ter ficado indignado com o fato da excelente Felicity Huffman em Transamerica perder o prêmio de melhor atriz pra quem quer que seja, em 2006.
    Mas, temos que aplaudir a sagacidade dos norte-americanos que, para valorizar ainda mais sua indústria cinematográfica e suas produções em grande parte de gosto mais que duvidoso, criaram e ainda criam “premiações” que são temas de discussão acirrada em todo o planeta. Se o objetivo era chamar e continuar chamando a atenção do resto do mundo, inclusive quando “injustiças” ocorrem,
    MISSION ACCOMPLISHED!!!

  8. Rodrigo Amaro

    -

    29/01/2011 às 22:43

    A lista de injustiças está perfeita, ao contrário da Academia que esnobou grandes filmes em seus anos de história. Mas uma Correção: “Apocalypse Now” não ficou de mãos vazias, o filme ganhou Oscars de som e fotografia.

  9. Bráulio França

    -

    29/01/2011 às 18:44

    O oscar de melhor atriz ir para Gwyneth Paltrow ainda é embaraçoso até hoje. Naquele ano as grandes interpretações femininas foram mesmo da Fernanda Montenegro e da Cate Blanchet, papéis diferentes mas com interpretações fortes, qualquer uma que ganhasse seria justo… É uma pena que o Oscar não valoriza justiças e sim marketing…

  10. Hugo

    -

    25/01/2011 às 18:40

    A navegação do site, tendo que clicar em cada numero, é muito lenta. Perco muito tempo esperando carregar alem de ser incomodo, principalmente para quem acessa pelo celular como eu.

  11. Juliana

    -

    25/01/2011 às 15:45

    Glen Close não ganhou por Ligações Perigosas. Pra mim isso foi o pior até hj.

  12. Manolo

    -

    12/01/2011 às 23:25

    no ano de a paixão de shakespere, aconteceu uma maior injustiça, que foi Eduard Norton perder a estatueta para roberto benigni, essa para mim a maior injustiça dos oscares.
    Tarantino já poderia ter ganho o oscar de melhor realizador e Tom Cruise que devia ter ganho o oscar em 1999, pelo seu trabalho em Magnolia

  13. Vinicius

    -

    29/12/2010 às 21:39

    Eduardo… acho que não foi patriotada, a Fernanda Montenegro estava bem melhor que a Gwyneth Paltrow… mas o Oscar de Atriz deveria ter ido para a Cate Blanchett, espetacular (como sempre) em Elizabeth.

  14. robson

    -

    28/12/2010 às 13:42

    ate hoje nao entendo como shakespeare apaixonado ganhou o oscar de melhor filme no lugar do consagrado resgate do soldado ryan.

  15. Sandro Silo

    -

    27/12/2010 às 23:38

    A cor púrpura – Não levou nada porque Spilberg não era considerado um “diretor de filmes sérios”. Concorreu a 8.
    O Exorcista – O único filme de terror a concorrer ao prêmio principal não levar Melhor Filme.

  16. Antonio Vicente de Lima

    -

    06/12/2010 às 17:36

    FARGO: Assistí MIL vezes!! Já tô com saudades daquela policialzinha…
    F. D… de Amelie Poulain: Melhor que “Central do Brasil”…
    Bastardos Inglórios: Melhor filme de 2009
    Oliver Twist(1948): Melhor filme da história… Ao meu juízo, é claro…

  17. Antonio Vicente de Lima

    -

    06/12/2010 às 17:16

    Essa foi de lascar!! Apocalypse Now é um dos melhores filmes da hitória!! Só aquela sequência de bombardeios na praia, com fundo musical de “As Valquírias” paga DEZ ingressos!! Robert Duval está impagável!!

  18. julia melo

    -

    04/12/2010 às 11:36

    esqueceram de falar do johnny depp! uma das maiores injustiças até hoje!!

  19. Junior de Oliveira

    -

    30/11/2010 às 18:45

    Esqueceram de colocar a barbaridade que foi o filme Dança com lobos vencer Os bons companheiros em 1990

  20. Eduardo

    -

    29/10/2010 às 6:28

    Penso que uma grande injustiça foi a nao premiaçao de John Waine nos brilhantes westerns de John Ford, tais como “Centauros do Deserto”, “Forte Apache”, “Rio Grande” e outros, que marcaram esse tipo de cinema para sempre. Outra injustiça foi com Bette Davis em “What Ever Happened to Baby Jane?”, que nao ganhou porque Joan Crowford (sua inimiga visceral) fez campanha contra ela. Agora, penso que NAO é injustiça a Fernada Montenegro nao receber o prêmio, pois a ganhadora (Paltrow, pelo filme “Shakespeare Apaixonado”) foi muito superior. Tao superior que a Fernanda, depois de perder, apenas se limitou a dizer que a ganhadora “nao tinha expediente”, o que, até hoje, se tenta saber o que seja isso. Nao se pode analisar esse assunto sob o prisma da “patriotada”, pois, se assim fosse, teria que ser avaliado o verdadeiro trem da alegria de artistas que, à época, com verbas públicas, foram lá em Hollywood ver a premiaçao (sem mencionar o “livro” que a Fernanda publicou com verbas dadas pelo entao Presidente Sarney!).

  21. CEZAR AUGUSTO STEDLER

    -

    17/10/2010 às 17:30

    Todas as vezes que nao premiaram Al Pacino,som 01 oscar para ele e quase nada.

  22. Alan

    -

    30/09/2010 às 15:35

    Faltou o prêmio pro central do brasil, como melhor filme estrangeiro…

  23. Lucas

    -

    06/07/2010 às 8:53

    faltou o oscar de 2010 q só deu um premio para bastardos inglorios, por causa daquela guerrinha entre avatar e guerra ao terror

  24. Leonardo

    -

    18/05/2010 às 17:45

    Faltou aí: Oscar 2008 de Melhor Canção Original para “Jai Ho”, de Quem Quer Ser Um Milionário. Foi o mais completo absurdo essa música, que nem é muito boa, ganhar de uma obra de arte como “Down to Earth”, de WALL-E. Isso é um exemplo descarado de favorecimento àquele filme…

  25. Herlon

    -

    25/03/2010 às 10:27

    e a estatueta de melhor fotografia em preto-e branco também…

  26. Herlon

    -

    25/03/2010 às 10:25

    Leso engano: o filme REBECCA (1940) dirigido por Alfred Hitchcock levou a estatueta de melhor filme no OSCAR de 1941!!!

  27. Joao

    -

    23/03/2010 às 17:43

    O Oscar ´pura politicagem, alguém acredita naquelas cédulas de votação ???

  28. Vitor Queiroz

    -

    14/03/2010 às 16:47

    Acho que na lista faltou também em animação, que deixaram “Tá dando onda” de fora, que foi um excelente filme, além dos belos desenhos gráficos.

  29. Ana

    -

    09/03/2010 às 3:20

    Que idiotice, a trilha de Frida é fabulosa.

  30. Djair de Souza

    -

    08/03/2010 às 10:24

    A tendência das premiações do Oscar se mantiveram em 2010 e, com certeza, vai continuar na mesma linha: premia-se a exposição dos atores e atrizes e não sua atuações, os melhores filmes são os que recebem milhões de investimentos em tecnologia… e por aí vai. A criatividade não é bem vinda, se o fosse os filmes estrangeiros não seriam relegados à única categoria que participam.
    Talvez seja idiotice acreditar que a mais importante premiação cinematográfica do mundo não seja apenas comercial. Muitos filmes produzidos nos EUA e premiados com o Oscar valem a pena assistir, mas são, em grande parte, desprovida de qualquer filosofia política-social. O discurso dos ganhadores… Bem, houve discurso mesmo ou que diabos era aquilo???

  31. Gaucho da Fronteira

    -

    07/03/2010 às 16:33

    Ô Bruno Candido! Pelas barbas do profeta! “GANHACE”!!!! Tu merece o premio de boçal da década!
    Vai aprender a escrever, tchê! Tu consegue ler as letrinhas das legendas?
    Quanto hipócrita por aí…

  32. Elaine Campos

    -

    07/03/2010 às 12:21

    A academia ignorar Cidade de Deus (2003) sequer foi indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro e a academia para reparar o erro indicou ele no ano seguinte em 4 indicações uma das maiores injustiças que fizeram questão de corrigir.

  33. Ana

    -

    06/03/2010 às 10:46

    Foi ridículo em 1999 quando anunciaram que a Paltrow era a “melhor atriz”. Todo mundo sabia que a Cate Blanchett tinha dado um show como Elizabeth. E ainda tinha a Fernanda Montenegro maravilhosa, mas neste caso sabíamos que era mais difícil porque era um filme estrangeiro. Mas as duas, Cate e Fernanda, receberam os prêmios internacionais mais importantes do ano. Agora veja a carreira da Blanchett, maravilhosa, e a da Paltrow, fraquinha.

  34. rubens guimarães

    -

    04/03/2010 às 18:41

    e Cidade de Deus??? Não foi injustiçado???

  35. Gabriela

    -

    02/03/2010 às 14:39

    E Johnny Depp nunca ter ganho um Oscar? São vários os atores e diretores que são indicados por tudo que fazem, mas nunca ganham de fato (assim como aconteceu com Scorcese por muitos anos). Esses atores e diretores, que são tão reconhecidos por seu trabalho, sempre considerados grandiosos, sempre indicados e ainda sim nunca ganham, são os maiores injustiçados.
    Agora, o comentário de alguém sobre as “cotas” do Oscar é fato. A necessidade recente do Oscar de ser politicamente correto é irritante. Aposto que esse ano Bigelow ganha, só para se ter todo o comentário de “a primeira mulher a ganhar um prêmio de melhor direção”, etc, etc.
    Mas injustiça depende de com quem se concorre. Por exemplo, no ano em que Reese Witherspoon ganhou. Os grandes filmes daquele ano eram Brokeback Mountain, Capote, Boa Noite, Boa Sorte e Crash (que, para mim, não era superior a Brokeback Mountain), todos protagonizados por homens. O Oscar de melhor ator aquele ano era uma escolha difícil. Foi muito merecido por Phillip Seymour Hofman, mas qualquer dos atores que ganhasse teria merecido. Mas foi um ano fraco em protagonistas femininas. Judy Dench concorria com um filme de pouco peso, Charlize Theron concorria com um papel muito inferior ao que já lhe havia rendido um Oscar recentemente, e Keyra Knightley foi uma ótima Elizabeth Bennet, mas…. Naquele ano, eu acho que Reese mereceu ganhar sim. Talvez não tivesse merecido se outros grandes filmes com protagonistas mulheres estivessem no páreo, mas não era o caso. Portanto, não foi injusto, foi a realidade daquele ano. Ao contrário do caso de Gwyneth Paltrow, que concorria com protagonistas de peso.

  36. gibacals

    -

    01/03/2010 às 23:34

    Normalmente os “chamados especialistas em cinema” tendem a considerar injustos os premios dados àqueles que participaram de produções da qual eles não gostaram. Desconsideram critérios técnicos , merchant astronomico dos grandes estudios em favor desse ou daquele ator/atriz…até mesmo a idade daqueles que votam nos indicados tem influencia…injustiças irão acontecer sempre..faz parte do jogo…há uma enorme relação de injustiçados, que tiveram atuações magnificas e filmes maravilhosos que não foram premiados! quantos oscar não mereceram Al Pacino, Ed Harris,Gleen Close,Martin Scorcese,Donald Sutherland,Gene Hackman,Susan Sarandon..etc…etc.. Sem contar o escândalo que são os casos de não premiação de Chaplin e Hitchchok…Quanto ao Brasil enquento continuar produzindo filmes com a estética da miséria pode esquecer..não vai ganhar nunca…E quanto à grande Fernanda Montenegro, naquele ano ela perderia para qualquer das outras atrizes que concorriam com ela , mesmo sem a canastrice de Gwynhet Pawtrol …!

  37. Lourivaldo Minguini

    -

    01/03/2010 às 15:36

    São muitas as diverencias à esse respeito. Entre elas, e a meu ver, uma das maiores e pióres injustiças foi a não premiação de ANTHONY QUINN em “Zorba, o Grego”. Seguramente, ela transpira talento nesse filme, que tb. é maravilhoso.
    Abraços,

  38. Camila

    -

    28/02/2010 às 15:52

    E o Johnny Depp??

  39. Fábio Henrique Carmo

    -

    28/02/2010 às 10:40

    Convenhamos que “Como Era Verde Meu Vale” é um baita filme e não sei se dá para considerar injustiça o fato de “Cidadão Kane” ter perdido para este filme do gênio John Ford.

    Também não sei se é injustiça o fato de “Taxi Driver” ter perdido para “Rocky”. O filme do Stallone é ótimo e, certamente, mas afeito ao estilo da Academia. É mais comercial? Sim. O que não significa que não seja um bom filme.

  40. JOSÉ LUIZ VIANNA NETTO

    -

    27/02/2010 às 13:39

    DENTRO DE TANTA POLÊMICA, TEM ATÉ ADVOGADO BUSCANDO O “NEXO CAUSAL (?)”…..ESQUECEM-SE DE UMA COISA: A QUEM INTERESSA O OSCAR, A QUEM AGRADA PREMIAR COM O OSCAR??? RESPOSTA DIFÍCIL, MAS TÁ AÍ PARA QUEM QUISER RESPONDER PARA SI E AGRADAR SE POSSÍVEL A SI MESMO.
    O MELHOR QUE FAZEMOS, É ELEGER O NOSSO ELEITO E, OS DISCURSOS MAIS ACALORADOS SOBRE AS NOSSAS PREFERÊNCIAS, PARA UM BOM BATE-PAPO, COM QUEM ENTENDE DE CINEMA…..COMO O NOBRE ‘LAWYER” PRESENTE AKI.

  41. Ricardo Fox

    -

    26/02/2010 às 12:02

    Faltou nessa lista falar de Cidade de Deus que num ano nem conseguiu entrar na lista de melhor filme estrangeiro e no outro ano abocanhou 4 indicações

  42. Camila

    -

    25/02/2010 às 15:51

    E o joaquin phoenix q não foi nem indicado como melhor ator por Amantes esse ano? Td bem q o filme é desconhecido e ele anda meio maluco mas a atuação dele é soberba!

  43. Priscila

    -

    24/02/2010 às 10:49

    Concordo com Bruno, a vida é bela é muito superior! E achei desnecessário citar a Fernanda Montenegro como injustiça, acho que ela não mereceia de jeito nenhum um oscar por Central do brasil.

  44. pedro

    -

    21/02/2010 às 22:49

    Maior injustiça pra mim, foi Fargo perder pra paciente inglês.

  45. Aline

    -

    21/02/2010 às 22:08

    Baz Luhrmann não ser nem indicado por Moulin Rouge…tsc tsc tsc…Chicago só foi visto depois pq Moulin Rouge trouxe de volta a popularidade para musicais.

  46. Junior

    -

    21/02/2010 às 18:03

    E esse ano Sandra Bullock merece ganhar
    disparado.

  47. Junior

    -

    21/02/2010 às 17:59

    Quem disse que a Reese Whiterspoon não mereceu ganhar o Oscar em 2006 é doido. Ela arrasou atuando, cantando e até tocando um instrumento em ”Johnny&June”. A mesma coisa com o Adrien Brody por “O Pianista” em 2003, ele mereceu disparado.
    Pra mim, as maiores injustiças(absurdos) do Oscar são:
    ter premiado Roberto Benigni por “A Vida é Bela” em 1999
    ter premiado Gwyneth Pawtrol por “Shakespeare Apaixonado” em 1999
    NÃO ter dado o Oscar para Natalie Portman por “Closer” em 2005, e para Chloe Sevigni por “Meninos não Choram” em 1999
    NÃO ter dado o Oscar de fime para “O Segredo de Brockeback Mountain” em 2006

  48. Felipe

    -

    19/02/2010 às 23:35

    Falar que “Rocky” é tão bom ou até melhor do que “Taxi Driver”, como fizeram alguns por aqui, é loucura total. Não dá pra comparar uma obra prima de Scorsese com o filme do Stallone. É só procurar por mais sites falando de injustiças do Oscar na internet: sempre aparece esse caso, assim como o do Laranja Mecânica, Apocalipse Now, Chaplin e Hitchcook.

    Com relação ao Oscar deste ano: gostei muito de “Avatar”, é um ótimo filme. Mas não merece o Oscar de Melhor Filme. Ele pode ser um “marco”, mas só no aspecto técnico-visual. O prêmio principal leva (ou deveria levar) em conta outros aspectos muito mais importantes. Se ganhar, não tenho dúvidas: a Academia se rendeu de vez ao modismo e só quer atrair audiência. O Globo de Ouro já fez isso este ano (além de consagrar “Avatar”, deu o prêmio de Melhor Comédia/Musical para o sucesso comercial “Se beber, não case”, no lugar do muito mais inteligente e bem elaborado “500 dias com ela”).

  49. Caio

    -

    18/02/2010 às 21:22

    Quem falar que Avatar não merece o Oscar é pq não é, de forma alguma, um fanático por cinema. Pode ser que o filme não tenha das histórias mais inovadoras, até pq achar um filme inovador hj em dia e complicado. Mas ele e um marco na historia do cinema. A direcao de James Cameron foi impecavel e o filme merece sim o Oscar. Amor sem escalas também é um filme sensacional. Mas pra mim, caso Avatar não ganhasse, o filme que deveria ganhar seria a animação Up. Indicado ao Oscar de melhor filme, repetindo a façanha de The Beauty and the Beast, da Disney, Up é um “desenho” esplêndido.

    Ah, e Nicole Kidman mereceu SIM o Oscar por As Horas, um filme dos mais sensacionais que já vi. Agora, Gwyneth e Catherine ganharem pode ter sido injusto sim. E Crash ganhar melhor filme no lugar de Brokeback Mountain também é um absurdo. Fora figurino, que basta ter um filme de época com aqueles vestidões imensos, cheios de renda e tecidos variados, que sempre ganha. Desconsideram figurinos mais modernos, como o de The Devil Wears Prada, por exemplo.

    Fato que o Oscar comete suas injustiças, mas ele tenta se redimir depois. Como o Oscar de Audrey Hepburn que não veio por Breakfast at Tiffanys, mas veio depois. E “os” Oscar que George Clooney merecia por Good Night and Good Luck, um filme absolutamente irretocável, foram trocados por um de ator coadjuvante, por Syriana, o qual ele nem merecia. Foi só pra Academia se redimir mesmo.

    Esse ano, Sandra Bullock deve ganhar. Sua atuação em The Blind Side é real, intensa e apaixonada. Mas de forma alguma pode ser considerada melhor que Gabourey em Precious ou Meryl em Julie e Julia. Consenso é que Meryl Streep é a melhor atriz americana de todos os tempos. Pelos homens, eu indicaria Sean Penn, apesar de q tem vários outros tão bons quanto.

    É isso! :D

  50. Thaynara

    -

    18/02/2010 às 20:33

    Esqueceram de falar sobre a Beyoncé perder pra Taylor Swift ¬¬
    ela só é mais uma carinha bonita que a Disney patrocina!E nem é tão bonita assim…

  51. Alida Moreira

    -

    18/02/2010 às 17:22

    Em primeiro lugar,é pura perda de tempo esperar que o Oscar premie a todos os melhores artistas,pois é uma festa para promover o cinema estadunidense e pouco tem de festival mundial.Jamais que Fernanda Montenegro venceria,pois a academia discrimina muito as pessoas pela nacionalidade ou cultura.Desde 1987 eu antipatizo muito com o Oscar,pois naquele ano Ennio Morricone,mesmo concorrendo com a trilha totalmente composta por ele de “A Missão”,foi preterido por Herbie Hancock,cuja trilha “Por Volta da Meia-Noite”era quase só de músicas não compostas por este músico,mas só havia uma categoria de trilha que era a de música original.O Oscar não deveria receber tanto destaque aqui no Brasil,pois nunca premiou um brasileiro sequer,nem mesmo numa categoria secundária.

  52. Elton Goulart

    -

    18/02/2010 às 16:16

    Para Bruno Candido:

    Dizer que a Vida é Bela é mto superior a Central do Brasil é no mínimo desconhecer a diferença entre o que é qualidade artística e o que é markenting.
    E, de fato, A vida é Bela ganhou o Oscar de melhor ator para o canastrão do Roberto Benini, um dos maiores absurdos já cometidos pela academia. E isto NÃO justifica o fato do filme ser melhor que Central do Brasil.

  53. Elton Goulart

    -

    18/02/2010 às 15:38

    Avatar não merece melhor filme. Se ganhar diretor… até que vai. Assim como Titanic, Avatar é um espetáculo visual, mas possui mtos problemas em termos de direção e roteiro. Avatar merece todos os prêmios técnicos, não mais que isto. Na minha opinião, Guerra ao terror merece o Oscar de melhor filme, direção e ator para Jeremy Renner. Ninguém merece Jeff Bridges levando a estatueta. O mesmo serve para Sandra Bullock.

  54. danilo

    -

    17/02/2010 às 21:16

    Injustica aconteceu com Sean Pean, em uma licao de amor. O filme e a atuacao de Denzel Washington naquele ano nao chegam aos pes das atuacoes da Michelle Pfeifer, da Dakota e do Sean… mas foi o ano que a academia quis fazer algo como “cota racial”…

  55. Jose Antonio Machado do Nascimento

    -

    17/02/2010 às 19:31

    A maior injustiça foi a Glenn Close perder para Cher em 1987 e para a Jodie Foster em 1988.

  56. joyce domingos

    -

    17/02/2010 às 13:00

    não há injustiça maior que o escar ignorar chaplin….o cinea muito deve a ele…..

  57. Sérgio

    -

    17/02/2010 às 12:46

    E o gênero fantástico, sempre ignorado? Como esquecer as injustiças com Star Wars, E.T. ou Indiana Jones, sempre relegados aos efeitos e nunca levados à sério como filme? Somente em 2004, ao premiar o ultimo filme da trilogia do Anel, a academia meio que se desculpou por esse desprezo.

    Torço para que Avatar seja melhor tratado.

  58. Renato

    -

    17/02/2010 às 12:17

    Vc realmente não manda bem em nenhuma lista dos 10 mais hein. hahahaha
    Essa aki foi a menos pior.
    Mas esquecer de ET e desprezar ROCKY não rola…vc pode ateh achar q rock nao merecia, mas estava a altura de taxi driver, isso estava. não viaja.

  59. Gabriel Fonseca

    -

    17/02/2010 às 12:13

    Se Avatar vencer este ano, será a maior injustiça cometida pelo Oscar. Não que ele seja ruim, é um filme muito legal, mas não chega a ser nem mesmo o melhor entre os filmes de ficção científica envolvendo humanos malvados que prettendem realocar alienígenas indefesos que possuem algo que lhes interessa e onde o protagonista muda de lado após se tornar um dos extraterrestres indicado ao Oscar de 2010. Não assisti a outros favoritos, como Guerra ao Terror e Amor sem Escalas, então não posso falar sobre eles, mas Avatar ganhar de Distrito 9 é loucura.

  60. Carlos

    -

    16/02/2010 às 21:06

    Listas com maiores e melhores sempre trazem distorções ..Eu sugeriria fazer votações ..Para mim uma das maiores injustiças do Oscar foi não ter premiado Robert Downey Jr por sua atuação em Chaplin..Em alguns momentos eu vi o verdadeiro Charles Chaplin na tela …

  61. Duquesa

    -

    16/02/2010 às 15:44

    Concordo que a trilha sonora de AS HORAS deveria ter ganhado o Oscar. É simplesmente antológica. O piano erudito de Philip Glass pontua com emoção uma história banhada de tristeza.

    Quanto a Rock, acho merecedor sim. É um belo roteiro com atuações minimalistas e tem tudo a ver com o espírito americano. Não é filme de atores e sim de enredo.

  62. Luiz Carlos Monteiro

    -

    15/02/2010 às 12:22

    A maior injustiça do Oscar foi não ter premiado Madonna como melhor atriz por sua interpretação de Evita ! A atuação foi perfeita, emocionante, vibrante.

  63. Nei Carlos

    -

    15/02/2010 às 9:08

    E James Dean ?

  64. Marco Varella

    -

    14/02/2010 às 22:09

    A injustiça da não premiação de ET como melhor filme é um consenso entre críticos especializados.

  65. Lucia

    -

    14/02/2010 às 19:23

    Essa premiação é uma farsa!!!!

  66. Emilio

    -

    14/02/2010 às 15:15

    Cade o Gran Torino, pra mim a maior injustiça da história do oscar….

  67. Mateus

    -

    14/02/2010 às 10:19

    Melissa Leo foi estupenda em Rio Congelado, mas a Academia resolveu não premiar uma estreante, e premiar uma atriz de filme de guerra. Ja´perceberam que todos filmes de guerra ganharam oscar

  68. Camilo de Queiroz

    -

    13/02/2010 às 22:09

    Aproveitando que estou empolgado… Bem lembrado quanto a Shawshank Redemption. E é listado no IMDB como o Melhor Filme de todos os tempos desde que o site está no ar.

  69. Camilo de Queiroz

    -

    13/02/2010 às 22:05

    E o Sr. Ricardo só pode estar querendo polemizar com dizeres do nível de “[...]Martin Scorcese é o Tim Burton dos anos 70[...]“. Por favor, apresente-nos o nexo causal de tal comparação. Duvido que você é capaz de desenvolver 10 linhas sobre esse comentário esdrúxulo e infundado. Nem vou gastar meu português pra comentar sobre a suposta “ausência” de trilha sonora em As Horas. Cada um que me aparece…

  70. Camilo de Queiroz

    -

    13/02/2010 às 22:03

    Concordo GRITANTEMENTE com sua opção de criticar o Oscar de Catherine Zeta-Jones – que convenhamos só fez uma homenagem a Liza Minelli, em Cabaret – vencendo uma das atuações mais brilhantes de Meryl Streep em Adaptação.
    Na minha opinião, nunca vou me esquecer do Oscar de Julia Roberts em cima da atuação magistral de Ellen Burstyn em Requiem Para Um Sonho – parece que estou sonhando até hoje, com o perdão do trocadilho…

  71. Marcel

    -

    13/02/2010 às 21:11

    A Meryl ganha demais ?
    Ela pode ter sido indicada trocentas vezes, mas só ganhou 2 oscars até hoje.

  72. Elton Goulart

    -

    13/02/2010 às 21:04

    há premiações justas no Oscar, mas todo ano acontece alguma injustiça. Se Robin Willians, Roberto Benini, Jessica Lange, Reese Witherspoon, Gwyneth Paltrow, Julia Roberts (no ano que ela venceu concorria junto Ellen Burstyn numa atuação magnífica em Requiem for a dream), Nicole Kidman, Nicolas Cage, dentre outros tantos canastrões que já levaram a estatueta, podemos entender que o prêmio da Academia não é a maior honraria que um ator (ou diretor, fotógrafo, montador, roteirista) possa ter.

  73. Lucas

    -

    13/02/2010 às 19:16

    Rocky é infinitamente superior a Taxi Driver.
    E mais: Jack Nicholson roubou o Oscar de Stallone de melhor ator.

  74. thiago garcia

    -

    13/02/2010 às 12:49

    2003:
    derrota de Daniel Day-Lewis (Gangues de Nova York) para Adrien Brody (O Pianista)

  75. rafael

    -

    13/02/2010 às 12:27

    Não achei nem um pouco interessante sua matéria, os filmes que você julga não terem merecidos são com certeza da mesma altura daqueles que fazem parte de sua preferencia, existem casos que você poderia ter citado e que são mais recentes. Não está um matéria a altura de revista VEja com todo respeito.

  76. rafael

    -

    13/02/2010 às 12:19

    não concordo acredito que ela realmente mereceu por esta atuação em Chicago, a Meryl ja ganha demais que bom que deram valor a outra pessoa!

  77. Maria Aparecida

    -

    13/02/2010 às 12:13

    A maior injustiça, para mim, foi premiar o Benini em vez de om Hanks, por O resgate do Soldado Ryan.

    Ridículo!!!!!

  78. Maria Aparecida

    -

    13/02/2010 às 12:04

    Foi um mico total!

  79. BRUNO CANDIDO

    -

    12/02/2010 às 21:40

    A vida é bela é muito superior a “Central do Brasil”, mas muito mesmo tanto é que ganhou oscar de melhor ator e trilha sonara e também se ganhace o de melhor filme não seria surpresa porque naquele ano ganhou Shakespare Apaixonado.

    Quanto ao Rocky I, um exelente filme, um filme de superação. A sequencia não foi ruin assim como Idiana Jones o primeiro é exelente e também poderia ter ganhado oscar.

  80. Adilson Silva

    -

    09/02/2010 às 20:29

    Com todo respeito, “A Vida é Bela” com Roberto Benigni é estupendo, emocionante, sem falar da maravilhosa trilha sonora! É zilhões de vezes superior à chatice de “Central do Brasil”.

  81. mauricio

    -

    08/02/2010 às 10:36

    nao ha injustiças pois os eleitores nao sao os criticos dessa revista ou os leitores ( sao os associados da academia de artes cinematograficas de holliyood que sao influenciados pelo marketing/contexto/conveniencias/ etc) e nem o premio desmerece ninguem pois ele nao e absoluto ( chega de dar mole pro oscar) e serve so pra balizar as diferenças de receptividade que acontecem DEPOIS pelo público ( que tambem nao serve muito de base) ou pela crítica ( que tambem ignora o sucesso de bilheteria e publico, por vezes). acho que essa lista so quer dizer o seguinte: po, gostei mais daquele filme, pq ele nao ganhou o premio? me parece inutil a discussao.

  82. Luiz Felipe

    -

    08/02/2010 às 10:23

    Sério, Rocky só é desvalorizado porque a série que veio depois é fraca. O filme de 1976 é fantástico, tem um ritmo bom e é sensível, apesar do Stallone.

    Tenho certeza que muitos sequer viram o primeiro filme da série, e por isso ironizam.

  83. Zé Tonho

    -

    07/02/2010 às 19:28

    “Pode parecer piada, mas o filme estrelado por Sylvester Stallone não só levou a estatueta, como o fez no lugar de Taxi Driver, até hoje considerado um dos melhores filmes de Martin Scorsese.”

    HAUAHAUAHAU, piada é ler um comentário obtuso desse.

  84. Ana

    -

    07/02/2010 às 1:16

    Definitivamente, Kubrick e, em especial, o filme Laranja Mecânica, não são para crianças. Vai ver que é por esse motivo que o Ricardo não gostou dele…

    *Na verdade, o único grande erro de Kubrick foi colocar o Tom Cruise como protagonista em “De olhos bem fechados” ….

  85. Emilia Santos

    -

    06/02/2010 às 19:57

    Concordo com o Ricardo ai. Pra mim, essas não são as 10 maiores injustiças!
    A proxima premiação que está por vir, irá premiar AVATAR, que tem tudo pra ultrapassar TITANIC e pra mim, TITANIC é zilhões de vezes melhor! Assisti e gostei, mas não é melhor que TITANIC a ponto de ganhar mais Oscars!

  86. Douglas Melo

    -

    06/02/2010 às 1:35

    Concordo com o Ariovaldo. Li os 10 da lista esperando pela citação do Shawshank Redemption, e nada… Até quem prepara a lista das 10 maiores injustiças do Oscar comete injustiças!

  87. Junior Delduque

    -

    05/02/2010 às 23:05

    Até hoje eu não acredito terem dado o Oscar de coadjuvante em 2003 para Catherine Zeta-Jones ao invés da Julianne Moore. O trabalho dela em As Horas é excepcional, na verdade, As Horas foi um dos filmes mais injustiçados da história e o mais incrível é que ele levou o Oscar na categoria que menos merecia. O trabalho de Nicole como Virginia é ótimo, mas Salma Hayek por Frida e até mesmo a Julianne Moore por Longe do Paraíso mereciam bem mais.

  88. Rogério

    -

    05/02/2010 às 20:18

    José Paulo disse:
    fevereiro 2, 2010 às 9:48
    Considero também injusta a premiação de Melhor Filme Estrangeiro para o estúpido “A Vida É Bela”, derrotando “Central do Brasil”. Só ganhou porque era italiano, como bem colocou na premiação a também italiana Sophia Loren.

    Sr. José Paulo – – A VIDA É BELA, foi o melhor filme já produzido até hoje, de extrema sensibilidade. Acho que devemos vestir a camisa da humildade e ficar calado antes de falar tolice como esta que vc disse. Por favor Pense antes de escrever. OBRIGADO.

  89. Elvira Akchourin do Nascimento

    -

    05/02/2010 às 17:02

    Boa lista. Um grande injustiçado foi o genial diretor Stanley Kubrick, várias vezes indicado e poucas premiado com o Oscar. Seus filmes “Dr. Fantástico”, “Laranja Mecânica”, “Barry Lindon” são maravilhosos.

  90. Lau Bark

    -

    04/02/2010 às 22:28

    Oh Ricardo, quanto rancor e mal humor!

    Se acalme com… “As branquelas”

  91. Smart One

    -

    04/02/2010 às 22:00

    OIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII gnttttttttteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee. eu sou felizzzzzzzzzz

  92. Lufrena

    -

    04/02/2010 às 14:34

    De tantas injustiças quero congratular-me com a opinião de cada um, entretanto a história passa e ficam as injustiças, Muito filmes só foram reconhecidos depois de alguns anos, outros, tiveram suas qualidades reduzidas.

    Rocky foi um fenômeno que, se não merecia o oscar pelos padrões intelectuais e cultos de tal evento, foi realmente um sucesso de destaque na época. Foi uma novidade relevante. Taxi Driver é chato, mas só atualmente foi reconhecido como um filme merecedor.

    Enfim, o Oscar é pra gerar polêmica, criar público pros filmes e injustiçar grandes nomes.

  93. kamarov

    -

    03/02/2010 às 16:27

    Caro José Paulo;
    Dizer que a vida é Bela é um filme estúpido só reproduz a estupidez do Brasileiro.
    Você é a personificação do paspalho bonachão que é a maioria da população Brasileira.
    A vida é bela dá de 10 a 0 no Central do Brasil.
    É até idiotice compará-los.
    Enfim, pífias palavras.

  94. Vm

    -

    02/02/2010 às 23:12

    A vida é bela é um excelente filme. Central do Brasil é chato.

  95. Zé do povo

    -

    02/02/2010 às 21:47

    Será que ninguém vai falar sobre a não indicação de “Lula, o filho do Brasil”? aquele filme que contou com o maior orçamento da história “dessepaiz” e que nem petista assiste? isso é que foi uma grande injustiça…

  96. Ariovaldo

    -

    02/02/2010 às 21:44

    Li todos os comentários para perceber que os amigos do blog cometeram outra injustiça. O filme “Um sonho de liberdade” (quem entende de cinema conhece) foi indicado a 7 Oscar e não ganhou nenhum. Na minha opinião foi a maior injustiça da Academia em todos os tempos.

  97. Aleh

    -

    02/02/2010 às 19:27

    A Vida e Bela… nao é um filme crivel..embora tente convencer que é.Benigni é um Didi Moco melhorado(?).

    Uma versao rocambulesca.

    Neste tema, ha um filme com uma versao interessante para os dias vividos sobre o Nazismo; O filme ” O Trem da Vida”. Despretensioso, conta a historia como Judeus irão forjar um trem nazista, num faz de conta em que os próprios judeus serão militares, maquinistas e prisioneiros.

    Interessantemente, a viagem para libertaçao se dara em funçao da ” terra prometida” , na Palestina.

    O filme com direçao de ,Radu Mihaileanu recebeu o prêmio do público no Festival de Cinema de Sundance em 1999 e, no Brasil, venceu os prêmios de Melhor Filme eleito pela crítica e pelo público na 22ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

    vale conferir!

  98. Ana Paula

    -

    02/02/2010 às 19:00

    Ah! lembrando que na época, quando Meryl Streep concorria com Fernada Montenegro, a primeira soltou uma declaração de que se a segunda ganhasse a estatueta, ela acreditaria que Hollywood fosse justa;
    agora já sabemos que não é.

  99. Ana Paula

    -

    02/02/2010 às 18:56

    Injustiça será ver Avatar ganhar o Oscar de melhor filme…
    e ter visto Titanic ganhar 11 premiações.

    mas discordo de alguém que falou que o lindissimo A Vida É Bela não merecia o prêmio; sem falso nacionalismo, Central do Brasil foi um bom filme, e Fernanda Montenegro merecia a estatueta, mas o filme italiano me fez rir e chorar, um filme tocante.
    Agora Gwyneth Paltrow ganhar de Meryl, Cate e de nossa queridíssima Fernanda… piada! Assim como o premio para Rocky.

    Se Avatar ganhar a estatueta de melhor filme…

  100. Aleh

    -

    02/02/2010 às 18:39

    Ola ,
    Apocalypse Now , realmente é uma das maiores injustiças do Oscar.O filme , com certeza, nao agradou aos conservadores da Academia.
    Nao vi ainda se foi citado, mas outra injustiça foi nao terem indicado Spielberg como diretor em A Cor Purpura!
    Gwyneth Paltrow ganhar de Fernanda, Meryl e Cate Blanchet….daria ate para ela ficar encabulada! Nada em sua atuação em Shakespeare in Love justifica o premio. So o investimento que se pretendia fazer nela para torna-la uma estrela de primeira grandeza e prestigio. Parece que foi um tiro n’agua.
    Scorcese acabou sendo premiado tardiamente , pelo que talvez seja, seu pior filme: Infiltrados.Agora , Rocky o lutador ganhar de Taxi Driver…é mesmo uma daquelas piadas da academia. O ” Heroi Americano” Rocky , contra o mundo.Para a Academia melhor um heroi q um chofer de taxi maluco.

    Considero também uma injustiça Heath Ledger perder o Oscar para Jammie Fox no ano que duelavam por suas atuações em Brokeback Mountain e Ray Charles.
    Ora, Jammie Fox faz uma bela imitação de Ray, mas criar um personagem que traz toda a ambigüidade do “ vaqueiro “ e ainda abrir Mao de seu brilho pessoal para dar conta da falta de energia e ambição de Ennis.Esse cuidado e o distanciamento de estereótipos – que certamente contou com a oreientaçao do diretor Ang Lee) são marcas de um grande ator na construção de um papel que supera suas vaidades pessoais.

    abs
    Aleh

  101. Walter Ferrera

    -

    02/02/2010 às 18:36

    Em 1989 após ter alcançado um feito raro, ganhar todos os prêmios disponibilizados pela crítica norte-americana, e também o Globo de Ouro, por “Susy e os Baker Boys”, a bela Michelle Pfeiffer saiu de mãos abanando da cerimônia do Oscar. A veterana Jessica Tandy levou a melhor, entrando para a história da premiação como a atriz mais idosa (ela estava com 80 anos) a ganhar a famigerada estatueta. Concluiu-se que pelo menos em Hollywood velhice é encarada com hombridade.

  102. Gabriel

    -

    02/02/2010 às 18:29

    Nossa, dizer que Kubrick foi o pior cineasta do século passado é a coisa mais sensata, não?
    É um atestado do tipo: “Eu não entendo nada de cinema, mas gosto de polemizar pra que os outros pensem que eu entendo.”

  103. Diogo

    -

    02/02/2010 às 18:24

    Ok, considerando a lógica na qual o Oscar trabalha, que eu também não vou me dar ao trabalho de criticar o que ele premia ou não…

    Não acho injustiça a Catherine Zeta-Jones ter vencido por Chicago, ela foi espetacular, e protagonista mesmo era a Zellwegger. As Horas foi prejudicado pela quantidade de filmes “de nível” naquele ano.

    Brokeback Mountain ter perdido de Crash também foi um fail enorme.

    Mas fail maior será neste ano com Avatar ganhando hahaha

    Quanto ao Ricardo, ele está só trollando.

  104. Juliana

    -

    02/02/2010 às 18:15

    Só não concordo com José Paulo dizer que “A Vida é Bela” é um filem estúpido! O filme é maravilhoso! Foi justíssimo!!!

  105. Aleh

    -

    02/02/2010 às 18:13

    Apocalypse Now , realmente é uma das maiores injustiças do Oscar.
    nao vi ainda se foi citado, mas outra injustiça foi nao terem indicado Spielberg como diretor em A Cor Purpura!

    abs

  106. gil

    -

    02/02/2010 às 17:53

    A maior injustiça com o cinema nacional é cidade de Deus ,esse filme é simplesmente fantastico é
    sem duvidas o melhor filme do ano que foi exibido, é também um dos melhores filmes de todos os
    Tempos sem exagero ,nem patriotismo, e nem sequer foi indicado. isso é o oscar.

  107. Valderi

    -

    02/02/2010 às 17:51

    O resgate do Soldado Rian e Além da Linha Vermelha perder para Shaeskper Apaixonado foi brincadeira, não?

  108. Elena Sofia Schmidt

    -

    02/02/2010 às 17:22

    A maior injustiça é o filme Lula o Filho do Brasil não ter sido indiciado!

  109. Daniel

    -

    02/02/2010 às 17:00

    Central do Brasil é horrível…a Vida é Bela ganhou porque mereceu!

  110. Casca

    -

    02/02/2010 às 16:20

    Primeiro fernanda montenegro nunca sera atriz de oscar
    segundo gary oldman poderia ter ganho 10 oscars
    terceiro merryl strip e nicole kidman deveriam ter vergonha
    quarto meu primo frederico seria um bom coadjuvante
    quinto sean penn deveria ser sir sean penn

  111. Tostão

    -

    02/02/2010 às 15:51

    Acho uma tolice esta espécie de lista. Como da academia, o critério da cronista e o nosso (de cada um de nós) é subjetivo. Se fossem premiar todos os “merecedores”, não haveria estatuetas que bastassem. E, a propósito, por que tanta badalação em torno de “Cidão Kane” e, por extensão, de Orson Welles?

  112. Skytracker

    -

    02/02/2010 às 15:34

    Bem, aí temos apenas 10 injustiças. Muitas outras houveram!!!!
    Mas a verdade é que o oscar, evidentemente, não serve de parâmetro em termos de qualidade cinematográfica.
    Se o que querem é que a arte de fato seja julgada, ora, a solução para isso já foi criada a mais de 60 anos…

    … o maravilhoso FESTIVAL DE CANNES!!!!!

  113. Andre Luiz

    -

    02/02/2010 às 15:25

    Ricardo, você gosta de quê?

  114. Fred

    -

    02/02/2010 às 15:13

    Até estava lendo o que o Ricardo escreveu, mas aí quando chegou na parte do Laranja Mecânica, deu pra ver pela opinião dele que na verdade é um pseudo-crítico carente que necessita expor opiniões fortes e distoantes para atender suas necessidades sócio-afetivas. Não importa que as opiniões não sejam verdade.

  115. jose carlos

    -

    02/02/2010 às 15:03

    A maior injustiça do cinema foi o filme Titanic levar 11 premiações.

  116. josé Carlos

    -

    02/02/2010 às 14:54

    A grande injustiça será perpetrada se não derem nenhuma estatueta para “Lula, o filho do Brasi”,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  117. Pablo Lopes

    -

    02/02/2010 às 14:29

    A cena de “Luzes da Cidade”, em que a moça, após voltar a enxergar, reconhece o”Carlitos” pelo toque da mão; é uma das mais belas e geniais da história do cinema. Não ter premiado Chaplin por Luzes da Cidade e,Tempos Modernos, não foi apenas injustiça, foi um crime.

  118. Marcos

    -

    02/02/2010 às 14:14

    Apocalypse Now foi o filme mais mal feito que eu já assisti!!! cheio de cenas escuras, com poucos diálogos interessantes, e uma visão exagerada da guerra do vietnã!!!!!! Pra min o Francis Ford Copola nunca mereceu o oscar de diretor

  119. caronte

    -

    02/02/2010 às 14:07

    O Oscar, em si, já é uma injustiça.

    É um prêmio da indústria e não do cinema. Nesta senda, a coleção
    de injustiças é amazônica.

    Mas claro, para esta revisteca fascista, viva a indústria e …oda-se o cinema.

    Entretanto, não é de se desesperar pelo futuro do Homem.

    Se energúmeno que postou mensagem acima, que respode pela alcunha de ‘Ricardo”, apreendeu a ler e escrever, é bem possível que dias melhores virão. Com Dilma, é claro.

    Um grande abraço aos idiotiozados fascistas que frequentam esta “Revista” do jornalismo de esgoto.

    P.S.: Não se esqueçam da moeda para o Caronte, na hora em que soar o badalo

  120. Cesar Augusto

    -

    02/02/2010 às 14:07

    Caros amigos,
    tenho quase 60 anos e a cada dia me espanto mais com inocência das pessôas, bom, so pode ser inocência achar que o OSCAR premia os que merecem e não aqueles que pagam mais.
    Dar 11 estatuetas que nem de ouro são ao TITANIC e compará-lo a super produção de BEN HUR é brincadeira, só com muito dinheiro.
    Só para que vocês saibam, de 20% a 30% do orçamento milionário de um filme são gastos com a compra de premiações.
    Então esqueçam as injustiças, elas não existem, pois não existe justiça também!

  121. Veridiano

    -

    02/02/2010 às 13:46

    Para mim, a grande injustiça do Oscar, desde que passei a me interessar mais por cima, foi o filme O SEGREDO DE BROKEBACK MOUNTAIN ter perdido na categoria de melhor filme para CRASH- NO LIMITE, no ano de 2006. Apesar de este último ser muito bom, o filme de Ang Lee era melhor ainda. Mas, em compensação, este ganhou o oscar de melhor direção pelo filme.

  122. Rogerio

    -

    02/02/2010 às 12:58

    caracas, para de falar merda, ricardo !

  123. cecilia

    -

    02/02/2010 às 12:31

    O oscar não é parâmetro pra nada, quantas atrizes e atores declinaram depois da premiaçao. a Gwineth Paltrow é um exemplo claro disso.

  124. Carlos

    -

    02/02/2010 às 12:29

    Injustiça faz parte da vida e o que é melhor que nós temos a capacidade de revê-las com os olhos da maturidade.Diversos filmes foram ignorados pela academia porque à epoca não foram entendidos pelo público, o que demonstra que nossa razão é muitas vezes duvidosa e de péssimo gosto estético.Sendo assim,ignorem os longas premiados e curtamos os filmes que tiveram algo a dizer com o passar dos tempos.

  125. Ricardo

    -

    02/02/2010 às 12:26

    *orra, vocês estão soda ultimamente!

    10. A Catherine Zeta-Jones canta pra baralho! Até na cerimônia ela cantou! A Moore é uma chatonilda, como o NYT já comentou “varrem o palco com ela” e a Meryl Streep já ganhou 340^4 Oscars!

    9. The Hours não tinha trilha nenhuma! A única trilha é a da cocaína que a Nicole Kidman cheirou com aquele nariz postiço!

    8. Fracis Ford Coppola era um comunista desgraçado, não tinha que ganhar nada mesmo! Só merece a bolsa esmola do PCI!

    7. Nacionalismo bananeiro… “Minha terra tem palmeiras onde canta o sabiá e os tiros de fuzil…” É isso que estão ensinando na FAAP?!

    6. Martin Scorsese é um blefe. É o Tim Burton dos anos 70.

    5. Preconceito dá cadeia, hein…. Só porque o Stallone é retardado ele não pode ganhar um Oscar?!

    4. Laranja Mecânica é o pior filme do pior cineasta do século passado!

    3. O Chaplin matou o amigo e ficou com a mulher do camarada! E ainda engravidou uma garota de 16 anos! Merecia um Oscar de melhor amigo urso!

    2. Cidadão Kane deveria ter tido outro nome: “Cidadão Óbvio.” Aí a história seria outra…

    1. Ok, o Hitchcock merecia mais de um Oscar. Dois ou três e olhe lá.

    E “by the way”, Johnny Depp é um belo de um canastrão!

  126. Luiz Felipe

    -

    02/02/2010 às 12:13

    Olha, o Scorsese mereceu levar a estatueta de melhor direção por Taxi Driver, mas filme por filme Rocky é muito superior, não só a esse filme quanto à Rede de Intrigas, do mesmo ano. Aliás, o Oscar de Melhor Trilha de 76 deveria ter ficado com Rocky também.

    Acho que ainda faltou aí melhor direção 73, que não ficou com o Coppola.

  127. Mario

    -

    02/02/2010 às 10:48

    Faltou falar de Johnny Depp, que até agora, não ganhou nenhum oscar

  128. Marco

    -

    02/02/2010 às 10:42

    Muito bem selecionadas as injustiças. Uma mais recente que também pode ser destacada foi a não indicação de Gran Torino, que ainda poderia conseguir algo melhor do que estar apenas entre os 5 escolhidos…

  129. José Paulo

    -

    02/02/2010 às 9:48

    Considero também injusta a premiação de Melhor Filme Estrangeiro para o estúpido “A Vida É Bela”, derrotando “Central do Brasil”. Só ganhou porque era italiano, como bem colocou na premiação a também italiana Sophia Loren.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados