Blogs e Colunistas

21/01/2010

às 1:06 \ Ciência

As 10 maiores descobertas da história da medicina

O médico Joffre M. de Rezende, pesquisador da história da medicina, destacou em seu livro À Sombra do Plátano (Editora Unifesp, de 2009) os dez mais importantes avanços na área – inovações que chegaram a modificar o destino da humanidade.

Por Cecília Araújo

10. Transplante de órgãos

Os transplantes inicialmente se resumiam a um único órgão: o rim. Atualmente, já se é possível transplantar coração, pulmão, fígado, tecido pancreático e medula óssea. No futuro, certamente, outros órgãos também poderão ser substituídos. O sucesso dos transplantes se deve, antes de tudo, à imunologia, pela descoberta dos antígenos de histocompatilidade, e à farmacologia, pela obtenção de drogas imunossupressoras. O uso de próteses também tende a se expandir em diferentes especialidades, pela disponibilidade de materiais inertes e duráveis, incapazes de provocar reações teciduais.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

31 Comentários

  1. Jakson

    -

    17/03/2012 às 12:38

    Todos esses avanços propiciam uma “tranquilidade” a mais à população. Que Deus continue concedendo o dom as essas pessoas e abençoando a cada uma delas para que possam dar continuidade a esse trabalho pela vida. Ótima reportagem.

  2. josiane

    -

    03/03/2011 às 22:35

    exelente reportagem

  3. Luiza

    -

    29/11/2010 às 16:48

    Meu voto vai para a anestesia. Lamentável não tê-la na lista. E imunização ganhou de antibioticoterapia?!

    beeeem desorganizada e incompleta essa lista.

  4. Raphael

    -

    23/09/2010 às 3:23

    Gostei da lista, mas eu usaria o ponto de vista histórico na classificação. A invenção das bases da medicina e técnicas que nasceram séculos atrás e que foram somente aprimoradas, sem desmerecer os aprimoramentos, mas enaltecendo a criatividade dos que criaram do nada.

  5. KISSILA

    -

    06/02/2010 às 11:30

    ESTA PESQUISA ME
    AJUDOU MUITO NO MEU TRABLHO ESCOLAR
    ATE EM QUE FIM ALGUEM FEZ ALGO INTERESSANTE.

  6. Anderson

    -

    01/02/2010 às 22:42

    Confesso que não compreendo a posição de destaque cedida a ampliação e/ou efetivação da capacidade de reprodução de um grupo de pessoas, especialmente, pelo fato de que os custos para tal feito não são acessíveis a maioria da população. Percebo que a natalidade é um desejo comum a grande parte das pessoas, contudo, entendo que tais recursos poderiam ser empregados para assegurar condições de vida muito atrativas a crianças adotivas. Há, porém, quem faça questão da geração efetiva de seus descendentes. Viva a democracia.

  7. Ademar

    -

    29/01/2010 às 18:20

    Todos este avanços e muitos outros têm permitido que as pessoas vivam mais e melhor. Como resultado teremos (na verdade já temos) um aumento da população mundial decorrente do aumento da taxa de mortalidade, da longevidade e da possibilidade de indivíduos antes inviáveis terem filhos e o consequente aumento da proporção dos genes deletérios nas populações. Tudo isso favorecendo as populações dos países mais ricos. Não seria igualmente importante investir na solução dos problemas das populações famélicas do planeta? Ou eles não são prioridade?

  8. David

    -

    27/01/2010 às 15:06

    Espero que algum dia os brasileiros passem a dar mais valor e prestigio a médicos e cientistas, invés de idolatrar jogadores de futebol semianalfabetos.

  9. Isabella K.

    -

    27/01/2010 às 9:16

    Por mais que eu não queira ser médica, eu adoro estudar biologia e acho medicina MUITO interessante. As descobertas feitas por cientistas ao longo da história da medicina me impressionam demais, e eu acho incrível como essas pessoas fazem anos de pesquisas para que novos métodos possam ser criados na medicina; e tudo isso para ajudar às pessoas que estão doentes ou machucados.

  10. Fabio barbosa

    -

    26/01/2010 às 16:46

    Mario Leite e Liliane Nascimento, vejam o comentario do Olivares Rocha;
    Será que em toda a Africa a (super)populaçao é vacinada?

  11. Valéria M.

    -

    26/01/2010 às 15:09

    Que lista maravilhosa para a humanidade! Como já disseram outros, faltou a anestesia!Grande descoberta!!

  12. Luciane

    -

    23/01/2010 às 23:25

    A lista apresenta-se bastante coerente.

    A antibioticoterapia (descoberta dos antibióticos) revolucionou a medicina. Assim, como a engenharia genética, técnicas cirúrgicas novas , os avanços tecnológicos aplicados em favor da medicina… todos estes apresentam , cada qual , o seu grau de importância!
    Todas as descobertas têm efeitos decisivos sobre a saúde humana e a expectativa de vida dos pacientes, seja atuando no diagnóstico , na prevenção ou no tratamento de doenças!

  13. jook

    -

    23/01/2010 às 22:39

    Onde fica a descoberta da anestesia

  14. carlos perez

    -

    23/01/2010 às 21:50

    Ufa!!! Tremi de medo. Pensei que algum idiota iria incluir crendices como ACUNPUNTURA, HOMEOPATIA, REZAS ou OUTRA TERAPIA pseudo cientifica!
    Depois do que acabo de ver na novela da GLOBO, uma apologia a ACUNPUNTURA, coisa sem qualquer teoria demonstravel ou provada. Equilibrio das energias do corpo ? Qual ? como? por onde passa? Mostrar os MERIDIANOS? Jamais vão conseguir pois não existem. A homeopatia já foi desmoralizada pela sociedade Keticus. As pessoas que creem na interferencia divina não deviam gastar energia com quimioterapia/radioterapia e concentrar todo esforço nas orações. E o CFM não faz nada para impedir medicos especializados nesses ramos(???), mas vai punir o cirurgião que faz GASTROPLASTIA porque não cadastrou o seu experimento. Viva a VEJA que não saiu da CIÊNCIA .

  15. aninha

    -

    23/01/2010 às 11:24

    Como outros campos do conhecimento humano, a medicina tem avançado, graças à tecnologia, ao investimento em novas pesquisas e a dedicação de cientistas que não se cansam de trabalhar em prol do progresso e do bem-estar da humanidade. A lástima é que, no mundo, poucos têm acesso a essas novas descobertas e avanços da medicina. O desafio da humanidade é mudar esse quadro, e criar um sistema mais justo e igualitário. Aproveito para parabenizar VEJA por informações tão esclarecedoras.

  16. Carolina

    -

    23/01/2010 às 4:14

    Muito boa a lista de Veja!

    Realmente foram grandes avanços e todos têm seu mérito!
    Foi esquecido, todavia, aquele que possibilitou o desenvolvimento de praticamente todos os listados: a assepsia!

    Sim! Parece tão simples quando se lista antibióticos, vacinas, avanços cirúrgicos!
    Mas a técnica asséptica é só um pouco anterior cronologicamente aos supracitados.
    Há pouco mais de um século poucos médicos tinham o hábito de lavar as mãos antes de examinar os pacientes, as cirurgias eram feitas sem luvas e sem roupa adequada.

  17. Antonio

    -

    22/01/2010 às 18:09

    Creio que faltou falar da anestesiologia sem a qual os procedimentos cirurgicos não teriam evoluído ao ponto de permetir os transplantes, alguns procedimentos diagnósticos, cirurgias oncológicas, cirurgias cardíacas entre outros avanços médicos.

  18. maria rita b. martins

    -

    22/01/2010 às 15:49

    Ficamos gratos a essas pessoas que se dedicam na área da saúde,e não podemos deixar de observar os pessimistas que se esquecem que o controle da natalidade no Brasil é bem pessoal. Meios nos já temos ,só precisamos assumir as nossas responsabilidades pessoais e não jogar a culpa no governo,
    qto as bombas fabricadas, sabemos que elas são de nível Mundial e nenhum país quer ficar pra trás na questão bélica.Só gostaria de reforçar que o nosso maravilhoso Brasil precisa de homens cônscios que
    sintam na pele o sofrimento do povo brasileiro quando os mesmos enfrentam filas nos hospitais numa tremenda insegurança,não sabendo se dali vão sair vivos.
    Quanto a Veja está de parabéns pelas informações tão oportunas…

  19. Paulo Soares de Azevedo

    -

    22/01/2010 às 14:59

    Pela importancia do conteúdo desta lista sobre Medicina, acho oportuno a Veja
    apontar em que se baseia as posições informadas, suas fontes qualificadas ou
    em que critérios ou conceitos foram usados. Vai repercurtir nas Escolas Médicas,
    Instituições, Congressos, na luta por melhores orçamentos na melhoria do atendimento à população e
    influir na Gestão de planejamento de ações de saúde, públicas ou privadas.
    Parabéns à Editora Abril e Equipe.

    Paulo

  20. Carlos

    -

    22/01/2010 às 14:37

    Só resta a descoberta da forma na qual todas as pessoas tenham acesso a todos esses avanços. GOVERNO MISERáVEL VAMOS INVESTIR NA SAÚDE!!!!!! QUE TAL COPIAR O MODELO FRANCÊS ,ou até o cubano. Lá o tratamento é gratuito, de excelente qualidade e garantido a todos os cidadãos por conta dos impostos ( q tenho certeza, nao sao maiores do q o q pagamos)!

  21. Olivares Rocha

    -

    22/01/2010 às 8:12

    Nesta lista deveria entrar uma terapia que atuasse na imunologia e que:
    fosse barata; segura; eficaz; atuante em diversas doenças; pudesse ser aplicada em qualquer sexo, idade, peso ou doença; efetivamente elevasse as nossas defesas naturais; não tivesse efeitos colaterais; diminuísse substancialmente a necessidade de alopáticos; tivesse respaldo científico e empírico; não houvessem denúncias de complicações…mas, esperem… esta “panacéia” existe?

    Sim. Chama-se auto-hemoterapia!

    Custo zero, aplicada em vários países há várias décadas, sem qualquer registro de complicação, receitada no Brasil desde 1918 (fund . Oswaldo Cruz-Manguinhos, na Gripe Espanhola de 1918 – 100% de eficácia) em Veterinária (levando por terra o “argumento” de placebo) sendo na verdade o principal tratamento para algumas doenças em animais.
    uso esta terapia, acompanho relatos de centenas de usuários em dezenas de fóruns, conheço médicos que receitavam e que afirmam tudo que disse acima. Trabalhos científicos novos (Fund. Oswaldo Cruz, Dr. Flavio Alves Lara- 2009) ou antigos (lista no PubMed e em vários outros sites) tudo por um tudo referenda a terapia. Ademais, em detrimento de seu custo, daí a falta de interesse “mercadológico” na terapia (detalhe que limita sua difusão) é copiada nas terapias: PRP, PPP, fator de crescimento plaquetário, injeção de sangue autólogo em olho lesionado, tampão sanguíneo peridural, etc… Todas terapias que partem do princípio de que o próprio (auto) sangue (hemo) trata, cura e previne (terapia) diversas doenças, restabelecendo a saúde. Uso a terapia de graça e envio de graça um livreto e um dvd com tudo que se acha na internet sobre o tema, a quem pedir. Por que? porque me faz bem há 3 anos, assim como a parentes e amigos, me proporcionou saúde, de graça, e o Saber não ocupa espaço… se pesquisar, irá comprovar tudo que digo acima… olivares@oi.com.br Pesquisem.

  22. Eliana R

    -

    21/01/2010 às 20:42

    Espero que esse Fabio Barboza não tenha se reproduzido.Temos que nos imunizar de gente com essa mentalidade.Mas infelizmente a mae dele deve ter vacinado ele e por isso ele sobreviveu pra fazer esse comentario tosco!

  23. maria ilei

    -

    21/01/2010 às 20:23

    Avanços fantásticos, verdadeiras obras de Deus.

  24. LILIANE DO NASCIMENTO

    -

    21/01/2010 às 20:08

    Mentes pequenas, pensamentos pobres.

    Concordo com Mário Leite.

  25. Mario Leite

    -

    21/01/2010 às 17:32

    Mas que comentário impertinente diante de tamanho progresso mostrado aqui Fabio…

  26. Reginaldo Parreira Soares

    -

    21/01/2010 às 15:34

    Não se deve esquecer que os implantes de lente intra-oculares, é uma das grandes descobertas da medicina, pois permitiu que milhões de pessoas, pelo mundo, voltasse a ter qualidade de vida, pós cirurgia de catarata.

  27. realityshowtrash

    -

    21/01/2010 às 13:29

    até que enfim a veja mostrou uma lista q preste e sem um pensamento preconceituoso discriminatório com certos países e tipos de pessoas

  28. Sandro

    -

    21/01/2010 às 12:20

    O modo em que a medicina evolui, é inexplicável, é muito bom saber que existe pessoas que se preocupam com o ser humano em si, sempre tentando ajudar o próximo.
    Fico feliz sempre que vejo anúncios em revistas, em jornais, nos meios de comunicações sobre esses assuntos, que a medicina cresce a cada minuto. Que bom seria que todos fossem anjos como esses por que não, “agentes de milagres” que se preocupam com a dor do outro, mas infelizmente nem todos, são homogêneos, e se preocupam em produzir armas, Bombas, só o que destrói. Tantos bilhões são gastados todo ano para a destruição, tristeza, dor, angustia etc. Sabemos que com uma única bomba, nosso Planeta pode desaparecer do universo, e insistem em projetar, mas “não sei o que”. Com tanta fome, miséria, doenças em nosso “humilde planeta”, e eles se preocupam em produzir guerras…
    Espero que nossa futura geração possa se espelhar em novas descobertas da medicina para assim termos um futuro assim melhor…

  29. Fabio barbosa

    -

    21/01/2010 às 11:24

    A imunizaçao tambem contribuiu muito para o aumento da densidade demografica.

  30. Fabio barbosa

    -

    21/01/2010 às 11:16

    Muito bom os progressos da medicina, e o controle de natalidade, quando virá?/

  31. cezar delmar utzig

    -

    21/01/2010 às 9:49

    que deus proteja e ilumine cada vez mais essas pessoas com tamanha inteligencia.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados