BUSCA

Busca avançada      
FALE CONOSCO
Escreva para VEJA
Para anunciar
Abril SAC
Publicidade
REVISTAS
VEJA
Edição 2066

25 de junho de 2008
ver capa
NESTA EDIÇÃO
Índice
COLUNAS
Diogo Mainardi
J.R. Guzzo
Lya Luft
Millôr
Roberto Pompeu de Toledo
SEÇÕES
Carta ao leitor
Entrevista
Cartas
VEJA.com
Holofote
Contexto
Radar
Veja essa
Gente
Datas
Auto-retrato
VEJA Recomenda
Os livros mais vendidos
 

Gente

Patrulha da moda contra as curvas de Kurkova


Dá para chamar de gorda esta beleza de mulher? No ambiente de serafínica magreza em que ela trabalha, foi exatamente o que aconteceu. Contratada para um desfile na semana de moda de São Paulo, onde já havia estado em 2002, a modelo checa KAROLINA KURKOVA, 24 anos, demonstrou com todas as curvas que seis anos podem fazer uma diferençazinha na hora de preencher um biquíni. "Claro que eu mudei. Mas meu corpo é um templo, cuido bem dele", diz a simpática Karolina, que faz aulas de capoeira, adora tapioca e guaraná e olha com suprema indiferença para os patrulheiros.
"Ela agora é uma mulher mais formada", atenuou Benny Rosset, o cliente que só conferiu a generosa forma da modelo quando ela chegou, na véspera do desfile. "E para desfilar de biquíni tem de ter curvas."
Felipe Panfili/Ag. News

 

Mais churrasco, por favor

Mario Angelo/Folha Imagem

Algumas aulas com a professora de português Ikuka Okada e muita disciplina – oriental, é claro – prepararam o príncipe herdeiro do Japão, NARUHITO, para revelar o que é a verdadeira nobreza. Em visita ao Brasil para comemorar os 100 anos da imigração japonesa, ele usou o idioma dos anfitriões para rápidos diálogos e até num discurso de quatro minutos em São Paulo, a segunda escala da viagem, que começou em Brasília (encontros oficiais e jantar em churrascaria, onde provou onze tipos de carne) e termina no dia 25, no Rio de Janeiro. Apesar da síndrome da ansiedade protocolar que acometeu muita gente, espalhando regras absurdas como a de que cidadãos brasileiros deveriam se curvar diante do visitante, Naruhito fez sem sobressaltos aquilo para o que foi perfeitamente treinado: representar seu país e encantar a plebe.

 

Aquecimento global

Mark Richards


Com o tempo, talvez NAOMI CAMPBELL, modelo e cabeça-quente (por isso os cabelos estão desaparecendo?), acabe prestando serviços comunitários em todo o planeta. A mais recente condenação, em Londres, prevê 200 horas de castigo pelo bafafá aéreo que protagonizou. Detalhes do caso só podem ser reproduzidos depois de expurgadas as palavras nada bonitas. Em abril, já embarcada num vôo para Los Angeles, ao saber que uma de suas malas estava extraviada, Naomi, pela ordem: 1) berrou e insultou o comandante; 2) berrou e insultou dois outros funcionários da companhia; 3) berrou, insultou e atacou dois policiais a golpes de "formidável bota plataforma de salto agulha" e, óbvio, celular; 4) algemada, sentou-se no chão e teve de ser carregada para fora do avião. A pena foi considerada leve.

 

Fantasia só na cabeça

Alastair Grant/AP

Mulheres que bebem demais, usam pouca roupa e dão vexame parecem lembrar uma certa festa brasileira, mas no caso os episódios nada finos se repetiram em Ascot, na Inglaterra, palco dos celebrados eventos hípicos patrocinados pela rainha Elizabeth. Tanto que neste ano estavam proibidos vestidos tomara-que-caia, de alcinha ou frente única, minissaias, barriga de fora e bronzeado com marca do maiô aparecendo. Eram obrigatórios para as mulheres chapéus e calcinhas ("mas não à mostra") e, como sempre, fraque, colete e cartola para os homens. Como não existe elegância por decreto, as netas da rai
nha BEATRICE, EUGENIE e ZARA, e a nora SOPHIE exibiram o "efeito Camilla": do pescoço para cima, chapéus chiquérrimos, assinados por Philip Treacy; daí para baixo... bem, basta conferir as fotos. Circunspecto e excepcionalmente vestido à ocidental, o xeque de Dubai, Mohamed bin Rachid AL-MAKHTOUM, foi com a esposa nº 2, HAYA, filha do falecido rei Hussein da Jordânia. E levou vantagem: o cavalo dele, Aqlaam, competiu e ganhou.

 

Editado por Lizia Bydlowski
Colaboraram Bel Moherdaui e Sandra Brasil



Publicidade
 
Publicidade

 
  VEJA | Veja São Paulo | Veja Rio | Expediente | Fale conosco | Anuncie | Newsletter |