PUBLICIDADE

Home  »  Revistas  »  Edição 2135 / 21 de outubro de 2009


Índice    Seções    Panorama    Brasil    Internacional    Geral    Guia    Artes e Espetáculos    ver capa
Guia

Como se tornar voluntário


Anna Paula Buchalla

Há um contingente enorme de pessoas praticando o bem no país. Estima-se que 25 milhões de brasileiros doem dinheiro ou tempo – ou ambos – a instituições de caráter beneficente. Esse número vem crescendo a cada ano, graças à conscientização de que, como o país é a sociedade, e não o governo, cabe aos cidadãos, em boa medida, tentar mudar a paisagem de pobreza e desmandos que nos cerca. Nesse universo, a fatia que mais aumenta é a de quem dedica algumas horas por semana ao voluntariado. É um trabalho que causa grande satisfação pessoal e possibilita um controle maior sobre a atuação da instituição escolhida. "Muita gente acha que pode doar uma horinha aqui e outra ali. Mas o trabalho voluntário requer regularidade", diz Vera Lúcia Monari, presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer. A seguir, VEJA mostra o que se exige de um voluntário em dez organizações de grande credibilidade, numa seleção feita com a ajuda de especialistas.

 

 

Rede Feminina de Combate ao Câncer
O que é: em funcionamento desde 1971, trata-se de uma central de captação de voluntários interessados em dar suporte de qualquer natureza a pacientes com câncer e seus familiares em 280 instituições de saúde do estado de São Paulo
O que faz o voluntário: pode prestar serviços de acordo com sua área de atuação – advocacia, medicina, administração ou psicologia, por exemplo. A ajuda não especializada inclui desde a organização de eventos, como bazares, até campanhas de arrecadação de remédios e alimentos e a facilitação do acesso a consultas de emergência
Quanto tempo requer de doação: quatro horas por semana, em média
Como entrar em contato: www.redefemininaesp.org.br
E-mail: rede@redefemininaesp.org.br
(11) 4224-5098

 

SOS Mata Atlântica
O que é: entidade ambientalista que, desde 1986, atua na defesa das porções remanescentes de Mata Atlântica, a flora que cobria originalmente o litoral brasileiro de ponta a ponta. Desenvolve projetos de educação ambiental, recursos hídricos e ecoturismo e denuncia agressões à natureza. Também realiza um trabalho de educação ambiental em escolas
O que faz o voluntário: participa de palestras promovidas pela entidade em comunidades e escolas. Outras atividades são mutirões de limpeza e plantio e campanhas de mobilização
Quanto tempo requer de doação: cinco horas semanais, em média
Como entrar em contato:
www.sosmatatlantica.org.br
(11) 3055-7888

 

 

Liga Solidária
O que é: criada em 1923, desenvolve programas sociais e educacionais voltados para crianças, jovens e adultos em situação de risco em São Paulo. Atualmente, atende 3 600 pessoas por dia, com a ajuda de 810 colaboradores e 180 voluntários
O que faz o voluntário: a instituição precisa principalmente de profissionais do setor de saúde, como médicos, dentistas, fisioterapeutas e psicólogos, e da área de cuidados infantis, como contadores de histórias e auxiliares de berçário
Quanto tempo requer de doação: de duas a quatro horas por semana
Como entrar em contato: www.ligasolidaria.org.br
E-mail: voluntariado@ligasolidaria.org.br
(11) 3873-2911

 

Fotos Drawlio Joca/Istockphotos
Vidas reformadas
A arquiteta Isabel Figueiredo, à frente, e o grupo de profissionais que ajudou a fazer melhorias na Casa do Menino Jesus, em Fortaleza. "É de grande valor para quem recebe", diz Isabel, voluntária do Projeto Casa da Criança

 


A Mão Branca

O que é: uma das instituições mais antigas do país. Fundada em 1912, oferece moradia, terapia e atividades culturais e recreativas a idosos
O que faz o voluntário: ajuda a entreter os idosos. Também pode atuar em bazares e na área administrativa
Quanto tempo requer de doação: quatro horas semanais
Como entrar em contato: www.amaobranca.org.br
(11) 5523-2055

 

 

GRAACC – Grupo de Apoio ao Adolescente
e à Criança com Câncer
O que é: existe desde 1991. Seu hospital, em São Paulo, é referência no tratamento de câncer infantil e, hoje, faz mais de 4 000 atendimentos por mês a crianças do país inteiro – o que inclui consultas, quimioterapia, cirurgias e transplante de medula óssea, entre outros procedimentos
O que faz o voluntário: pode escolher entre três grandes setores. Na humanização hospitalar, ele conversa com pacientes e lhes dá suporte emocional; na prestação de serviços, realiza atividades como costura e artesanato ou apoio aos familiares; e, na captação de recursos, trabalha em bazares e campanhas de arrecadação
Quanto tempo requer de doação: quatro horas semanais, por pelo menos um ano
Como entrar em contato: www.graacc.org.br
E-mail: voluntariado@graacc.org.br
(11) 5908-9100

 

APAE-SP
O que é: desde 1961, ampara portadores de deficiência intelectual. Oferece atendimento ambulatorial especializado, serviços de estimulação, apoio ao envelhecimento e programas de capacitação para o trabalho. Também inclui pacientes em escolas regulares e atua na área de defesa e garantia de direitos
O que faz o voluntário: trabalha em áreas operacionais, como a de serviços de escritório; em áreas técnicas, na condição de médico, advogado ou psicólogo, entre outros; e em atividades de apoio aos profissionais que lidam diretamente com os atendidos
Quanto tempo requer de doação: em média quatro horas semanais, em horário comercial
Como entrar em contato: www.apaesp.org.br
E-mail: voluntarios@apaesp.org.br
(11) 5080-7086 e 5080-7149

 

Círculo de Amigos do Menino Patrulheiro
O que é: há 24 anos capacita adolescentes e jovens de comunidades carentes do Rio de Janeiro para o mercado de trabalho
O que faz o voluntário: pode dar aulas de português, matemática, conhecimentos gerais e computação, entre outras matérias. Outra opção é arrecadar alimentos para a merenda ou buscar empresas em que os jovens possam estagiar
Quanto tempo requer de doação: de três a seis horas por semana
Como entrar em contato:
E-mail: campvi@veloxmail.com.br
(21) 2252-4613 e 2220-0175

 

 


Fundação Dorina Nowill para Cegos

O que é: criada em 1946, oferece a portadores de deficiência visual avaliação e diagnóstico médicos, educação especial, reabilitação e colocação profissional
O que faz o voluntário: pode auxiliar na revisão de livros em braile, na gravação de audiolivros, na oficina de costura ou no setor de computadores
Quanto tempo requer de doação: quatro horas semanais
Como entrar em contato: www.fundacaodorina.org.br
E-mail: voluntariado@fundacaodorina.org.br
(11) 5087-0970

 

 

Rede Mineira de Cidadania
O que é: fundada em 2007, em Belo Horizonte, promove cursos de capacitação profissional e orientação para jovens
O que faz o voluntário: pode engajar-se em um dos projetos da entidade, de preferência na sua própria área de formação
Quanto tempo requer de doação: três horas por semana
Como entrar em contato: www.redemgcidadania.org.br
E-mail: redemgcidadania@gmail.com
(31) 3227-6565

 

Projeto Casa da Criança
O que é: foi criado em 1999, no Recife, com o objetivo de reformar espaços físicos de instituições que atendem crianças e adolescentes carentes
O que faz o voluntário: arquitetos, engenheiros e empregados da construção civil elaboram projetos e tocam as obras. Eles ainda ajudam a conseguir material de construção de forma gratuita
Quanto tempo requer de doação: a disponibilidade tem de ser diária nos períodos de execução de obras
Como entrar em contato: www.projetocasadacrianca.org.br
(81) 3467-9968

 

A um clique de distância

Tarcisio Mattos/Tempo Editorial
Ajuda on-line
"É uma nova oportunidade de fazer trabalho voluntário pela internet", diz Fernanda Bornhausen Sá, idealizadora do site. Acima, detalhe do sistema de buscas do Voluntários em Ação



Há um ano, o Instituto Voluntários em Ação, uma ONG de Florianópolis, colocou em prática uma forma inovadora de pôr em contato instituições que precisam de voluntários e pessoas dispostas a ajudar. Trata-se do site www.voluntariosonline.org.br.

Como funciona: o site indica organizações para as quais se pode fazer trabalho voluntário. São 362 entidades cadastradas, de onze estados brasileiros. O interessado pode refinar a sua busca tanto pelo estado em que fica a instituição como por sua respectiva área de atuação. O site também possibilita que se prestem serviços on-line para a entidade escolhida

A quem se destina: a pessoas que querem ajudar uma instituição, mas não sabem por onde começar. Os serviços on-line são uma opção para quem não tem tempo de se deslocar até a organização

Quantos voluntários já encaminhou: 7 000, em um ano de atuação

Por que vale a pena recorrer a esse serviço: além do fato de direcionar a pessoa, o site faz o cadastro de instituições que dispõem de toda a documentação legal em ordem. Ou seja, são sérias e idôneas

 

Esmola, não!

Milton Mansilha/AE


No impulso, você pode até achar que está fazendo a coisa certa. Mas dar esmola não ajuda ninguém. Muito menos uma criança. Pode ter certeza: por trás da coitadinha, existe sempre um adulto malandro. "Agindo assim, o que se faz é tornar a criança cativa dessa exploração e estimular sua permanência nas ruas", afirma o juiz Elio Braz Mendes, diretor da área de infância e juventude da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB). A exploração de menores fere o Estatuto da Criança e do Adolescente e também é crime previsto no Código Penal. Quem presencia esse tipo de cena no farol ajuda mais se denunciar. Há duas formas de fazer isso:
• recorrendo ao Conselho Tutelar de seu município ou bairro, quando a criança estiver sozinha, sem adultos por perto, ou
• indo diretamente à polícia, caso perceba a presença de um adulto suspeito de explorar o menor
Sim, você deve estar pensando: "e adianta?". Talvez não,
mas pelo menos você estará fazendo a coisa certa

Com reportagem de Iracy Paulina

EDIÇÃO DA SEMANA
ACERVO DIGITAL
PUBLICIDADE
OFERTAS



Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados