Água ajuda a emagrecer

Pesquisa de universidade americana diz que
o líquido auxilia na queima de calorias

Monica Gailewitch

Rogerio Voltan

A atriz Suzy Rêgo bebe 3 litros de água por dia: "É bom para minha pele e me dá disposição"


Você já deve ter escutado pelo menos uma dezena de conselhos sobre a necessidade de tomar no mínimo oito copos de água por dia. Todos os conselhos são acompanhados de uma boa exposição dos benefícios que você terá se mantiver o organismo hidratado. Anote mais um: a água é uma arma eficiente para quem quer emagrecer. Resultados preliminares de um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, indicam que uma pessoa desidratada tende a queimar menos calorias que outra (de altura, peso e atividade física iguais) que não tenha carência de água no organismo. Isso significa que, com o corpo hidratado, fica mais fácil emagrecer. Ou, então, que alguém que diariamente toma 2 litros de água pode vez ou outra comer uma colher de doce de leite ou dois brigadeiros que não estavam nos planos e mesmo assim continuar perdendo peso. Quem tem gordurinhas a queimar não deve imaginar que vai entrar em forma bebendo água. Tomar grandes quantidades do líquido não substitui a dieta e a atividade física. Mas ajuda.

A pessoa que não toma os oito copos (o correspondente a 2 litros) de água por dia não está cometendo nenhum erro incontornável, mas pode estar abrindo mão de um aliado na dura tarefa de fazer dieta. O organismo tem um meio eficiente de avisar o momento em que a quantidade de água cai abaixo do nível considerado ideal. "A sensação de sede é o aviso de que o corpo está pedindo para ser hidratado", afirma a nutricionista Maria Cecília Corsi, de São Paulo. A função dos 2 litros diários é impedir que esse aviso tenha de ser acionado. É como no automóvel: o dono não precisa esperar que a luz vermelha no painel denuncie a necessidade de substituir o óleo no cárter. Mantendo o reservatório sempre cheio, a luz nunca acenderá e o motor tende a funcionar melhor. Esse é o princípio do consumo regular de líquido. "O organismo não tem capacidade de armazenar água", diz o médico Henrique Suplicy, professor de endocrinologia da Universidade Federal do Paraná. "Por essa razão é importante estar sempre repondo o estoque."


.Água na comida A água ajuda a regular a temperatura do organismo e a diluir o sangue nas veias (quanto mais espesso estiver o sangue, menos eficiente será o transporte de nutrientes até as células). Ela também auxilia a eliminar as toxinas do organismo pela urina e pela transpiração. E ainda contribui, entre uma série de benefícios, para deixar a pele mais viçosa e para tornar os cabelos mais brilhantes. A atriz Suzy Rêgo, de 32 anos, bebe 3 litros de água por dia. "Quando fui fazer teatro passei a tomar mais água para limpar a garganta e soltar a voz", conta Suzy. "Percebi que minha pele melhorou, a disposição aumentou e o intestino começou a funcionar melhor." Atenção: os 3 litros que Suzy consome diariamente são o máximo que alguém, em condições normais, deve beber. "Com exceção das pessoas que praticam exercícios físicos intensos ou transpiram demais, é desaconselhável consumir 4 ou 5 litros de água por dia", diz o médico Amélio Godoy Matos, do Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. "Isso pode, em circunstâncias extremas, causar problemas ao organismo." Nesses casos, é possível que os rins fiquem sobrecarregados, o que acelera a produção de urina e, em certos casos, leva à desidratação.

.Outras fontes Detalhe importante: a água in natura é a principal mas não a única fonte de que uma pessoa dispõe para hidratar o organismo. Quem segue uma dieta normal, com café da manhã, almoço, jantar e pelo menos dois lanches nos intervalos, acabará ingerindo no final do dia entre 500 e 800 mililitros de água. Isso porque, em menor ou maior proporção, todo alimento contém certa quantidade de água (veja fichário). Evite os alimentos salgados. Eles retêm o líquido no organismo. Isso aumenta a pressão arterial e impede que a água cumpra a função de reduzir a quantidade de toxinas.
Mauricio Nahas

Os sucos naturais de frutas têm o mesmo efeito hidratante da água. O inconveniente é que eles contêm calorias e, em excesso, podem contribuir para o corpo ganhar alguns quilos a mais

Suco de frutas A pessoa que não tem preocupação com a balança pode substituir a água pelos sucos naturais de frutas (o único inconveniente é que eles contêm calorias e, em excesso, poderão contribuir para que o corpo venha a acumular alguns quilinhos). O café, o chá mate e o chá preto também hidratam. Mas têm a desvantagem de ser ricos em cafeína. Em excesso, há a possibilidade de essa substância provocar irritação no estômago e desregular o sono. "Além disso, a cafeína é uma substância que mascara de forma artificial a sensação de sede", diz o endocrinologista Geraldo Medeiros, professor de endocrinologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. "Por essa razão, quem toma muito café deve ter sempre a precaução de beber água, mesmo que não tenha vontade." Isso evitará o risco de desidratação.

 

 

OLHO-VIVO

A pergunta certa

Contratar uma babá é sempre um momento de insegurança para os pais. Perguntas surpreendentes aumentam as chances de fazer uma boa escolha

Melhor do que perguntar: "Você gosta de crianças?", pergunte: "Por que escolheu trabalhar com crianças?"

Quem gosta de crianças demonstra interesse, entusiasmo e sabe explicar o que há de tão fascinante no universo infantil.

Melhor do que perguntar: "Você tem experiência com crianças?", pergunte: "O que você planeja fazer para entreter as crianças?"

Pedir que ela liste uma série de brincadeiras infantis ou que conte sobre situações que entretinham as crianças em empregos anteriores pode levá-la a mostrar se é ativa o bastante para exercer a função.

Melhor do que perguntar: "Você bateria no meu filho se ele fizesse uma má-criação?", pergunte: "Em que circunstâncias você bateria no meu filho?"

A resposta certa é: "Em nenhuma". Ou seja, ela não tem o direito, não importa em qual situação, de levantar a mão para seu filho. Qualquer outra resposta é inaceitável.

Na hora de checar as referências

Melhor do que perguntar: "Ela é responsável?", pergunte: "Ela costuma mentir, faltar ou chegar atrasada?"

O antigo patrão ou patroa nunca irá esquecer-se das vezes em que "ficou na mão".

Melhor do que perguntar: "Ela é uma pessoa confiável?", pergunte: "Você a contrataria novamente?"

Se a resposta for afirmativa, há grandes chances de você acertar na escolha.

 

 
 

 

 




Copyright 1999, Abril S.A.

Abril On-Line