PUBLICIDADE

Home  »  Revistas  »  Edição 2161 / 21 de abril de 2010


Índice    Seções    Panorama    Brasil    Economia    Internacional    Geral    Guia    Artes e Espetáculos    ver capa
Conversa com Danilo Gentili

O engraçadinho da classe

O comediante Danilo Gentili lançou no ano passado o livro Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola. Ele ensina a colar em provas, fingir que está doente para faltar às aulas e espalhar fofocas. Neste mês, o Ministério Público concluiu que a obra, que já vendeu 13 000 exemplares, é inadequada para menores de 18 anos e decidiu colocar um selo de advertência em sua capa


Júlia de Medeiros

Divulgação
Gentili
Purgante no copo alheio


Você era o pior aluno da sala?

Sim, passava a aula desenhando planos mirabolantes, como colocar talco no ventilador e bombas nas privadas. Por isso, nem tive trabalho para escrever o livro, já tinha o conhecimento guardado.

Você era popular?
Só entre os idiotas. Uma vez coloquei purgante na bebida de um cara que batia em todo mundo e depois tirei todos os rolos de papel higiênico dos banheiros. A galera adorou. Ele nunca soube que fui eu.

O que você achou da restrição imposta ao livro? 
Acho que sou o primeiro autor brasileiro que não pode vender a obra para seu público-alvo. Mas a restrição teve um lado bom: por causa dela, vou até vender mais.

O que você sonhava em ser quando criança?
Eu queria ser rico.

Sua família apoiou sua decisão de se tornar comediante?
Agora, que eu estou ganhando dinheiro, até a minha mãe acha bom.

Humorista se dá bem com a mulherada?
Estou pegando o mesmo número de mulheres. A diferença é que, depois da fama, não preciso mais pagar.

Seu estoque de gracinhas é interminável?
Não. Por isso, quando solto uma piada sem graça, fico até arrependido.

EDIÇÃO DA SEMANA
ACERVO DIGITAL
PUBLICIDADE
OFERTAS



Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados