PUBLICIDADE

Home  »  Revistas  »  Edição 2160 / 14 de abril de 2010


Índice    Seções    Panorama    Brasil    Economia    Internacional    Geral    Guia    Artes e Espetáculos    ver capa
Panorama

Holofote


Fábio Portela

Divulgação

Quanto custa um xingamento

O Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo decidiu conceder uma indenização trabalhista sem precedentes. José de Lorenzo Messina, ex-diretor executivo da Telecom Italia no Brasil, ganhou o direito de receber quase 50 milhões de reais da companhia por ter sido vítima de assédio moral. Entre 1995 e 2002, ele foi sistematicamente humilhado por Carmelo Furci, ex-presidente da empresa. Messina sofria xingamentos constantes de seu chefe e era constrangido em público com piadas de cunho sexual. Além disso, ganhava menos do que outras pessoas que exerciam a mesma função que ele. O acórdão judicial que vai ressarci-lo por tudo isso será publicado nos próximos dias. A empresa poderá recorrer ao Tribunal Superior do Trabalho para tentar reduzir o valor da indenização. Carmelo Furci deixou o comando da Telecom Italia em fevereiro para assumir a operação brasileira de outro grupo estrangeiro: o português Ongoing, dono do jornal Brasil Econômico.

 

João Cortesão/AFP

Pré-sal em Angola

Neste ano, a produção de petróleo em Angola deve chegar a 2 milhões de barris diários. O país, contudo, não conta com tecnologia para explorar os poços e entrega todo o serviço a companhias estrangeiras. O presidente José Eduardo dos Santos decidiu que os angolanos deveriam aprender o trabalho. Ele acaba de comprar por 200 milhões de dólares a Starfish, uma companhia brasileira de exploração criada por veteranos da Petrobras. Passou a controlar, assim, lotes em águas rasas nas bacias de Santos e Campos e poços no Nordeste. Seu próximo passo será estudar prospecção em grandes profundidades, pois o mar angolano tem uma camada pré-sal com as mesmas características geológicas da brasileira. Ou seja: pode haver ainda mais petróleo por lá.

 

Divulgação

Cupins da Amazônia

A Polícia Federal realizou na semana passada a maior apreensão de madeira ilegal da história brasileira. Uma fiscalização aérea de rotina do Instituto Chico Mendes, órgão vinculado ao Ibama, descobriu indícios de exploração clandestina de madeira na cidade de Prainha, no Pará. Como os madeireiros bloquearam o acesso ao local, a PF foi chamada. Quando os policiais chegaram, encontraram uma quantidade incrível de toras empilhadas no meio da mata: 46 000 metros cúbicos de madeira nobre. Para transportar tudo, seria preciso usar 1 500 carretas. Segundo o presidente do Instituto Chico Mendes, Rômulo Mello, o valor da carga, que será leiloada, é de 13 milhões de reais.

 

Divulgação

Um ex-garçom bilionário

A Gran Sapore é uma das líderes do mercado brasileiro de refeições corporativas. Ou seja, ganha dinheiro administrando restaurantes instalados dentro de grandes empresas. No ano passado, faturou 900 milhões de reais operando mais de 1 000 restaurantes. Em 2010, seu proprietário, o uruguaio Daniel Mendez, que começou a carreira como garçom, espera bater a marca de 1 bilhão de reais em faturamento. Para chegar a essa meta, ele avança sobre outros mercados latino-americanos. No México, já serve 50 000 refeições diárias e, na Colômbia, acaba de fechar um contrato de 250 000 dólares por ano, para alimentar os 3 500 funcionários da filial da Votorantim.

 

Colaborou Leonardo Coutinho


Eu também sou grande, pessoal!

Divulgação


A rede paulista Lojas Cem, especializada na venda de eletrodomésticos, sempre manteve em sigilo seus resultados financeiros. No mês passado, dois de seus principais concorrentes, Ricardo Eletro e Insinuante, uniram-se e anunciaram com estardalhaço ter alcançado o segundo lugar no ranking do varejo de bens duráveis. José Domingos Alves, sócio e o principal executivo das Lojas Cem, decidiu que era hora de abrir os números, para não desaparecer na paisagem. Sua rede ocupa o quarto lugar no mercado brasileiro, com 181 lojas e faturamento de 1,6 bilhão de reais por ano. A margem da sua operação é de 4,9% – mais que o dobro da média do mercado – e lhe garantiu 79 milhões de reais de lucro em 2009. O segredo das Lojas Cem? Alves compra todas as mercadorias à vista, e ele próprio financia seus clientes, com o velho carnê, sem intermediação bancária.

EDIÇÃO DA SEMANA
ACERVO DIGITAL
PUBLICIDADE
OFERTAS



Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados